A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AULA: 11/09/2013 TEMA: VISÃO GERAL DA ADMINISTRAÇÃO, ATRAVÉS DAS CONTRIBUIÇÕES DE TAYLOR E FAYOL PERÍODO 3 PROFESSOR WASHINGTON BRUM.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AULA: 11/09/2013 TEMA: VISÃO GERAL DA ADMINISTRAÇÃO, ATRAVÉS DAS CONTRIBUIÇÕES DE TAYLOR E FAYOL PERÍODO 3 PROFESSOR WASHINGTON BRUM."— Transcrição da apresentação:

1 AULA: 11/09/2013 TEMA: VISÃO GERAL DA ADMINISTRAÇÃO, ATRAVÉS DAS CONTRIBUIÇÕES DE TAYLOR E FAYOL PERÍODO 3 PROFESSOR WASHINGTON BRUM

2 ADMINISTRAÇÃO Levantaremos algumas reflexões sobre a administração, com base nos estudos de Silva (2005). O referido autor assinala que a administração está relacionada com o alcance de objetivos por meio de esforços de outras pessoas (p.5). A teoria da administração articula com o trabalho das pessoas em função dos objetivos a serem atingidos. Na aula de hoje, estudaremos sobre a administração clássica. Veja abaixo algumas de suas características: Estrutura formal; Ênfase no produto final; Fluxo hierárquico / de cima para baixo; Pessoas vista como instrumentos de trabalho ou elementos do processo produtivo.

3 O estudo da administração aponta que a teoria clássica foi a pioneira, tendo se iniciado a partir das contribuições de Frederick W. Taylor. Neste modelo administrativo, a mão-de-obra, ou seja, a pessoa não assumia centralidade, a ênfase era no processo e na divisão do trabalho. FREDERICK W. TAYLOR (1985 – 1915) Engenheiro, nascido na Pensilvânea, Estados Unidos. Revolucionou o processo produtivo,trouxe para dentro das fábricas o método científico e a racionalização do trabalho a partir das contribuições da ciência. Com base em seus estudos na fábrica, criou o termo vadiagem sistemática, na medida em que apontou que os operários produziam apenas um terço (1/3) do qie poderiam produzir. Tal constatação evidenciou que as fábricas deixavam de lucrar em função desta vadiagem. Para Taylor, a vadiagem sistemática nãoocorria por culpa dos operários,mas pelo não planejamento das atividades pelos gerentes e pela ausência de adequação da produção (SILVA, 2005, P.118).

4 A INOVAÇÃO DE TAYLOR NA ADMINISTRAÇÃO: A RACIONALIZAÇÃO DO TRABALHO A PARTIR DOOLHAR DO ENGENHEIRO E DO MÉTODO CIENTÍFICO Seus estudos se dividem em duas fases: 1)A primeira em 1903 com o lançamento do livro (administração de oficinas) - Uma de suas maiores críticas ao modelo administrativo da época era o não direcionamento do trabalho nas fábricas. Não havia planejamento. Este livro apresentou as propostas técnicas para racionalização do trabalho que objetivava maior lucratividade e eficiência. Sua essência pode ser resumida nos tópicos a seguir: O objetivo de uma boa administração era pagar altos salários e ter baixos custos de produção; Aplicar métodos científicos de pesquisa e experimento, a fim de formular princípios e estabelecer processos padronizados para o controle das operações de produção; Os empregados tinham de ser cientificamente colocador em postos em que os materiais e condições de trabalho fossem cientificamente selecionados, para que as normas pudessem ser cumpridas;

5 Os empregados deviam ser cientificamente treinados para desenvolver aptidões; A alta admnistração devia desenvolver uma atmosfera de cooperação para com os trabalhadores (SILVA, 2005, p.120). Os tópicos apresentados acima trazem, os fundamentos da proposta de Taylor para o processo produtivo, a ênfase no método científico = ciência e racionalização do trabalho. Chiavenato (2000, p.256 Apud. Silva e Santos, p.36 – 37), divide a racionalização do trabalho nas etapas abaixo: a)Análise do trabalho e estudo dos tempos e movimentos; b)Divisão do trabalho e especialização do operário; c)Desenho de cargos e salários; d)Incentivos salariais e prêmios de produção; e)Condições ambientais; f)Padronização dos métodos. As contribuições de Taylor trouxeram para a administração contribuições significativas, tais como: planejamento, orientação, controle e avaliação.

6 2) O segundo em 1911 com o livro (Princípios da Administração Científica), tendo como foco os operários, uma visão de baixo para cima, apontou que o trabalho intelectual, o pensamento não era para o operário. A este caberia o desenvolvimento da intenção apresentada pelo gerente ou superior, sendo este último o responsável pelo plano de ação de direcionamento do trabalho na fábrica. HENRI FAYOL E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A ADMINISTRAÇÃO De origem burguesa (1841 – 1925), nasceu em Constantinopla, França. Graduou-se em Engenharia. Trabalhou sua vida inteira em uma única empresa de minérios onde assumiu aos 25 anos o cargo de gerente. Depois de um tempo a empresa apresentou dificuldades e sinal de desgaste, foi então que Fayol assumiu o cargo de Diretor Geral. (SILVA, 2005, P.144). Fayol é tido como o mais notável teórico da administração, reconheceu que qualquer grupo necessita de administração para desenvolver-se. De suas contribuições, assinalamos: HABILIDADE ADMNISTRATIVA CONHECIMENTO TECNOLÓGICO

7 UNIDADE DE COMANDO CADEIA HIERÁRQUICA DE COMANDO SEPARAÇÃO DE PODERES, CENTRALIZAÇÃO E ORDEM. Uma de suas proposições de grande importância dizia respeito a centralidade da administração para a organização, na medida em que o ensino de técnicas e habilidades assumiam a centralidade. Para ele a teoria significa um conjunto de princípios, regras, métodos e procedimentos validados a partir de sua testagem e verificação. Defendia a profissionalização e o estudo da administração. De acordo com Silva (2205), fayol define administração como a realização das atividades administrativas, que são função de previsão, organização, comando, coordenação e controle. Ele tirou a ênfase das oficinas e trouxe o problema da administração para o nível da direção geral, considerando sua totalidade. Com base nas proposições de Silva (2005), a seguir apresentaremos os princípios gerais da administração de Fayol. Tais princípios são considerados universais, podem ser aplicados em qualquer tipo de organização.

8 · Divisão do trabalho: consiste na especialização das tarefas e das pessoas para aumentar a eficiência. · Autoridade e responsabilidade: autoridade é o direito de dar ordens e o poder de esperar obediência, responsabilidade é uma consequência natural da autoridade. Ambos devem estar equilibrados entre si. · Disciplina: depende da obediência, aplicação, energia, comportamento e respeito aos acordos estabelecidos. · Unidade de comando: cada empregado deve receber ordens de apenas um superior. É o princípio da autoridade única. · Unidade de direção: uma cabeça é um plano para cada grupo de atividades que tenham o mesmo objetivo. · Subordinação de interesses individuais aos interesses gerais: os interesses gerais devem sobrepor-se aos interesses particulares.

9 · Remuneração do pessoal: deve haver justa e garantida satisfação para os empregados e para a organização em termos de retribuição. · Centralização: refere-se à concentração da autoridade no topo da hierarquia da organização. · Cadeia escalar: é a linha de autoridade que vai do escalão mais alto ao mais baixo. É o princípio de comando. · Ordem: um lugar para cada coisa e cada coisa em seu lugar. É a ordem material e humana. · Equidade: amabilidade e justiça para alcançar a lealdade do pessoal. · Estabilidade e duração (num cargo) do pessoal: a rotação tem um impacto negativo sobre a eficiência da organização. Quanto mais tempo uma pessoa permanecer num cargo tanto melhor.

10 · Iniciativa: a capacidade de visualizar um plano e assegurar seu sucesso. · Espírito de equipe: harmonia e união entre as pessoas são grandes forças para a organização. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA: Parte II. Capítulo 4 e 5.In. Silva, R. O. Teorias da administração. São Paulo: Pioenria, 2001.


Carregar ppt "AULA: 11/09/2013 TEMA: VISÃO GERAL DA ADMINISTRAÇÃO, ATRAVÉS DAS CONTRIBUIÇÕES DE TAYLOR E FAYOL PERÍODO 3 PROFESSOR WASHINGTON BRUM."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google