A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Língua Portuguesa Língua Portuguesa Ponto 3 Sintaxe e Semântica (Sintaxe)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Língua Portuguesa Língua Portuguesa Ponto 3 Sintaxe e Semântica (Sintaxe)"— Transcrição da apresentação:

1 Língua Portuguesa Língua Portuguesa Ponto 3 Sintaxe e Semântica (Sintaxe)

2 Enunciado lógico organizado de acordo com as regras gramaticais e com um sentido completo Código oral: frase marcada por uma determinada entoação Código escrito: frase iniciada por maiúscula e terminada com um sinal gráfico de pontuação:., ;, ?, !, … A frase

3 Geralmente construída com um verbo conjugado Casos em que a frase não apresenta verbo, estando este subentendido É este carro? Esse mesmo, obrigado. Casos de frases constituídas por uma única palavra Alto! Verdade?

4 Entoação da frase Curva melódica efectuada pela voz humana ao pronunciar as palavras e as frases A entoação que damos à frase faz com que essa mesma seja perfeitamente compreendida

5 Tipos de frase Declarativo: O Pedro leu um livro. Interrogativo: Leste o livro? Exclamativo: O livro é excelente! Imperativo: Lê o livro!

6 Formas de frase Afirmativa / Negativa Activa / Passiva Enfática (sobretudo no código oral) acentua mais vivamente uma ideia, dando maior expressividade à frase. A ênfase é conseguida através da introdução de alguns elementos na frase: é que, cá, lá, …

7 Tipos e Formas de frase Uma frase pertence necessariamente a um dos quatro tipos, o qual pode combinar-se com uma ou mais formas. O carro não foi comprado pelo João? (Tipo Interrogativo formas passiva e negativa)

8 Frase e Oração Uma oração = unidade gramatical organizada à volta de um verbo, dentro de uma frase Uma frase pode conter uma ou mais orações –Frase simples ou monooracional (constituída por uma única oração 1 só verbo conjugado). Ele leu o livro. –Frase complexa ou plurioracional (constituída por duas ou mais orações). Ele leu o livro e adorou.

9 Frase Simples - Constituintes da oração Constituintes fundamentais: –Sujeito = ser ou objecto sobre o qual se afirma ou nega alguma coisa.Sujeito –Predicado = aquilo que se declara acerca do sujeitoPredicado

10 Outros constituintes: –Complemento directo / indirectodirectoindirecto –Predicativo do sujeito / complemento directodo sujeito complemento directo –AtributoAtributo –VocativoVocativo –ApostoAposto –Agente da passivaAgente da passiva –Complemento determinativoComplemento determinativo –Complementos circunstanciaisComplementos circunstanciais Frase Simples - Constituintes da oração

11 Frase complexa: coordenação Várias orações da mesma natureza podem ser coordenadas umas às outras através de conjunções ou locuções coordenativas. Eu comi amendoins e bebi cerveja. As orações coordenadas não dependem uma das outras; podem separar-se.

12 Frase complexa: coordenação Orações coordenadas copulativas (orações ligadas por uma ideia de adição= e; nem; também; não só... Mas também): Não comi cerejas nem ameixas. A Paula comprou vestidos e calças.

13 Frase complexa: coordenação Orações coordenadas adversativas estão ligadas por uma ideia de oposição (mas; porém; contudo, todavia; não obstante): Gosto de ler, mas prefiro passear. Orações coordenadas disjuntivas estão ligadas por uma ideia de alternativa (ou... Ou; nem... Nem; ora... Ora)

14 Frase complexa: coordenação Orações coordenadas conclusivas (a segunda oração apresenta-se como uma conclusão da primeira (pois, portanto, por conseguinte): O Paulo não estudou, portanto não fez o exame.

15 Frase complexa: coordenação Orações coordenadas explicativas (a oração introduzida pela conjunção explicativa: pois, porquanto; justifica a ideia apresentada pela oração anterior. O Paulo atrasou-se pois teve um furo.

16 Frase complexa: subordinação As orações subordinadas estão dependentes das orações subordinantes. O gato miou (subordinante) porque foi perseguido (subordinada). Esta dependência pode ser estabelecida por conjunções ou locuções subordinativas, pronomes relativos, pronomes ou advérbios interrogativos.

17 Frase complexa: subordinação Orações subordinadas relativas Orações subordinadas completivas ou integrantes Orações subordinadas adverbiais ou circunstanciais Orações subordinadas infinitivas Orações subordinadas gerundivas Orações subordinadas participiais

18 Frase complexa: subordinação Orações subordinadas relativas são introduzidas por pronome relativo que as ligam ao seu antecedente (nome ou pronome). O aluno que estuda passa de ano. As orações subordinadas relativas podem ser adjectivas ou substantivas.

19 Frase complexa: subordinação Orações relativas adjectivas restritivas limitam o sentido da oração, não podem ser suprimidas. O menino que partiu o vidro terá de o pagar. Orações relativas adjectivas explicativas não são indispensáveis ao sentido da frase, podem suprimir-se. Os rapazes, que brincavam no parque, foram punidos.

20 Frase complexa: subordinação As orações relativas substantivas podem ser completivas integrantes ou completivas interrogativas indirectas.

21 Frase complexa: subordinação Orações subordinadas completivas integrantes servem de complemento directo, de sujeito do verbo da oração subordinante. Peço-te que venhas. Não é justo que tantos passem fome.

22 Frase complexa: subordinação Orações subordinadas completivas interrogativas indirectas desempenham a função de complemento directo. Diz-me quantos anos tens. Diz-me como correu o fim-de-semana. Perguntaram se tu ias ao cinema.

23 Frase complexa: subordinação As orações adverbiais/circunstanciais podem ser causais, temporais, finais, condicionais, comparativas, concessivas e consecutivas.

24 Frase complexa: subordinação Orações subordinadas causais indicam uma circunstância de causa. Ontem não vieste porque estiveste doente. Orações subordinadas temporais indicam uma circunstância de tempo. Compraremos um carro quando tivermos dinheiro.

25 Frase complexa: subordinação Orações subordinadas finais indicam uma circunstância de fim. Digo-te tudo isto para que não erres futuramente. Orações subordinadas condicionais indicam uma condição, uma circunstância hipotética. Irei contigo a Roma se conseguir dinheiro.

26 Frase complexa: subordinação Orações subordinadas comparativas estabelecem uma comparação com a subordinante. Tal como eles foram patriotas, assim nós o seremos. Orações subordinadas consecutivas indicam uma consequência do que é enunciado na subordinante. Choveu tanto que não pudemos sair.

27 Frase complexa: subordinação Orações subordinadas concessivas exprimem uma concessão (pode haver dificuldades, mas a acção realizar-se-á). Iremos à Serra da Estrela ainda que neve.

28 Frase complexa: subordinação Orações subordinadas infinitivas têm o verbo no infinitivo. Por ter caído ficou magoado. Para o distrair fomos ao cinema. Orações subordinadas gerundivas têm o verbo no gerúndio. Os turistas chegaram à Serra, caindo neve com abundância.

29 Frase complexa: subordinação Orações subordinadas participiais têm o verbo no particípio. O médico chegou finalmente, prestados já os primeiros socorros. Resolvida a contenda, entrava-se agora num entendimento pacífico.


Carregar ppt "Língua Portuguesa Língua Portuguesa Ponto 3 Sintaxe e Semântica (Sintaxe)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google