A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TAXONOMIA DE PTERIDÓFITAS NEOTROPICAIS Prof. Dr. Alexandre Salino (UFMG) Chaves de identificação das divisões de plantas vasculares sem semente (pteridófitas)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TAXONOMIA DE PTERIDÓFITAS NEOTROPICAIS Prof. Dr. Alexandre Salino (UFMG) Chaves de identificação das divisões de plantas vasculares sem semente (pteridófitas)"— Transcrição da apresentação:

1 TAXONOMIA DE PTERIDÓFITAS NEOTROPICAIS Prof. Dr. Alexandre Salino (UFMG) Chaves de identificação das divisões de plantas vasculares sem semente (pteridófitas) 1a. Caule verde com nós e entrenós ocos; esporângios em esporangioforos; esporos com elatérios Equisetophyta (Equisetaceae) 1b. Caule não verde, ou se verdes não ocos; esporângios não em esporangioforos; esporos sem elatérios a. Esporângios 2-3 em sinagio sustentado por apêndices caulinar furcado; caule aéreo verde; folha escamiformes e sem nervuras; raízes ausentes Psilotophyta (Psilotaceae) 2b. Esporângios mais do que 3, reunidos em sinâgios ou não e situados nas folhas; caule aéreo vários, porém não verdes; folhas com uma ou mais nervuras; raízes presentes a. Folhas com apenas uma nervura; esporângio 1 por folha e situados na axila da mesma Lycopodiophyta 3b. Folhas com mais de uma nervura; esporângios numerosos por folha e variavelmente localizados Polypodiophyta

2

3 Chaves de identificação dos gêneros de Lycopodiaceae ocorrentes no Brasil 1a. Caule ramificado isotomicamente em toda extensão, sem caule principal alongado e de crescimento indeterminado; raízes geralmente formando um tufo basal; esporofilos e folhas vegetativas semelhantes, se menores, persistentes e verdes após a dispersão dos esporos; estes não subpeltados e efêmeros; esporos foveolado-fossulados Huperzia 1b. Caule ramificado anisotomicamente em toda a sua extensão, os ramos diferenciados em caules principais alongados, de crescimento indeterminado, rizomatosos ou reptantes, longo escandentes e geralmente em sistemas de râmulos determinados; esporofilos profundamente modificados, efêmeros, diferentes das folhas vegetativas, peltados ou subpeltados, agregados em estróbilos terminais compactos; esporos reticulados ou rugosos a. Estróbilos eretos, sésseis ou pedunculados, formados em sistemas de râmulos que partem dorsalmente do caule principal; células de epiderme da parede lateral do esporângio sinuosas, internamente lignificadas; esporos reticulado Lycopodium 2b. Estróbilos pendentes ou eretos e terminando em ramos simples ou até duas vezes furcados que partem dorsalmente do caule reptante; epiderme das parees dos esporângios reta, lisa, não sinuosa, não lignificada, exceto nos espessamentos nodulares e semianulares; esporos rugosos Lycopodiella

4 - Apenas 01 gênero em todo o mundo: Selaginella 14 espécies nativas em São Paulo Estão distribuídas em três subgêneros: - Heterostachys Baker (com 1 só espécie: Selaginella muscosa Spring) - Stachygynandrum (P. Beauv.) Baker (12 espécies) - Tetragonostachys Jermy. (com 1 só espécie: Selaginella sellowii Hieron., Selaginellaceae Bibliografia consultada: HIRA, R.Y.; PRADO, J. Selaginellaceae Willk. no Estado de São Paulo, Brasil. Rev. bras. Bot. [online], vol.23, n.3, pp , 2000.

5 Espécie ibérica (Espanha)

6 Selaginella

7 Figura 1: A-E: Selaginella sellowii. F: ramo terminal. G: detalhe do ramo. H: microfilo

8 Figura 1: A-E: Selaginella muscosa. A: vista dorsal do ramo. B: vista ventral do ramo. C: microfilo dorsal. D: microfilo lateral. Figura 1: A-E: Selaginella convoluta. K: vista dorsal do ramo. L: vista ventral do ramo. M: microfilo dorsal. N: microfilo lateral. O: microfilo axilar Figura 1: A-E: Selaginella contigua. F: vista dorsal do ramo. G: vista ventral do ramo. H: microfilo dorsal. I: microfilo lateral.

9 Rizóforos de Selaginella denticulata Fonte:

10

11 Figura 3: A-E: Selaginella marginata. A: vista dorsal do ramo. B: vista ventral do ramo. C: microfilo dorsal. D: microfilo lateral. E: microfilo axilar


Carregar ppt "TAXONOMIA DE PTERIDÓFITAS NEOTROPICAIS Prof. Dr. Alexandre Salino (UFMG) Chaves de identificação das divisões de plantas vasculares sem semente (pteridófitas)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google