A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROFA. LUCILA PESCE CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO Diferentes concepções Conteúdos e competências Sobre aprendizagens Projetos alternativos Das grades às.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROFA. LUCILA PESCE CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO Diferentes concepções Conteúdos e competências Sobre aprendizagens Projetos alternativos Das grades às."— Transcrição da apresentação:

1 PROFA. LUCILA PESCE CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO Diferentes concepções Conteúdos e competências Sobre aprendizagens Projetos alternativos Das grades às redes Currículo único ou diversificado? Atores responsáveis

2 PROFA. LUCILA PESCE CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO Diferentes Concepções - Currículo: multiplicidade de usos Rol de disciplinas? Organização geral da escola? Conjunto de atividades, expreriências e aprendizagens escolares? - A partir de 60, currículo para além da prescrição: como percurso educacional, sob enfoque da execução (currículo oculto), como contextos culturais, guiado por questões sociológicas, políticas e epistemológicas. - Currículo Oculto: normas, valores e crenças não declaradas que são transmitidas aos estudantes através da estrutura subjacente do significado e no conteúdo formal das relações sociais da escola e na vida em sala de aula (Giroux,1997, p ). - Currículo, não é neutro, é social e culturalmente datado, reflete uma concepção de mundo, de sociedade e de educação, implica relações de poder, sendo o centro da ação educativa.

3 PROFA. LUCILA PESCE CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO Diferentes Concepções Quatro grandes modelos curriculares, situados em paradigmas: Tradicional - circular-consensual Tecnicista - técnico-linear: ênfase na eficiência e rendimento escolar. (no Brasil década de 70 - ditadura militar) De reconstrução social - dinâmico-dialógico: teoria crítica do currículo; qualidade para que setor social? (no Brasil, final dos anos 80: política de descompressão - retorno a Marx, Gramsci e Freire). Centrado no aprendiz - unicidade da pessoa, mudanças individuais. Todos eles - falhas e orientações próprias a toda e qualquer simplificação. Problema central: seleção, organização, apresentação e seqüência do conhecimento.

4 PROFA. LUCILA PESCE CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO Diferentes Concepções Fontes do currículo - considerações de natureza: Sócio-cultural: necessidade do aluno/sociedade. Epistemológica: como a disciplina se articula à área de conhecimento. Psicopedagógica: características psico-evolutivas do aluno. O que e como ensinar???? Necessidades e desejos do aprendiz e da sociedade. O que o conhecimento requer para ser construído? Condições do aluno para aprender.

5 PROFA. LUCILA PESCE Aprendizagem significativa. Diretrizes curriculares da CEB e do CEE (texto da unidade 1.3) Resolução CEB nº 2/1998. Indicação CEE nº 8/2001. Não é a aprendizagem que deve se ajustar ao ensino, mas sim o ensino que deve potencializar a aprendizagem. CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO Diferentes Concepções

6 PROFA. LUCILA PESCE CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO Diferentes Concepções PCNs - documento inserido num conjunto mais amplo de política de valorização da área educacional: - Ações políticas a ela relacionadas: formação profissional (debate coletivo e constante sobre ensino-aprendizagem), política de salários, utilização de materiais didáticos (qualidade livro didático - PNLD), recursos tecnológicos. - Função: orientar e garantir a coerência dos investimentos educacinonais. - Natureza aberta / proposta flexível: não é homogêneo, nem impositivo; deve ser ajustado às demandas e peculiaridades locais; prevê o trabalho com a diversidade cultural; prevê autonomia da escola e dos professores para elaborar e implementar o currículo da escola, em consonância com a comunidade. - Meta: igualdade entre os cidadãos e busca da qualidade educacional.

7 PROFA. LUCILA PESCE CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO Conteúdos e competências - Habilidades: saber fazer. - Objetivos dos PCNs:desenvolvimento das capacidades cognitiva, física, afetiva, estética, ética do sujeito em formação, de modo a promover sua inserção no mundo como cidadão crítico. - Conteúdos: conceituais, procedimentais, atitudinais. - Competência: (Rios) * demanda do mercado e demanda social; * dimensões técnica, política e ética.

8 PROFA. LUCILA PESCE Educação Realidade Visão crítica de currículo Como as questões de poder penetram na escola? As diretrizes educacionais não são meramente técnicas, mas prioritariamente éticas e políticas.

9 PROFA. LUCILA PESCE Ética Política Currículo © Lucila Oliveira Desde Dewey: currículo e suas dimensões. Pessoal

10 PROFA. LUCILA PESCE CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO Conteúdos e competências Planejamento por competências: - Como e de que forma os alunos desenvolvem competências? - Como preparar estes alunos reais para a cidadania e o trabalho e que competências estão ligadas a isso? - Que conteúdos curriculares contribuem para tais competências? (da competência aos conteúdos) - Que organização curricular mais se adequa a esta realidade? (por blocos e competências comuns, por temas ou projetos...) - Ênfase no aprender a fazer: trabalho por problemas e por projetos.

11 PROFA. LUCILA PESCE CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO Conteúdos e competências Competências do professor (Perrenoud): 1. organizar e dirigir situações de aprendizagens 2. administrar a progressão das aprendizagens 3. conceber e fazer evoluir os dispositivos de diferenciação 4. Envolver os alunos em suas aprendizagens e em seu trabalho 5. Trabalhar em equipe 6. Participar da administração da escola 7. Informar e envolver os pais 8. Utilizar novas tecnologias 9. Enfrentar os deveres e dilemas éticos da profissão 10. Administrar sua própria formação contínua

12 PROFA. LUCILA PESCE CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO Sobre aprendizagens Quatro pilares da Educação - Comissão Delors: Aprender a aprender Aprender a fazer Aprender a ser Aprender a conviver Aprender a aprender: construção de hipóteses e de argumentação; espírito crítico; trabalho coletivo; autonomia (com intervenção do professor, colegas, família, comunidade...); participação construtiva. Considerar a complexidade e provisoriedade do conhecimento. Educação entendida em sentido pleno: formação do cidadão do mundo.

13 PROFA. LUCILA PESCE CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO Projetos alternativos Função do projeto - favorecer a criação de estratégias de organização dos conhecimentos escolares em relação: - ao tratamento da informação; - à articulação de diferentes conteúdos em torno de problemas que facilitem aos alunos a construção de seus conhecimentos, - à transformação da informação procedente dos diferentes saberes disciplinares em conhecimento próprio.

14 PROFA. LUCILA PESCE CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO Das grades às redes - Organização curricular em grade: * compartimentação do conhecimento. * hierarquia das áreas: carga horária e avaliação. - Organização curricular em rede: * articulação das áreas de conhecimento. * hierarquia flexível das áreas de conhecimento, de acordo com as competências a serem desenvolvidas. * os projetos de aprendizagem apontam a relevância das áreas de conhecimento e dos conteúdos a serem trabalhados.

15 PROFA. LUCILA PESCE Currículo Relações de domínio e subordinação Currículo único: nacional homogêneo, hegemônico, produzindo identidades sociais (rotinas e rituais institucionais cotidianos); portanto como mantenedor do status quo. CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO Currículo único ou diversificado?

16 PROFA. LUCILA PESCE Educação Política cultural APPLE Política do conhecimento único: Política do conhecimento único: modos de dominação e reprodução sociais do capital econômico e cultural. Reprodução de classes: conteúdo e organização curricular; avaliação. CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO Currículo único ou diversificado?

17 PROFA. LUCILA PESCE CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO Currículo único ou diversificado? Currículo diversificado: conteúdos curriculares relevantes à demanda local. (pluralidade cultural) Questionamento da tradição curricular homogeneizadora, que, ao negar a diversidade, acentuou as diferenças. Proposta: diferenciação (descentralização, autonomia, auto gestão, retorno ao local. Ações: ponto de partida diferente; ampliação de prazos; normas de convivência escolar como conteúdo; familiarização dos conceitos; organização curricular via PROPED, em parceria com comunidade.

18 PROFA. LUCILA PESCE CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO Atores responsáveis Com efeito, assim como qualquer organista executa qualquer sinfonia olhando para a partitura, a qual ele não fosse capaz de compor nem executar de cor só com a voz ou com o órgão, assim também por que é que não há o professor de ensinar na escola todas as coisas, se tudo aquilo que deverá ensinar e, bem assim, os modos como há de ensinar, o tem escrito como em uma partitura? Comenius (1627), Didática Magna

19 PROFA. LUCILA PESCE CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO Atores responsáveis Para organizar um currículo - preocupações didáticas, sociais, políticas e filosóficas: - Que valores, atitudes e conhecimentos estão implicados nos objetivos educacionais desta escola/sala? - Os conhecimentos servem a quais interesses? - Como se transmite a cultura escolar nas aulas e como deveria se fazer? - Que organização didática, de tempos e espaços adotar? Não há respostas simples e generalistas, porque currículo sãoinvenções sociais (Moreira, 2001), implicando uma seleção cultural, num dado momento histórico; daí a sua não neutralidade.

20 PROFA. LUCILA PESCE CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO


Carregar ppt "PROFA. LUCILA PESCE CONVERSANDO SOBRE CURRÍCULO Diferentes concepções Conteúdos e competências Sobre aprendizagens Projetos alternativos Das grades às."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google