A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Desligue o Telemóvel. Vigília Pascal E deixa-me sentir, o fogo do amor, Aqui dentro de mim Senhor.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Desligue o Telemóvel. Vigília Pascal E deixa-me sentir, o fogo do amor, Aqui dentro de mim Senhor."— Transcrição da apresentação:

1 Desligue o Telemóvel

2 Vigília Pascal

3 E deixa-me sentir, o fogo do amor, Aqui dentro de mim Senhor

4

5

6 A luz de Cristo Graças a Deus (Acólitos acendem as velas)

7

8 E deixa-me sentir, o fogo do amor, Aqui dentro de mim Senhor

9 PRECÓNIO PASCAL Exulte de alegria a multidão dos Anjos, exultem as assembleias celestes, ressoem hinos de glória, para anunciar o triunfo de tão grande Rei. Rejubile também a terra, inundada por tão grande claridade, porque a luz de Cristo, o Rei eterno, dissipa as trevas de todo o mundo. Alegre-se a Igreja, nossa mãe, adornada com os fulgores de tão grande luz, e ressoem neste templo as aclamações do povo de Deus.

10 V. O Senhor esteja convosco. R. Ele está no meio de nós. V. Corações ao alto. R. O nosso coração está em Deus. V. Dêmos graças ao Senhor nosso Deus. R. É nosso dever, é nossa salvação.

11 É verdadeiramente nosso dever, é nossa salvação proclamar com todo o fervor da alma e toda a nossa voz os louvores de Deus invisível, Pai omnipotente, e do seu Filho Unigénito, Jesus Cristo, nosso Senhor. Ele pagou por nós ao eterno Pai a dívida por Adão contraída e com seu Sangue precioso apagou a condenação do antigo pecado.

12 Celebramos hoje as festas da Páscoa, em que é imolado o verdadeiro Cordeiro, cujo Sangue consagra as portas dos fiéis. Esta é a noite, em que libertastes do cativeiro do Egipto os filhos de Israel, nossos pais, e os fizestes atravessar a pé enxuto o Mar Vermelho. Esta é a noite, em que a coluna de fogo dissipou as trevas do pecado.

13 Esta é a noite, que liberta das trevas do pecado e da corrupção do mundo aqueles que hoje por toda a terra crêem em Cristo, noite que os restitui à graça e os reúne na comunhão dos Santos. Esta é a noite, em que Cristo, quebrando as cadeias da morte, Se levanta glorioso do túmulo. Oh admirável condescendência da vossa graça! Oh incomparável predilecção do vosso amor!

14 Para resgatar o escravo entregastes o Filho. Oh necessário pecado de Adão, que foi destruído pela morte de Cristo! Oh ditosa culpa, que nos mereceu tão grande Redentor! Esta noite santa afugenta os crimes, lava as culpas; restitui a inocência aos pecadores, dá alegria aos tristes.

15 Oh noite ditosa, em que o céu se une à terra, em que o homem se encontra com Deus! Nesta noite de graça, aceitai, Pai santo, este sacrifício vespertino de louvor, que, na oblação deste círio, pelas mãos dos seus ministros Vos apresenta a santa Igreja. Nós Vos pedimos, Senhor, que este círio, consagrado ao vosso nome,

16 Oh noite ditosa, em que o céu se une à terra, em que o homem se encontra com Deus! Nesta noite de graça, aceitai, Pai santo, este sacrifício vespertino de louvor, que, na oblação deste círio, pelas mãos dos seus ministros Vos apresenta a santa Igreja. Nós Vos pedimos, Senhor, que este círio, consagrado ao vosso nome,

17 arda incessantemente para dissipar as trevas da noite; e, subindo para Vós como suave perfume, junte a sua claridade à das estrelas do céu. Que ele brilhe ainda quando se levantar o astro da manhã, aquele astro que não tem ocaso, Jesus Cristo vosso Filho, que, ressuscitando de entre os mortos, iluminou o género humano com a sua luz e a sua paz e vive glorioso pelos séculos dos séculos.

18 (Apagam-se as Velas) Irmãos caríssimos, Depois de iniciarmos solenemente esta Vigília, ouçamos agora, de coração tranquilo, a palavra de Deus. Meditemos como Deus, outrora salvou o seu povo e como, na plenitude dos tempos, enviou Jesus Cristo, nosso Salvador. Oremos para que Deus realize esta obra pascal de salvação e seja consumada a redenção do mundo.

19 Gen. 1, 1. 2,1

20 LEITURA I Gen. 1, 1. 2,1 Leitura do Livro do Génesis No princípio, Deus criou os céus e a terra. A terra estava deserta e vazia; as trevas cobriam a superfície do abismo e o Espírito de Deus pairava sobre as águas. Deus disse: "Faça-se a luz!" E a luz apareceu. Deus viu que a luz era boa, e separou a luz das trevas. Deus chamou DIA à luz, e NOITE às trevas.

21 LEITURA I Gen. 1, 1. 2,1 Veio a tarde e em seguida, a manhã: era o primeiro dia. Deus disse: "Haja um firmamento no meio das águas, para as manter separadas uns das outras. Deus fez o firmamento e separou as águas que estavam debaixo do firmamento das águas que estavam por cima dele. E ao firmamento chamou CÉU.

22 LEITURA I Gen. 1, 1. 2,1 Veio a tarde, e em seguida a manhã: foi o segundo dia. Disse Deus : "juntem-se as águas que estão debaixo do firmamento num só lugar, e apareça a terra seca." E assim sucedeu. À parte seca Deus chamou TERRA, e mar ao conjunto das águas E Deus viu que isto era bom. Deus disse:

23 LEITURA I Gen. 1, 1. 2,1 "cubra-se a terra de verdura, ervas que dêem sementes e árvores do fruto, que produzam sobre a terra frutos com a sua semente segundo a própria espécie." E assim sucedeu. A terra produziu verdura: erva que produze semente segundo a sua espécie, e árvores que dão frutos com a sua semente, segundo a própria

24 LEITURA I Gen. 1, 1. 2,1 espécie. Deus viu que isso era bom. Veio a tarde e em seguida, a manhã: foi o terceiro dia. Deus disse: "Haja luzeiros no firmamento do céu para distinguirem o dia da noite; e servirem de sinais para as festas, os dias e os anos, para que brilhem no firmamento do céu e iluminam a terra".

25 LEITURA I Gen. 1, 1. 2,1 E assim sucedeu. Deus fez os dois grandes luzeiros: o maior para presidir ao dia, e o menor para presidir à noite; e fez também as estrelas. Deus colocou-os no firmamento do céu para iluminarem a terra, para presidirem ao dia e à noite, e separarem a luz das trevas. Deus viu que isso era bom.

26 LEITURA I Gen. 1, 1. 2,1 Veio a tarde e em seguida a manhã: foi o quarto dia. Disse Deus: "Povoem as águas de inúmeros seres vivos, e voem aves na terra sobe o firmamento do céu. "Deus criou os monstros marinhos e todos os seres vivos que se movem nas águas, segundo as suas espécies, e todos os animais voadores, segundo as suas espécies.

27 LEITURA I Gen. 1, 1. 2,1 Deus viu que isso era bom. Deus abençoou-os dizendo: "Crescei e multiplicai-vos, enchei as águas do mar, e multipliquem-se as aves sobre a terra." Veio a tarde e seguida a manhã: foi o quinto dia. Deus disse: "Produza a terra seres vivos segundo as suas espécies: animais domésticos, répteis e animais selvagens,

28 LEITURA I Gen. 1, 1. 2,1 segundo as suas espécies." E assim sucedeu. Deus fez os animais selvagens segundo as suas espécies, os animais domésticos segundo as suas espécies e todos os répteis da terra, segundo as suas espécies. Deus viu que isso era bom. Disse Deus: «Façamos o homem à nossa imagem e semelhança.

29 LEITURA I Gen. 1, 1. 2,1 Domine sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os animais domésticos, sobre os animais selvagens e sobre todos os répteis que rastejam pela terra». Deus criou o ser humano à sua imagem, criou-o à imagem de Deus. Ele o criou homem e mulher. Deus abençoou-os, dizendo:

30 LEITURA I Gen. 1, 1. 2,1 «Crescei e multiplicai-vos, enchei e dominai a terra. Dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais que se movem na terra». Disse Deus: «Dou-vos todas as plantas com semente que existem em toda a superfície da terra, assim como todas as árvores de fruto com semente,

31 LEITURA I Gen. 1, 1. 2,1 para que vos sirvam de alimento. E a todos os animais da terra, a todas as aves do céu e a todos os seres vivos que se movem na terra dou as plantas verdes como alimento». E assim sucedeu. Deus viu tudo o que tinha feito: era tudo muito bom. Veio a tarde e, em seguida, a manhã:

32 LEITURA I Gen. 1, 1. 2,1 foi o sexto dia. Assim se completaram o céu e a terra e tudo o que eles contêm. Deus concluiu, no sétimo dia, a obra que fizera e, no sétimo dia, descansou do trabalho que tinha realizado. Palavra do Senhor Graças a Deus.

33

34 Salmo I Sal. 103(104) 1-2a, 5-6, 10 12, 13-14, 24, 35cRefrão: Mandai Senhor o Vosso Espírito e renovai a terra

35 ORAÇÃO (todos a pé) Senhor nosso Deus, que de modo admirável criastes o homem e de modo mais admirável o redimistes, dai-nos a graça de resistir às seduções do pecado com a sabedoria do espírito, para merecermos chegar às alegrias eternas. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amén.

36 Gén. 22, 1-2, 9a, 10-13, 15-18

37 LEITURA II Gén. 22, 1-2, 9a, 10-13, Leitura do Livro do Génesis Naqueles dias, Deus quis pôr à prova Abraão e chamou-o: «Abraão!». Ele respondeu: «Aqui estou». Deus disse: «Toma o teu filho, o teu único filho, a quem tanto amas, Isaac, e vai à terra de Moriá, onde o oferecerás em holocausto, num dos montes que Eu te indicar». Abraão levantou-se de manhã cedo,

38 LEITURA II Gén. 22, 1-2, 9a, 10-13, aparelhou o jumento, tomou consigo dois dos seus servos e o seu filho Isaac. Cortou a lenha para o holocausto e pôs-se a caminho do local que Deus lhe indicara. Ao terceiro dia, Abraão ergueu os olhos e viu de longe o local. Disse então aos servos: Ficai aqui com o jumento. Eu e o menino iremos além fazer adoração e voltaremos para junto de vós Abrão apanhou a lenha do holocausto e pô-la aos

39 LEITURA II Gén. 22, 1-2, 9a, 10-13, ombros do seu filho Isaac. Depois, tomou nas mãos o fogo e o cutelo, seguiram junto o caminho. Isaac disse a Abraão. Meu pai Ele respondeu: Que queres, meu filho? Isaac prosseguiu: Temos aqui fogo e lenha; mas onde está o cordeiro para o holocausto? Abrão respondeu: Deus providenciará o cordeiro para o holocausto, meu filho E continuaram junto o caminho.

40 LEITURA II Gén. 22, 1-2, 9a, 10-13, Quando chegaram ao local designado por Deus, Abraão levantou um altar e colocou a lenha sobre ele; depois, estendendo a mão, puxou do cutelo para degolar o filho. Mas o Anjo do Senhor gritou-lhe do alto do Céu: «Abraão, Abraão!». «Aqui estou, Senhor» – respondeu ele. O Anjo prosseguiu: «Não levantes a mão contra o menino, nem lhe faças mal algum.

41 LEITURA II Gén. 22, 1-2, 9a, 10-13, Agora sei que na verdade temes a Deus, uma vez que não Me recusaste o teu filho, o teu filho único». Abraão ergueu os olhos e viu atrás de si um carneiro, preso pelos chifres num silvado. Foi buscá-lo e ofereceu-o em holocausto, em vez do filho. Abraão deu ao local este nome; O senhor providenciará E ainda hoje se diz: Sobre a colina o Senhor providenciará

42 LEITURA II Gén. 22, 1-2, 9a, 10-13, O Anjo do Senhor chamou Abraão, do Céu, pela segunda vez, e disse-lhe: «Por Mim próprio te juro – oráculo do Senhor – já que assim procedeste e não Me recusaste o teu filho, o teu filho único, abençoar-te-ei e multiplicarei a tua descendência como as estrelas do céu e como a areia que está nas praias do mar, e a tua descendência

43 LEITURA II Gén. 22, 1-2, 9a, 10-13, conquistará as portas das cidades inimigas. Porque obedeceste à Minha voz, na tua descendência serão abençoadas todas as nações da Terra». Palavra do Senhor. Graças a Deus

44

45 Salmo II Sal. 15(16), 5, ,11Refrão: Guardai-me, Senhor, porque esperei em Vós.

46 ORAÇÃO (todos a pé) Deus de bondade, Pai supremo dos fiéis, que, pela graça da adopção, multiplicais na terra os filhos da promessa e, pelo sacrifício pascal, fizestes do vosso servo Abraão o pai de todas as nações, como tínheis prometido, concedei ao vosso povo a graça de corresponder dignamente ao vosso chamamento. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amén.

47 Ex. 14, 15 – 15, 1

48 LEITURA III Ex. 14, 15 – 15, 1 Leitura do Livro do Êxodo Naqueles dias, disse o Senhor a Moisés: «Porque estás a bradar por Mim? Diz aos filhos de Israel que se ponham em marcha. E tu ergue a tua vara, estende a mão sobre o mar e divide-o, para que os filhos de Israel entrem nele a pé enxuto. Entretanto, vou permitir que se endureça o coração dos egípcios,

49 LEITURA III Ex. 14, 15 – 15, 1 que hão-de perseguir os filhos de Israel. Manifestarei então a minha glória, triunfando do Faraó, de todo o seu exército, dos seus carros e dos seus cavaleiros. Os Egípcios reconhecerão que Eu sou o Senhor, quando Eu manifestar a minha glória, vencendo o Faraó, os seus carros e os seus cavaleiros». O Anjo de Deus, que seguia à frente do acampamento de Israel,

50 LEITURA III Ex. 14, 15 – 15, 1 deslocou-se para a retaguarda. A coluna de nuvem que os precedia veio colocar-se atrás do acampamento e postou-se entre o campo dos egípcios e o de Israel. A nuvem era tenebrosa de um lado, e do outro iluminava a noite, de modo que, durante a noite, não se aproximaram uns dos outros. Moisés estendeu a mão sobre o mar, e o Senhor fustigou o mar, durante a noite, com um forte vento de leste.

51 LEITURA III Ex. 14, 15 – 15, 1 O mar secou e as águas dividiram-se. Os filhos de Israel penetraram no mar a pé enxuto, enquanto as águas formavam muralha à direita e à esquerda. Os egípcios foram atrás deles: todos os cavalos do Faraó, os seus carros e cavaleiros os seguiram pelo mar dentro. Na vigília da manhã, o Senhor olhou da coluna de fogo e da nuvem para o acampamento dos egípcios e lançou nele

52 LEITURA III Ex. 14, 15 – 15, 1 a confusão. Bloqueou as rodas dos carros, que dificilmente se podiam mover. Então, os egípcios disseram: «Fujamos dos israelitas, que o Senhor combate por eles contra os egípcios». O Senhor disse a Moisés: «Estende a mão sobre o mar, e as águas precipitar-se-ão sobre os egípcios, sobre os seus carros e os seus cavaleiros». Moisés estendeu a mão sobre o mar e, ao romper da manhã,

53 LEITURA III Ex. 14, 15 – 15, 1 o mar retomou o seu nível normal, quando os egípcios fugiam na sua direcção. E o Senhor precipitou-os no meio do mar. As águas refluíram e submergiram os carros, os cavaleiros e todo o exército do Faraó, que tinham entrado no mar, atrás dos filhos de Israel. Nem um só escapou. Mas os filhos de Israel tinham andado pelo mar a pé enxuto, enquanto as águas formavam muralha à direita e à esquerda.

54 LEITURA III Ex. 14, 15 – 15, 1 Nesse dia, o Senhor salvou Israel das mãos dos egípcios, e Israel viu os egípcios mortos nas praias do mar. Viu também o grande poder que o Senhor exercera contra os egípcios, e o povo temeu o Senhor, acreditou nEle e em seu servo Moisés. Então Moisés e os filhos de Israel cantaram este hino em honra do Senhor:

55 LEITURA III Ex. 14, 15 – 15, 1 «Cantemos ao Senhor, que fez brilhar a sua glória, precipitou no mar o cavalo e o cavaleiro». Palavra do Senhor Graças a Deus

56

57 Salmo III Sal. Ex. 15, 1-2, 3-4, 5-6, (R. 1b)Refrão: Deus fez maravilhas: o seu nome é Senhor.

58 ORAÇÃO (todos a pé) Senhor nosso Deus, que iluminastes com a luz do Novo Testamento as maravilhas operadas nos tempos antigos, revelando no Mar Vermelho a imagem da fonte baptismal e no povo libertado da escravidão do Egipto os mistérios do povo cristão, fazei que todos os homens, elevados pela fé à dignidade de povo escolhido, se tornem em Cristo nova criação pela graça do vosso Espírito. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amén.

59 Is 54, 5-14

60 LEITURA IV Is 54, 5-14 Leitura do Livro de Isaías O teu Criador, Jerusalém, será o teu Esposo, e o seu nome é 'Senhor do Universo'. O teu Redentor será o Santo de Israel, que se chama 'Deus de toda a Terra'. Como à mulher abandonada e de alma aflita, o Senhor volta a chamar-te: 'A esposa da juventude poderá ser repudiada?', – diz o teu Deus –.

61 LEITURA IV Is 54, 5-14 Por um momento, abandonei-te, mas no meu grande amor volto a chamar-te. Num acesso de ira, escondi de ti a minha face, mas na minha misericórdia eterna, tive compaixão de ti, diz o Senhor, teu Redentor. Comigo sucede como no tempo de Noé, quando jurei que as águas do dilúvio não mais invadiriam a terra. Assim Eu juro não tornar a irritar-Me contra ti, não voltar a ameaçar-te.

62 LEITURA IV Is 54, 5-14 Ainda que sejam abaladas as montanhas, e vacilem as colinas, a minha misericórdia não te abandonará, a minha aliança de paz não vacilará, diz o Senhor, compadecido de ti. Pobre cidade, batida pela tempestade e desolada, vou assentar as tuas pedras sobre jaspe e o teus alicerces em safiras; vou fazer-te ameias de rubis, portas de cristal e todas as tuas muralhas de pedras preciosas.

63 LEITURA IV Is 54, 5-14 Todos os teus habitantes serão instruídos pelo Senhor e gozarão de uma grande paz. Serás fundada sobre a justiça, longe da violência, porque nada terás a temer, longe do pavor, porque não poderá atingir- te. Palavra do Senhor. Graças a Deus

64

65 Salmo IV Sal. 29(30), 2, 4, 5-6, 11-12a. 13bRefrão: Eu Vos glorifico, Senhor, porque me salvastes. Eu Vos glorifico, Senhor

66 ORAÇÃO (todos a pé) Deus eterno e omnipotente, multiplicai, para glória do vosso nome, a descendência que prometestes aos nossos pais por causa da sua fé e aumentai pela adopção divina os filhos da promessa, de modo que a vossa Igreja possa ver como já se cumpriu o que os santos Patriarcas esperaram e creram. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amén.

67 Is. 55, 1-11

68 LEITURA V Is. 55, 1-11 Leitura do Livro de Isaías Eis o que diz o Senhor: «Todos vós que tendes sede, vinde à nascente das águas. Vós que não tendes dinheiro, vinde, comprai e comei. Vinde e comprai, sem dinheiro e sem despesa, vinho e leite. Porque gastais o vosso dinheiro naquilo que não alimenta e o vosso trabalho naquilo que não sacia?

69 LEITURA V Is. 55, 1-11 Ouvi-Me com atenção e comereis o que é bom; saboreareis manjares suculentos. Prestai-Me ouvidos e vinde a Mim; escutai- Me e vivereis. Firmarei convosco uma aliança eterna, com as graças prometidas a David. Fiz dele um testemunho para os povos, um chefe e um legislador das nações. Chamarás povos que não conhecias; nações que não te conheciam acorrerão a ti,

70 LEITURA V Is. 55, 1-11 por causa do Senhor teu Deus, do Santo de Israel que te glorificou. Procurai o Senhor enquanto Se pode encontrar, invocai-O enquanto está perto. Deixe o ímpio o seu caminho e o homem perverso os seus pensamentos. Converta-se ao Senhor, que terá compaixão dele, ao nosso Deus, que é generoso em perdoar. Porque os meus pensamentos não são os vossos, nem os vossos caminhos são os meus

71 LEITURA V Is. 55, 1-11 – oráculo do Senhor. Tanto quanto os céus estão acima da terra, assim os meus caminhos estão acima dos vossos e acima dos vossos estão os meus pensamentos. E assim como a chuva e a neve que descem do céu não voltam para lá sem terem regado a terra, sem a haverem fecundado e feito produzir, para que dê a semente ao semeador e o pão para comer,

72 LEITURA V Is. 55, 1-11 assim a palavra que sai da minha boca não volta sem ter produzido o seu efeito, sem ter cumprido a minha vontade, sem ter realizado a sua missão». Palavra do Senhor. Graças a Deus

73

74 Salmo V Is. 12, 2-3, 4bde, 5-6Refrão: Das fontes da salvação, saciai-vos na alegria. Saciai-vos na alegria.

75 ORAÇÃO (todos a pé) Deus eterno e omnipotente, única esperança do mundo, que na palavra dos Profetas anunciastes os mistérios dos tempos presentes, aumentai no vosso povo o desejo dos bens celestes, porque nenhum dos vossos fiéis pode crescer na virtude sem a inspiração da vossa graça. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amén.

76 Baruc. 3, 9-15, 32 – 4, 4

77 LEITURA VI Baruc. 3, 9-15, 32 – 4, 4 Leitura do Livro de Baruc Escuta, Israel, os mandamentos da vida; inclina os teus ouvidos para aprenderes a prudência. Porque será, Israel, que te encontras em país inimigo e envelheces em terra estrangeira? Porque te contaminaste com os mortos, foste contado entre os que descem ao sepulcro e abandonaste a fonte da Sabedoria.

78 LEITURA VI Baruc. 3, 9-15, 32 – 4, 4 Se tivesses seguido o caminho de Deus, viverias em paz eternamente. Aprende onde está a prudência, onde está a força e a inteligência, para conheceres também onde se encontra a longevidade e a vida, onde está a luz dos olhos e a paz. Quem descobriu a morada da Sabedoria? Quem penetrou nos seus tesouros? Aquele que tudo sabe conhece-a;

79 LEITURA VI Baruc. 3, 9-15, 32 – 4, 4 descobriu-a com a sua inteligência Aquele que firmou a terra para sempre, enchendo- a de animais quadrúpedes, Aquele que envia a luz e ela vai, que a chama e ela obedece-Lhe tremendo. As estrelas brilham vigilantes nos seus postos cheias de alegria; Ele chama por elas e respondem: «Aqui estamos» e resplandecem alegremente para Aquele que as criou.

80 LEITURA VI Baruc. 3, 9-15, 32 – 4, 4 Este é o nosso Deus, e nenhum outro se Lhe pode comparar. Penetrou todos os caminhos da Sabedoria e mostrou-os a Jacob seu servo, a Israel seu predilecto. Depois, ela apareceu sobre a terra e habitou no meio dos homens. Ela é o livro dos mandamentos de Deus e a lei que permanece eternamente. Os que a seguirem alcançarão a vida, mas aqueles que a abandonarem morrerão.

81 LEITURA VI Baruc. 3, 9-15, 32 – 4, 4 Volta, Jacob e abraça-a, caminha para o esplendor da sua luz. Não cedas a outros a tua glória, nem os teus privilégios a uma nação estrangeira. Felizes de nós, Israel, porque nos foi revelado o que agrada a Deus. Palavra do Senhor. Graças a Deus

82

83 Salmo VI Sal. 18(19), 8, 9, 10, 11Refrão: Senhor, Senhor, Vós tendes palavras de vida eterna. Vós Tendes palavras de vida eterna.

84 ORAÇÃO (todos a pé) Senhor nosso Deus, que fazeis crescer continuamente a vossa Igreja chamando para ela todos os povos, defendei com a vossa protecção os que purificais nas águas do Baptismo. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amén.

85 Ez. 36, 16-33

86 LEITURA VII Ez. 36, Leitura da profecia de Ezequiel A palavra do Senhor foi-me dirigida nestes termos: «Filho do homem, quando os da casa de Israel habitavam na sua terra, mancharam-na com o seu proceder e as suas obras. Fiz-lhes então sentir a minha indignação, por causa do sangue que haviam derramado no país e dos ídolos com que o tinham profanado.

87 LEITURA VII Ez. 36, Dispersei-os entre as nações, espalhei-os entre os outros povos; julguei-os segundo o seu proceder e as suas obras. Em todas as nações para onde foram, profanaram o meu santo nome; e por isso se dizia deles: 'São o povo do Senhor: tiveram de deixar a sua terra'. Quis então salvar a honra do meu santo nome, que a casa de Israel profanara entre as nações para onde tinha ido. Por isso, diz à casa de Israel:

88 LEITURA VII Ez. 36, Assim fala o Senhor Deus: Não faço isto por causa de vós, israelitas, mas por causa do meu santo nome, que profanastes entre as nações para onde fostes. Manifestarei a santidade do meu grande nome, profanado por vós entre as nações para onde fostes. E as nações reconhecerão que Eu sou o Senhor – oráculo do Senhor Deus –

89 LEITURA VII Ez. 36, quando a seus olhos Eu manifestar a minha santidade, a vosso respeito. Então retirar-vos-ei de entre as nações, reunir- vos-ei de todos os países, para vos restabelecer na vossa terra. Derramarei sobre vós água pura e ficareis limpos de todas as imundícies; e purificar-vos-ei de todos os falsos deuses. Dar-vos-ei um coração novo e infundirei em vós um espírito novo.

90 LEITURA VII Ez. 36, Arrancarei do vosso peito o coração de pedra e dar-vos-ei um coração de carne. Infundirei em vós o meu espírito e farei que vivais segundo os meus preceitos, que observeis e ponhais em prática as minhas leis. Habitareis na terra que dei a vossos pais; sereis o meu povo e Eu serei o vosso Deus». Palavra do Senhor. Graças a Deus

91

92 Salmo VII Sal. 41(42), 2-3.5bed; 42(43), 3-4Refrão: Como o veado anseia plas águas Vivas, Assim, minh alma anseia por Vós Senhor.

93 ORAÇÃO (todos a pé) Senhor nosso Deus, que nos instruís com as páginas do Antigo e do Novo Testamento para celebrarmos o mistério pascal, abri os nossos corações para compreendermos a vossa misericórdia, a fim de que, ao recebermos os dons presentes, se confirme em nós a esperança dos bens eternos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus na unidade do Espírito Santo. Amén.

94 Acendem-se as velas do altar e do povo.

95 Solista: Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens por Ele amados. Glória a Deus, na terra e nos céus, Glória, Gloria, Paz na Terra. Senhor Deus, Rei dos Céus, Deus Pai Todo-Poderoso, nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos glorificamos, nós Vos damos graças, por Vossa imensa glória. Levantem-se as Velas

96 Glória a Deus, na terra e nos céus, Glória, Glória, Paz na Terra. Senhor Jesus Cristo, Filho Unigénito, Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai: Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós; Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica; Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós.

97 Gl ó ria a Deus, na terra e nos céus, Gl ó ria, Gl ó ria, Paz na Terra Só Vós sois o Santo; só Vós, sois o Senhor; só Vós, o Altíssimo, Jesus Cristo; com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Ámen! A –A –A -Ámen! Apagam-se as Velas

98 ORAÇÃO (todos a pé) Deus de infinita bondade, que fazeis resplandecer esta sacratíssima noite com a gloria da ressurreição do Senhor. Renovai na vossa Igreja o Espirito da adopção filial, para que, renovados no corpo e na alma, nos entreguemos plenamente ao vosso serviço. Por nosso Senhor jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do espirito Santo. Amén.

99

100 Irmãos: Todos nós que fomos baptizados em Jesus Cristo fomos baptizados na sua morte. Fomos sepultados com Ele pelo Baptismo na sua morte, para que, assim como Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do Pai, também nós vivamos uma vida nova. Se, na verdade, estamos totalmente unidos a Cristo pela semelhança da sua morte, também o estaremos pela semelhança da sua ressurreição. Bem sabemos que o nosso homem velho foi crucificado com Cristo, para que fosse destruído o corpo do pecado e não mais fôssemos escravos dele. Quem morreu está livre do pecado. Se morremos com Cristo, acreditamos que também com Ele viveremos, sabendo que, uma vez ressuscitado dos mortos, Cristo já não pode morrer; a morte já não tem domínio sobre Ele. Porque na morte que sofreu, Cristo morreu para o pecado de uma vez para sempre; Mas a sua vida é uma vida para Deus. Assim vós também, considerai- vos mortos para o pecado e vivos para Deus, em Cristo Jesus. Palavra do Senhor.

101 Bem sabemos que o nosso homem velho foi crucificado com Cristo, para que fosse destruído o corpo do pecado e não mais fôssemos escravos dele. Quem morreu está livre do pecado. Se morremos com Cristo, acreditamos que também com Ele viveremos, sabendo que, uma vez ressuscitado dos mortos, Cristo já não pode morrer; a morte já não tem domínio sobre Ele. Porque na morte que sofreu, Cristo morreu para o pecado de uma vez para sempre; Mas a sua vida é uma vida para Deus. Assim vós também, considerai-vos mortos para o pecado e vivos para Deus, em Cristo Jesus. Palavra do Senhor.

102 Porque na morte que sofreu, Cristo morreu para o pecado de uma vez para sempre; Mas a sua vida é uma vida para Deus. Assim vós também, considerai-vos mortos para o pecado e vivos para Deus, em Cristo Jesus. Palavra do Senhor. Graças a Deus

103 Sal. 117 (118), 1-2, 16ab-17, Aleluia. Aleluia. Aleluia. Aclamação Sal. 117 (118), 1-2, 16ab-17, Aleluia. Aleluia. Aleluia.

104 Mt. 28, 1-10.

105 EVANGELHO Mt. 28, O Senhor esteja convosco, Ele está no meio de Nós. Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo segundo S. Mateus Glória a Vós, Senhor!

106 EVANGELHO Mt. 28, Depois do sábado, ao raiar do primeiro dia da semana, Maria Madalena e a outra Maria foram visitar o sepulcro. De repente, houve um grande terramoto: o Anjo do Senhor desceu do Céu e, aproximando-se, removeu a pedra do sepulcro e sentou-se sobre ela. O seu aspecto era como um relâmpago e a sua túnica branca como a neve. Os guardas começaram a tremer de medo e ficaram como mortos.

107 EVANGELHO Mt. 28, O Anjo tomou a palavra e disse às mulheres: «Não tenhais medo; sei que procurais Jesus, o Crucificado. Não está aqui: ressuscitou, como tinha dito. Vinde ver o lugar onde jazia. E ide depressa dizer aos discípulos: 'Ele ressuscitou dos mortos e vai adiante de vós para a Galileia. Lá O vereis'. Era o que tinha para vos dizer».

108 EVANGELHO Mt. 28, As mulheres afastaram-se rapidamente do sepulcro, cheias de temor e grande alegria, e correram a levar a notícia aos discípulos. Jesus saiu ao seu encontro e saudou-as. Elas aproximaram-se, abraçaram-Lhe os pés e prostraram-se diante dEle.

109 EVANGELHO Mt. 28, Disse-lhes então Jesus: «Não temais. Ide avisar os meus irmãos que partam para a Galileia. Lá Me verão». Palavra da salvação. Gloria a Vós Senhor.

110

111 Tudo recomeça com a visita das mulheres. Foram para ungir o corpo e encontraram os anjos. São Mateus conta de forma diferente a visita das mulheres ao sepulcro. Ele quer mostrar uma maior intervenção de Deus na história do homem e utiliza a ideia de terramoto, um anjo que vem do céu e que se aproxima, que remove a pedra e que se senta sobre ela; o seu aspecto é como o do relâmpago e as suas vestes são brancas como a neve.

112 Estas imagens que ele usa são bem conhecidas dos leitores no Antigo Testamento. Ao lado do sepulcro vazio aparecem dois grupos de pessoas: as mulheres e os guardas. Representam dois modos opostos de se entender a manifestação de Deus. A primeira reação a ser registada é o medo: os soldados que estavam de guarda ao verem o anjo, começaram a tremer de medo e ficaram como mortos.

113 Às mulheres, símbolo da comunidade, o anjo diz não tenhais medo. O mundo do pecado e da morte teme, mas a comunidade nova alegra-se. As mulheres abandonam rapidamente o lugar do sepulcro e correm a anunciar aos irmãos que Cristo está vivo. Perante os mesmos factos, os guardas fazem a sua escolha: deixam-se corromper pelo dinheiro, como tinha já acontecido com Judas. Os apóstolos que vieram para ver, não encontraram o corpo nem chegaram a encontrar os anjos, mas viram as roupas bem arrumadas que, quem quer que tivesse roubado o corpo de Jesus, não tivera tempo de levar. Ao ouvir as palavras dos anjos as mulheres pensaram que alguém O tinha roubado, tal como os romanos disseram mais tarde: Os seus discípulos roubaram-No. Mas o que iriam fazer com um cadáver? Como é que os soldados que dormiam podiam saber que os ladrões eram os seus próprios discípulos? E porque é que até hoje não se encontrou o Seu cadáver? Porque escolheu Jesus uma mulher para revelar tão grande mensagem ao mundo? Na crucificação não conhecemos nenhuma mulher a cooperar na condenação e na crucificação. Pelo contrário, muitas estão presentes a ajudar e a chorar. Foram as últimas a abandoná-lo morto e inclusive após a morte vinham trazer perfumes ao seu sepulcro (Mc16, 1). As mulheres são abençoadas por Deus com todas as boas qualidades do amor, da compaixão, da simpatia, da maternidade, da simplicidade, do carinho, etc. Tentemos fazer crescer e proteger estas qualidades e seremos melhores mensageiros do amor de Cristo. Os primeiros cristãos baptizavam os catecúmenos durante a noite de Páscoa. A esta assembleia ninguém faltava, porque a cerimónia lembrava-lhes que tinham morrido para a vida de pagãos, e que pelo mergulho na água tinham renascido para a vida nova em Cristo. Ao erguer-se da água, o catecúmeno recebia um nome novo, simbolizando a morte do homem antigo e o nascimento do homem novo. É o dia que assinala a passagem das obras da carne às obras do Espírito: dos desregramentos sensuais, imoralidades, libertinagem, idolatria, superstição, inimizades, discórdias, ciúmes, divisões, ao amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, modéstia e domínio de si. Assim, hoje é o dia em que somos abençoados pela água do baptismo. Por este gesto, todos nós, baptizados, nos lembramos do dia em que renascemos em Cristo. Este ano temos 7 catecúmenos para receber o dom de Deus. Muitos parabéns a todos os catecúmenos, aos familiares, aos que os acompanharam na sua formação para receberem este dom. Hoje é o dia em que se renovam as promessas do baptismo. Renovemos as nossas promessas de baptismo, pela rejeição de Satanás e de todas as suas obras e seduções, e a aceitar Jesus como Deus e o Salvador, revestindo-nos do "homem novo" ao despir o "homem velho". Deus vos abençoe.

114 Os apóstolos que vieram para ver, não encontraram o corpo nem chegaram a encontrar os anjos, mas viram as roupas bem arrumadas que, quem quer que tivesse roubado o corpo de Jesus, não tivera tempo de levar. Ao ouvir as palavras dos anjos as mulheres pensaram que alguém O tinha roubado, tal como os romanos disseram mais tarde: Os seus discípulos roubaram-No. Mas o que iriam fazer com um cadáver?

115 Como é que os soldados que dormiam podiam saber que os ladrões eram os seus próprios discípulos? E porque é que até hoje não se encontrou o Seu cadáver? Porque escolheu Jesus uma mulher para revelar tão grande mensagem ao mundo? Na crucificação não conhecemos nenhuma mulher a cooperar na condenação e na crucificação. Pelo contrário, muitas estão presentes a ajudar e a chorar.

116 Foram as últimas a abandoná-lo morto e inclusive após a morte vinham trazer perfumes ao seu sepulcro (Mc16, 1). As mulheres são abençoadas por Deus com todas as boas qualidades do amor, da compaixão, da simpatia, da maternidade, da simplicidade, do carinho, etc. Tentemos fazer crescer e proteger estas qualidades e seremos melhores mensageiros do amor de Cristo.

117 Os primeiros cristãos baptizavam os catecúmenos durante a noite de Páscoa. A esta assembleia ninguém faltava, porque a cerimónia lembrava-lhes que tinham morrido para a vida de pagãos, e que pelo mergulho na água tinham renascido para a vida nova em Cristo. Ao erguer-se da água, o catecúmeno recebia um nome novo, simbolizando a morte do homem antigo e o nascimento do homem novo.

118 É o dia que assinala a passagem das obras da carne às obras do Espírito: dos desregramentos sensuais, imoralidades, libertinagem, idolatria, superstição, inimizades, discórdias, ciúmes, divisões, ao amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, modéstia e domínio de si. Assim, hoje é o dia em que somos abençoados pela água do baptismo.

119 Por este gesto, todos nós, baptizados, nos lembramos do dia em que renascemos em Cristo. Este ano temos 7 catecúmenos para receber o dom de Deus. Muitos parabéns a todos os catecúmenos, aos familiares, aos que os acompanharam na sua formação para receberem este dom. Hoje é o dia em que se renovam as promessas do baptismo.

120 Renovemos as nossas promessas de baptismo, pela rejeição de Satanás e de todas as suas obras e seduções, e a aceitar Jesus como Deus e o Salvador, revestindo-nos do "homem novo" ao despir o "homem velho". Deus vos abençoe. Assim Seja.

121

122 Chamada dos Catecúmen os

123 CatecúmenosPadrinhos Daniel Alexandre da Fonseca Sardo Sr. Carlos Jorge Moreia Antunes Diana Jorge da Silva Sra. Ana Isabel Pateira Jorge Alves Gabriel Alexandre da Fonseca Sardo Sr. Carlos Jorge Moreia Antunes Marta Sofia Sousa Rolinho Sra. Lídia Maria Brito Santos Quaresma Patrícia Alexandra Correia Rodrigues Sra. Susana Maria da Silva Rocha dos Santos Pedro Miguel Marques de Jesus Sr. Ricardo Jorge Manteigas de Matos Sra. Marta Cristina Margarida Lopes Policarpo Ricardo Nuno Paulo Agostinho Sr. Joaquim Deolindo da Conceição Lourenço Sra. Ana Miguel Bico Frade Souto e Silva Lourenço.

124 Liturgia baptismal. Ajudemos com as nossas preces estes nossos irmãos, preparados para receberem a vida nova do baptismo. Oremos a Deus nosso Pai, para que, na sua grande misericórdia, os guie e acompanhe até à fonte baptismal.

125 Ladainha dos santos Senhor tende piedade de nós (2) Cristo tende piedade de nós (2) Senhor tende piedade de nós (2) 1- Santa Maria mãe de Deus/ Rogai por nós/ São Miguel/ Rogai por nós/ Santos Anjos de Deus/ Rogai por nós/ São João Batista/ Intercedei por nós.

126 Ladainha dos santos 2- São José/ Rogai por nós/ São Pedro e São Paulo/ Rogai por nós/ Santo André/ Rogai por nós/ São João/ Intercedei por nós. 3- Santa Maria Madalena/ Rogai por nós/ Santo Estevão e São Tarcisio/ Rogai por nós/ Santo Inácio de Antioquia e São João de Brito/ Rogai por nós/ São Lourenço/ Intercedei por nós.

127 Ladainha dos santos 4- Santas Perpétua e Felicidade/ Rogai por nós/ Santa Inês/ Rogai por nós/ São Gregório/ Rogai por nós Santo Agostinho/ Intercedei por nós. 5- Santo Atanásio/ Rogai por nós/ São Basílio e São Martinho / Rogai por nós/ São Martinho de Dume e São Frutuoso / Rogai por nós/ São Geraldo e São Bento/ Intercedei por nós.

128 Ladainha dos santos 6- São Francisco e São Domingos/ Rogai por nós São António de Lisboa e São João de Deus/ Rogai por nós/ São Francisco Xavier e São João Maria Vianey/ Rogai por nós/ Santa Isabel de Portugal e Santa Catarina de Sena/ Intercedei por nós. 7- Santa Tereza de Jesus/ Rogai por nós/ Santa Tereza de Ávila/ Rogai por nós/ Santos Mártires dos nossos tempos/ Rogai por nós/ Todos os Santos e Santa de Deus/ Intercedei por nós.

129 Ladainha dos santos 8- Sede-nos propício/ Livrai-nos Senhor Para que nos livreis de todo o mal/ Livrai-nos Senhor Para que nos livreis de todo o pecado/ Livrai-nos Senhor Para que nos livreis da morte eterna/ Ouvi-nos Senhor 9- Pela vossa encarnação/ Livrai-nos Senhor Pela vossa morte e ressurreição/ Livrai-nos Senhor Pela efusão do Espírito Santo/ Livrai-nos Senhor Apesar de nossos pecados/ Ouvi-nos Senhor

130 Ladainha dos santos Para que vos digneis dar a nova vida aos que chamastes ao Batismo / Ouvi-nos Senhor Jesus Filho de Deus vivo/ Ouvi-nos Senhor/ (3x) Cristo, ouvi-nos/ Cristo, atendei-nos/ Cristo, atendei-nos.

131 Bênção da água Lustral Senhor nosso Deus: Pelo vosso poder invisível, realizais maravilhas nos vossos sacramentos. Ao longo dos tempos preparastes a água para manifestar a graça do Baptismo. Logo no princípio do mundo, o vosso Espírito pairava sobre as águas, prefigurando o seu poder de santificar. Nas águas do dilúvio destes-nos uma imagem do Baptismo, sacramento da vida nova, porque as águas significam ao mesmo tempo o fim do pecado e o princípio da santidade. Aos filhos de Abraão fizestes atravessar a pé enxuto o Mar Vermelho, para que esse povo, liberto da escravidão, fosse a imagem do povo santo dos baptizados. O vosso Filho, Jesus Cristo, ao ser baptizado por João Baptista nas águas do Jordão, recebeu a unção do Espírito Santo; suspenso na cruz, do seu lado aberto fez brotar sangue e água e, depois de ressuscitado, ordenou aos seus discípulos: «Ide e ensinai todos os povos e baptizai-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo». Olhai agora, Senhor, para a vossa Igreja e dignai-Vos abrir para ela a fonte do Baptismo. Receba esta água, pelo Espírito Santo, a graça do vosso Filho Unigénito, para que o homem, criado à vossa imagem, no sacramento do Baptismo seja purificado das velhas impurezas e ressuscite homem novo pela água e pelo Espírito Santo.

132 Bênção da água Lustral Nas águas do dilúvio destes-nos uma imagem do Baptismo, sacramento da vida nova, porque as águas significam ao mesmo tempo o fim do pecado e o princípio da santidade. Aos filhos de Abraão fizestes atravessar a pé enxuto o Mar Vermelho, para que esse povo, liberto da escravidão, fosse a imagem do povo santo dos baptizados.

133 Bênção da água Lustral O vosso Filho, Jesus Cristo, ao ser baptizado por João Baptista nas águas do Jordão, recebeu a unção do Espírito Santo; suspenso na cruz, do seu lado aberto fez brotar sangue e água e, depois de ressuscitado, ordenou aos seus discípulos: «Ide e ensinai todos os povos e baptizai-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo».

134 Bênção da água Lustral Olhai agora, Senhor, para a vossa Igreja e dignai-Vos abrir para ela a fonte do Baptismo. Receba esta água, pelo Espírito Santo, a graça do vosso Filho Unigénito, para que o homem, criado à vossa imagem, no sacramento do Baptismo seja purificado das velhas impurezas e ressuscite homem novo pela água e pelo Espírito Santo.

135 Bênção da água Lustral (Introduzindo, o círio pascal na água) Desça sobre esta água, Senhor, por vosso Filho, a virtude do Espírito Santo, para que todos, sepultados com Cristo na sua morte pelo Baptismo, com Ele ressuscitem para a vida. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

136

137 És agua viva, és vida nova, e todo o dia me batizas outras vez Me fazes renascer, me fazes reviver, eu quero a água desta fonte de onde vem.

138

139 Unção depois do baptismo Deus todo-poderoso Pai de nosso Senhor jesus Cristo, que te concedeu o perdão de todos os pecados e te deu uma vida nova pela água e pelo espirito Santo, agora que fazes parte do seu povo unge-te com o Crisma da salvação, para que permaneças, eternamente, membro de Cristo sacerdote, profeta e rei. Amén.

140 Imposição da veste branca Agora és nova criatura e estás revestido de Cristo. (recebem a Veste branca) Recebe a veste branca, e apresenta-a, sem mancha, no tribunal de nosso Senhor Jesus Cristo, para viveres eternamente com Ele. Padrinhos e madrinhas aproximem-se para entregar a luz ao seu afilhados, que acabam de receber o baptismo. (os padrinhos acendem as velas de Cirio Pascal e entregam aos afilhados)

141 Agora és luz em Cristo. Vive sempre como filho/ filha da luz. Persevera na fé. Para que, quando o Senhor vier, possas ir ao seu encontro com todos os Santos, no reino dos céus. Amén.

142 Celebração da Confirmação. Acabaste de ser batizado. No baptismo recebeste uma vida nova em Cristo e começaste a ser membro de Cristo e do seu povo sacerdotal. Vais agora receber o Espirito santo que já desceu sobre nós, o mesmo Espirito que foi enviado pelo Senhor sobre os Apóstolos, no dia de Pentecostes e que por eles e pelos seus sucessores, é dado aos que receberam o baptismo. Também tu receberás a força do Espirito Santo que jesus prometeu.

143 Celebração da Confirmação. Essa força torna-te conforme o Cristo, de maneira mais perfeita. Assim poderás dar testemunho da paixão e ressurreição do Senhor e ser membro activo da Igreja, para que o corpo de Cristo seja edificado na fé e na caridade.

144 Celebração da Confirmação. Oremos, irmãos a Deus pai todo-poderoso, para que, sobre estes novos membros da Igreja, derrama agora o Espirito Santo, que o fortaleça com a abundância dos seus dons e, pela sua unção espiritual, o torne imagem perfeita de Cristo, Filho de Deus. Todos oram em Silêncio Deus todo-poderosos, Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, Que, pela água e pelo espirito Santo, Destes uma vida nova a estes vossos servos E os libertastes do pecado, enviai sobre eles o Espirito Santo Paráclito; Dai-lhes, Senhor, O espirito de sabedoria e de inteligência, O espirito de conselho e de fortaleza, O espirito de ciência e de piedade, E enchei-os do espírito do vosso temor. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

145 Celebração da Confirmação. Destes uma vida nova a estes vossos servos E os libertastes do pecado, enviai sobre eles o Espirito Santo Paráclito; Dai-lhes, Senhor, O espirito de sabedoria e de inteligência, O espirito de conselho e de fortaleza, O espirito de ciência e de piedade, E enchei-os do espírito do vosso temor. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

146 Celebração da Confirmação. N, RECEBE, POR ESTE SINAL, O ESPIRITO SANTO, O DOM DE DEUS. R. Amén. N, A paz esteja contigo R: Amén.

147

148 Renovação das promessas do baptismo (ascendem as velas) Irmãos caríssimos: Pelo mistério pascal, fomos sepultados com Cristo no Baptismo, para vivermos com Ele uma vida nova. Por isso, tendo terminado os exercícios da observância quaresmal, renovemos as promessas do santo Baptismo, pelas quais renunciámos outrora a Satanás e às suas obras e prometemos servir fielmente a Deus na santa Igreja Católica.

149 Renovação das promessas do baptismo Sacerdote: Renuncias a Satanás? (elevando as velas todos) Sim, renuncio E a todas as suas obras? (elevando as velas todos) Sim, renuncio E a todas as suas seduções? (elevando as velas todos) Sim, renuncio Credes em Deus, pai todo-poderoso, criador do céu e da terra? Todos: Sim, creio Credes em Jesus Cristo, seu único Filho, Nosso Senhor que nasceu da Virgem maria, padeceu e foi sepultado, ressuscitou dos mortos e está sentado à direita do pai? Todos: Sim, creio Credes no espirito Santo, na santa Igreja católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne e na vida eterna? Todos: Sim, creio Deus todo-poderoso, pai de nosso senhor Jesus Cristo, que nos fez renascer pela água e pelo Espirito santo e nos perdoou todos os pecados, nos guarda com a sua graça, em Jesus Cristo nosso Senhor, para a vida eterna. Amen

150 Credes em Jesus Cristo, seu único Filho, Nosso Senhor que nasceu da Virgem maria, padeceu e foi sepultado, ressuscitou dos mortos e está sentado à direita do pai? Todos: Sim, creio Credes no espirito Santo, na santa Igreja católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne e na vida eterna? Todos: Sim, creio Deus todo-poderoso, pai de nosso senhor Jesus Cristo, que nos fez renascer pela água e pelo Espirito santo e nos perdoou todos os pecados, nos guarda com a sua graça, em Jesus Cristo nosso Senhor, para a vida eterna. Amen

151 Deus todo-poderoso, pai de nosso senhor Jesus Cristo, que nos fez renascer pela água e pelo Espirito santo e nos perdoou todos os pecados, nos guarda com a sua graça, em Jesus Cristo nosso Senhor, para a vida eterna. Amen

152 Após a aspersão devem apagar as velas

153

154 I rmãs e irmãos: Iluminados pela claridade da Ressurreição de Cristo, elevemos até Ele a nossa oração unânime, para que a alegria da Páscoa chegue ao mundo inteiro, dizendo com a alma em festa: Cristo, ouvi-nos. Cristo, atendei-nos A Cristo, nosso Senhor, que pela sua Ressurreição alegra a santa Igreja, para que abençoe os pastores e os fiéis, oremos, irmãos. Cristo, ouvi-nos. Cristo, atendei-nos

155 A Cristo, nosso Senhor, que pela sua Ressurreição venceu o mal, para que dê a paz ao mundo inteiro, oremos, irmãos. Cristo, ouvi-nos. Cristo, atendei-nos A Cristo, nosso Senhor, que pela sua Ressurreição nos trouxe a vida, para que não perca nenhum dos baptizados nesta santa noite, oremos, irmãos. Cristo, ouvi-nos. Cristo, atendei-nos

156 A Cristo, nosso Senhor, que pela sua Ressurreição dissipa as trevas, para que ilumine toda a nossa comunidade (paroquial), oremos, irmãos. Cristo, ouvi-nos. Cristo, atendei-nos A Cristo, nosso Senhor, que pela sua Ressurreição venceu a morte, para que dê a vida eterna aos que morreram, oremos, irmãos. Cristo, ouvi-nos. Cristo, atendei-nos

157 Senhor Jesus Cristo, que sois glorificado pelos Anjos no Céu e, na terra, sois aclamado pelos fiéis, salvai todos os homens e enchei de alegria a santa Igreja. Vós que sois Deus com o Pai na unidade do Espírito Santo. Amén.

158

159 O Senhor Ressuscitou Aleluia, Aleluia Porque canta ao mundo na noite que morre, As estrelas já brilham, Os soldados estremecem Porquê tantos medos, se o senhor ressuscitou Maria desolada chorando junto ao túmulo Não vendo o Senhor, não esconde a Sua dor Mas eis que o Senhor, se revela na Sua luz

160 Orai, Irmãos para que o meu e vosso sacrifício seja aceite por Deus Pai todo-poderoso. Todos: receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, para honra e glória do seu nome, para nosso bem e de toda a santa Igreja

161 (Todos de pé) ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS Aceitai, Senhor, com estas oferendas, as orações dos vossos fiéis e fazei que o sacrifício inaugurado no mistério pascal nos sirva de remédio para a vida eterna. Por Nosso Senhor, Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amén.

162 Prefácio V. O Senhor esteja convosco. R. Ele está no meio de nós. V. Corações ao alto. R. O nosso coração está em Deus. V. Dêmos graças ao Senhor nosso Deus. R. É nosso dever, é nossa salvação.

163 Senhor, Pai santo, Deus eterno e omnipotente, é verdadeiramente nosso dever, é nossa salvação que sempre Vos louvemos, mas com maior solenidade nesta noite em que Cristo, nossa Páscoa, foi imolado. Ele é o Cordeiro de Deus que tirou o pecado do mundo: morrendo destruiu a morte e ressuscitando restaurou a vida.

164 Por isso, na plenitude da alegria pascal, exultam os homens por toda a terra e com os Anjos e os Santos proclamam a vossa glória cantando numa só voz:

165

166 Sac: Vós, Senhor, sois verdadeiramente santo, sois a fonte de toda a santidade. Reunidos na vossa presença, em comunhão com toda a igreja, ao celebrarmos a noite santíssima da ressurreição de nosso Senhor Jesus Cristo segundo a carne, humildemente Vos suplicamos. Santificai estes dons, derramando sobre eles o Vosso Espírito, de modo a que se convertam para nós, no Corpo e Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo.

167 (Todos ajoelham) Na hora em que Ele Se entregava, para voluntariamente sofrer a morte, tomou o pão e, dando graças, partiu-o e deu-o aos seus discípulos, dizendo: Tomai, todos, e comei: isto é o meu Corpo que será entregue por vós.

168 De igual modo, no fim da Ceia, tomou o cálice e, dando graças, deu-o aos seus discípulos, dizendo: Tomai, todos, e bebei: este é o cálice do meu Sangue o Sangue da nova e eterna aliança, que será derramado por vós e por todos, para remissão dos pecados. Fazei isto em memória de mim.

169 Mistério da Fé! Anunciamos, Senhor, a vossa morte, proclamamos a vossa ressurreição. Vinde, Senhor Jesus!

170 Sac. Celebrando agora, Senhor, o memorial da morte e ressurreição de vosso Filho nós Vos oferecemos o pão da vida e o cálice da salvação e Vos damos graças porque nos admitistes à vossa presença para Vos servir nestes santos mistérios. Humildemente Vos suplicamos que, participando no Corpo e Sangue de Cristo, sejamos reunidos, pelo Espírito Santo, num só corpo.

171 Lembrai-Vos, Senhor, da vossa Igreja, dispersa por toda a terra, e tornai-a perfeita na caridade em comunhão com o Papa Francisco, e o nosso Patriarca Manuel, os bispos auxiliares e todos aqueles que estão ao serviço do vosso povo. Lembrai-Vos também dos nossos irmãos que adormeceram na esperança da ressurreição, e de todos aqueles que na vossa misericórdia partiram deste mundo:

172 admiti-os na luz da vossa presença. Tende misericórdia de nós, Senhor, e dai- nos a graça de participar na vida eterna, com a Virgem Maria, Mãe de Deus, São José seu esposo, os bem-aventurados Apóstolos e todos os Santos que desde o princípio do mundo viveram na vossa amizade, para cantarmos os vossos louvores, por Jesus Cristo, vosso Filho.

173 Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a Vós, Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda a glória agora e para sempre… Amén.

174

175 Pai Nosso, que estais nos céus, santificado seja o Vosso nome. Venha a nós o Vosso Reino. Seja feita a Vossa vontade, assim na Terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje. Perdoai-nos as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido. E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal.

176 Sac. Livrai-nos de todo o mal, Senhor, e dai ao mundo a paz em nossos dias, para que, ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e de toda a perturbação, enquanto esperamos a vinda gloriosa de Jesus Cristo nosso Salvador. Vosso é o reino e o poder e a glória para sempre.

177 Sac. Senhor Jesus Cristo, que dissestes aos vossos Apóstolos. Deixo-vos a paz, dou-vos a minha paz: não olheis aos nossos pecados mas à Fé da vossa Igreja e dai-lhe a união e a paz, segundo a Vossa vontade. Vós que sois Deus com o Pai na unidade do Espírito Santo. Amén. A paz do Senhor esteja sempre convosco. O amor de Cristo nos uniu. Saudai-vos na Paz de Cristo.

178

179 CORDEIRO DE DEUS, QUE TIRAIS O PECADO DO MUNDO. TENDE PIEDADE DE NÓS, CORDEIRO DE DEUS, QUE TIRAIS O PECADO DO MUNDO. TENDE PIEDADE DE NÓS, CORDEIRO DE DEUS, QUE TIRAIS O PECADO DO MUNDO. DAI-NOS A PAZ,

180 Sac. Felizes os convidados para a Ceia do Senhor. Eis o Cordeiro de Deus, que tira os pecados do mundo. Senhor, eu não sou digno de que entreis em minha morada, mas dizei uma só palavra e serei salvo

181

182 Eu sou o pão da vida, quem vem a mim jamais terá fome E quem tem fé jamais terá sede, Ninguém vira a mim se não perdoar. EU LHE DAREI A VIDA, EU LHE DADEI A VIDA, ALELUIA O pão que viverá em minha carne Pra vida do mundo E quem comer deste pão Viverá para sempre, viverá para sempre

183 Santos, anjos e arcanjos vinde em nossa companhia Ajudei-nos a louvor a divina eucaristia Viva Jesus Sacramentado, viva Jesus nosso Senhor Viva Jesus Pai adorado, viva Jesus que é nosso amor A divina eucaristia é Jesus Deus humanado De Maria sempre virgem, fruto do ventre sagrado

184 Santos, anjos e arcanjos vinde em nossa companhia Ajudei-nos a louvor a divina eucaristia Viva Jesus Sacramentado, viva Jesus nosso Senhor Viva Jesus Pai adorado, viva Jesus que é nosso amor A divina eucaristia é Jesus Deus humanado De Maria sempre virgem, fruto do ventre sagrado

185

186 Eu louvarei, eu louvarei, eu louvarei, eu louvarei, eu louvarei o meu Senhor. Ao Pai, que seu amor nos dá, vou cantar, vou cantar. Ao Espírito, que habita em nós, vou cantar, vou cantar. Eu vou cantar com alegria a Jesus ressuscitado. (2x)

187 Oração depois da comunhão Infundi em nós, Senhor, o vosso espírito de caridade, para que vivam unidos no vosso amor aqueles que saciastes com os sacramentos pascais. Por Nosso Senhor, Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amén.

188 O livro Rezar na Pascoa a venda Custo 1.00 Nesta Segunda-feira, dia 21, não haverá missa. Dia 21. Terça-feira reunião das catequistas ás Dia 26, Sábado há Concerto da Pascoa na Igreja ás Vem o Grupo Sementinhas de Monte Abraão para animar a missa e catar. No mês de Maio haverá terço todos os dias ás Os grupos e movimentos devem marcar as datas. Mais informação no vitrine. No dia 8 de Maio ás haverá uma reunião com a Agencia de Viagem à Terra Santa

189 No mês de Maio haverá terço todos os dias ás Os grupos e movimentos devem marcar as datas. Mais informação no vitrine. No dia 8 de Maio ás haverá uma reunião com a Agencia de Viagem à Terra Santa

190 Sac. O Senhor esteja convosco. Ele está no meio de nós. Sac. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amén. Sac. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. Aleluia Aleluia. Graças a Deus Aleluia Aleluia.

191 VAMOS CANTAR, IRMÃOS, ALELUIA, CRISTO RESSUSCITOU, ALELUIA! VAMOS CANTAR, IRMÃOS, UM CANTO DE LOUVOR PORQUE NOS LIBERTOU JESUS, NOSSO SALVADOR. ADORAI O SENHOR DEUS, ADORAI-O NAS ALTURAS. CANTAI SUAS MARAVILHAS, PROCLAMAI A SALVAÇÃO.

192 Ficha técnica : Eucaristia Celebrada por : Fr. Jacob Puthiyaparampil Animada por : Grupo coral Dominical Realização : A. Alberto Sousa Imagens recolhidas : Via Google Projeção disponível : www. mcccastanheira. blogspot. pt www. mcccastanheira


Carregar ppt "Desligue o Telemóvel. Vigília Pascal E deixa-me sentir, o fogo do amor, Aqui dentro de mim Senhor."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google