A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CRISE NO MUNDO ÁRABE PRIMAVERA ÁRABE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CRISE NO MUNDO ÁRABE PRIMAVERA ÁRABE."— Transcrição da apresentação:

1 CRISE NO MUNDO ÁRABE PRIMAVERA ÁRABE

2

3

4

5

6

7

8 1. Arábia Saudita Argélia Bahrein Camarões Djibouti Egito Emirados Árabes UnidosEmirados Árabes Unidos Iêmen Iraque Jordânia Kuwait Líbano Líbia Marrocos Mauritânia Omã Palestina Qatar Saara Ocidental Síria Somália Sudão Tunísia

9

10 2. TURQUIA E IRÃ

11 3. TUNÍSIA EM 12/10. PAÍS POBRE COM 15% DA POPULAÇÃO DESEMPREGADA COM UMA DITADURA ESTABELECIDA. UM JOVEM DESEMPREGADO VENDE FRUTAS E VERDURAS PARA PODER AJUDAR NO SUSTENTO DA CASA QUANDO A POLÍCIA CONFISCA A BARRACA ILEGAL. APÓS SER REPREENDIDO PELA POLÍCIA COLOCA FOGO NO PRÓPRIO CORPO. INICIANDO OS PROTESTOS NA TUNÍSIA ATÉ A DEPOSIÇÃO DO PRESIDENTE BEN ALI.

12 4. PAÍSES COM CULTURAS PRÓXIMAS, HISTÓRIAS SIMILARES NO PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA, PARTICIPAÇÃO EM ACORDO COMUM ENTRE OS PAÍSES – LIGA ÁRABE, CONFERÊNCIA DE BANDUNG, ETC.

13 5. PROBLEMAS SOCIAIS, COMO POR EXEMPLO: 30 % DA PEA DESEMPREGADA; 30% DA POPULAÇÃO VIVENDO ABAIXO DA LINHA DE POBREZA E COM ALTA INFLACIONÁRIA NO PREÇOS. 60% DA POPULAÇÃO É COMPREENDIDA DE JOVENS, COM FORMAÇÃO UNIVERSITÁRIA OU ENSINO MÉDIO – QUE FORMA UMA MASSA CRÍTICA PENSANTE SEM PERSPECTIVAS PARA DESENVOLVER SUA VIDA.

14 6. COMUNICAÇÃO. NO EGITO A INTERNET FOI A FERRAMENTA DE DIVULGAÇÃO DAS INSATISFAÇÕES POPULARES, MAS É A INSATISFAÇÃO POPULAR QUE FAZ AS REVOLTAS.

15 7. AS REVOLTAS SE ASSEMELHAM NAS REINVIDICAÇÕES QUANDO NA LÍBIA O EX-DITADOR MUAMAR AL-GADAFFI NÃO RESPEITAVA A SITUAÇÃO TRIBAL DENTRO DA LÍBIA O QUE FAZ A POPULAÇÃO ALMEJAR UMA MAIOR TOLERÂNCIA ÉTNICA. HÁ UMA CRISE DE IDENTIDADE AO SE TENTAR LEGITIMAR O GOVERNO TRANSITORIO COM DIVERSOS MINISTROS DE GADAFFI AINDA NO PODER.

16 8. A PROXIMIDADE DO NORTE DA ÁFRICA COM A EUROPA, OU SEJA, PAÍSES DESENVOLVIDOS E DEMOCRÁTICOS, FAZEM COM QUE OS REVOLTOSOS DESEJEM PARA SEUS PAÍSES UMA IMPRENSA LIVRE, MÍDIA IMPARCIAL, ELEIÇÕES DIRETAS, MUDANÇAS NO PAPEL DA MULHER NA SOCIEDADE – VESTIMENTA, EDUCAÇÃO, LEIS E TRABALHO.

17 9. 1º. CONSELHO DE SEGURANÇA DA ONU NÃO APROVA, POIS A CHINA E A RÚSSIA SÃO PAÍSES DE REGIME REPRESSOR – EM MENOR ESCALA QUE OS PAÍSES ÁRABES; 2º. EUA ESTÃO EM DUAS GUERRAS; 3º. A GRAVE CRISE ECONÔMICA; 4º. ARMAR OS REBELDES PARACE UMA SAÍDA MAIS VIÁVEL; 5º. NÃO HÁ SIMPATIA DE NENHUM PAÍS ÁRABE AOS EUA POR CAUSA DO CONTROLE DO PETRÓLEO; 6º. EUA APOIAM ISRAEL NOS ASSENTAMENTOS JUDAICOS, LOGO ISOLARAM-SE DO MUNDO ÁRABE; 7º. OS EUA SÃO IMPARCIAIS DEMAIS: NÃO QUEREM QUE A ARÁBIA SAUDITA OU BAHREIN CAIA, MAS OS OUTROS SIM; 8º. OTAN CAMUFLA A AÇÃO AMERICANA.

18 10. MEDO DO NACIONALISMO ÁRABE POR CAUSA DO PETRÓLEO – COMO JÁ OCORREU EM 1973 – ALÉM DO ALGODÃO EGÍPCIO E DO CANAL DE SUEZ.

19 11. OS PAÍSES ÁRABES DA ÁFRICA – BERBERES – POSSUEM UMA QUALIDADE DE VIDA MELHOR DOS QUE O DA ÁFRICA SUBSAARIANA, DESTA FORMA OS JOVENS – QUE FORMAM 60% DA POPULAÇÃO NESSES PAÍSES – TIVERAM ACESSO A INFORMAÇÃO E A EDUCAÇÃO E ESTES POR SUA VEZ GERAM QUESTIONAMENTOS SOBRE AS DITADURAS.

20 12. GERALMENTE JOVENS DE 18 ATÉ 25 ANOS, DESEMPREGADOS, QUE POSSUEM AO MENOS O ENSINO MÉDIO. SUAS PRINCIPAIS REIVINDICAÇÕES GIRAM EM TORNO DO ANSEIO DE TODA A POPULAÇÃO ÁRABE DESTA REGIÃO QUE É UM REGIME DEMOCRÁTICO DE GOVERNO.

21 13. NÃO. DEMOCRACIA PARTICIPATIVA. O ATENDIMENTO AOS INTERESSES DA MAIORIA DA POPULAÇÃO ACABARIA COM A REVOLUÇÃO. LEMBRANDO QUE A INDONÉSIA É UM PAÍS ISLÂMICO E DEMOCRÁTICO.

22 14. PROCESSO DE IMIGRAÇÃO MAIS CONSTANTES, PEDIDOS DE ASILOS POLÍTICOS SOB A ALEGAÇÃO DE PERSEGUIÇÕES TRIBAIS OU ATÉ POLÍTICAS.

23 15. O BRASIL DEVE APROVEITAR PARA ESTREITAR RELAÇÕES COMERCIAIS COM ESTES NOVOS GOVERNOS AMPLIANDO SUA GAMA DE PRODUTOS PARA EXPORTAÇÃO.

24 16. EGITO: ELEIÇÕES; TUNÍSIA: ELEIÇÕES; LÍBIA: CONSELHO NACIONAL TRANSITÓRIO; SÍRIA: PROMESSA DE REFORMAS POLÍTICAS NÃO OCORRERAM – AUMENTO DE SANSÕES; JORDÂNIA: REFORMAS POLÍTICAS; BAHREIN: RESISTÊNCIA DO GOVERNO; IÊMEN: GOVERNO PROVISÓRIO.

25 17. 1º A SÍRIA POSSUI UMA POPULAÇÃO HETEROGÊNEA – ETNIA E RELIGIOSIDADE. 2º A GUERRA CIVIL PODE SE ALASTRAR PARA OUTROS PAÍSES, POIS A SÍRIA POSSUI AFINIDADE COM O HESBOLAH E COM O HAMAS E POSSUI UMA POSTURA HOSTIL COM OS EUA E ISRAEL. 3º A SÍRIA FOI EXPULSA EM NOVEMBRO DA LIGA ÁRABE E RECEBEU OUTRAS SANSÕES, MAS CONTINUA A VENDER 95% DO SEU PETRÓLEO AOS PAÍSES EUROPEUS.

26 4º A MAIORIA DOS MILITARES APOIA O PRESIDENTE BASHAR AL-ASSAD. 5º CHINA E RÚSSIA – MAIOR ALIADO SÍRIO – VETARAM NO CONSELHO DE SEGURANÇA DA ONU A RESOLUÇÃO QUE PREVIA A RENÚNCIA DE BASHAR AL-ASSAD.

27 18. O EGITO É UM DOS PAÍSES COM OS MELHORES ÍNDICADORES DE DESENVOLVIMENTO DO CONTINENTE. É UM PAÍS QUE RECONHECE O ESTADO DE ISRAEL. REALIZOU NESTE ANO AS ELEIÇÕES LEGISLATIVAS MAIS ABERTAS DE SUA HISTÓRIA – ELEIÇÃO PRESIDENCIAL É EM JUNHO DESTE ANO.

28 19. O PRESIDENTE ABDUL SALEH CONTINUA NO PODER COMO PRESIDENTE HONORÁRIO TRAZENDO MAIS REVOLTAS A REGIÃO RESISTINDO AOS PROTESTOS. O IÊMEN POSSUI DISPUTAS TRIBAIS INTERNAS E A AL-QAEDA TOMOU DIVERSAS ÁREAS AO SUL DO PAÍS.

29 20. BAHREIN É UM MONARQUIA SUNITA COM 70% DA POPULAÇÃO XIITA. O MONARCA HAMAD AL-KHALIFA SUFOCOU A REBELIÃO COM AJUDA DOS EUA E DA ARÁBIA SAUDITA E FORMOU UM COMITE PARA DISCUTIR REFORMAS POLÍTICAS.

30 21. 1º COM O GRANDE NÚMERO DE PARLAMENTARES ELEITOS POR PARTIDOS ISLÂMICOS HAVERÁ UMA REDUÇÃO DA INFLUÊNCIA AMERICANA NA REGIÃO. 2º DIMINUIÇÃO DAS RELAÇÕES ENTRE EGITO E ISRAEL. 3º IRÃ PODE PERDER O APOIO DA SÍRIA, CASO O GOVERNO ATUAL SEJA DERRUBADO.


Carregar ppt "CRISE NO MUNDO ÁRABE PRIMAVERA ÁRABE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google