A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O CANTO EM RODAO CANTO EM RODA Pesquisa FAPESP 10/ 52002-9 | Marcos Vinicius Puttini | 2011 e 2012Pesquisa FAPESP 10/ 52002-9 | Marcos Vinicius Puttini.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O CANTO EM RODAO CANTO EM RODA Pesquisa FAPESP 10/ 52002-9 | Marcos Vinicius Puttini | 2011 e 2012Pesquisa FAPESP 10/ 52002-9 | Marcos Vinicius Puttini."— Transcrição da apresentação:

1 O CANTO EM RODAO CANTO EM RODA Pesquisa FAPESP 10/ | Marcos Vinicius Puttini | 2011 e 2012Pesquisa FAPESP 10/ | Marcos Vinicius Puttini | 2011 e 2012 Rappers, os novos mensageiros urbanos na periferia de São Paulo: a contestação estético-musical que emancipa e educa.

2 DO THE RIGHT THING, S.LEE, 1989DO THE RIGHT THING, S.LEE, I4og

3 LE RAP: UNE ESTHÉTIQUE HORS LA LOI, C. BÉTHUNE. Inserindo-se no interior de um processo de reprodução em espiral, pela prática da telescopia histórica, do deslocamento simbólico e da trituração sonora, o rap abala, invertendo a autoridade dos modelos emprestados e manifesta um aspecto lúdico na obra, o qual - por sua redução normativa ao original tido como sagrado, o discurso dominante sobre a obra de arte que até então tentava deixar de lado, ou, pelo menos, subentendê-lo – esquecendo, precisamente, que o sério e a brincadeira, o rigor e a desenvoltura se misturam intimamente na obra de arte. ( BÉTHUNE:2003,10).

4

5 SÃO PAULOSÃO PAULO Capão RedondoCapão Redondo

6 HISTÓRIA DO CAPÃOHISTÓRIA DO CAPÃO Capão vem do tupi guarani, mato redondo, intervalo na mata. Área de 13,6 km². 1,5 hora do marco zero ( 18 km). Jardim Albano, Parque Fernanda, Favela dos Beirais, Parque Aliança, Capão Redondo, Jardim Macedônia. Sudoeste da cidade de São Paulo Caça e pesca até a segunda década do século XX. Margeia a Gurapiranga : complexo de represas até1960. Plantações de batatas e tomates e olarias começaram a surgir entre as décadas de 1930 e 1950, no final dos anos 60, os primeiros loteamentos. Energia elétrica e primeira pavimentação em Pertence à subprefeitura do Campo Limpo.

7 ENTRE FAVELAS E RIQUEZASENTRE FAVELAS E RIQUEZAS moradores; 2011, a Subprefeitura de Campo Limpo registrou uma das mais altas taxas de homicídio da capital paulista: 12,96 mortes por 100 mil habitantes, 65% acima da média da cidade, de 7,85 mortos por 100 mil habitantes; considerado somente o Campo Limpo, é um recorde : 16,46 mortos por 100 mil habitantes. De cada dez jovens do sexo masculino entre 15 e 25 anos assassinados, a metade é identificada como negra no IML.

8 A CASA DO ZEZINHOA CASA DO ZEZINHO A CASA DO ZEZINHO é uma organização social sem fins lucrativos, localizada próxima ao Parque Santo Antonio, zona sul da cidade de São Paulo, na Subprefeitura do Campo Limpo, uma região com aproximadamente 1,2 milhões de habitantes. Fundada em 06 de março de 1994 para ser um espaço de atuação para crianças e jovens pertencentes a famílias de baixa renda moradoras de bairros próximos, começou com 7 crianças e hoje atende, anualmente, mais de Zezinhos, crianças e jovens de ambos os sexos, com idade entre 6 e 29 anos. Estes Zezinhos, que frequentam mais de 60 escolas públicas da região, são envolvidos em atividades de educação, arte, cultura e formação geral e em oficinas de capacitação profissional. me me

9 A CASA DO ZEZINHOA CASA DO ZEZINHO A CASA DO ZEZINHO é uma organização social sem fins lucrativos, localizada próxima ao Parque Santo Antonio, zona sul da cidade de São Paulo, na Subprefeitura do Campo Limpo, uma região com aproximadamente 1,2 milhões de habitantes. Fundada em 06 de março de 1994 para ser um espaço de atuação para crianças e jovens pertencentes a famílias de baixa renda moradoras de bairros próximos, começou com 7 crianças e hoje atende, anualmente, mais de Zezinhos, crianças e jovens de ambos os sexos, com idade entre 6 e 29 anos. Estes Zezinhos, que frequentam mais de 60 escolas públicas da região, são envolvidos em atividades de educação, arte, cultura e formação geral e em oficinas de capacitação profissional. me me

10 TIA DAG, DAGMAR GARROUXTIA DAG, DAGMAR GARROUX Figura central da Casa, é a fundadora e diretora. Pedagoga formada pela FEUSP, foi exilada política e perdeu o pai em assalto na região do Capão. É mãe de santo de Umbanda com fortes elementos africanos. Concebeu a Pedagogia do Arco Íris. Recebeu prêmios nacionais e internacionais pelo trabalho social que faz.

11 MATRIZ AFRICANA, RING SHOUT E HIP HOPMATRIZ AFRICANA, RING SHOUT E HIP HOP

12 AS PRIMEIRAS ARTICULAÇÕES E BIBLIOGRAFIA FUNDAMENTAL PARA A PESQUISA. Negociação com os jovens sobre seus gostos e expectativas prévias às oficinas: Marc L. Hill, professor da Columbia University Especialista em Pedagogia do Hip Hop. Conseguimos trazer o livro para o Brasil pela Vozes, sem previsão de publicação.

13 Shout Because You're Free: The African American Ring Shout Tradition in Coastal Georgia Art Rosenbaum (Author) Margo Neumark Rosembaum (Photographer), Johann S. Buis. (Contributor)

14 AS PRIMEIRAS ARTICULAÇÕES E BIBLIOGRAFIA FUNDAMENTAL PARA A PESQUISA. Vídeos sobre tradições africanas e os entrelaçamentos com o Hip Hop. O trabalho da Professora Halifu Osumaré foi fundamental para esta compreensão. The africanist aesthetic in global hip hop.

15 C. William Smith, professor na North Carolina Central University. Hip Hop as Performance and Ritual: Biography and Ethnography in Underground Hip Hop.

16 B. C. Athayd, MV Bill, Luiz Eduardo Soares: Cabeça de Porco. Luiz Eduardo Soares é professor na UFRJ. com/?page_id=9 com/?page_id=9

17 BIBLIOGRAFIA E EDUCADORESBIBLIOGRAFIA E EDUCADORES Outros Professores e livros: A. Jeff Duncan- Andrade et Edward Morrel, The Art of crytical Pedagogy: possibilities for moving from Theory to Practice in Urban Schools.

18 A PESQUISA FOI DIVIDIDA EM SEIS OFICINASA PESQUISA FOI DIVIDIDA EM SEIS OFICINAS Canto em Roda Improviso Musical TerritóriosEntrevistas com rappers Letramento Oficina de Som Vídeo e Blog A. Rodas Celebração B. Instrumentos afro ameríndios. C. Geografia do território D. Entrevistas com rappers em suas posses e com convidados da Casa. E. Oficina de letramento, com alfabetizadora da Casa. Resultado da interação entre A, B, C e D. Aconteciam junto com a oficina de Hip Hop, com a educadora da Casa e foram conduzidas por graduado sem bolsa. Foram coordenadas por musicista popular com formação em Música, com bolsa técnica. Oficinas conduzidas por Doutora em Geografia em processo de pós doutorado. Conduzidas por jornalista especialista em rap, com bolsa técnica. Oficina conduzida por mestranda em Educação. Produção de livro e CD.

19 Colóquio Internacional de Culturas Jovens

20 O Centro de Estudos de Hip Hop, fundado por Martha Diaz na New York University, foi fundamental para a pesquisa. edu/metrocenter/hiph opeducation/ edu/metrocenter/hiph opeducation/

21 RING SHOUTRING SHOUT Ring Shout - classic WPyS0

22 q8Xx4 McIntosh County Shouters CNN video

23 OFICINAS DE CANTO EM RODAOFICINAS DE CANTO EM RODA

24 OFICINAS DE CANTO EM RODAOFICINAS DE CANTO EM RODA Oficinas canto em roda

25 OFICINAS DE CANTO EM RODAOFICINAS DE CANTO EM RODA Oficinas canto em roda

26 ARTE AFRICANAARTE AFRICANA

27 ARTE INDÍGENAARTE INDÍGENA

28 ARTE NORDESTINAARTE NORDESTINA

29 ARTE AFRO-BRASILEIRAARTE AFRO-BRASILEIRA

30 GRAFITTI GÊMEOS

31 PRODUÇÃO GRAFITI BRAZEZINHOPRODUÇÃO GRAFITI BRAZEZINHO projeto final

32 PRODUÇÃO ZSPRODUÇÃO ZS

33

34

35 TURMA DO BLOGTURMA DO BLOG


Carregar ppt "O CANTO EM RODAO CANTO EM RODA Pesquisa FAPESP 10/ 52002-9 | Marcos Vinicius Puttini | 2011 e 2012Pesquisa FAPESP 10/ 52002-9 | Marcos Vinicius Puttini."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google