A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Funções Orgânicas Thales Galvão Fogagnoli Rodrigo Gasparotto Barbosa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Funções Orgânicas Thales Galvão Fogagnoli Rodrigo Gasparotto Barbosa."— Transcrição da apresentação:

1 Funções Orgânicas Thales Galvão Fogagnoli Rodrigo Gasparotto Barbosa

2 Definição 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui2 Funções orgânicas são compostos orgânicos que têm estrutura química semelhante e, consequentemente, comportamento químico similar.

3 Características Gerais dos compostos 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui3 Os compostos orgânicos se diferenciam dos inorgânicos por apresentarem átomos de carbono distribuídos em cadeias e/ou átomos de carbono ligados diretamente a hidrogênio. As moléculas orgânicas podem ser sintetizadas por organismos vivos (sendo assim, naturais) ou em laboratório (artificiais). Entretanto, a definição inicial da química orgânica baseava-se na condição de que apenas seres vivos podiam produzi-las: sendo essa teoria derrubada pelo químico Friedrich Wöhler através da síntese artificial de uréia (orgânica) a partir de cianato de amônio (inorgânico). As principais Funções orgânicas são:

4 Aldeídos 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui4 Devido à presença do grupo carbonila, suas moléculas são polares, mas não fazem ligações de hidrogênio entre si. Desse modo, seus pontos de fusão e ebulição são mais altos que os dos compostos apolares e que os dos éteres, e são mais baixos que os dos álcoois e dos ácidos carboxílicos de massa molecular correspondente. Os aldeídos mais simples são solúveis em água, uma vez que podem estabelecer ligações de hidrogênio com as moléculas de água. Com o aumento da cadeia carbônica a solubilidade diminui, tornando-se insolúveis.

5 Exemplo Estrutura 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui5

6 Álcoois 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui6 São mais reativos que os hidrocarbonetos. Os monoálcoois possuem pontos de fusão e ebulição elevados em comparação aos hidrocarbonetos de massa molecular aproximada, devido à formação de ligações de hidrogênio entre suas moléculas. Os álcoois com poucos átomos de carbono na cadeia são bastante solúveis em água, pois suas moléculas fazem ligações de hidrogênio com as moléculas de água. À medida que a cadeia carbônica se torna maior, a parte apolar do álcool começa prevalecer e a solubilidade diminui consideravelmente. A maioria dos álcoois possui menor densidade que a da água.

7 Exemplo Estrutura 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui7

8 Fenóis 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui8 Possuem um fraco caráter ácido, podendo sofrer ionização. As moléculas dos fenóis podem fazer ligações de hidrogênio entre si, por isso possuem pontos de fusão e ebulição bem mais elevados que os dos hidrocarbonetos de massa molecular próxima. O fenol é relativamente solúvel em água devido à formação de ligações de hidrogênio entre as moléculas de fenol e as moléculas de água; os demais fenóis são praticamente insolúveis. São mais densos que a água.

9 Exemplo Estrutura 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui9

10 Éteres 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui10 Os éteres são pouco reativos. Suas moléculas são levemente polares devido à geometria angular. As moléculas dos éteres não fazem ligações de hidrogênio entre si. Este fato aliado à fraca polaridade dos éteres faz com estes compostos tenham pontos de fusão e ebulição bem mais baixos que os dos álcoois e dos fenóis, aproximadamente igual ao dos alcanos, sempre comparando compostos de massa molecular próxima. As moléculas dos éteres podem fazer ligações de hidrogênio com a água, o que justifica sua solubilidade, mesmo pequena, nesse meio.

11 Exemplo Estrutura 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui11

12 Cetonas 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui12 As moléculas de cetona não fazem ligações de hidrogênio entre si, porém são mais polares que as moléculas de aldeído. Seus pontos de fusão e ebulição são mais baixos que os dos álcoois e mais elevados que os dos aldeídos e massa molecular correspondente. As cetonas são mais solúveis em água que os aldeídos devido a sua maior polaridade. Suas moléculas podem fazer ligações de hidrogênio com moléculas de água e de álcoois, o que explica a solubilidade das cetonas nesses solventes. Também são solúveis em éter e benzeno.

13 Exemplo Estrutura 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui13

14 Ácidos Carboxílicos 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui14 O grupo carboxila torna esses compostos muito polares, podendo fazer o dobro de ligações de hidrogênio que as moléculas de álcoois. Desse modo seus pontos de fusão e ebulição são ainda mais altos que os dos álcoois. Os ácidos carboxílicos com até quatro carbonos na molécula têm solubilidade infinita na água. São também solúveis em éter dietílico, álcool etílico e benzeno.

15 Exemplo Estrutura 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui15

16 Ésteres 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui16 Apresentam natureza polar e como suas moléculas não fazem ligações de hidrogênio entre si, seus pontos de fusão e ebulição são mais baixos que os dos álcoois e dos ácidos carboxílicos de massa molecular aproximada. Os ésteres de massa molecular baixa são parcialmente solúveis em água; os demais são insolúveis.

17 Exemplo Estrutura 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui17

18 Aminas 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui18 As aminas possuem caráter básico, pois o nitrogênio pode ceder um par de elétrons (teoria de Lewis). O caráter básico das aminas é acentuadamente mais forte que o dos álcoois, éteres e ésteres porque o nitrogênio é menos eletronegativo que o oxigênio e, portanto, capaz de ceder o par de elétrons disponível com maior facilidade. A ordem decrescente de basidade das aminas é: amina secundária>amina primária>amina terciária>amônia>amina aromática. As aminas são compostos polares; as moléculas de aminas primária e secundárias podem fazer ligações de hidrogênio entre si, o que já não ocorre com moléculas de aminas terciárias. Os pontos de fusão e ebulição das aminas são mais elevados que os dos compostos apolares e mais baixos que os dos álcoois e dos ácidos carboxílicos, sempre comparando compostos de massa molecular próxima.

19 Exemplo Estrutura 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui19

20 Amidas 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui20 As amidas possuem um caráter básico muito fraco (mais fraco que o da água), pois o oxigênio do grupo carbonila atrai elétrons para si, diminuindo a densidade eletrônica do nitrogênio. São substâncias bastante polares. Suas moléculas podem fazer várias ligações de hidrogênio entre si e com a água. Desse modo, os pontos de fusão e ebulição das amidas são muito elevados, mais elevados até que os dos ácidos carboxílicos de massas moleculares correspondentes.

21 Exemplo Estrutura 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui21

22 Haletos 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui22 Os haletos orgânico são substâncias provenientes de compostos orgânicos pela troca de um ou mais hidrogênios por halogênio – F, Cl, Br, I. Os haletos podem ser classificados de acordo com o halogênio que está na cadeia carbônica, como fluoretos, cloretos, brometos iodetos ou mistos. Também podem se classificar de acordo com o número de átomos de halogênio na molécula, como mono-haleto, di-haleto, tri-haleto, etc. A classificação mais importante é quanto à grande reatividade de dois grandes grupos, os haleto de alquila e os haletos de arila.

23 Exemplo Estrutura 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui23

24 Conclusão A diferença entre os compostos orgânicos e os compostos inorgânicos é que eles apresentam átomos de carbono ligados diretamente a hidrogênio. Assim, o metano (CH4) é um composto orgânico, mas o ácido carbônico (H2CO3), não 22 de julho de 2012Texto do rodapé aqui24


Carregar ppt "Funções Orgânicas Thales Galvão Fogagnoli Rodrigo Gasparotto Barbosa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google