A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Transtorno Afetivo Bipolar A DOENÇA DO HUMOR EVELYN VIEIRA MIRANDA - PSICÓLOGA Coord. Núcleo de Psicologia -Equipe Saúde Plena Psicóloga Clínica Psicóloga.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Transtorno Afetivo Bipolar A DOENÇA DO HUMOR EVELYN VIEIRA MIRANDA - PSICÓLOGA Coord. Núcleo de Psicologia -Equipe Saúde Plena Psicóloga Clínica Psicóloga."— Transcrição da apresentação:

1 Transtorno Afetivo Bipolar A DOENÇA DO HUMOR EVELYN VIEIRA MIRANDA - PSICÓLOGA Coord. Núcleo de Psicologia -Equipe Saúde Plena Psicóloga Clínica Psicóloga Hospitalar Recursos Humanos

2 Humor do latim humore é uma forma de entretenimento e de comunicação humana, para fazer com que as pessoas riam e se sintam felizes. (Kumedia) O termo humor geralmente refere-se a estados emocionais relacionados com o aspecto total da personalidade ou da vida psíquica. (Kaplan & Sadock, 1981) Saudável é a variação de humor de acordo com a situação, com a intensidade e duração correta (Lara, Diogo) O humor tem não só algo de liberador, análogo nisso ao espirituoso e ao cômico, mas também algo de sublime e elevado (Freud). Afinal, o que é o Humor?

3 Segundo O DSM IV, O Transtorno Bipolar Afetivo do Humor (TBAH) é uma doença crônica em que ocorrem alterações do humor, caracterizando-se por períodos de um quadro de depressão, e quadros opostos, de mania. O QUE É O TBAH?

4 Exemplos de Alguns Bipolares: A doença Bipolar (do humor) é mais comum do que pensamos.... Jim Carrey, ator Marilyn Monroe, atriz Elviz Presley, Cantor Van Gogh, Pintor

5 Irregularidade no funcionamento dos neurotransmissores Vulnerabilidade genética Estresse Irregularidade no Ritmo Circadiano Sintomas Alteração do comportamento Adaptado de Goodwin e Jamison,1990 Modelo Etiológico

6 Aproximadamente 25% dos pacientes tentam suicídio e, destes, cerca de 11% completam este intento (Hilty et al., 1999) Prevalência Mundial Em média 1 % das crianças manifestam agressividade e depressão, diferente do adulto, podendo ser confundido com Déficit de Atenção e Hiperatividade (Ballone) USA

7 FATORES PSICOSSOCIAIS DE RISCO Perda de papéis sociais Perda de Autonomia Morte de amigos e parentes Restrições Financeiras do funcionamento cognitivo

8 Espectro Bipolar e seus Tipos Transtorno Bipolar do tipo I Transtorno Bipolar do tipo II Transtorno Bipolar do tipo III Transtorno Bipolar tipo IV

9 Critérios Diagnósticos Difícil diagnóstico, podendo ser confundido com depressão unipolar. Sinais e sintomas aparentes; Curso dos sintomas ou manifestações do comportamento; Resposta aos fármacos; Avaliação clínica geral e exames complementares Histórico pessoal Histórico familiar

10 Diagnosticar no idoso... Início: 20 a 30 anos de idade Após os 65 anos – causa orgânica associada Diagnosticada durante a idade adulta e se mantêm as crises após os 65 anos de idade; Diagnóstico de Doença Bipolar de aparecimento tardio Exclusão de patologia neuropsiquiátrica associada

11 Caracterização e Ocorrência na Fase Maníaca Em Psiquiatria, o termo mania refere-se ao estado patológico de exaltação do humor. Estado de humor elevado Sentimento de grandiosidade, podendo chegar a manifestações psicopatológicas Normal Mania

12 Comportamentos de Risco-Mania Longas caminhadas à chuva, ou durante a noite, ou em locais perigosos Assaltos ou agressões Quedas no Idoso Exaustão Física

13 Caracterização e Ocorrência na Fase Depressiva Definição: Depressão é um Transtorno Afetivo (ou do Humor), caracterizada por alteração psíquica e orgânica global, com conseqüentes alterações na maneira de valorizar a realidade e a vida (Ballone) Principal sintoma: Humor deprimido Maior índice de Suicídio Humor irritadiço Normal depressão

14 FASE DEPRESSIVA Queixas físicas variadas (sem doença física) Somatização Tristeza sem causa aparente Humor irritadiço Agravamento da depressão -perda das chamadas funções cognitivas (memória, atenção, concentração) -- Quadro pseudo-demencial

15 Quadro Clínico

16 Como o Bipolar se Vê... Isolados e Infelizes Sentem-se estranhos Culpado

17 Como a Sociedade o Vê Estigmas O maluco Difícil aceitação

18 Cuidar de alguém bipolar... Sentimentos vividos por quem cuida de um bipolar: Raiva Culpa Vergonha Desconforto Tristeza Confusão

19 Tratamento: Psiquiatria x Psicoterapia PSIQUIATRIA Tratamento medicamentoso Episódio agudo, fase de manutenção e fase de continuação Períodos de MANIA: Antipsicóticos e ESTABILIZADORES DO HUMOR: Ex: Carbonato de Lítio (LÍTIO) o mais indicado. Períodos DEPRESSIVOS – Antidepressivos - Inibidores da recaptação de serotonina ou bupropiona. - Associado ao Lítio PSICOTERAPIA Qualidade de vida Menor intervalo e Menos suscetível ao quadro

20 A Psicoterapia como tratamento Compreende os aspectos psicológicos deste paciente em relação a sua doença, de que maneira ela o afeta e como ele a vê A Psicoterapia traz sentido à vida, à confusão, freia os pensamentos, promove controle. Adesão ao tratamento medicamentoso "Curar, algumas vezes; Aliviar, frequentemente; Dar apoio, sempre". Hipócrates (460 a.C a.C.)

21 Psicoterapia e suas abordagens teóricas Terapia de Casal e Família Terapia Cognitivo Comportamental Psicoeducação Gestalt Terapia

22 Considerações Finais O TBAH é grave, acarreta prejuízos em vários aspectos na vida do indivíduo, sendo fundamental o apoio da família durante todo o curso da doença O indivíduo sozinho não é capaz de eliminar os efeitos desastrosos da doença, sendo fundamental o tratamento com profissionais especializados. A Psicoterapia é ferramenta fundamental no tratamento da doença, trazendo ao indivíduo mais qualidade de vida.

23 É como se minha vida fosse magicamente dirigida por duas correntes elétricas: contente positiva e desesperançada negativa a que estiver em ação no momento domina minha vida, inunda-a. Agora estou inundada de desespero, quase histeria, como se estivesse sufocando. Como se uma grande coruja musculosa estivesse sentada em meu peito. Sylvia Plath

24 Indicação de Leitura 1.Uma Mente Inquieta - Kay Redfield Jamison. 2. Não sou uma só: Diário de uma bipolar – Silvia Plath 3. Transtorno Bipolar: Tratamento pela Terapia Cognitiva - Aaron T. Beck - Robert L. Leahy - Cory F. Newman 4. Da Psicose Maníaco-Depressiva ao Espectro Bipolar - Ricardo e Doris Moreno 5. A Mente Vencendo o Humor - Dennis Greenberger 6. Bipolaridade e Temperamento Forte - Diogo Lara Dentre outros...

25 OBRIGADA!!!


Carregar ppt "Transtorno Afetivo Bipolar A DOENÇA DO HUMOR EVELYN VIEIRA MIRANDA - PSICÓLOGA Coord. Núcleo de Psicologia -Equipe Saúde Plena Psicóloga Clínica Psicóloga."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google