A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Construção do Plano de Desenvolvimento dos Integrantes da Carreira dos Cargos Técnicos- administrativos da Educação A Experiência da UFRN Pró-reitoria.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Construção do Plano de Desenvolvimento dos Integrantes da Carreira dos Cargos Técnicos- administrativos da Educação A Experiência da UFRN Pró-reitoria."— Transcrição da apresentação:

1 Construção do Plano de Desenvolvimento dos Integrantes da Carreira dos Cargos Técnicos- administrativos da Educação A Experiência da UFRN Pró-reitoria de Recursos Humanos

2 Introdução Para gerir sua força de trabalho, de acordo com o que é legalmente definido, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte, incluiu no seu Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI, a seguinte proposição: Proporcionar o desenvolvimento dos servidores técnico-administrativos, observando-se os seguintes princípios: a) a natureza do processo educativo, sua função social e objetivos institucionais;

3 Introdução (cont.) b) a dinâmica dos processos de ensino, pesquisa, extensão, administração e nas competências decorrentes; c) a qualidade do processo de trabalho; d) o reconhecimento do saber instituído resultante da atuação profissional; e) a vinculação ao planejamento estratégico e ao desenvolvimento organizacional; f) o desenvolvimento dos servidores vinculado aos objetivos institucionais.

4 OBJETIVO GERAL Expor a metodologia adotada pela equipe de trabalho da UFRN que conduziu a construção do Plano de Desenvolvimento da Carreira dos Cargos Técnicos- administrativos em Educação.

5 Objetivos específicos Descrever as etapas utilizadas para a construção do PDIPCCTAE; Apresentar a dinâmica de elaboração das partes que compõem o plano, ; Estabelecer uma estratégia metodológica que possa servir de modelo para outras IFES.

6 Metodologia de Execução Para elaboração do PDIPCCTAE utilizamos algumas estratégias pedagógicas que nos proporcionaram a melhoria do nivelamento e a integração das equipes necessárias para a realização do documento final: 1) Reuniões de Inicialização; 2) Oficinas /Grupos de trabalho; 3) Seminários para a socialização.

7 Reuniões de Inicialização Reuniões envolvendo os dirigentes (PRH/ DDRH), representantes do Sindicato e da CIS, com o objetivo de elaborar um Plano de Ação para a elaboração de uma proposta de alteração do PDInst e para a construção do PDIC.

8 Reuniões de Inicialização (cont.) Estratégia de ação: a equipe proposta para desenvolver os trabalhos de planejamento envolveu o corpo técnico do DDRH e a CIS. Utilizou-se de uma metodologia de Grupos de Trabalho, para elaborar as propostas para cada programa.

9 Oficinas / Grupos de Trabalho 1ª etapa a) O Plano de Desenvolvimento dos Integrantes da Carreira e suas interfaces com o sistema RHnet – Palestra ; b) Nivelamento na legislação pertinente – indicação das referências legais para o desenvolvimento dos trabalhos – Apresentação ; c)Distribuição dos grupos de trabalho e entrega do roteiro para elaboração dos Programas de Capacitação, Avaliação de Desempenho e Dimensionamento da Força de Trabalho. 2ª etapa a) Pesquisa e levantamento bibliográfico sobre modelos de cada programa (experiências anteriores na UFRN e de outras IFES, revisão de literatura, consultores ad hoc etc); b) Discussão nos grupos; c)Elaboração do documento conforme roteiro proposto.

10 Grupos de Trabalho 3ª etapa: a)Apresentação das propostas dos Programas de Capacitação, Avaliação de Desempenho e Dimensionamento da Força de Trabalho; b)Discussões preliminares para elaboração do Plano de Desenvolvimento dos Integrantes na Carreira; c)Definição da comissão de redação do Plano de Desenvolvimento dos Integrantes na Carreira. Ao final desta etapa, formou-se uma comissão de redação para a formulação do Plano de Desenvolvimento, que apresentará as propostas para os programas de Capacitação, Avaliação de Desempenho e Dimensionamento da Força de Trabalho.

11 O plano foi discutido internamente na PRH, apresentado aos três departamentos e, feitos os ajustes necessários, foi proposto um Seminário de Socialização para a comunidade universitária com o objetivo de dialogar e receber contribuições.

12 Seminários de Socialização Programação do Seminário ABERTURA – Pronunciamento do Reitor da UFRN – Profº José Ivonildo do Rêgo 08:50 – PCCTAE e as repercussões na vida funcional do Servidor - Mirian Dantas dos Santos - Diretora do Departamento de Administração de Pessoal – DAP/PRH 09:20 – Plano de Desenvolvimento dos integrantes da Carreira PDIPCCTAE: Psic. João Carlos Tenório Argolo 09:30 – Programas de Desenvolvimento do Servidor: PROGRAMA DE DIMENSIONAMENTO: Maria José de Albuquerque Medeiros - Dir. da Divisão de Planejamento e Provisão – DPP/DDRH. PROGRAMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO: Ângela Lobo Costa - Diretora da Divisão de Acompanhamento e Avaliação – DAA/DDRH. PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO: Maria Teresa Pires Costa, Diretora da Divisão de Treinamento e Desenvolvimento – DTD/DDRH. 10:30 – Pronunciamento da CIS 10:40 – Pronunciamento do SINTEST 10:50 - Questionamentos 12:00 - Encerramento

13 Enquanto os seminários aconteciam, a equipe escolhida para a elaboração do documento final prosseguiu no trabalho de redação; Após essas discussões, o PDIC foi então proposto ao CONSAD, em forma de Resolução; Atualmente, é uma proposição do PDInst da UFRN.

14 SUMÁRIO DO PLANO APRESENTAÇÃO I - INTRODUÇÃO II – PRINCÍPIOS III – DIRETRIZES IV – PROPOSIÇÕES V – COMPETÊNCIAS VI - ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO VII – PROGRAMA DE DIMENSIONAMENTO DAS NECESSIDADES DE PESSOAL VIII – PROGRAMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO IX – PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DOS SERVIDORES

15 DIRETRIZES A elaboração e execução dos Programas que compõem o Plano de Desenvolvimento dos Integrantes da Carreira dos Cargos Técnico- Administrativos em Educação, estão respaldadas por algumas diretrizes consideradas prioritárias: A apropriação e aprimoramento do processo de trabalho pelos ocupantes da carreira, inserindo- os como sujeitos do planejamento institucional, em face do seu papel estratégico na UFRN, devendo ser, esses processos transformados em conhecimento coletivo e do domínio público.

16 DIRETRIZES (CONT.) A construção coletiva – a avaliação de desempenho como um processo crítico realizado pelos servidores, em equipe, pela instituição em relação aos seus objetivos, buscando a construção coletiva para as questões internas, e seu resultado acompanhado pela comunidade externa. A melhoria da qualidade na prestação de serviços - as condições institucionais para capacitação e avaliação que tornem viável a melhoria da qualidade na prestação de serviços no cumprimento dos objetivos institucionais, o desenvolvimento das potencialidades dos ocupantes da carreira e sua realização profissional como cidadãos.

17 DIRETRIZES (CONT.) A Integração Inter-ambientes - a integração entre os ambientes organizacionais e as diferentes áreas do conhecimento. Co-gestão de pessoas - a administração de pessoal como atividade a ser realizada pelo órgão de gestão de pessoas e as demais unidades da Administração da UFRN.

18 COMPETÊNCIAS As ações de planejamento, coordenação, execução e avaliação deste plano são de responsabilidade do dirigente máximo da UFRN, juntamente com as chefias de unidades acadêmicas e administrativas e com a Pró-reitoria de recursos Humanos, que deverão assumir em co-responsabilidade o gerenciamento dos seus programas sendo acompanhado e fiscalizado pela Comissão Interna de Supervisão-CIS, sob a orientação da Comissão Nacional de Supervisão

19 Acompanhamento e Avaliação Ao final de cada exercício este plano deverá ser objeto de avaliação integrante do sistema de avaliação institucional vigente, consistindo em elemento de análise da dimensão Políticas de Pessoal. A Pró-Reitoria de Recursos Humanos deverá adotar, dentre outros parâmetros, este plano como elemento obrigatório de avaliação anual da gestão. Além disso, o presente instrumento e sua execução será alvo de permanente análise por parte da Comissão Interna de Supervisão, comissão constituída para tal fim.


Carregar ppt "Construção do Plano de Desenvolvimento dos Integrantes da Carreira dos Cargos Técnicos- administrativos da Educação A Experiência da UFRN Pró-reitoria."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google