A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Tecnologia Assistiva e sua utilização no IF RS – Campus Bento Gonçalves Sirlei Bortolini agosto - 2011.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Tecnologia Assistiva e sua utilização no IF RS – Campus Bento Gonçalves Sirlei Bortolini agosto - 2011."— Transcrição da apresentação:

1 A Tecnologia Assistiva e sua utilização no IF RS – Campus Bento Gonçalves Sirlei Bortolini agosto

2 "Para as pessoas, a tecnologia torna as coisas mais fáceis. Para as pessoas com deficiência, a tecnologia torna as coisas possíveis." Mary Pat Radabaugh O contato e uso das ferramentas informáticas por algumas pessoas pode ser opcional e causal, para outras, necessário, mas para outras ainda, é imprescindível, abrindo-lhes portas, ou talvez apenas janelas, para um convívio mais respeitoso e satisfatório com seus semelhantes". (Hogetop & Santarosa, 2002)

3 Tecnologia Assistiva Nem todas as pessoas têm possibilidade de acessar os recursos de hardware e software que o mundo digital oferece, devido a deficiências que podem ser visuais, auditivas, físicas, entre outras (Hogetop e Santarosa, 2002). Para isso existem sistemas/dispositivos que apresentam algumas soluções, são as chamadas Tecnologia Assistiva/Adaptativa ou Auto Ajudas/Ajudas Técnicas, dependendo da influência norte-americana ou européia respectivamente.

4 DEFICIÊNCIA AUDITIVA/SURDEZ

5 A Tecnologia existente nessa área baseia-se em três concepções: Oralização LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) Escrita da Língua de Sinais Nosso intuito é apenas o de apontar algumas tecnologias existentes associadas à limitação auditiva sem entrar na discussão de qual das concepções seja a mais adequada Observação

6 Capta a fala em português (microfone) e exibe no monitor a interpretação em Libras na forma gestual e animada em tempo real (Projeto Falibras, 2006) Seqüência de animação Falibras Falibras

7 Dicionários de Libras Dicionário Acessibilidade Brasil

8 Desenvolvido pelo Centro de Tecnologia de Software (CTS – Brasília/DF) Selecionando texto de páginas da Internet e clicando no selo, o software fornece a interpretação em Libras Fonte: Player Rybená

9 Digitando o texto desejado no campo de edição e clicando na bandeira do Brasil, o programa devolve a interpretação em Libras

10 Vídeos em libras

11 Conforme a Lei nº , de 19 de dezembro de 2000: O Poder Público promoverá a eliminação de barreiras na comunicação e estabelecerá mecanismo e alternativas técnicas que tornem acessíveis os sistemas de comunicação e sinalização às pessoas portadoras de deficiência sensorial e com dificuldade de comunicação, para garantir- lhes o direito de acesso à informação, à comunicação, ao trabalho, à educação, ao transporte, à cultura, ao esporte e ao lazer. (BRASIL, 2000) Fonte:http://www.koller.com.br/nov osite/Imagens/telefone_para_surd os-Tps03.gif Telefone Público para Surdos

12 DEFICIÊNCIAVISUAL

13 Baixa Visão: Ampliadores de Tela: LentePro, Magic, Open Book Ampliadores de Tela: LentePro, Magic, Open Book Ampliadores de Imagens: lupas eletrônicas Ampliadores de Imagens: lupas eletrônicas Deficiência Visual Cegos: Impressoras Braille / Thermoform Impressoras Braille / Thermoform Braille Falado / Braille Light Braille Falado / Braille Light Terminal (linha) Braille Terminal (linha) Braille Programas: Virtual Vision, Jaws, Dosvox, Braille Fácil, Open Book, dentre outros. Programas: Virtual Vision, Jaws, Dosvox, Braille Fácil, Open Book, dentre outros.

14 Baixa visão Ampliadores de Imagens: Lupa eletrônica para televisão. Aparelho acoplado a um televisor que amplia, eletronicamente, material impresso. Pode-se utilizar este dispositivo para ler livros e mapas comuns, ampliando em até 60 vezes o tamanho do material. Lupa eletrônica para televisão Fonte:

15 Ampliadores de Imagem Figura 1: janela de configuração do software ampliador de telas LentePró Download do programa (freeware): Figura 2: box do software ampliador de telas Magic 8.0. Sites de revendedores: ou

16 Baixa visão Sites de revendedores: Magic – Ampliador de imagens da Freedom Scientific, (EUA). Tem uma capacidade de ampliação de 2 a 16x para ambiente Windows e todos os aplicativos compatíveis. Suas ferramentas permitem alteração de cores e contrastes, rastreamento do cursor ou mouse, localização do foco do documento e personalização da área da tela antes ou após a ampliação. O aplicativo também pode fazer a leitura da tela através de voz sintetizada.

17 LentePro Download do programa (freeware): Word ampliado através do LentePro

18 Uso de Ampliador de Imagem Fonte:NAPNE/IFRS –Campus BG/RS

19 Dosvox O Dosvox é uma interface especializada que se comunica com o usuário (em português) por meio de síntese de voz, viabilizando, desse modo, o uso de computadores por deficientes visuais. Vem sendo desenvolvido desde 1993 pelo Núcleo de Computação Eletrônica da Universidade Federal do Rio de Janeiro, sob a Coordenação do Professor Antônio Borges Foi desenvolvido com tecnologia totalmente nacional e adaptado à realidade brasileira Disponibiliza um sistema completo, incluindo desde edição de textos, jogos, browser para navegação na Internet e utilitários falados, sendo de baixa complexidade, de processamento rápido e gratuito.

20 Interface Especializada Dosvox (http://intervox.nce.ufrj.br/dosvox)http://intervox.nce.ufrj.br/dosvox

21 Leitores de Telas Os Leitores de Tela são programas que interagem com o Sistema Operacional, reproduzindo, de forma sonora, os eventos ocorridos no computador. São interfaces entre os sintetizadores e os programas em geral, permitindo ao usuário escolher quais informações serão lidas e quando. Essa união permite a construção de ambientes falados personalizáveis, utilizando programas de uso geral. Essas interfaces lêem para o usuário as informações, botões, enfim, todos os eventos que se apresentam em forma de texto ou equivalente (imagens etiquetadas) na tela do computador. Virtual Vision e Jaws são os leitores de tela mais utilizados no Brasil.

22 Leitor de Telas Virtual Vision Painel de Controle do Virtual Vision Site do fabricante: Gratuito para correntistas deficientes visuais do Bradesco ( ) ou do Banco Real ( )

23 Leitor de Telas Jaws Download demo: Sites de revendedores: ouwww.laramara.org.br/softwares.htm

24 Leitor de Telas NVDA Download gratuito em: Desenvolvido pela NV Access (Austrália) Sw com código aberto, para Windows. Disponibiliza síntese em diversos idiomas, incluindo o português-Brasil. Além da versão para instalação, possui também uma versão para viagem, que pode ser executada de um CD ou PenDrive, por exemplo.

25 Leitor de Telas Orca (Linux) Download gratuito em:

26 OpenBook Permite acesso e edição de materiais impressos mediante um processo de escaneamento e digitalização. O software com voz sintetizada faz a leitura de todos os textos e dá informações ao usuário sobre imagens e legendas, estrutura de colunas, cabeçalhos e outras informações de layout. Permite ainda mudar tipos de fontes, cores e contraste para usuários com baixa visão. Fonte: Sites de revendedores: ou

27 Braille Fácil Programa que transcreve automaticamente documentos em texto para braille, para posterior impressão. O texto pode ser digitado diretamente no Braille Fácil ou importado a partir de um editor de textos convencional. Download freeware:

28 Impressoras Braille Impressora Braille: seguem o mesmo conceito das impressoras de impacto comuns e podem ser ligadas ao computador através das portas paralelas ou seriais. Há no mercado uma grande variedade de tipos, quais sejam: de pequeno ou grande porte; com velocidade variada; com impressão em ambos os lados do papel (braille interponto) ou não; algumas imprimem também desenhos e já existem modelos que imprimem simultaneamente caracteres Braille e comuns em linhas paralelas. (http://www.epub.org.br/informed/defic.htm) Blazer JulietRomeo

29 Espécie de xerocadora para material adaptado - matriz (desenhos, mapas, gráficos) empregando calor e vácuo para produzir relevo em película de PVC. Fonte: Thermoform :

30 Braille Falado Sistema portátil de armazenamento e processamento de informação. A entrada de dados é feita mediante um teclado Braille de 6 pontos, e a saída é efetuada através de um sintetizador de voz. Possui um editor de texto, agenda, calendário, cronômetro e calculadora. Seu peso é de aproximadamente 450 gramas, dispondo de 7 teclas (uma para cada ponto braille e uma para o espaço).

31 Terminal Braille Possui uma linha régua de células Braille, cujos pinos se movem para cima e para baixo e que representam uma linha de texto da tela do computador. O número de células braille da régua pode ir de 20 a 80. Geralmente são encaixados a um teclado comum de computador, podendo ser manipulados como se fossem uma linha a mais de teclas na parte superior ou inferior do teclado. Fonte:

32 LIMITAÇÕES MOTORAS E/OU NA FALA

33 Softwares Simuladores de mouse Simuladores de teclado Teclados de Conceito Motrix Sistemas Aumentativos Alternativos de Comunicação Limitações Motoras e/ou na Fala

34 Simuladores de Teclado Teclado Amigo: NCE/UFRJ e Projeto da Rede SACI. Download freeware: Teclado Virtual: UC/PR

35 Simulador de Mouse – Acesso Mediado Programas que permitem simular, através do teclado numérico, as ações e movimentos do mouse. Importante para pessoas espásticas ou que acessam o computador através de um acionador. Exemplos: Mouse Keys, Dragger (Hogetop & Santarosa, 2002).

36 Uso do Simulador de Teclado no CRPD-BA Fonte:

37 MOTRIX Desenvolvido pelo NCE/UFRJ Permite acesso ao computador por pessoas com tetraplegia ou limitações motoras severas que impeçam o uso efetivo dos membros superiores Comandar com a voz a maior parte das funções do computador (reconhecimento de voz) Área Motora Tela do Motrix

38 Motrix Download freeware: Usuária do Motrix:

39 HeadDev Manual do programa e Download freeware:

40 Mouse Ocular - FPF Fundação Paulo Feitosa - Material Iconográfico Utiliza movimentos oculares p/ controlar o cursor do mouse Movimentos são detectados por sensores fixados na face Movimentos oculares e piscadas correspondem ao movimento e clique do mouse Permite utilização do computador (editor de texto, , chat, ce,...) além do acionamento de equipam. eletro- eletrônicos Vem com o Teclado Virtual (sw desenvolvido p/ trabalhar com o MO)

41 Hardware: Teclados alternativos Sobre-teclados (Colméia) Mouses alternativos Pulsadores/apontadores/acionadores Telas sensíveis (ao toque/sopro) Limitações Motoras e/ou na Fala

42 Pulseira e Teclado Fixado - ADPulseira c/ ponteira p/ digitação - AD Haste fixada na cabeça - ADSopro pelo microfone - AM Adaptações Físicas (órteses)

43 Colméia EncaixadaColméia Sobreposta Com poucas teclas expostas Adaptação de Hardware: Máscara de Teclado Fonte:

44 Reduzido Ampliado De Conceitos Para uma mão Teclados Ergonômico Fonte:

45 Teclado Intellikeys com Lâminas Fonte: O teclado IntelliKeys USB muda de aparência, vem com 7 lâminas básicas. Acompanha um software que permite que as configurações de cada usuário sejam salvas. Controle: via tela ou lâmina. Mouse e teclado convencionais funcionam em paralelo Teclados de Conceitos

46 Acesso a Internet Matemática Funções do Mouse Configurável Lâminas que acompanham o Teclado IntelliKeys Fonte:

47 Roller Mouse - AD Mouse e Acionadores Switch Mouse - AD (http://www.clik.com.br/shs_01.html)http://www.clik.com.br/shs_01.html Plug Mouse - AD (http://www.clik.com.br/clik_01.html#acionador)http://www.clik.com.br/clik_01.html#acionador Acionadores de Mouse TASH - AM (http://www.clik.com.br/clik_01.html#acionador)http://www.clik.com.br/clik_01.html#acionador Acionador PuxeClik Acionador de Pedal - AM

48 Uso de roller mouse Fonte: Napne IFRS-Campus BG/RS

49 CAA (Comunicação Aumentativa Alternativa): comunicação expressiva e receptiva de pessoas sem fala ou com limitações da mesma. Ex: pranchas de comunicação, vocalizadores,... Permite que pessoas com limitações na fala construam suas mensagens e se comuniquem de forma independente. Sistemas Aumentativos/Alternativos de Comunicação PLAPHOONS: Software espanhol de comunicação para pessoas com limitações motoras graves, que não conseguem se comunicar pela fala e possuem um controle muito limitado de sua motricidade.

50 Vocalizadores GoTalk Vocalizador: recurso eletrônico de gravação/reprodução que ajuda a comunicação das pessoas em seu dia-a-dia. O usuário pressiona uma mensagem adequada pré-gravada. As mensagens são acessadas por teclas sobre as quais são colocadas imagens (fotos, símbolos, figuras) ou palavras, que correspondem ao conteúdo sonoro gravado. Peso aproximado: 350g. Acionamento: pilhas Fonte:

51 Plaphoons Software Plaphoons Download Sw espanhol de comunicação para pessoas com limitações motoras graves, que não conseguem se comunicar pela fala e possuem um controle muito limitado de sua motricidade.

52 Produtos de Tecnologia Assistiva de baixo custo desenvolvidos em nosso núcleo Mouses e adaptadores produzidos com sucatas e material descartável

53 Produtos de Tecnologia Assistiva de baixo custo desenvolvidos em nosso núcleo Bengala adaptada para vibrar em poças dágua

54 MUITO OBRIGADA!


Carregar ppt "A Tecnologia Assistiva e sua utilização no IF RS – Campus Bento Gonçalves Sirlei Bortolini agosto - 2011."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google