A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

2011, outubro, 19 Cida Glavin. O que é uma oração? A oração deve constituir uma benção, na qual a criatura e o criador se identificam, mediante a linguagem.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "2011, outubro, 19 Cida Glavin. O que é uma oração? A oração deve constituir uma benção, na qual a criatura e o criador se identificam, mediante a linguagem."— Transcrição da apresentação:

1 2011, outubro, 19 Cida Glavin

2

3 O que é uma oração? A oração deve constituir uma benção, na qual a criatura e o criador se identificam, mediante a linguagem inarticulada do sentimento de plena união (Joanna de Ângelis – Iluminação Interior) Quando fazemos uma prece o que queremos conectar? Deus, mas o que é Deus? A inteligência suprema, causa primária de todas as coisas. Quais palavras usamos para fazer uma prece? Senhor…..nosso pai……Ele

4 Quando chamamos Deus de Senhor ou ele …estamos personalizando Deus como homem. Na lingua portuguesa seria do sexo femenino pois A inteligência, A energia.... Quando o chamamos de pai podemos fazer uma associação com o pai terrestre. Se a pessoa tem um complexo paterno de pai ausente ou fraco ou alcoolatra a sua relação com Deus acaba ficando fragilizada. Por mais se engrandeça o raciocínio do ser pensante, sempre defrontará dificuldades para equacionar os mecanismos da realidade universal. Somente através de voos da imaginação é que se pode abarcar, mesmo sem entender, a grandeza da Criação (Joanna de Ângelis/Iluminação Interior

5 O que é um espírito? a consciência, a inteligência, a mente. A energia inteligente que anima este monte de matéria orgânica é o espírito, é o que chamamos de EU, é a nossa individualidade

6 The kingdom of God is at the hand. Repent and believe in the good news!" Mark 1:14-15 O tempo chegou. O reino de Deus está próximo. Arrependam-se e creiam na boas novas. Marco 1: E, interrogado pelos fariseus sobre quando viria o reino de Deus, Jesus repondeu: O reino de Deus não vem com modo visível, nem se dirá Aqui está ele ou lá está; porque o reino de Deus esta entre vocês. Lucas 17: 20-21

7 Quando forem orar não se assemelhem aos hipócritas que fingem orar, ao ficarem em pé nas sinagogas ou nas esquinas das ruas para serem vistos pelo outros......entre para o seu quarto e com a porta fechada ore em segredo....Deus que tudo vê o que se passa em segredo te dará a recompensa Não fale muito em suas preces como fazem os pagões que pensam que é pela qualidade da palavra que serão atendidos `[não fiquem sempre repetindo a mesma coisa, como fazem os pagões. Eles pensam que por muito falarem serão ouvidos].(Mateus 6:5 – 8) Quando se apresentar para orar, se tiver alguma coisa contra alguém, perdoa-lhe, a fim de que Deus perdoe também os seus pecados. (Marcos 11:25-26)

8 A oração deve constituir uma benção, na qual a criatura e o Criador se identificam, mediante a linguaguem inarticulada do sentimento de plena união. A verdadeira oração faz-se mediante um colóquio com a Divindade, abrindo-se o indivíduo à inspiração, sem qualquer tipo de formulação que o objetive resultados imediatos (Joanna de Ängelis)

9

10 Se Deus conhece as nossas necessidades por que devemos revelá-las? E como tudo se encadia no Universo pelas leis eternas, nossas preces não podem mudar as leis de Deus Se asssim fosse não teriamos livre-arbitrio.

11 Podemos deduzir que qualquer coisa que pedirmos será obtido? Nós ainda temos somente a visão do presente. Queremos satisfazer o agora e muitas vezes não sabemos o que é bom para a nossa vida futura. As vezes o sofrimento nos traz crescimento.Deus dará paciência, coragem, resignação e lhe inspirará os meios de se livrar das dificuldades.

12 Mas não ajudará àqueles que esperam um socorro alheio, sem fazer uso de suas forças. Na infância da Humanidade usa-se a inteligência somente para as necessidades básicas. Com o desejo de melhorar-se, dado por Deus, o homem faz descobertas, invenções, aperfeiçoa as Ciências e sua moral se purifica através das reencanações. Que sentido teria se recebessemos todas as pesquisas prontas. Acostumado a dependência de favores a criatura transfere a Deus suas necessidades, sem a resolução firme de solucioná- las utilizando-se da prece como recurso persuatório a fim de conseguir benefícios. A oração, portanto, não pode ser colocada a serviço do atendimento de desejos, normalmente infantis, da solução de interesses.

13 o Quando conseguimos o que queremos normalmente achamos que é nosso mérito. Se nos fosse dito claramente o que fazer não nos esforcariamos para solucionar o problema. Não teriamos nem o trabalho de pensar. o Ainda não temos a necessária sabedoria para saber o é melhor para nós. Fixamo-nos no presente no prazer veloz. Não nos detemos a meditar sobre os resultados e no sofrimento futuro, nos desafios atuais que se transformam em conquistas, na situações difíceis que se alterarão em favor de nosso progresso intelecto-moral, etc... o Diante de uma enfermidade pedimos para a cura da pessoa ou até mesmo por um milagre. Total ignorância das Leis Divinas. Se a oração pudesse curar todos os males não haveria mais morte. A existência no planeta seria impossivel e a evolução espiritual como ficaria?

14 Ande e chegará. Encontrará pedras no caminho, olhe-as e afaste-as, nós te daremos a força necessária, se quizer empregá-la. Peça a luz que deve iluminar o seu caminho e ela será dada Peça a força para resistir ao mal e terá Peca a assistência dos bons espíritos e eles virão te acompanhar Peça bons conselhos e nunca serão recusados Bata à nossa porta e ela lhe será aberta Mas peça com fe, fervor e confiança, apresente-se com humildade sem o que as quedas que sofrer serão a punição de seu orgulho

15

16 Ao fazer a prece entramos em contato, pelo pensamento, com o ser ao qual se dirige. Pode ser para pedir, agradecer ou para glorificar. Podemos orar por nós ou por outras pessoas, encarnados ou desencarnados. As preces dirigidas a Deus são ouvidas pelos Espíritos encarregados da Execução e a que são dirigidas aos bons espíritos também são ouvidas por Deus. Esses espíritos são intermediários pois nada se realiza sem a vontade de Deus.(Ese cap.27) Tudo é feito pelo transmissão do pensamento que viaja através do Fluido cósmico..... Mas o que é mesmo o Fluido cosmico ou O fluido universal de acordo com a ciência?

17 Matéria primitiva da qual derivam todas as demais formas, materias e energia. Os atomos prótons e neutrons foram dividos em quark. Essa divisão pode se repetir ad infinitum ate chegarmos a algo indivisivel. Os eletrons mantém a sua estrutura. Na teoria da cordas, ainda não conclusiva, as particulas que consideramos como elementares, fundamentais, como os quarks e os eletrons, são na realidade filamentos, de energia, unidimensionais vibrantes como cordas de violino. Cada vibração forma diferente particula.

18 Níveis de Ampliação: 1. Nível Macroscópico - Matéria 2. Nível Molecular 3. Nível Atômico - Prótons, nêutrons, e elétrons 4. Nível Subatômico - Elétron 5. Nível Subatômico - Quarks 6. Nível das Cordas

19 A teoria da cordas surgiu na decada de 60 para explicar a particula subatomica hadron que tem estados excitados designados de ressonância. Surgiram 5 toerias a esse respeito: Tipo I, Tipo II(A), Tipo II(B), Heterótica-O e Heterótica-E Em 1995 o Dr Edward Witten reuniu todas teorias na chamada Teoria M. A teoria das cordas afirma que as menores unidades constituintes da matéria existente e das partículas elementares da natureza, são minúsculas cordas vibratórias oscilantes feitas de energia, e que, variando a oscilação e vibração das mesmas, cria-se a matéria conhecida, em todos seus aspectos, incluindo as partículas componentes das forças fraca, forte, eletromagnética e a própria gravidade.

20 Há ainda a inclusão das ondas, as quais, como exemplo da luz, que é constituida por fótons, é na verdade constituída em seu máximo interior por minúsculas cordas. Tal característica da luz, de ser onda e partícula ao mesmo tempo, denomina-se dualidade onda-partícula. Assim, várias equações descrevem as mais diversas características das cordas assim como seus padrões vibratórios, que produzem as partículas conhecidas por nós e outras ainda nao comprovadas como o gráviton (partícula mensageira da força gravitacional). Os novos princípios matemáticos utilizados nesta teoria permitem aos físicos afirmar que o nosso universo possui 11 dimensões: 3 espaciais (altura, largura e comprimento), 1 temporal (tempo) e 7 dimensões recurvadas (sendo a estas atribuídas outras propriedades como massa e carga elétrica, por exemplo), o que explicaria as características das forças fundamentais da natureza

21 O sonho da unificação da física, unir a Relatividade Geral de Albert Einstein com a Mecânica Quântica de Planck, Bohr, Bell, Feynman, Schrödinger, Heisenberg, John Von Neumann e tantos outros gênios, estaria nesse propósito: um mundo variante de cordas e membranas compondo tudo que o existe. Este é o nosso fluido cósmico. E por onde viaja o nosso pensamentoAlbert EinsteinPlanck BohrBellFeynmanSchrödingerHeisenbergJohn Von Neumann

22 Que irradia força; energia; sentimentos; a consciência, É um efeito de manifestação da conciência. Atua no mundo físico e extra-físico que agindo colapsando as funções de ondas de realizações em todos os níveis A consciência produz o pensamento, o pensamento gera sentimentos que direciona inteligentemente pela informação para a materialização Por isso a nossa energia tem que estar equilibrada, começando pela do corpo, do pensamento e sabendo lidar com o que vem de fora. Se atacamos o externo atacamos a nós mesmos. O princípio da energia diz que se nós nos organizarmos podemos ajudar aos outros e consequentemente a nós próprios.

23 Cada mudança de pensamento é acompanhada pela vibração da matéria mental necessária para o pensamento funcionar como força. Assim, todo pensamento possui peso, forma, tamanho, estrutura, cor, qualidade e poder. O poder do pensamento é maior que o da eletricidade. A todo pensamento corresponde uma imagem mental (Swami Sivananda do livro Psiquiatria e Mediunismo do Leopoldo Balduino Através do princípio de repercursão, exteriorizamos essas formas-pensamento, que, na realidade não ficam sepultadas no inconsciente, mas se encontram na borda de nossa aura espiritual.....A durabilidade das imagens criadas ficam apenas algumas horas ou durante anos na atmosfera das criaturas ou no ambiente em que foram geradas (Francisco do Espirito Santo Neto - A Imensidão dos Sentidos)

24

25

26 Formas negativas Formas positivas

27 Pedir é, em certo sentido, estabelecer novo modo de execução. A repetição do pedido provocará uma reorganização na função de execução, promovendo a obtenção do que se solicitou A vontade gera emoções, que, por sua vez, geram pensamentos, e estes, atitudes que nos situam no mundo. Somos responsáveis pelo que queremos, sentimos, pensamos e fazemos ou deixamos de fazer (Adenauer Novaes – Psicologia do Evangelho) A mente humana executa os nossos desejos mais íntimos.Pedir a Deus, à Vida, ao Universo é importantissimo pois traz consequências ao Espírito

28 Mobilizamos o Universo com os nossos desejos. Quando Jesus diz Peça e Obterá é um aviso para termor cuidado com o que pedimos. Por não termos ainda evolução pedimos o que é bom para nosso ego e não para o espírito e por isso muitas vezes recebemos uma lição para aprender a pedir. Esse desejo interno que todos temos, e que as vezes se manifesta como o de possuir, de viver, de amar, de crescer, vem do Espiríto, porém, quando o fazemos para satisfação exclusivamente pessoal, ele provém do ego, tornando-se egoísmo (Adenauer Novaes – Psicologia do Evangelho)

29 Deus é a Presença Divina revelando-se para todos aqueles que acreditam Onde Deus é reconhecido, há vida Onde a presença de Deus é percebida, há ação Onde a bondade de Deus é sabida, há paz


Carregar ppt "2011, outubro, 19 Cida Glavin. O que é uma oração? A oração deve constituir uma benção, na qual a criatura e o criador se identificam, mediante a linguagem."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google