A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Apresentação UFRN.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Apresentação UFRN."— Transcrição da apresentação:

1 Apresentação UFRN

2 AGENDA Objetivo Oxiteno no Grupo Ultra Oxiteno na cadeia produtiva
Linha de produtos Histórico Políticas e Estratégias Oxiteno Diretorias Internacionalização Escritórios / Unidades Industriais / PD&E Índices Financeiros Conclusão

3 AGENDA Objetivo Oxiteno no Grupo Ultra Oxiteno na cadeia produtiva
Linha de produtos Histórico Políticas e Estratégias Oxiteno Diretorias Internacionalização Escritórios / Unidades Industriais Índices Financeiros Conclusão

4 OBJETIVO Apresentar uma visão geral da Oxiteno, destacando os principais acontecimentos de 2007 e perspectivas futuras. Abordagem geral: posicionamento da oxiteno no grupo ultra, aspectos financeiros, mercadológicos, comerciais, produtos, áreas.

5 AGENDA Objetivo Oxiteno no Grupo Ultra Oxiteno na cadeia produtiva
Linha de produtos Histórico Políticas e Estratégias Oxiteno Diretorias Internacionalização Escritórios / Unidades Industriais Índices Financeiros Conclusão

6 OXITENO Empresa Química Brasileira fundada em 1973
Oferece uma ampla linha de matérias-primas industriais, especialidades químicas e serviços para diversos mercados. Produz mais de 400 mil toneladas / ano Exporta para mais de 40 paises Possui 1460 funcionários É controlada pela Ultrapar [Bovespa: UGPA4, NYSE: UGP] Grupo empresarial brasileiro com 70 anos de tradição

7 GRUPO ULTRA Única produtora de óxido de eteno e derivados no Mercosul
2ª Empresa em participação de mercado neste segmento = 22,67% Líder no segmento de logística integrada de químicos e combustíveis Líder do mercado brasileiro de distribuição de GLP Sexta maior distribuidora independente de GLP no mundo Única produtora de óxido de eteno e derivados no Mercosul

8 Receita líquida de vendas = R$19.921 MM
Oxiteno no Grupo Ultra Ultrapar 2007 EBITDA = R$779 MM Ultrapar 2007 Receita líquida de vendas = R$ MM

9 AGENDA Objetivo Oxiteno no Grupo Ultra Oxiteno na cadeia produtiva
Linha de produtos Histórico Políticas e Estratégias Oxiteno Diretorias Internacionalização Escritórios / Unidades Industriais Índices Financeiros Conclusão

10 Oxiteno na Cadeia Produtiva
Refinaria Craqueamento Produto Final Consumidor Caso MEG – PET (Camaçari) Nafta Eteno MEG

11 Oxiteno na Cadeia Produtiva
Refinaria Craqueamento Produto Final Consumidor Caso MEG – PET (Camaçari) Nafta Eteno MEG

12 Esquema Produtivo M&G Fonte:

13 Oxiteno na Cadeia Produtiva
Refinaria Craqueamento Produto Final Consumidor Caso MEG – PET (Camaçari) Nafta Eteno MEG PET

14 AGENDA Objetivo Oxiteno no Grupo Ultra Oxiteno na cadeia produtiva
Linha de produtos Histórico Políticas e Estratégias Oxiteno Diretorias Internacionalização Escritórios / Unidades Industriais Índices Financeiros Conclusão

15 Etoxilados/ Propoxilados
Linha de Produtos Etoxilados Eteno Oxigênio ÓXIDO DE ETENO Etilenoglicóis Éteres glicólicos Etanolaminas Etoxilados/ Propoxilados Alcoxilados

16 Etoxilados/ Propoxilados
Linha de Produtos Etoxilados Eteno Oxigênio ÓXIDO DE ETENO Etilenoglicóis Éteres glicólicos Etanolaminas Etoxilados/ Propoxilados Alcoxilados

17 Etoxilados/ Propoxilados
Linha de Produtos Etoxilados Eteno Oxigênio ÓXIDO DE ETENO Etilenoglicóis Éteres glicólicos Etanolaminas Etoxilados/ Propoxilados Alcoxilados

18 Etoxilados/ Propoxilados
Linha de Produtos Etoxilados Eteno Oxigênio ÓXIDO DE ETENO Etilenoglicóis Éteres glicólicos Etanolaminas Etoxilados/ Propoxilados Alcoxilados

19 Etoxilados/ Propoxilados
Linha de Produtos Etoxilados Eteno Oxigênio ÓXIDO DE ETENO Etilenoglicóis Éteres glicólicos Etanolaminas Etoxilados/ Propoxilados Alcoxilados

20 Etoxilados/ Propoxilados
Linha de Produtos Etoxilados Eteno Oxigênio ÓXIDO DE ETENO Etilenoglicóis Éteres glicólicos Etanolaminas Etoxilados/ Propoxilados Alcoxilados

21 Linha de Produtos não-Etoxilados
Óleo Fúsel Ácido Graxo Ácido Esteárico Formaldeído Naftaleno Buteno Álcool Isopentílico Ácido Acético Acetato AIP

22 Linha de Produtos não-Etoxilados
Óleo Fúsel Ácido Graxo Ácido Esteárico Formaldeído Naftaleno Buteno Amina Graxa Cocoamidoamina Graxa Ésteres Graxos Betaína

23 Linha de Produtos não-Etoxilados
Óleo Fúsel Ácido Graxo Ácido Esteárico Formaldeído Naftaleno Buteno Naftaleno Sulfonato

24 Linha de Produtos não-Etoxilados
Óleo Fúsel Ácido Graxo Ácido Esteárico Formaldeído Naftaleno Buteno Sec-Butanol MEK

25 AGENDA Objetivo Oxiteno no Grupo Ultra Oxiteno na cadeia produtiva
Linha de produtos Histórico Políticas e Estratégias Oxiteno Diretorias Internacionalização Escritórios / Unidades Industriais Índices Financeiros Conclusão

26 Histórico 1978 – Inauguração de sua maior unidade produtiva no pólo petroquímico de Camaçari. 80 70 1973 – Oxiteno, 1ª a produzir EO no Brasil, inicia suas atividades com a unidade de Mauá. Ultrapar passa a participar do setor petroquímico. 1984 – Centro de Pesquisa em Mauá. Suporte técnico e desenvolvimento de produtos e processos.

27 Histórico 2006 – Aquisição da unidade de sulfatação e sulfonação em Suzano. Abertura do escritório na Argentina ampliando os negócios no Mercosul 1985 – Oxiteno compra unidade em Tremembé e se fortalece no setor de especialidades 00 90 1989 – Inauguração da unidade de Triunfo (RS). Produção de metiletilcetona complementa linha de produtos 2003 – Oxiteno compra a Canamex Químicos no México, iniciando seu processo de internacionalização

28 Histórico - 2007 jan abr jul out
Primeiro lote de catalisadores é exportado para a Venezuela. Início das operações da unidade de sulfatação e sulfonação de Suzano: Maior capacidade de fornecimento de tensoativos; Conquista de novos mercados. Oxiteno México adquire ativos operacionais de sulfatados/sulfonados da Unión Química: Capacidade produtiva: 8600 t/ano; Segmentos  cosméticos e detergentes. Início das operações da unidade de alcoxilação U-160 em Mauá; Inauguração de novo escritório nos EUA. Suzano 1º lote Venezuela Unión Química U-160 e EUA Arch jan abr jul out EMCA Caldeira Camaçari Início da integração da EMCA: Única planta brasileira atuando com hidrogenação de alta pressão  atende a normas de qualidade mais rigorosas; Capacidade produtiva: 50 kt/ano - óleos minerais brancos, 5 kt/ano – vaselina; Mercados farmacêutico e alimentício. Concluída a aquisição da Arch Química Andina C.A.: Maior participação nos mercados andinos; Aumento das exportações para NAFTA e Mercosul. Entra em funcionamento a nova caldeira de Camaçari  preparação para partida da oleoquímica.

29 Histórico Total de investimentos 2007: R$450 milhões  expansão da capacidade produtiva: Planta de álcoois graxos; Especialidades químicas; Produção de óxido de eteno em Mauá. Previsão 2008: R$480 milhões: Conclusão da planta de álcoois graxos; Finalização da expansão da capacidade de produção de óxido de eteno em Mauá e a ampliação de Camaçari; Expansão da capacidade de especialidades químicas.

30 AGENDA Objetivo Oxiteno no Grupo Ultra Oxiteno na cadeia produtiva
Linha de produtos Histórico Políticas e Estratégias Oxiteno Diretorias Internacionalização Escritórios / Unidades Industriais Índices Financeiros Conclusão

31 SIGO – Sistema Integrado de Gestão Oxiteno
Segurança, Saúde, Meio ambiente, Qualidade e Responsabilidade Social. Objetivo: Melhoria continua, excelência e crescimento dos negócios.

32 SIGO – Sistema Integrado de Gestão Oxiteno
Visão Ser um grande produtor de óxido de eteno e derivados, consolidando sua posição na América Latina e buscando oportunidades em outros continentes. Missão Atender a demanda de produtos químicos, dentro dos padrões de qualidade, serviço, custo e segurança requeridos pelo mercado, beneficiando a sociedade, nossos clientes, parceiros comerciais, colaboradores e acionistas.

33 SIGO – Sistema Integrado de Gestão Oxiteno
Política de Gestão Construímos uma organização moderna, adaptável e ágil, comprometida com sólidos princípios, valores e diretrizes, que assegura a qualidade de seus produtos e serviços. Promovemos, de forma responsável e contínua, a saúde, a segurança, a preservação do meio ambiente e o desenvolvimento profissional, ético e social.

34 ECO - Excelência e Crescimento Oxiteno
Ferramenta de gestão da estratégia Oxiteno; Excelência Operacional  Melhoria contínua de processos, qualidade, produtividade, segurança e preservação do meio ambiente; Crescimento  Busca de novas oportunidades; Metodologia  Balanced Scorecard.

35 Diretoria Superintendente
Organograma Presidência Diretoria Superintendente GEDEN Dir. Adm. e Controle Dir. Industrial Dir. Comercial CGC GEMARK GRH GEPLAC CGM GECAD GESIST CGS GECEX ASJUR CGT GEMERC I GECEM GEMERC II GEMERC III GEMAQ GEDEA GEPROT GUF

36 AGENDA Objetivo Oxiteno no Grupo Ultra Oxiteno na cadeia produtiva
Linha de produtos Histórico Políticas e Estratégias Oxiteno Diretorias Internacionalização Escritórios / Unidades Industriais Índices Financeiros Conclusão

37 DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO E CONTROLE

38 GRH – Gerência de Recursos Humanos
Responsabilidades: Políticas de Gestão Recrutamento e Seleção Admissões e Desligamentos Administração de Pessoal Treinamentos e Desenvolvimento Pesquisas, Avaliações e Melhorias

39 GRH – Gerência de Recursos Humanos
"A valorização dos recursos humanos é manifestada nas diretrizes da política de gestão de pessoas, que tem como fundamentos atrair, capacitar e reter talentos, estimulando o desenvolvimento profissional, o reconhecimento de competências técnicas e o comprometimento com os valores organizacionais de maneira a atingir os melhores resultados. Esse reconhecimento pode ser comprovado na própria diretoria executiva e o corpo gerencial, cujos membros em grande parte iniciaram suas carreiras nos programas de estágio ou de trainees mantidos pela empresa. O bom desempenho no histórico de contratações nesses programas os tornou uma das fontes mais eficientes de renovação e qualificação do quadro de funcionários." Fonte: Valor Econômico 21/02/2008.

40 Programa de Trainees Oxiteno

41 O programa de trainees Oxiteno existe há 17 anos.
A Oxiteno desenvolve o programa desde 1989, com o objetivo de atrair talentos que tragam resultados e contribuam para o crescimento da organização. Neste período foram contratados cerca de 70 trainees. Desse grupo, encontram-se hoje trabalhando na Oxiteno 32 profissionais. Atualmente, vários ex-trainees ocupam posições de gestão / coordenação de áreas ou equipes na organização.

42 Conheçam o programa O trainee Oxiteno tem a possibilidade de obter uma visão global da empresa, por meio de trajetória de 12 meses de trabalho planejado e orientado por Executivos e profissionais de Recursos Humanos, desenvolvendo projetos estratégicos nas diversas áreas as companhia: Industrial (Fábrica e Engenharia) Comercial (Vendas, MKT e Supply Chain) Pesquisa e Desenvolvimento TI / Sistemas Finanças Recursos Humanos Novos Negócios

43 Conheçam o programa Durante esses 12 meses o trainee desenvolve 3 projetos diferentes, em áreas diferentes; Para cada projeto o trainee tem cerca de 3 meses de desenvolvimento e deve ser acompanhado de um orientador de projeto; Ao final de cada ciclo de projeto o orientador e/ou gestor da área deve formalmente preencher uma avaliação do trainee para que o RH tenha subsídio para acompanhamento e para o próprio desenvolvimento do trainee; Além do orientador de projeto, o trainee tem um tutor, que é uma pessoa da companhia que deve orientá-lo enquanto desenvolvimento de carreira; Existe também o acompanhamento de um conselheiro que é um dos diretores da Oxiteno; Ao final dos três ciclos o trainee é alocado em uma determinada área, de acordo com a afinidade e disponibilidade de vaga.

44 Formandos do ano anterior
Processo seletivo. Administração de empresas Economia Engenharia Química Química Agronomia Engenharia Elétrica Engenharia Mecânica Engenharia de Produção Formandos do ano anterior Etapas do processo seletivo (setembro à dezembro) Triagem de CVs Testes on line Dinâmicas de grupo Entrevistas com RH Painel / Jogo de Negócio Entrevistas com Diretores

45 Remuneração e benefícios.
Salário competitivo na média de mercado; Assistência médica e odontológica; Convênio farmácia; Vale refeição; Vale alimentação; Seguro de vida e acidentes pessoais; Prêmio Assiduidade; Vale transporte; Previdência privada e Participação nos Lucros e Resultados

46 GEPLAC – Gerência Planejamento e Controle
Responsabilidades: Disponibilizar informações relevantes e consistentes sobre o desempenho econômico-financeiro da Oxiteno, facilitando a tomada de decisões.

47 GESIST – Gerência de Sistemas
Responsabilidades: Disponibilizar à Oxiteno sistemas de informação e soluções em informática que facilitem a gestão dos negócios e viabilizem as metas. YOKOGAWA FOXBORO MRO MAXIMO ORACLE ERP APLIC. SAT. HYPERION OPERACIONAL ESTRATÉGICO Integrar o sistema de informações de todas as plantas, inclusive do exterior

48 ASJUR – Assessoria Jurídica
Responsabilidades: Responder a consultas sobre legislação em todas as áreas do direito e orientar em questões fiscais e tributárias; Elaborar e analisar contratos; Acompanhar processos jurídicos; Divulgar nova legislação.

49 DIRETORIA INDUSTRIAL

50 GEMAQ – Gerência de Meio Ambiente e Qualidade
Responsabilidade: Atuar de forma corporativa nas questões relacionadas com Segurança, Saúde, Meio Ambiente, Qualidade e Responsabilidade Social.

51 GECEM – Gerência de Compras de Equipamentos e Manutenção
Responsabilidades: Comprar equipamentos e materiais a fim de suprir as unidades industriais de modo a proporcionar a continuidade operacional e a implantação de novos projetos, além de atuar no acompanhamento dos estoques. Equipamentos, Sobressalentes , Materiais e Acessórios nos segmentos: * Reatores, Vasos, Caldeiras e Trocador de Calor; * Compressores e Bombas; * Automação Industrial; * Tubulação, Conexão e Vedação; * Material Elétrico; * Equipamentos de Laboratório; * Instrumentação; * Equipamentos de Segurança; * Gases em Cilindro; * Óleos Combustíveis e Lubrificantes; * Tratamento de Água; * Material de Construção.

52 tecnicamente capacitados
GEPROT – Gerência de Processos e Tecnologia Responsabilidade: GEPROT Novas Tecnologias Demanda do Mercado Difusão do Conhecimento e Experiência Formação de profissionais tecnicamente capacitados Capacidade Produtiva

53 DIRETORIA COMERCIAL

54 GEMARK – Gerência de Marketing
Responsabilidades: Planejar, analisar e influenciar a operação das áreas de modo a garantir uma tomada de decisão alinhada ao direcionamento estratégico e que extraia o maior valor para os negócios. Exemplo: Margem Bruta Outros = tensoativos sulfatados e misturas para liquido para freio Outros negócios = catalisadores, derivados de enxofre, diversos Produtos de performance = polimerizados, álcoois etoxilados, alquilfenois, diversos, ésteres graxos, misturas, outros sintetizados

55 GEDEA – Gerência de Desenvolvimento e Aplicação
Responsabilidades: Oferece suporte técnico às relações comerciais da Oxiteno com os clientes; Desenvolvimento de produtos e aplicações; Está localizada na unidade industrial de Mauá; Modelo Celular e Flexível

56 GECAD – Gerência da cadeia de suprimentos
Responsabilidades: Planejamento de vendas Compras de matérias-primas e insumos Compras de serviços logísticos Operações logísticas Gerência Compras Serviços Logísticos: Compra de Serviços (armazenagem, inspeção, transporte, etc) - Desenvolvimento de Fornecedores - Gestão e Controle de Custos Logísticos Toda movimentação e armazenagem externa às fábricas da Oxiteno é de responsabilidade da GECAD Planejamento: Acompanhamento diário de estoques. Acompanhamento primário vendas internas. Controle de estoques externos. Plano de produçao anual, capacidade das unidades produtivas, necessidades de matérias-primas:análise para busca de alternativas.

57 GECAD – Principais Fornecedores
Braskem e PQU – Eteno C4 pesado – Copesul Alcool laurilico – Cognis N-butanol – Dow / Basf / Sasol Fenol – Rhodia / Ineos Etanol anidro – Copersucar Ácido acético glacial – Cealanese / Lyondell Noneno grau químico – Unipar Amina Primária de sebo destilada – Akzo Nobel

58 GEMERC I – Mercados Resinas; Casas Química EO; Petróleo;
Casas Químicas I; Couros; Construção Civil; Catalisadores. Volume (t) PRINCIPIOS: Superar as expectativas do cliente, atendendo de forma antecipada as suas necessidades, conquistando sua satisfação e os melhores resultados para a Oxiteno. RANKING DE SEGMENTOS (Margem Bruta): Distribuição 2. Resinas 3. Agroquímicos Vol.(t) 217 mil

59 GEMERC II – Mercados Agroquímico; Alimentos; Cosméticos; Detergentes;
Casas Químicas II; Auxiliar Têxtil. Volume (t) Vol.(t) 166 mil

60 GEMERC III – Mercados Distribuição; Tintas e Vernizes;
Fluidos Funcionais. Volume (t) Vol.(t) 120 mil

61 GEMERCs - Principais Clientes
Principais clientes (Margem Bruta): Brenntag Clariant M&G Unilever

62 GECEX – Gerência de Comércio Exterior
Responsabilidades: Fazer o balanço, em relação ao Mercado Interno, das principais "commodities"; Abrir novos mercados/clientes para os produtos de maior valor agregado; Manter a continuidade dos negócios; Criar uma Rede de Distribuição Internacional, alinhada à Política Comercial da Oxiteno. Está presente em mais de 40 países, com uma gama de mais de 100 produtos comercializados. Responsável por todas as exportações realizadas e por todos os clientes internacionais.

63 GEDEN – Gerência de Desenvolvimento de Negócios
Responsabilidades: Identificar e avaliar novas oportunidades de crescimentos e recomendar e viabilizar novos negócios.

64 AGENDA Objetivo Oxiteno no Grupo Ultra Oxiteno na cadeia produtiva
Linha de produtos Histórico Políticas e Estratégias Oxiteno Diretorias Internacionalização Escritórios / Unidades Industriais Índices Financeiros Conclusão

65 Internacionalização Desenvolver e implantar nova estrutura
organizacional global, que facilite o crescimento acelerado, fora do Brasil, nos mercados emergentes ou importantes, que oferecem uma maior e rápida expansão dos negócios, e que altere a situação do risco decorrente da concentração regional na América do Sul.

66 competitiva: tensoativos
Internacionalização Aumentar o valor da empresa Melhorar a competitividade Imagem transnacional Posição global e competitiva: tensoativos e solventes Distribuição do risco empresarial Internacionalizar a alta gerência Crescimento rápido e sustentado Aquisições, fusões JV - fora da zona de conforto Objetivos e resultados da Internacionalização da Oxiteno a curto, médio e longo prazo: Criar uma posição estratégica global e competitiva nos setores de tensoativos e solventes Distribuir o risco empresarial entre várias regiões Otimizar e assegurar a adoção de processos administrativos eficientes Internacionalizar a alta gerência

67 clientes e consumidores percepções de negócios inovações tecnológicas
Internacionalização Presença direta: Europa, Ásia e USA Contatos diretos com os mercados, clientes e consumidores Descentralização do processo decisório Adquirir novas percepções de negócios Maior flexibilidade e poder de reação Rápido acesso a inovações tecnológicas Objetivos da nova estrutura Desenvolver uma competência internacional e global. Aprender a relacionar-se com outras culturas. Adquirir novas percepções de negócios. Delegar responsabilidades do Brasil às diferentes zonas de interesse, descentralizando o processo decisório. Acelerar o crescimento da empresa fora da zona de conforto. Ter presença direta nos mercados da Europa, Ásia e USA. Ter maior flexibilidade e poder de reação sobre mudanças e acontecimentos específicos como oportunidades de negócios nos mercados regionais. Estabelecer contatos diretos com os mercados, clientes e consumidores, obtendo informações mais completas sobre os produtos, matérias-primas, investimentos e situação econômica regional. Rápido acesso a inovações tecnológicas e novos desenvolvimentos. Explorar possibilidades de cooperação.

68 Estrutura Internacional da Oxiteno
NAFTA e Caribe América do Sul Europa, África e Oriente Médio Ásia e Oceania

69 AGENDA Objetivo Oxiteno no Grupo Ultra Oxiteno na cadeia produtiva
Linha de produtos Histórico Políticas e Estratégias Oxiteno Diretorias Internacionalização Escritórios / Unidades Industriais / PD&E Índices Financeiros Conclusão

70 Oxiteno no Mundo Escritórios Unidades Industriais

71 Escritórios Proximidade aos clientes; Melhor conhecimento da região;
Desenvolvimento de novos clientes e mercados.

72 Escritórios São Paulo Sede corporativa da Oxiteno;
Fórum decisório da companhia; Responsável pelas unidades industriais locais. São Paulo

73 Escritórios Buenos Aires Primeiro escritório internacional;
Maior mercado consumidor internacional; Responsável pelas vendas locais, no Uruguai e Paraguai. Foi aberto pois tinham um distribuidor na Argentina que realizava vendas comissionadas. Com o valor das comissões (~1mi) era possível bancar um escritório na Argentina. Além de conhecer o mercado melhor. Primeiro escritório internacional: sem estar ligado com uma fábrica; Maior mercado consumidor internacional: 30% das exportações; Buenos Aires

74 Escritórios México D.F. Proximidade do mercado norte-americano;
A proximidade do mercado norte-americano possibilitou a abertura do escritório nos EUA devido a estudo/conquistas de mercados. Caribe e América Central: facilidade do atendimento e logística. Posição Estratégica: Logística - EUA Proximidade do mercado norte-americano; Responsável pelas vendas locais, Caribe e América Central; Posição Estratégica; Responsável por três unidades industriais.

75 Escritórios New Jersey Presença permanente no mercado norte-americano;
Mercado de grande dimensão e muitas oportunidades; Responsável pelas vendas no EUA e Canadá; Mercado “nacionalista”; Reporte direto à Oxiteno México. Futuro: existe estudos para a contratação de um distribuidor ou de construir um estoque local, ou ainda de adquirir ou abrir uma nova planta.

76 Escritórios Caracas Abastecimento do mercado venezuelano e da costa pacífica de derivados de óxido; Proteção da posição de liderança na América Latina; Posicionamento Estratégico; Responsável por uma unidade industrial. Posicionamento Estratégico: logística – fácil acesso à América Central, América do Norte e Costa do Pacífico pelo canal do Panamá.

77 Escritórios Bruxelas Conhecer e desenvolver negócios na Europa,
Oriente Médio e Norte da África; Membro da OTAN; Está no centro da UE; Boa localização (entrada e saída). REACH: contato com a política local;

78 Escritórios Cingapura
Implementação prevista para 2009/2010; Impostos baixos; Pólo Químico e Petroquímico; Posição Estratégica na Ásia; Próximo a produtores de óleo de palma. Próximo a produtores de óleo palma: Malásia, Indonésia e Filipinas. Indonésia: risco político; China: alta corrupção.

79 Oxiteno no Mundo Escritórios Unidades Industriais

80 Unidades Industriais Mauá Óxido de eteno Etilenoglicóis
Éteres glicólicos Acetatos de éteres e de álcoois Líquidos de arrefecimento Líquidos para freios Nonilfenol Etoxilados / propoxilados Álcoois naturais C4 e C5 Ésteres graxos Especialidades químicas Catalisadores e regeneração

81 Unidades Industriais Camaçari Óxido de eteno Etilenoglicóis Etoxilados
Etanolaminas Éteres glicólicos

82 Unidades Industriais Tremembé Sulfatados Sulfonados Betaínas
Ésteres graxos Líquidos para freios Naftalenos sulfonatos Sistemas agroquímicos Especialidades químicas

83 Triunfo Unidades Industriais Solventes oxigenados

84 Unidades Industriais Guadalajara Ésteres graxos
Etoxilados / propoxilados

85 Coatzacoalcos Etoxilados Nonilfenol Unidades Industriais

86 San Juan del Río Etoxilados Nonilfenol Unidades Industriais

87 Novas Plantas (2007 e 2008)

88 Suzano Aquisições de 2007 Sulfatados Sulfonados

89 EMCA Aquisições de 2007 Óleo Mineral Branco Vaselina Sólida

90 Santa Rita Aquisições de 2007 Etoxilados Polióis

91 Partida em 2008 Oleoquímica Álcool Laurílico Álcool Ceto-Estearílico
Álcool Cetílico Álcool Estearílico Ácido Cáprico-Caprílico Glicerina 99,7% USP

92 PD&E Oxiteno

93 Centro de Pesquisas Oxiteno
Conta com vários laboratórios e plantas-piloto, que garantem a qualidade dos produtos e serviços.

94 PD&E Oxiteno Suporte aos clientes e mercados;
Prospecção de novas oportunidades de desenvolvimento; Aperfeiçoamento e desenvolvimento de produtos e processos; Ampliação da capacitação tecnológica.

95 12% do total de funcionários Funcionários alocados em P&D
PD&E Oxiteno Os recursos são alocados na busca por inovações e soluções, combinando pró-atividade e adaptação à constante evolução tecnológica dos mercados. US$ 31 milhões 2% do faturamento 12% do total de funcionários Ativos Fixos Investimento Funcionários alocados em P&D

96 PD&E Oxiteno 140 PESSOAS

97 Organograma Saúde, Segurança, Meio Ambiente e Qualidade Unidades
Industriais Diretor Industrial Suprimentos Equipamentos Processo e Tecnologia Diretor Superintendente Marketing & Vendas Desenvolvimento e Aplicação Cadeia de suprimentos Diretor Comercial Desenvolvimento de Novos Negócios Comercio Exterior Recursos Humanos Diretora de Administração e Controle Assessoria Jurídica Planejamento e Controle de Custos Informática

98 PD&E Oxiteno Saúde, Segurança, Meio Ambiente e Qualidade Unidades
Industriais Diretor Industrial Suprimentos Equipamentos Processo e Tecnologia Diretor Superintendente Marketing & Vendas Desenvolvimento e Aplicação Cadeia de suprimentos Diretor Comercial Desenvolvimento de Novos Negócios Comercio Exterior Recursos Humanos Diretora de Administração e Controle Assessoria Jurídica Planejamento e Controle de Custos Informática

99 Processos e Tecnologia
Engenharia Processos e Tecnologia Transferênia de Tecnologia Testes em Bancada e Piloto Desenv. de Procesos Projetos de Processos Assistência Técnica em Produtos Projeto Básico e Implantação Catalisadores

100 Gestão do PD&E Parcerias com Universidades e Institutos de Pesquisa
UFSCar, UNICAMP, USP, UNESP, UFBa, UFRJ, UFRS, UFCG IPT, CENPES, IME, IRC/CNRS(França); IASR (Institute for Applied Surfactant Research - USA)

101 AGENDA Objetivo Oxiteno no Grupo Ultra Oxiteno na cadeia produtiva
Linha de produtos Histórico Políticas e Estratégias Oxiteno Diretorias Internacionalização Escritórios / Unidades Industriais Índices Financeiros Conclusão

102 Aspectos Financeiros O desempenho da Oxiteno é avaliado internamente por três principais índices, associados aos objetivos que compõe a perspectiva financeira do mapa estratégico: Crescimento do volume de vendas em relação ao crescimento do PIB; EBITDA em relação ao custo operacional médio; EVA.

103 Índices Financeiros Crescimento do volume de vendas:
Maior participação das especialidades químicas; Vendas mercado interno: 13%; Vendas mercado externo: 18%  exportação de glicóis no quarto trimestre; Vendas das subsidiárias no exterior: 40%  aumento do volume vendido da Oxiteno México e aquisição da Oxiteno Andina. Fonte: Valor Econômico 21/02/2008; Demonstrativo de resultados 2007.

104 Índices Financeiros Crescimento do volume de vendas (MI) / Crescimento do PIB: Associado ao objetivo (ECO): Buscar oportunidades de crescimento; ABIQUIM: o setor químico brasileiro cresce anualmente, em média, 2 vezes mais que o PIB do país; Meta: crescer mais do que o dobro do PIB. Oxiteno Fonte: Valor Econômico 21/02/2008; Demonstrativo de resultados 2007.

105 Índices Financeiros EBITDA / Capital operacional médio:
% EBITDA / Capital operacional médio: EBITDA: Lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações: Indica a capacidade de geração de caixa da empresa; Bastante influenciado pela taxa de câmbio e o valor dos itens que compõe custos fixos (p. ex. matérias-primas). Índice associado ao objetivo (ECO): Buscar continuamente a excelência operacional  retorno obtido do capital investido nas operações. Em 2004, o cambio favorável e os baixos preços das matérias-primas associados ao bom desempenho da empresa contribuíram para o melhor resultado da última década. Retração do EBITDA de 19% em relação a 2006 foi resultado da valorização do Real (10% em média) e do aumento do custo das matérias-primas (eteno principalmente). Fonte: Valor Econômico 21/02/2008; Demonstrativo de resultados 2007.

106 Índices Financeiros EVA (Economic Value Added):
Associado ao objetivo (ECO): Agregar valor ao negócio; Em termos gerais, indica qual a vantagem obtida em relação ao mercado financeiro com investimentos feitos na companhia; Ativos e investimentos compõe a base de cálculo do EVA  muitos investimentos ainda sem retorno nos últimos anos.

107 Índices Financeiros

108 Índices Financeiros Perspectivas:
Grandes investimentos em aquisições e expansões, valorização do Real e aumento do preço de matérias-primas  decréscimo do EVA e do EBITDA/Capital operacional médio Partida das novas plantas, melhor estruturação das unidades internacionais e projetos visando a excelência operacional aumento das vendas, retorno dos investimentos e retomada do crescimento dos índices.

109 AGENDA Objetivo Oxiteno no Grupo Ultra Oxiteno na cadeia produtiva
Linha de produtos Histórico Políticas e Estratégias Oxiteno Diretorias Internacionalização Escritórios / Unidades Industriais Índices Financeiros Conclusão

110 Conclusão Empresa confiável e reconhecida no mercado;
Momento de Grandes Transformações: Elevado volume de investimentos; Internacionalização; Busca por novas fontes de matérias-primas; Empresa vulnerável às variações externas: Câmbio; Petróleo; Novas diretrizes: Foco em tensoativos e solventes; Desenvolvimento de novas aplicações; Oportunidade de desenvolvimento da cultura de sustentabilidade; Biorefinaria e oleoquímica. Estudo da produção de eteno a partir da cana-de-açucar. Produtos com maior valor agregado.

111 Essa é a Oxiteno Uma empresa que sempre se renova


Carregar ppt "Apresentação UFRN."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google