A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Edgar Allan Poe (1809-1849).

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Edgar Allan Poe (1809-1849)."— Transcrição da apresentação:

1 Edgar Allan Poe ( )

2 Vida Melodramática Determinar os fatos relacionados à vida de Poe é uma tarefa difícil – fatos, lendas e boatos surgiram até mesmo antes de sua morte. Algumas das lendas foram deixadas pelo próprio Poe.

3 Infância Nasceu em Boston em 19 de janeiro de 1809, foi o segundo de 3 irmãos. Quando tinha um ano de idade o pai abandonou a família. Em dezembro de 1811, a mãe faleceu aos 24 anos de idade. Poe foi então criado por John Allan, um abastado comerciante da cidade de Richmond, estado da Virgínia.

4 Estudo Básico Freqüentou ensino básico na Escócia, terra de seu “pai adotivo”, para onde a família adotiva se mudou e viveu durante o período de 1815 a 1820.

5 Estudo Superior Freqüentou em 1826 a Universidade da Virginia Ocidental, obteve boas notas, mas endividou-se com jogatina e bebia excessivamente. Descobriu que sua namorada de adolescência havia se casado com outro.

6 Carreira Militar Alistou-se no exército em 27 de maio de 1827 utilizando o nome Edgar A. Perry. Mentiu sua idade para ser aceito – alegou ter 22 anos. Publicou seu primeiro livro “Tamerlane and Other Poems” sob o pseudônimo de Bostonian ainda em 1827. Recebeu várias promoções de patente e decidiu encerrar a carreira militar.

7 Final da Carreira Militar
Poe confessou ao comandande suas “artimanhas” e este condicionou sua baixa à sua reconciliação com Allan. Foi só depois de muita insistência que Allan aceitou a reconciliação e Poe pode ser dispensado do Exército em 15 de abril de 1829.

8 Academia Militar Poe, apoiado por Allan, ingressou na Academia Militar de West Point em 1º de julho de 1830. Novas rixas com Allan causaram a perda do apoio financeiro. Poe propositadamente faltou às aulas e foi expulso da academia.

9 Início da Carreira de Escritor
Poe mudou-se para Nova Iorque em fevereiro de 1831. Os ex-colegas da academia financiaram a publicação do terceiro volume de poesias de Poe intitulado “Poems” em Cada colega doou 75 centavos de dólar, totalizando $170.

10 Desajuste Profissional
Após vários sucessos editoriais Poe foi convidado a ser editor assistente do periódico “Southern Literary Messenger” de Richmond. Poucas semanas depois foi demitido por embriaguês no trabalho.

11 Casamento Retornando a Baltimore Poe casou-se em segredo com sua prima Virginia, de apenas 13 anos, em 22 de setembro de 1835, que para poder casar mentiu sua idade no cartório, alegando ter 21.

12 Reintegração Profissional
Poe mudou-se de volta a Richmond com a esposa Virgínia e a sogra. Prometendo ter bom comportamento Poe foi readmitido ao “Messenger” onde permaneceu até 1837 e contribuiu nesse período com o aumento de tiragem de 700 para 3500.

13 Crescimento Profissional
Nos anos seguintes Poe trabalhou como editor assistente de outra revista e publicou um grande número de artigos, estórias, e resenhas críticas, o que estabeleceu sua reputação como crítico literário. A publicação de “Tales of the Grotesque and Arabesque” (1839), que mesmo não sendo sucesso de vendas na época, foi um marco na história da Literatura.

14 O Empresário Em junho de 1840 Poe decidiu editar sua própria revista e até publicou um anúncio em um jornal anunciando: “Prospectus of the Penn Magazine, a Monthly Literary journal to be edited and published in the city of Philadelphia by Edgar A. Poe.” Esta revista nunca foi publicada.

15 Tragédia Pessoal Em 20 de janeiro de 1842 Virgínia sofreu uma embolia enquanto cantava ao piano. Foi o primeiro sinal da tuberculose. Virgínia nunca se recuperou completamente e veio a falecer em 30 de janeiro de 1847. Durante o período de convalescença de Virgínia Poe voltou a beber e mudou diversas vezes de emprego.

16 A Fama e a Tragédia Durante a doença de Virgínia Poe escreveu o poema “The Raven” (1845), que o levou instantaneamente à fama. Contudo, falido, mudou-se para o campo com a esposa já moribunda, onde esta veio a falecer.

17 The Raven

18 A Decadência Poe jamais se recuperou da morte da esposa.
Cortejou a poeta Sarah Helen Whitman que o dispensou pela sua bebedeira e comportamento volúvel. Reatou então um antigo relacionamento com Sarah Elmira Royster, paixão de infância.

19 A Poesia Autobiográfica Annabel Lee
It was many and many a year ago, In a kingdom by the sea, That a maiden there lived whom you may know By the name of ANNABEL LEE; And this maiden she lived with no other thought Than to love and be loved by me.

20 I was a child and she was a child,
In this kingdom by the sea; But we loved with a love that was more than love- I and my Annabel Lee; With a love that the winged seraphs of heaven Coveted her and me. And this was the reason that, long ago, In this kingdom by the sea, A wind blew out of a cloud, chilling My beautiful Annabel Lee; So that her highborn kinsman came And bore her away from me, To shut her up in a sepulchre In this kingdom by the sea.

21 The angels, not half so happy in heaven,
Went envying her and me- Yes!- that was the reason (as all men know, In this kingdom by the sea) That the wind came out of the cloud by night, Chilling and killing my Annabel Lee. But our love it was stronger by far than the love Of those who were older than we- Of many far wiser than we- And neither the angels in heaven above Nor the demons down under the sea, Can ever dissever my soul from the soul Of the beautiful Annabel Lee.

22 For the moon never beams
without bringing me dreams Of the beautiful Annabel Lee; And the stars never rise but I feel the bright eyes And so, all the night-tide, I lie down by the side Of my darling - my darling my life and my bride, In the sepulchre there by the sea, In her tomb by the sounding sea.

23 O Mistério na Morte de Poe
No dia 3 de Outubro de 1849, Poe foi encontrado nas ruas de Baltimore, com roupas que não eram as suas, em estado de delirium tremens, e levado para o Washington College Hospital, onde veio a morrer apenas quatro dias depois. Poe nunca conseguiu estabelecer um discurso suficientemente coerente, de modo a explicar como tinha chegado à situação na qual foi encontrado.

24 A Morte de Poe As suas últimas palavras teriam sido, de acordo com determinadas fontes, “It's all over now: write Eddy is no more”. Outros dizem que repetia continuamente o nome “Reynolds”. E outros dizem ainda que ele disse: “Lord help my poor soul”.

25 Teorias Nunca foram apuradas as causas precisas da morte de Poe, sendo bastante comum, apesar de incomprovada, a idéia de a causa do seu estado ter sido embriaguez. Por outro lado, muitas outras teorias foram propostas ao longo dos anos, dentre as quais: diabetes, sífilis, raiva, e doenças cerebrais raras. Cogita-se também uma tentativa de suicídio.

26 Post-Mortem No dia de sua morte foi publicado um obituário infame sobre Poe. Houve uma tentativa de difamação de Poe por um desafeto. Poe foi retratado como bêbado, depravado, louco e viciado em uma coletânea de correspondências forjadas pelo desafeto que por muito tempo foram incluídas em sua biografia.

27 Variedade de Gêneros Crítica – obteve notoriedade como crítico sarcástico e cruel, um algoz literário. A maioria de sua obra é de crítica literária, sua maior ambição era a de se tornar crítico influente. Poesia – Foi poeta experimental. Ficção Psicológica – buscava produzir os piores efeitos de terror no leitor. Mistério Policial – Poe inventou essa modalidade aos 32 anos.

28 Características do Mistério Policial
Poe esconde no texto as evidências para o leitor. O escritor/narrador procura aparentar objetividade. Poe gostaria que todos os mistérios fossem solucionados mentalmente. Ele detestava quando não conseguia solucionar algum mistério apenas com a lógica. O clímax da estória é a explicação que o narrador faz do crime.

29 Poe Gótico Poe não pretendia escrever nada gótico. Ele até mesmo satirizava o gótico. Ele alegava que escrevia, “Estórias de terror, não sobre a Alemanha, mas da alma.” Ele convertia estórias de terror em estórias psicológicas; ele explorava os mistérios da mente humana.

30 Elementos da Ficção Gótica
Cenário Lúgubre As paisagens são muitas vezes reflexos da mente do personagem. Prédios incomuns, extremos da natureza, obras de arte ecêntricas. Pouquíssimas estórias ocorrem na América; a maioria ocorre na Europa ou em algum lugar indefinido.

31 Outros Elementos Góticos
O Mal Oculto Crimes misteriosos, e violentos, incesto e assassinato dos próprios pais. Obsessão pela Morte Espíritos, sangue, desmembramentos Gargalhadas Um manuscrito encontrado Desvia a responsabilidade para outra pessoa Deformidades O grotesco – pessoas estranhas são capazes de coisas terríveis.

32 O Estilo de Poe Utilização de vocabulário que sugere uma situação, produzindo efeito retórico ao invés de informações. Filmes de terror modernos usam a música para criar um clima de terror; Poe usa palavras.

33 Autoria da Apresentação
Prof. Daniel Derrel Santee – UFMS Literaturas de Língua Inglesa

34 Acesso para download


Carregar ppt "Edgar Allan Poe (1809-1849)."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google