A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O rascunho Gloriosas 03m1 e 03m2!!!!!! Prof.: MARIA ANNA GERK Quem está com a faca nos dentes não fala!!!!!

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O rascunho Gloriosas 03m1 e 03m2!!!!!! Prof.: MARIA ANNA GERK Quem está com a faca nos dentes não fala!!!!!"— Transcrição da apresentação:

1 O rascunho Gloriosas 03m1 e 03m2!!!!!! Prof.: MARIA ANNA GERK Quem está com a faca nos dentes não fala!!!!!

2 Escreva seu primeiro rascunho com o coração. Reescreva com seu cérebro. TEXTO É RESULTADO DE: Prática constante... TÉCNICA, FORMA, METODOLOGIA + CONTEÚDO (leitura, outras aulas, noticiários, reflexão)

3 RASCUNHO

4 TÉCNICAS TEORIA Como aprovisionar ideias: (Duas possibilidades iniciais) Plano - padrão ou plano -piloto Silogismo dedutivo, criação, planejamento e desenvolvimento de ideias

5 Plano - padrão ou plano -piloto

6 Tema: amizade 1.Definição A amizade é um sentimento que consiste em estimar alguém, querer a sua presença, desejar-lhe todo o bem possível; sentimento que traz um grande encanto à vida. 2. Considerações gerais Cada um deve semear amizade por toda parte, fazer-se estimar por todos, desarmar prevenções, que, às vezes, sentimos contra certas pessoas em quem depois só reconhecemos bons predicados e a quem estendemos francamente a mão de amigo. Citemos a propósito o provérbio que diz: Mais vale um amigo na praça que dinheiro na caixa.

7 3. Distinção A amizade pode ser verdadeira ou apenas aparente. Nesta segunda classe vemos os interesseiros, os que se dizem nossos amigos, pensando em obter vantagens e favores, e que, passada essa possibilidade, voltam-nos as costas, nem nos reconhecem nos dias difíceis para nós. As várias espécies de amizade: curiosidade, vaidade etc. 4. Comparação ou analogia 5. Contraste (quase tudo, como as medalhas, tem duas faces: a ideia de amizade opõe-se à de ódio, à de curiosidade, à de indiferença ou apatia.)

8 6. Circunstâncias (causa, origem, efeito, motivos, consequências, tempo (A verdadeira amizade se perpetua, resiste aos embates da vida), lugar (A distância não é nociva à verdadeira amizade; os amigos, ainda que separados, continuam a interessar-se pela sorte recíproca: correspondem-se, trocam notícias de caráter pessoal)) 7. Ilustração real ou hipotética (caso, exemplo histórico ou inventado (Aludamos ao caso de Dâmon e Pítias, que nos dará muitos pares de linhas. Se não o conhecemos, contemos um fato real ou inventemo-lo), anedota, que se ajuste ao tema como ilustração) 8. Conclusão

9 Silogismo dedutivo, criação, planejamento e desenvolvimento de ideias

10 Tema: histórias em quadrinhos 1. Tome uma declaração como tese ou tema para uma dissertação em três partes ou estágios correspondentes, grosso modo, às três proposições do silogismo. A declaração deve corresponder à conclusão. TÓPICO NOMINAL OU TEMA: as histórias em quadrinhos DECLARAÇÃO (TESE: FRASE OU SENTENÇA QUE EXPRESSE DECLARAÇÃO FAVORÁVEL OU CONTRÁRIA): A leitura das histórias em quadrinhos é prejudicial à formação do caráter dos jovens.

11 COMO ENCONTRAR A PREMISSA MAIOR? Pergunta-se por quê? Por que a leitura das histórias em quadrinhos é prejudicial à formação do caráter dos jovens? RESPOSTA POSSÍVEL OU PROVÁVEL: Porque, em geral, elas consistem em narrativas, descrições ou dramatizações de cenas e peripécias marcadas pela extrema violência, pelo espírito de agressividade, pela explosão de instintos selvagens, pela exaltação de falsos heróis, ou pela caracterização de criminosos e marginais, o que, sem dúvida, vicia a imaginação dos jovens, deturpa- lhes a mente e os leva, por imitação, a reações e comportamentos antissociais.

12 É certo que nem todas as histórias em quadrinhos apresentam essas características condenáveis: algumas são cômicas, outras têm propósitos educativos, muitas são inócuas. Em vista disso, é indispensável, para evitar contestação ou ressalva do interlocutor ou leitor, restringir o sentido de histórias em quadrinhos ao âmbito das que tratam de crimes – homicídios, assaltos, roubos, chantagens – ao âmbito das típicas histórias de mocinho contra bandido. Estas, sem dúvida, são em geral condenáveis. Feita a restrição – que, gramaticalmente, se expressa via de regra, por meio de adjuntos adnominais (=restritivos) ou adverbiais – as razões apresentadas na resposta tornam-se perfeitamente aceitáveis pelos nossos padrões morais, nossa experiência, cultura e tradição; expressam, portanto, a verdade. Se assim é, oferecem a condição mínima indispensável à formulação da premissa maior, que é a de ser verdadeira para que a conclusão também possa sê-lo, se a menor o for igualmente. A outra condição é de natureza formal: todo ou nenhum.

13 Maior: Toda narrativa de peripécias marcadas pela extrema violência, pelo espírito de agressividade, pela exaltação de falsos heróis, etc. é prejudicial à formação do caráter dos jovens. No corpo da dissertação, é evidente que se podem admitir outras versões, incluindo-se outros detalhes, desde que se conserve em essência o mesmo teor da premissa. Menor: Ora, as histórias em quadrinhos do tipo mocinho contra bandido distinguem-se pela descrição de cenas ou narração de peripécias de extrema violência etc. etc.

14 Conclusão: é a própria declaração que serviu de tese. Basta introduzi-la com a conjunção adequada: Logo, a leitura das histórias em quadrinhos do tipo mocinho contra bandido é prejudicial à formação do caráter dos jovens. Aí está, em linhas gerais, o roteiro ou plano da dissertação, Resta agora desenvolver mais miudamente cada uma das três proposições. Esse desenvolvimento consiste em apresentar outros detalhes, em especificar, em ilustrar com exemplos ou casos concretos, em amplificar, em abonar citações de opiniões de entendidos – sociólogos, psicólogos, educadores (testemunho autorizado).

15 Alongamento da conclusão: Por consequência, os pais e professores deveriam proibir, restringir ou selecionar a leitura de histórias em quadrinhos desse tipo. Cumpre-lhes orientar os jovens, proporcionando-lhes oportunidades de leituras mais saudáveis, etc., etc. Urge mesmo uma campanha da imprensa visando a esse propósito. As autoridades educacionais do país não devem fechar os olhos à influência maléfica desse gênero de publicações, que..., etc. Possibilidades de amplificação: exemplos, ilustrações, confrontos, analogias, metáforas etc.

16 PRÁTICA O poder de transformação da leitura (ENEM 2006) Aplicação das duas técnicas.

17 Plano - padrão ou plano -piloto Definição Considerações gerais Distinção Comparação ou analogia Contraste Circunstâncias (causa, origem, efeito, motivos, consequências, tempo,lugar) Ilustração real ou hipotética Conclusão

18 Silogismo dedutivo, criação, planejamento e desenvolvimento de ideias

19 TÓPICO NOMINAL OU TEMA DECLARAÇÃO (TESE: FRASE OU SENTENÇA QUE EXPRESSE DECLARAÇÃO FAVORÁVEL OU CONTRÁRIA): PREMISSA MAIOR? Pergunta-se por quê? Toda....

20 Menor: Conclusão:


Carregar ppt "O rascunho Gloriosas 03m1 e 03m2!!!!!! Prof.: MARIA ANNA GERK Quem está com a faca nos dentes não fala!!!!!"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google