A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Suponhamos que, em sendo contemplados pelo destino, venhamos a viver cem anos... O que são cem anos diante da eternidade?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Suponhamos que, em sendo contemplados pelo destino, venhamos a viver cem anos... O que são cem anos diante da eternidade?"— Transcrição da apresentação:

1

2 Suponhamos que, em sendo contemplados pelo destino, venhamos a viver cem anos... O que são cem anos diante da eternidade?

3 - Algumas reflexões sobre a morte -

4 De todas as pegadas, A do elefante é a suprema. De todas as meditações, A da morte é a suprema. Ditado budista

5 O corpo, como uma mãe, leva a criança do espírito: a morte representa os sofrimentos e as angústias do nascimento. Jalal ad-Din Rumi, poeta sufi, ( )

6 A alma é essa coisa que nos pergunta se a alma existe. Mario Quintana

7 Dentro de nós há uma coisa que não tem nome, essa coisa é o que somos. Saramago, em Ensaios sobre a Cegueira

8 A vida não é mortal, a morte é que é vital. Santo Agostinho

9 O homem deve prestar contas a si mesmo por suas ações passadas. Todas as noites ele deve examinar seu coração quanto ao que fez, para ver se teve lucros ou perdas no seu capital espiritual. Al Ghazali, teólogo sufi ( ), em Alquimia da Felicidade

10 A partir do instante em que um homem vem à vida, ele já é velho o bastante para morrer. Tubingen Niemeyer

11 Assim que se deixa esta existência E se morre, velho ou criança, A alma reencontra na balança Todo bem e todo mal cometido. Lá, ela aprende, por experiência, Que Deus tem muitas exigências: Não é para se rir que se vive. Hélinand de Froidmont, em Os Versos da Morte

12 A morte conhece tudo a nosso respeito, e talvez por isso seja triste. Saramago, em As intermitências da morte

13 Pobre ser humano! É fraco, seus compromissos são pesados, os tempos são duros e a vida é curta; porém, a viagem daqui para lá é inevitável e, se esquece de levar as provisões necessárias, certamente perecerá. Meditai sobre a gravidade da situação e a seriedade de nosso estado. Certamente nossa sorte é penosa, pois muitos são os chamados, porém poucos os escolhidos... Al Ghazali

14 Quando vamos sair de férias, gastamos um tempo enorme nos preparando, - definindo o roteiro, vendo passagens, escolhendo a bagagem que iremos carregar, etc. Porém, quão pouco refletimos e nos preparamos para a jornada inevitável rumo à outra vida. E quais as provisões necessárias para esta importante jornada, a mais vital de todas?

15 Vivemos atualmente num tempo em que impera a cultura de consumo desenfreado, que nos diz que a felicidade está em ter mais produtos e entretenimento. Os bens materiais existem para nos proporcionar conforto, porém, não devemos reduzir nossa existência a uma corrida desenfreada em sua busca. Ao chegar a hora da partida, pouco, ou melhor, nenhum valor terão o patrimônio que acumulamos, os títulos e honrarias que ostentamos.

16 Levaremos conosco as virtudes que soubemos cultivar. Nenhuma diferença fará a quantidade de banquetes coloridos com que nos fartamos. Porém, fará diferença se tivermos sido capazes de compartilhar os pedaços de pão que o destino confiou às nossas mãos, multiplicando-os com as bocas famintas que encontramos pelo caminho...

17 Quando partirmos, veremos refletidos no Espelho da Justiça todos os episódios da nossa vida, - grandes ou pequenos, bons ou maus, agradáveis ou constrangedores. Veremos, ademais, como a nossa vida poderia ter sido…" se as escolhas certas tivessem sido feitas, se as oportunidades tivessem sido aproveitadas, se o potencial fosse devidamente utilizado. A dor do potencial desperdiçado será o mais difícil de se suportar...

18 ...o gesto que não se fez, a palavra que não se disse, a mão amiga que recusamos estender,...ofensas que não perdoamos, atos de bondade e generosidade por praticar,

19 ...faltas não endireitadas, virtudes não cultivadas, - oportunidades irremediavelmente e definitivamente perdidas.

20 Precisamos viver cada dia como se fosse o nosso último, de modo que, quando Deus nos chamar, estejamos prontos, e preparados, para morrer com um coração limpo. Madre Tereza

21 Os espíritos daqueles que morrem na justiça viverão e repousarão para sempre; serão exaltados, e sua memória será eterna diante do trono do Todo-Poderoso. E não terão a temer nenhuma vergonha. O Livro de Enoch

22 Que sejamos úteis ao nosso próximo, se possível, a muitos; se isto não estiver ao nosso alcance, que sejamos úteis a alguns poucos; caso isso ainda não pudermos fazer, que sejamos úteis, ao menos, a nossos parentes e familiares; se mesmo isso não formos capazes, que sejamos úteis então a nós mesmos. Pois aquele que se aprimora interiormente tenderá a seguir naturalmente no caminho do serviço ao próximo, seguindo num círculo concêntrico cada vez maior até beneficiar muitos dentre seus semelhantes.

23 O verdadeiro homem de bem é o que cumpre a lei de justiça, de amor e de caridade, na sua maior pureza. Allan Kardec, em O Evangelho segundo o Espiritismo

24 ...deveríamos ter outro olhar em relação à morte, aceitá-la como uma conseqüência lógica da vida. José Saramago

25 Seu destino está nas suas mãos. Somos todos forçados a ir sozinhos, Deixando todas as nossas pendências para trás. Morrer não espiritualizados É o mesmo que morrer desamparados. Nesta hora deixaremos de valorizar o efêmero. Não seria melhor se mudássemos agora, Enquanto ainda temos tempo? Mas os bons conselhos são raros E mais raros ainda aqueles que os seguem. do Diálogo com um Ancião, antigo texto budista

26 Uma hora de serenidade no mundo futuro – um mundo onde não mais existem necessidades, não mais ódios – vale mais que toda a vida deste mundo. Porém, uma hora de boas ações neste mundo vale mais que toda a vida do mundo futuro. Talmude

27 O caráter que cultivarmos durante a nossa breve jornada terrena será a nossa bagagem no dia em que chegarmos à última curva, da última trilha da vida...

28 Todas as noites devemos examinar o nosso coração... para ver se tivemos lucros ou perdas no nosso capital espiritual.

29 - f i m -


Carregar ppt "Suponhamos que, em sendo contemplados pelo destino, venhamos a viver cem anos... O que são cem anos diante da eternidade?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google