A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O mundo do trabalho na cidade Quais são os principais setores econômicos desenvolvidos na cidade? Como se encontra o mundo do trabalho?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O mundo do trabalho na cidade Quais são os principais setores econômicos desenvolvidos na cidade? Como se encontra o mundo do trabalho?"— Transcrição da apresentação:

1 O mundo do trabalho na cidade Quais são os principais setores econômicos desenvolvidos na cidade? Como se encontra o mundo do trabalho?

2 A evolução humana se confunde com a evolução tecnológica... O homem busca a perfeição através de sua obra e seu trabalho... O mundo do trabalho e seu caminhar pelo tempo...

3 Para o mundo do trabalho, a sociedade se divide em grupos distintos: os que trabalham e os que não trabalham. Os que produzem, os que consomem e os que produzem e consomem simultaneamente, ou seja a PEA (população economicamente ativa).

4

5 Atividades Urbanas Setor Terciário Setor QuaternárioSetor Secundário Setor Quinário

6 Setor Secundário

7 O QUE É INDÚSTRIA? INDÚSTRIA é toda atividade humana que, através do trabalho, transforma matérias-primas em outros produtos que, em seguida, são comercializados e que possuem, normalmente, maior valor agregado.

8 Como funciona uma indústria? INDÚSTRIA ARTESANAL INDÚSTRIA ARTESANAL INDÚSTRIA MANUFATUREIRA INDÚSTRIA MANUFATUREIRA INDÚSTRIA MAQUINOFATUREIRA INDÚSTRIA MAQUINOFATUREIRA

9 INDÚSTRIA ARTESANAL É a produção de caráter familiar na qual o artesão possui os meios de produção (sendo o proprietário da oficina e das ferramentas) e trabalha com a família em sua própria casa, realizando todas as etapas, desde o preparo da matéria-prima até o acabamento final, ou seja, não havendo divisão do trabalho ou especialização para a confecção de algum produto.

10 INDÚSTRIA MANUFATUREIRA A manufatura resultou da ampliação do consumo, que levou o artesão a aumentar a produção e o comerciante a dedicar-se à produção industrial. O manufatureiro distribuía a matéria-prima e o artesão trabalhava em casa, recebendo pagamento combinado. Esse comerciante passou a produzir. Primeiro, contratou artesãos para dar acabamento aos tecidos; em seguida tingir; depois tecer e, finalmente, fiar. Surgiram fábricas com assalariados sem controle sobre o produto de seu trabalho. A produtividade aumentou por causa da divisão social, isto é, cada trabalhador realizava uma etapa da produção.

11 INDÚSTRIA MAQUINOFATUREIRA Na maquinofatura, o trabalhador estava subordinado ao regime de funcionamento da máquina e à gerência direta do empresário. A produtividade multiplicou com a mecanização da mão-de-obra, o produto final barateou e o desemprego cresceu.

12 TIPOS DE INDÚSTRIAS INDÚSTRIAS DE BASE OU BENS DE PRODUÇÃO INDÚSTRIAS DE INTERMEDIÁRIOS INDÚSTRIAS DE BENS DE CONSUMO

13 INDÚSTRIAS DE BASE OU BENS DE PRODUÇÃO Transformam matérias-primas ou energia em produtos que vão ser usados pelas indústrias de bens de capital ou de consumo. Se localizam perto das fontes fornecedoras ou dos postos e ferrovias, onde fica fácil a recepção das matérias e a saída da produção. Ex: as siderúrgicas, as metalúrgicas e as petroquímicas.

14 INDÚSTRIAS DE BENS INTERMEDIARIOS Esse tipo de indústria produz máquinas e equipamentos que serão utilizados pelas indústrias leves ou pesadas. Essas indústrias se localizam principalmente perto de seus consumidores, nos centros industriais.

15 INDÚSTRIAS DE BENS DE CONSUMO Produzem produtos duráveis (móveis, eletrodomésticos, automóveis, etc) ou não-duráveis (alimentos, bebidas, etc). Essas indústrias abrigam a maior parte dos trabalhadores e atingem um amplo mercado consumidor. Por isso, encontram-se nas cidades médias ou em centros urbanos. A produção destina-se à população em geral.

16 Onde se localizam as indústrias? Por que alguns lugares possuem mais indústrias que outros?

17 FATORES DETERMINANTES NA LOCALIZAÇÃO INDUSTRIAL Os fatores locacionais Como mencionamos, as indústrias estão distribuídas desigualmente no mundo. Isto se deve às condições ou fatores favoráveis que nem todos os lugares apresentam. Alguns fatores favoráveis são: 1 - Fontes de energia; 5 - Infra-estrutura de transporte; 2 - Mão-de-obra; 6 - Rede de comunicação; 3 - Matéria-prima; 7 - Incentivos fiscais; 4 - Mercado consumidor; 8 - Disponibilidade de água.

18 A industrialização e os seus efeitos no espaço geográfico O crescimento da atividade industrial provoca muitas modificações no espaço geográfico. Av. Sete Av. Tancredo Neves Crescimento das cidades No Brasil, entre os anos de 1940 e 1970, o crescimento da atividade industrial ocorreu de forma intensa.

19 Estimula maior variedade e crescimento de atividades, como: comércio; bancos; transportes; comunicações; administração pública. O crescimento industrial: Possibilitando a criação de um número maior de empregos.

20 A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA Concentração - Favorecimento da concentração industrial na Região Sudeste, sobretudo em São Paulo. Desconcentração nacional - Início da instalação de indústrias em outras regiões, surgindo novos centros industriais. Presença das multinacionais e transnacionais – Mão de obra é abundante e mais barata, apesar do mercado consumidor não possuir alto poder de compra. Fabricação de Jipes

21

22 Adotou o modelo de substituição das importações. Dependência de tecnologia externa. Crescimento da mão-de-obra nas indústrias. Diversificação industrial Automação Abertura de novos mercados consumidores Escassez de matéria prima Reorganização do mapa industrial mundial. BRASIL – INDÚSTRIAS ATUAIS

23 SITUAÇÃO ATUAL DA INDÚSTRIA BRASILEIRA Atualmente, o setor secundário criou ou eliminou empregos no Brasil?

24 Setor Terciário

25 O desenvolvimento das atividades dos setores quaternário, quinário e, especialmente dos setores secundário e primário, foi responsável pelo crescimento de um setor que é o mais gera empregos na sociedade contemporânea: o setor terciário, onde se encontram as atividades comerciais e os serviços. É o setor que emprega a maior parte da PEA

26 Comércio, transportes, comunicações As atividades econômicas com as quais os moradores das cidades provavelmente têm mais contato o comércio os transportes as comunicações Aquelas que envolvem o comércio e os diversos tipos de serviços. Sempre tiveram um papel importante na integração entre os diversos lugares da Terra.

27 O comércio é imprescindível aos demais setores da economia, afinal tudo o que é produzido pelo setor primário e secundário precisa ser transportado, vendido e comprado, além de precisarem dos serviços bancários, de saúde, educação, da administração publica e dos demais serviços ofertados pela economia moderna (setor quaternário e quinário).

28 O comércio baseia-se: na troca voluntária ou necessária de produtos ou de serviços As trocas podem ter lugar entre vários parceiros (comércio multilateral). Comércio As trocas podem ter lugar entre dois os parceiros (comércio bilateral)

29 Na sua forma original, o comércio fazia-se por troca direta de produtos de valor reconhecido como diferente pelos dois parceiros, cada um valoriza mais o produto do outro. Os comerciantes modernos costumam negociar com o uso de um meio de troca indireta, o dinheiro Comércio

30 Tipos de Comércio comércio Interno comércio Externo

31 O COMÉRCIO INTERNO Poder ser: Atacadista – distribuição de mercadorias em grandes quantidades. Varejista – atende a população geral e em pequena quantidade. Poder ser: Atacadista – distribuição de mercadorias em grandes quantidades. Varejista – atende a população geral e em pequena quantidade. Para obter sucesso : 1.Precisa de um bom mercado consumidor; 2.Boas vias de transportes; 3.Disponibilidade de mão de obra, a qual não precisa de qualificação

32 O COMÉRCIO INTERNO Se beneficiou com a industrialização e urbanização ocorridas na segunda metade do século XX, principalmente nas regiões Sul e Sudeste.

33

34 O consumo é fundamental para o crescimento do comércio e manutenção do desenvolvimento de um país, daí a importância da propaganda.

35 Se a população não adquire os produtos fabricados pelas indústrias e vendidos pelo comércio, o país entra em crise, provocando o desemprego e agravando os problemas sociais, e acaba penalizando os mais pobres. Problemas criados pelos incentivos: População à margem do sistema produtivo e mercado consumidor. Menor investimento na produção Queda da produção Redução no lucro das empresas Demissões e arrocho salarial Queda significativa de consumo Falências CRISE ECONÔMICA

36 O consumismo pode trazer satisfação imediata, mas produz graves problemas, além de sofrimentos futuros, gerando o desperdício e desequilíbrio ambiental. Perda do consumo consciente que beneficia a economia e gera conforto e satisfação Consumo consciente - Consumir levando em consideração os impactos provocados pelo consumo.

37 Comércio nos países pobres e emergentes Comércio formal Comércio informal

38 O comércio externo é a troca de bens e serviços através de fronteiras internacionais ou territórios. Contribuí para a transformação do mundo em uma aldeia global, tudo por causa do avanço tecnológico vivido pelos setores da comunicação e dos transportes

39 O aumento do comércio internacional pode ser relacionado com o fenômeno da globalização.

40 Exportação: venda de produtos para outro país. Importação: compra de produtos de outro país. Positiva (Superávit): quando vende mais do que compra. Negativa (Déficit): quando compra mais do que vende. Balança Comercial

41 -.-. O comércio mundial é regulamentado pela Organização Mundial do Comércio. Mapa com países-membros da OMC no ano de 2005, em verde OMC

42 Organização Mundial do Comércio (OMC) é a organização internacional que supervisiona um grande número de acordos sobre as "regras do comércio" entre os seus Estados-membros. Foi criada em 1995 sob a forma de um secretariado para administrar o Acordo Geral de Tarifas e Comércio - (GATT) - Sigla em Inglês. Baseado num tratado comercial, que estabelecia e estabelece regras mundial para o Comércio Internacional. Qual a importância da OMC? O grande questionamento que se faz à OMC é em relação às disparidades econômicas e comerciais existentes no mundo.

43 Tem como moeda de referência

44 O desenvolvimento das atividades comerciais, industriais e dos serviços e suas implicações no mundo do trabalho. A evolução tecnológica que atingiu todos os setores da economia, especialmente nos países desenvolvidos e nas empresas mais capitalistas dos países emergentes, trouxe consigo novas exigências quanto à qualificação e especialização da mão de obra (Terceira Revolução Industrial).

45 A Terceira Revolução Recentemente, na década de 1990, alguns autores afirmaram que estávamos vivendo uma Terceira Revolução Industrial, impulsionada, do ponto de vista tecnológico, pelo surgimento de novas Tecnologias de Informação (TIs), pelo advento da eletrônica em substituição à eletro-mecânica no setor industrial, e pelo avanço da biotecnologia. A Terceira Revolução

46 Apesar de tantas dificuldades em relação ao trabalho no Brasil e no mundo, há muitas perspectivas que dependem exclusivamente de cada um, como ser humano ou profissional. Apesar da máquina produtiva exigir cada vez mais eficiência no trabalho, ela exige também características pessoais que nos diferem um dos outros... Talvez o "segredo" seja buscar a satisfação pessoal, ao invés do "sucesso profissional". Um apaixonado sente um prazer muito maior em se dedicar ao que gosta do que um simples profissional pode ter a cada "missão cumprida". Ele quer conhecer tudo sobre o assunto, quer oferecer soluções inovadoras, quer fazer a diferença, evoluir cada vez mais, abrir novos horizontes, reinventar ferramentas, vai sentir prazer e necessidade de dominar as que já existem. O sucesso de uma pessoa em qualquer área, é proporcional à motivação que ela tem...E existe maior motivação para um ser humano do que a paixão? As características de cada um...


Carregar ppt "O mundo do trabalho na cidade Quais são os principais setores econômicos desenvolvidos na cidade? Como se encontra o mundo do trabalho?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google