A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

COMPONENTES: CLÁUDIO RIBAS, CRISTIANO RODESKI, DANIAN DUGATO OUTUBRO DE 2012 Análise de vídeo através do TRACKER.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "COMPONENTES: CLÁUDIO RIBAS, CRISTIANO RODESKI, DANIAN DUGATO OUTUBRO DE 2012 Análise de vídeo através do TRACKER."— Transcrição da apresentação:

1 COMPONENTES: CLÁUDIO RIBAS, CRISTIANO RODESKI, DANIAN DUGATO OUTUBRO DE 2012 Análise de vídeo através do TRACKER

2 UM GRAVE ACIDENTE OCORREU NA LINHA SÃO MARCOS, INTERIOR DO MUNICÍPIO DE GUARANI DAS MISSÕES, RIO GRANDE DO SUL. Relatório de Acidente de Trânsito

3 O veículo F-1000, placa ILP-1245, do município de Guarani das Missões, conduzido por Ademir Peres cortou a preferência de um caminhão, Ford Cargo, que se deslocava pela BR- 392, sentido Oeste- Leste. O trecho é uma reta com ampla visão. Comentário feitos pela Brigada Militar do município relatam de que como o motorista da F-1000 foi tão imprudente ao atravessar a via sem olhar para detectar o trânsito de outros veículos.

4 Em depoimento o Senhor Ademir Peres declara que o caminhão se desloca com excessiva velocidade no trecho, por tal motivo ele não o viu e veio a colidir. O motorista do caminhão, que não quis ser identificado, contesta a versão dita por Ademir, classificando como um ato de calúnia. No momento não tinha nenhuma testemunha, para que posa relatar o caso. O caso estava para ser arquivado, quando o motorista do caminhão insatisfeito com o rumo que o caso tomou,resolve contratar um grupo de peritos para a análise do caso.

5 O grupo de peritos contratado vem do município de Cruz Alta. Os integrantes são: Cláudio Ribas, mestre em Análise de Fenômenos Físicos, Cristiano Rodeski, especialista em Análise de acidentes de trânsito e Danian Dugato especialista em Computação Gráfica.

6 Dirigindo-se ao local, no momento sem nenhum argumento concreto, os peritos realizaram uma simulação do acontecido. Poucas conclusões foram tiradas. A Brigada Militar do município forneceu a equipe imagens do sistema de segurança que estava instalado na esquina do local do acontecimento.

7 Vídeo gravado pelo sistema de segurança

8 O vídeo não mostra o momento do acidente. Os peritos foram ao local e constataram que pela localização do foco da câmera, o acidente ocorreu a 7m a frente do local que é filmado. O vídeo foi analisado pelo especialista em computação gráfica Danian Dugato. O vídeo foi lançado em software para análise de Fenômenos Físicos(Tracker). O especialista em análise de Acidentes de Transito Cristiano Rodeski, forneceu a Danian a medida de um tracejado da linha de acostamento. A medida é de exatamente 1 metro. Através dessa informação muitas outras importantes para a perícia foram extraídas.

9 A faixa de acostamento que foi medida será usada pelo sistema como base para a obtenções de outras medidas. (1 metro)

10 Extração de medidas

11 Dimensões Comprimento do caminhão: 8, 22 metros. Altura do caminhão: 2, 072 metros. Distância entre os grupos de eixos: 3,329 metros. Medida focal da câmera na linha de trafego do caminhão: 10,74 metros.

12 O sistema faz um preciso rastreamento do ponto que o caminhão estava a cada quadro que a câmera registrou. O sistema fornece todas as informações do vídeo. Inclusive quantos quadros por segundo a câmera registra, no caso são 25 qd/ s.

13 Corte do vídeo demonstrando o rastreamento do caminhão Quadro a Quadro

14 A imagem é colocada em um Plano Cartesiano. Cada quadro é enumerado para posterior análise de cada um.

15 O sistema gera um gráfico e uma tabela para os dados iniciais. O gráfico apresenta no seu ponto zero a entrada do caminhão na imagem. O eixo x representa o tempo que o caminhão aparece na imagem. O eixo y representa em qual quadro o caminhão estava a cada intervalo de tempo. Um dado importante que aqui é extraído é tempo de duração da filmagem. (0,56 s)

16 Gráfico da queda de velocidade A velocidade é expressa em metros por segundos (m/s). Representada no eixo y. Note que ao entrar na imagem o caminhão está com uma velocidade de 20,5 m/s. Percebe-se a redução de velocidade no decorrer do vídeo. No final do vídeo a velocidade que o veículo se encontrava era de 16,5 m/s.

17 Modelo seguido pela queda: Parábola O movimento não é MRU, pois a aceleração é variável.

18 Gráfico da aceleração A aceleração do veiculo é variável. Segundo o mestre em Análise de Fenômenos Físicos, Cláudio Ribas a explicação para tão grande desuniformidade é que o veículo é dotado de um motor a diesel. Motores a diesel possuem ciclos longos. O que podemos notar é o intervalo entre ciclos.

19 Gráfico da Aceleração X Velocidade No eixo x temos a aceleração e no eixo y temos a variação da velocidade. É mais uma representação dos ciclos do motor não envolvendo, diretamente, o acionamento do acelerador do caminhão.

20 Conclusão do Inquérito O presente Inquérito foi feito com o objetivo de provar o que foi declarado em depoimento pelo motorista do caminhão. Sua versão era de que não trafegava na via em alta velocidade, como relatava o envolvido Ademir Peres. As informações concretizadas pela análise do sistema de segurança e perícia na local foram as seguintes:

21 O acidente ocorreu a 7m do local filmado pelo sistema de segurança. Então as informações do vídeo são muito concretas para relatar o caso. O caminhão foi filmado por um percurso de 10,74 metros. O tempo que o caminhão demorou para percorrer esta distância foi de 0,56 segundos.

22 Usando os valores de distância e tempo,obtemos a velocidade. V= D/t V= 10,74/ 0,56 V= 19,17 m/s (esta é a velocidade média) Para análise com as Leis de trânsito precisamos converter este valor em Km/h. Para a conversão basta multiplicar por 3,6. Obtemos: 69,04 Km/h

23 A legislação limitava ao local a velocidade de 80 Km / h para o local. Sendo assim o motorista do caminhão estava dentro do limite, contestando a versão de Ademir Peres. Conclui-se também que o motorista do caminhão tentou evitar o acidente. O gráfico de velocidade nos mostra a queda da velocidade do caminhão no decorrer do vídeo. A velocidade aqui calculada não poderia ser maior antes do momento da filmagem já que o local apresentava uma acentuada subida.

24 O Processo deixou de ser arquivado e foi para Julgamento. O Senhor Ademir Peres foi considerado culpado pelo caso e terá de ressarcir o motorista do caminhão com todos os gastos. Além de os gastos com o inquérito.


Carregar ppt "COMPONENTES: CLÁUDIO RIBAS, CRISTIANO RODESKI, DANIAN DUGATO OUTUBRO DE 2012 Análise de vídeo através do TRACKER."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google