A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Arte e os Negócios A Coreografia do Plano Vera Santos PINC – Universidade do Porto Porto, 24 de Maio de 2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Arte e os Negócios A Coreografia do Plano Vera Santos PINC – Universidade do Porto Porto, 24 de Maio de 2012."— Transcrição da apresentação:

1 A Arte e os Negócios A Coreografia do Plano Vera Santos PINC – Universidade do Porto Porto, 24 de Maio de 2012

2 CRIATIVIDADE Originalidade/individualidade No colectivo desencadeia a inovação RAM (random acess memory) memória de acesso aleatório, acesso não sequencial a informação base Afecta ao contexto sócio-cultural e à acção do pensamento Transversal a vários sectores da vida

3 Criatividade … processo de mudança, de desenvolvimento, de evolução na organização da vida subjectiva. Michael Ghiselin Biólogo americano, também filósofo e historiador de biologia, que estudou a origem e evolução das espécies.

4 Criatividade É o processo de que resulta um produto novo, aceite como útil e/ou satisfatório por um número significativo de pessoas num dado tempo. Morris Stein Professor de Psicologia americano que estudou a criatividade e as suas manifestações.

5 Criatividade (…) é o processo de tornar-se sensível a problemas, deficiências, lacunas no conhecimento, desarmonia; identificar a dificuldade, procurar soluções formulando hipóteses a respeito das deficiências; testar e retestar essas hipóteses; e, finalmente, comunicar os resultados. E. Paul Torrance Psicólogo americano que estudou a criatividade e o talento.

6 Criatividade Criatividade é a faísca, a inovação é uma mistura gasosa. A primeira dura um pequeno instante, a segunda perdura e realiza-se no tempo. É a diferença entre inspiração e transpiração, entre a descoberta e o trabalho. In Criatividade e Marketing dos brasileiros Roberto Duailibi & Harry Simonsen Jr, primeira edição no início da década de

7 Criatividade A criatividade revela-se numa ideia individual e a inovação resulta de um processo colectivo. Como aplicar o conceito de criatividade, característica dos indivíduos na sua esfera não profissional, no contexto empresarial? Luc De Brabandere Matemático belga, licenciado em Filosofia. Vice-presidente da Boston Consulting Group.

8 Criatividade Invenção é transformar dinheiro em ideias. Inovação é transformar ideias em dinheiro Larry Hirst Inglês, formado em Matemática Presidente da IBM entre 2008 e 2010

9 Cri Atividade Quem usa a criatividade não tem medo do novo nem está preso aos paradigmas. A criatividade ao serviço da tecnologia resulta na patente cujos pré-requisitos são: novidade, inventividade e aplicação prática. Incentivos da criatividade: exercitar o pensamento, associações de ideias, combinações inovadoras de planos, modelos, sentimentos e experiências.

10 Actividade Criativa Artes (plásticas, performativas, cénicas, visuais) Criatividade sem limites? A liberdade da arte está na transposição dos limites pelo uso da criatividade.

11 Partitura, desenho, plano

12 aplicação

13 conceito

14 imagem

15 Partitura, desenho, plano

16 adaptação/revisão

17 acção/comunicação

18 ORGANIZAÇÃO DAS IDEIAS PARA UM PROJECTO ( anexar exemplo) lista de itens

19 Desenvolvimento de cada item (anexar exemplo) questões e observações

20 guião (exemplo de um guião associando/relativo a um conjunto de itens)

21 esquema (exemplo de um esquema relativo a um dos itens)

22 Plano, desenho técnico (anexar exemplo aplicável)

23 roteiro (exemplo de um alinhamento mais afinado resultante do processo de trabalho com o conjunto de áreas)

24 Storyboard (exemplo de outro tipo de alinhamento/roteiro/guião relativo à apresentação do resultado final/visível onde estão conjugadas todas as decisões invisíveis)


Carregar ppt "A Arte e os Negócios A Coreografia do Plano Vera Santos PINC – Universidade do Porto Porto, 24 de Maio de 2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google