A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Conciliação: A Justiça do Século XXI. Conflito Situação de luta pelo poder.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Conciliação: A Justiça do Século XXI. Conflito Situação de luta pelo poder."— Transcrição da apresentação:

1 Conciliação: A Justiça do Século XXI

2 Conflito Situação de luta pelo poder

3 Manifestação do conflito Quando há uma ameaça ao equilíbrio

4 Conflito Choque ou antagonismo entre elementos ou idéias oponentes. Comportamento de um indivíduo ou grupo Impede ou dificulta a realização dos objetivos de um dos interessados.

5 Conflito Objetivo tudo aquilo que podemos mensurar Conflito subjetivo nas emoções

6 Força que move o conflito desigualdade Dinâmica central das relações humanas

7 Origem Distribuição desigual de recursos valorizados pelas sociedades dinheiro poder prestígio moradia saúde emprego

8 Conflito Contingência básica da vida social Potencialmente sentido em todo lugar Relações interpessoais Interação entre diferentes etnias Ressentimentos contra o poder

9 Medo Emoção básica que surge frente à ameaça

10 Agressão ou fuga Respostas ao medo

11 manifestação de agressividade raiva - ira HOSTILIDADE

12 Onde está o homem, está o conflito; pois mesmo sozinho, tem seus conflitos interiores. Desembargador Antônio Hélio Silva Idealizador dos Juizados de Conciliação

13 Encontro Relação especial entre pessoas. Ocorre quando essas pessoas atingem uma verdadeira comunhão ou comunicação.

14 É através do encontro que o outro não é mais um indivíduo impessoal, um ele ou ela, mas torna-se um você sensível e próximo do meu eu. A outra pessoa torna-se, de uma maneira misteriosa e quase indefinível, um ser especial diante dos meus olhos.

15 Havendo o encontro... a relação deixa de ser do tipo sujeito- objeto, e experiencia-se aquela comunhão ou juntidade misteriosa, porém verdadeira.

16 Ouvir Perceber, entender pelo sentido da audição. (Dicionário Aurélio) Escutar Atitude atenta, interessada e, principalmente, receptiva em relação àquilo que o sujeito exprime. (Dicionário de Psicologia, Roland Doron e Françoise Parot)

17 E eu vi na noite nua Dez mil pessoas, talvez mais, Pessoas falando sem dizer, Pessoas ouvindo sem escutar, Pessoas escrevendo canções que vozes Jamais compartilharam. Ninguém se atreveu A perturbar os sons do silêncio. (Versos de Paul Simon, Sounds of Silence)

18 Conciliação Uma nova cultura na Justiça

19 Conciliação no TJMG Juizados Especiais Central de Conciliação de Precatórios Central de Conciliação Juizados de Conciliação

20 Espaço da Conciliação Estimula o diálogo e escolha da melhor alternativa para a solução do conflito, mediante acordo.

21 Conciliação Principal objetivo Fazer com que as partes cheguem a um acordo represente uma decisão que satisfaça ambas as partes de modo que o conflito termine ali.

22 CONCILIAÇÃO JUDICIAL Proporciona um campo propício ao diálogo, onde o conciliador atua como mediador entres as partes e advogados. O conciliador intervém no sentido de apresentar esclarecimentos, sintetizar sugestões trazidas pelos envolvidos e auxiliar as partes na composição do acordo sustentável. Na Conciliação Judicial obedece-se a vontade das partes, considerando contudo as condições legais para a realização do acordo.

23 Resolução de conflitos Conciliação Método de composição das partes, onde um especialista faz sugestões para solução de conflitos

24 Método Separar as pessoas do problema Concentrar-se nos interesses das pessoas Buscar opções de ganhos mútuos

25 O Conciliador Ensina a discutir com respeito Ordena as discussões Ressalta as convergências Incentiva a criatividade na procura de soluções Auxilia a escolha das melhores situações

26 Perfil do Conciliador Disponibilidade para desenvolver a escuta Discrição Urbanidade Domínio do conhecimento jurídico e técnico Capacidade de síntese

27 Palavra, esse desafio Verbal: sons que emitimos, o que escrevemos Paraverbal: volume entonação Não Verbal: expressão facial, movimentação do Corpo Contexto:onde é dito Aproximação

28 Implementando as competências Domínio prévio de competências emocionais autopercepção autoconfiança autocontrole empatia

29 Empatia Captar, com a maior exatidão possível, as referências internas e os componentes emocionais de uma outra pessoa e compreendê-los como se fosse essa outra pessoa. C. Rogers

30 A Empatia controla o Medo O Respeito controla a Raiva

31 Desafio Manter a serenidade Manter a compostura

32 Gerenciando a si mesmo Manter/adquirir hábitos saudáveis Cuidar do seu ajustamento pessoal e estabilidade emocional Administrar o próprio tempo. Estabelecer prioridades. Praticar atividades prazerosas. Implementar o convívio social e familiar.

33 Ambiente de Trabalho Troque experiências. Utilize as opções de aprimoramento profissional e de sua qualidade de vida que a Instituição coloca a sua disposição. Contribua para o bom andamento do trabalho. Encare seu trabalho como uma perspectiva de realização como ser humano. Reconheça e valorize seu próprio trabalho.

34 Formação de Conciliadores 9 mil e 500 Conciliadores

35 Tempo de Conciliar CONCILIAR É LEGAL E FAZ BEM! Manual do Conciliador Conciliação: uma cultura de pacificação social no TJMG

36 A conciliação, sempre desejada, através da qual se busca a paz social, é o momento mais importante da jurisdição especial. Desembargador José Fernandes Filho


Carregar ppt "Conciliação: A Justiça do Século XXI. Conflito Situação de luta pelo poder."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google