A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Simulações computacionais de situações de risco no Second Life como apoio a um curso técnico em mecânica SILVIO CESAR VIEGAS SENAI CETEMP/FTEC/ULBRA RENATO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Simulações computacionais de situações de risco no Second Life como apoio a um curso técnico em mecânica SILVIO CESAR VIEGAS SENAI CETEMP/FTEC/ULBRA RENATO."— Transcrição da apresentação:

1 Simulações computacionais de situações de risco no Second Life como apoio a um curso técnico em mecânica SILVIO CESAR VIEGAS SENAI CETEMP/FTEC/ULBRA RENATO PIRES DOS SANTOS ULBRA

2 A inexperiência do aluno é uma das causas de inúmeros acidentes de pequenas e grandes proporções, que podem colocar suas vidas ou sua integridade física em risco, como comprovam os dados do Ministério de Previdência e Assistência Social (MPAS) de 2007 a MESES Anos QUANTIDADE DE ACIDENTES DO TRABALHO Total Com CAT Registrada Sem CAT Registrada Total Motivo TípicoTrajeto Doença do Trabalho TOTAL Quantidade de acidentes do trabalho, por situação do registro e motivo /2009

3 Analisar a eficácia da utilização do design instrucional em simulações de situações de risco no SL, como recurso didático na aprendizagem de segurança do trabalho, durante a formação profissional do aluno, para sua conscientização na prevenção de acidentes.

4 O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), foi criado em 22 de janeiro de 1942, o SENAI surgiu para atender a uma necessidade urgente: a formação de profissionais qualificados para a incipiente indústria de base. Já na ocasião, estava claro que sem educação profissional não haveria desenvolvimento industrial para o País. (CNI, 2012) Hoje, de acordo com os dados obtidos através da CNI (2012) a média de 15 mil alunos dos primeiros anos transformou-se em cerca de 2,3 milhões de matrículas anuais, totalizando aproximadamente 52,6 milhões de matrículas desde 1942 até hoje.

5 As consequências de um acidente de trabalho, para o empregado, conforme a legislação vigente apresentada em Barreiros (2002) pode ser: Dor; Lesão, incapacidade e morte; Afastamento do trabalho e diminuição do salário; Mudanças dos planos familiares. Meses na função Óbitos por acidente no trabalho Óbitos% Acumulado Menos de 110,004,48 161,0027,3531,84 2 a 639,0017,4949,33 7 a 1227,0012,1161,43 13 a 2427,0012,1173,54 25 a 3616,007,1780,72 37 a 6020,008,9789,68 61 a 12015,006,7396, a 1807,003,1499, a 2400,00 99, a 3001,000,45100,00 Total223,00100,00 Óbitos fonte MPAS

6 O Second Life é um mundo em 3D no qual todas as pessoas que você vê são reais e todos os lugares que você visita são construídos por gente como você. (LINDEN, 2012). Conforme sugere dos Santos (2012), essa discussão sobre SL ser um jogo ou não em breve tornar-se bastante imaterial. Enquanto isso, podemos considerar SL como uma plataforma de jogos com nenhum jogo, um simulador enorme e sofisticada de um mundo inteiro, usado por milhares de usuários para simular a vida real. Grupo de estudos no Second Life. Fonte: Santos (2012).

7 O design instrucional (DI) conforme explicado por Batista (2008), pode ser a concepção e o desenvolvimento de projetos para ambientes virtuais, que tem como produtos finais, além do projeto pedagógico em si, os materiais didáticos. Fonte Filatro(2008)

8 Desenvolvimento da aplicação

9 Design da aplicação no SL Parte do código em LSL da aplicação Turmas envolvidas: Alunos da Educação Profissional, 1º módulo, curso Técnico em Mecânica.

10 Ambiente com experimento, aluno B1 observando

11 O experimento é iniciado, aluno A1 O Aluno A1 observa o resultado de sua sequencia de trabalho Aluno A do grupo de controle, sem protetor auricular Aluna B do grupo de controle, sem óculos de proteção e protetor auricular

12 Aluno A1 do grupo experimental, usando todos EPI.Aluno B1 do grupo experimental, usando todos os EPI Uma das peças da S.A. sendo conferida.

13 Em relação às questões da segurança do trabalho, definidas na problematização, consideramos este experimento parcialmente atendido, nas atividades realizadas no processo de usinagem quanto ao uso do EPI, observamos uma diferença significativa na mudança de conduta dos alunos membros do grupo experimental (p=0,047) em relação ao grupo de controle.

14 É possível prosseguirmos nesta linha de pesquisa e utilizarmos cada vez mais ferramentas que permitam simulações e virtualizações

15 ALMEIDA Delfina. Segunda Lei da Termodinâmica: Recursos Digitais e Ensino da Química. Tese de Mestrado de Química para o Ensino. FCUP, ARANHA, A. V. S. Formação profissional nas empresas: locus privilegiado da educação do trabalhador?. S. M. Pimenta & M. L. Côrrea (Orgs.). Gestão, trabalho e cidadania. Belo Horizonte: Autêntica Editora, _______________. Andragogia: avanço pedagógico ou pedagogia de resultados na educação profissional de alunos adulto-trabalhadores. Educação em Revista, Belo Horizonte, n. 36, Disponível em:. Acesso em: 10 set http://www.anped.org.br/reunioes/24/T doc BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Ed. 70, BARREIROS, Dorival. Gestão da segurança e saúde no trabalho: estudo de um modelo sistêmico para as organizações do setor mineral. São Paulo: USP, BRASIL, MPAS. Anuário estatístico da previdência social: AEAT Brasília: MTE, Disponível em:. Acesso em: 20 set http://www.previdencia.gov.br/conteudoDinamico.php?id=480 ___________. Anuário estatístico da previdência social: AEAT Brasília: MTE, Disponível em:. Acesso em: 27 out http://www.previdencia.gov.br/conteudoDinamico.php?id=1214 CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA - CNI. Disponível em:. Acesso em: 22 de set CRAWFORD, S. R. Andragogy. Regis University – College for Professional Studies. Journal of International Education in Business. Colorado: RU, FONTE, Maria Beatriz Galvão da. Tecnologia na escola e formação de gestores. São Paulo: PUCSP, FREIRE, Paulo. Ação cultural para a liberdade e outros escritos. Tradução de Claudia Schilling. Rio de Janeiro: Paz e Terra, ____________. Pedagogia do oprimido. 17ed. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1987.

16 GUIMARÃES, P. R. B. Estatística não paramétrica. Curitiba: UFPR, 2004 LINDEN Labs. Second Life. Disponível em:. Acesso em: 22 de set PAIVA, J., As tecnologias de informação e comunicação: utilização pelos professores, Disponível em: acessado em 15/11/2012. SANTOS, Renato Pires dos. Second Life Physics: Virtual, Real or Surreal? Journal of Virtual Worlds Research, v. 2, n. 1, Apr Disponível em. Acesso em: 21 set ______________________. Second Life: Modelagem matemática e simulação computacional em Ensino de Física. Anais do V Congresso Internacional de Ensino de Matemática, Ulbra, Canoas, Brasil, 21 out Canoas: ULBRA – Universidade Luterana do Brasil, Disponível em:. Acesso em: 21 set ______________________. O Second Life como plataforma para micromundos físicos para o ensino de Física. RENOTE: Revista Novas Tecnologias na Educação. v. 9, n. 1, p. 44, Disponível em:. Acesso em: 23 set ______________________. Physics Microworlds for Physics Teaching: A Case Study on Second Life as a Platform. International Journal of Virtual and Personal Learning Environments, SENAI, DN. Metodologia [para] elaboração de perfis profissionais. 2. ed. Brasília: SENAI/DN, __________. Projeto politico pedagógico. Porto Alegre: SENAI, __________. Metodologia [para] formação profissional com base em competências: norteador das práticas pedagógicas. 3. ed. Brasília: SENAI/DN, SOARES, Adauto Cândido. O Second Life na educação f. Dissertação (Mestrado em Educação). Brasília: UNB, 2009.

17 Simulações computacionais de situações de risco no Second Life como apoio a um curso técnico em mecânica SILVIO CESAR VIEGAS SENAI CETEMP/FTEC/ULBRA RENATO PIRES DOS SANTOS ULBRA


Carregar ppt "Simulações computacionais de situações de risco no Second Life como apoio a um curso técnico em mecânica SILVIO CESAR VIEGAS SENAI CETEMP/FTEC/ULBRA RENATO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google