A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Poluição do Ar na Cidade de São Paulo Prof. Paulo Artaxo Instituto de Física da USP.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Poluição do Ar na Cidade de São Paulo Prof. Paulo Artaxo Instituto de Física da USP."— Transcrição da apresentação:

1 Poluição do Ar na Cidade de São Paulo Prof. Paulo Artaxo Instituto de Física da USP

2 GASES PARTÍCULAS CH 4 CO 2 NO 2 H2OH2O O2O2 O3O3 Pb N2ON2O Hg CO SO 2 HCl Aerossóis PM 10 PM 2.5 O3O3 Hg Pb HCl CO

3 FINAGROSSA Fonte da figura: Brasseur et al, 2003 Material particulado (aerossol) - Partículas líquidas e/ou sólidas em suspensão em um gás. - Diâmetros (D p ) que variam de alguns nanômetros a centenas de mícrons. (Aglomerados moleculares) (Partículas de poeira do solo) Tamanho - Moda grossa (2.5 µm < D p < 10 µm) - Moda fina (D p < 2.5 µm) Formação - Primário (emissão direta) - Secundário (emissão indireta) PARTICULADO INALÁVEL - Sulfatos- Nitratos - Sais marinhos (NaCl) - Elementos do solo (Al, Si, Ti, Ca, Fe) - Metais pesados (Pb, Zn, Cu, V, Ni, Cd, Cr) Fonte: U.S. Environment Protect Agency, Material carbonáceo (Black Carbon) 4/31

4 - Efeitos diretos sobre o sistema respiratório e cardiovascular (diâmetros em micrômetros) Areia fina de praia Cabelo humano Combustão de partículas, compostos orgânicos, etc Poeira, pólen, etc Brônquios Bronquíolos respiratórios Alvéolos POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA - Preocupante problema de Saúde Pública (Organização Mundial de Saúde, 1999) Tempo de residência das partículas (Tr) T r (PM 2.5 ) > T r (PM 10 ) (Moda fina > Moda grossa) (Artaxo et al, 2006) Populações mais afetadas: crianças e idosos Fonte: Adaptado de Cormier et al, 2006Fonte: Adaptado de Flickr, /31

5 CO na atmosfera (ppm) COHb no sangue (%) Sintomas 102Assintomática Falta de ar em esforços moderados; dor de cabeça ocasional Dor de cabeça; irritabilidade; fadiga; tonturas; obscuridade da visão Dor de cabeça; colapso; desmaios em esforços Inconsciência; convulsão iminente; insuficiência respiratória; morte, se a exposição é longa e contínua Morte rápida. Fonte: OMS, Média de tempoConcentração recomendada para CO (ppm) OMS, 1999CONAMA, 1990EPA, 2011 a 15 min87** 1h26*35 8h999 24h*35* Concentração recomendada para PM 10 e PM 2.5 (µg/m³) OMS, 2005CONAMA, 1990EPA, 2006 a PM 10 PM 2.5 PM 10 PM 2.5 PM 10 PM h * 35 Anual201050**15 Fonte: OMS, 1999 e 2005; CONAMA, 1990; a EPA, * Refere-se a padrões de tempo não previstos no documento. Efeitos na saúde da carboxiemoglobina (COHb) Padrões de qualidade do ar para CO, PM 10 e PM 2.5 (OMS, CONAMA e EPA)

6 Source: Gurme-WMO

7 Exposição a níveis de Material Particulado com diâmetro de 10 um ou menor (10um) em 1100 cidades,

8 Transporte e polçuição do ar: Vínculo forte

9 Transport is often a significant (and obvious) contributor to air pollution…

10

11

12 Characteristics of MASP Lat=-23.6 o Lon= o Vehicles: > 7 million MASP= São Paulo city + 38 cities 19 million inhabitants 7,2 million vehicles 2000 significative industrial plants Atmospheric Sciences Department - University of Sao Paulo

13 Important questions Expansion of urban areas and population growth Silva Dias et al., (2011) Important questions regarding urban areas: -Population growth -Soil use: urbanization -Air quality: local, regional and global impacts Important questions regarding urban areas: -Population growth -Soil use: urbanization -Air quality: local, regional and global impacts

14 Examples of sampled filter, which are weight before and after sampling 24 hours sampling Simultaneously in the six cities 1 year of daily sampling

15 Emitted/ formed pollutants in urban areas with global impact Atmospheric Aerosol Sulphate Black Carbon Ozônio COV NOx O3O3

16 Comparison of annual mean concentration of PM10 across urban areas (Zhu et al. 2012).

17 7 milhões de automóveis em São Paulo em 2012

18 Emissão de poluentes por veículos em São Paulo em 2012

19 Contribuição relativa de cada categoria na emissão de poluentes no Estado de São Paulo em 2012

20 Contribuição das categorias de veículos na emissão de material particulado no Estado de São Paulo em 2012

21 Padrões nacionais de qualidade do ar em 2013 (Resolução CONAMA No 03 de 28/06/90).

22 A classificação da qualidade do Ar da CETESB

23 Qualidade do Ar e Prevenção de Riscos a Saúde.

24 Qualidade do Ar e Efeitos a Saúde.

25 Emissões relativas por tipo de fonte - RMSP

26 MP10 – Classificação das concentrações medias anuais – RMSP – 2012

27 Ozônio – Distribuição percentual da qualidade do ar – RMSP

28 Ozônio – Evolução do numero de dias de ultrapassagens do Padrão – RMSP

29 Material particulado fino (< 2.5 microns) – Classificação das concentrações máximas diárias – RMSP, Litoral e Interior – 2012

30 Material particulado fino (< 2.5 microns) – Classificação das concentrações medias anuais – RMSP, Litoral e Interior – 2012

31 Resultados correspondentes a medidas realizadas de julho de 2007 a outubro de 2008 de PM 2.5 Concentrações em µg/m 3 Resultados correspondentes a medidas realizadas de julho de 2007 a outubro de 2008 de PM 2.5 Concentrações em µg/m 3 PM2.5Black Carbon BC/PM 2.5 São Paulo 30 (13)10 (6)0.33 Rio de Janeiro 18 (11)3 (2)0.17 Belo Horizonte 18 (7)5 (3)0.28 Porto Alegre 18 (12)4 (4)0.22 Curitiba 15 (8)4 (3)0.27 Recife 12 (3)2 (1)0.17

32 Contribuição percentual das fontes para o material particulado inalável fino coletado em Cerqueira César em 1993 Contribuição percentual das fontes para o material particulado inalável fino, coletado em Cerqueira César em 1996/97. (Cetesb, 2002)

33 Motivação: efeitos dos aerossóis atmosféricos à saúde humana Inalação de material particulado: asma, aumento de sintomas respiratórios, inflamação pulmonar, redução da função pulmonar, e doenças cardiovasculares O aumento da concentração de MP está associado com um aumento de mortalidade osol/section07-2.html Risco relativo ajustado para mortalidade total e níveis de PM2.5 em seis cidades. Para dois períodos: 1 de 1974 a 1989 e 2 de 1990 a P=Portage, T=Topeka, W=Watertown, L=St. Louis, H=Harriman, S= Steubenville.

34 Martins, 2009 Risco de mortalidade por poluição do ar em São Pauo

35


Carregar ppt "Poluição do Ar na Cidade de São Paulo Prof. Paulo Artaxo Instituto de Física da USP."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google