A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TIC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO AULA 5 Produção Acadêmica da Pós-Graduação Lato Sensu.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TIC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO AULA 5 Produção Acadêmica da Pós-Graduação Lato Sensu."— Transcrição da apresentação:

1 TIC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO AULA 5 Produção Acadêmica da Pós-Graduação Lato Sensu

2 Plano de Aula Aula (CH)ConteúdoLeitura Indicada 5ª aula 3hs Unidade 7 - O surgimento e a evolução da Internet. 7.1 – O acesso e arquiteturas da Internet 7.2 – Serviços na Internet – , webmail, redes de relacionamento 7.3 – Internet no Brasil 7.4 – O futuro da Internet. Unidade 8 - A pesquisa na Internet Pesquisa através de URLs A pesquisa acadêmica na Internet Portais Científicos Bibliotecas Digitais de Teses e Dissertações. COOPER, Brian. Como pesquisar na Internet. São Paulo: Publifolha CASTELLS, Manuel. A Sociedade em Rede: Volume 1. São Paulo: Paz e Terra, 2003.(capitulo 1)

3 Surgimento e Evolução da Internet

4 Agenda Visão Geral - O que é Internet - Histórico - Organização - Estrutura de Domínios 4

5 O que é Internet É um conjunto de redes de computadores interligadas no mundo inteiro, que tem em comum protocolos e serviços, de forma que os usuários por ela conectados possam usufruir de uma cadeia de informação e serviços de alcance mundial. A Internet não tem dono ou um comando central. Cada rede conectada a ela, pode ser administrada por uma entidade governamental, uma empresa ou uma instituição. Centralização: estabelecimentos de padrões para funcionamento da rede e a distribuição de endereços e de domínios para interligação a essa rede.

6 Internet : Histórico 1969: Surgiu através de um projeto da agência Norte Americana Advanced Research and Projects Agency (ARPA) para conectar os computadores dos seus departamentos de pesquisa, passando a ser conhecida como ARPANET foi conectada a ARPANET. O conjunto de todos os computadores ligados a esses dois backbones foi oficialmente conhecido como INTERNET.

7 1991 e 1992: A ANS desenvolveu o ANSNET que passou a ser o principal backbone da Internet. Nesta mesma época foi desenvolvido o backbone europeu (EBONE) interligando países europeus à INTERNET. 1993: A INTERNET deixa de ser acadêmica e passa a ser explorada comercialmente com a construção de novos backbones por empresas privadas PSI, UUNET, Sprint, Teleglobe... Internet : Histórico

8 Internet - Histórico no Brasil 1988: A INTERNET chega ao Brasil por iniciativa da FAPESP, UFRJ e do Laboratório Nacional de Computação Científica - LNCC. 1989: Criada pelo Ministério de Ciência e Tecnologia, a Rede Nacional de Pesquisa - RNP, para coordenar o oferecimento de serviços de acesso à Internet no Brasil. Como ponto de partida foi criado um backbone RNP, ligando as instituições educacionais à Internet. 1994: Início da exploração comercial da Internet no Brasil através de um projeto piloto da Embratel.

9 Internet - Organização Mundial Principais instituições mundiais: The Internet Society (ISOC) Por meio de encontros, debates e publicações, procura orientar a pesquisa e utilização da Internet. The Internet Research Task Force (IRTF) Grupo formado com objetivo de desenvolver pesquisas a longo prazo ao funcionamento da Internet. The Internet Network Information Center (InterNIC)http://www.internic.net Composto pela AT&T, PSI e General Atomics, centraliza a distribuição de informações da Interent Society, além de coordenar a distribuição de endereços e registros de domínio para provedores em nível mundial. Computer Emergency Response Team/Coordinate Center Coordenar respostas e ações a incidentes de segurança a Internet.

10 Principais instituições no Brasil: –Comitê Gestor Internet: Criado em junho de 1995, pelos Ministérios das Comunicações e da Ciência e Tecnologia, composto por membros destes ministérios e representantes de instituições comerciais e acadêmicas, tem como objetivo coordenar a implantação da internet no Brasil. –Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - FAPESP: É responsável pelo controle e registro de endereços e domínio no Brasil, através de um serviço Registro BR, disponível pelo site Internet - Organização Mundial

11 Internet - Estrutura de Domínios Domínios da Internet - Domain Name System (DNS): –Cada equipamento na Internet é referenciado por um nome que está associado a um endereço IP. Números IP representam uma forma compacta e eficiente de endereçamento; – Por que não utilizamos diretamente os números IP´s?

12 Problemas: –Endereços númericos são difíceis de se lembrar; –IP´s podem mudar; –Um número IP deve também ser único na internet, assim como o nome do domínio; Solução: –Associar nomes aos IP´s; –Adoção de uma estrutura hierárquica de nomes. Internet - Estrutura de Domínios

13 Essa associação é feita por um conjunto de servidores, de forma que este conjunto juntamente com a sua aplicação, seja conhecida por um nome Domain Name System (DNS). Assim, a organização da Internet é estruturada em domínios e na distribuição dos servidores DNS na Internet. Internet - Estrutura de Domínios

14 Organização da Internet em Domínios Com objetivo de evitar a utilização do mesmo nome por vários equipamentos, a Internet foi dividida em domínios administrativos distintos. Assim, o Nome do Domínio Completo é composto por um nome local adicionado à hierarquia de domínios, podendo ser institucionais ou geográficos. Internet - Estrutura de Domínios

15 Exemplo de Estrutura de Organização HierárquicaTOPOnetorgcom compaqibmhp evabrasil rjsp ws01 Internet - Estrutura de Domínios

16 FQDN (Full Qualified Domain Name): no exemplo anterior, o nome completo do “nó” ws01 seria ws01.rj.brasil.compaq.com; –Cada subdivisão deve ser separada por um ponto; –Quanto mais à direita no nome, mais global é a subdivisão; –O topo (Root Servers - Servidores Raiz) é administrado pelo InterNIC, onde cada partição é administrada por uma instituição, com poderes delegados pelo topo. Internet - Estrutura de Domínios

17 Provedores de Acesso São empresas, que fornecem acesso à Internet a pessoas físicas ou jurídicas. O provedor de acesso é o intermediário entre os usuários e os serviços que existem na rede. –Assumem o custo de uma conexão permanente e vendem o acesso a essa conexão para seus clientes, os usuários. –Uma série de linhas telefônicas, para que os usuários se liguem aos seus computadores e tenham acesso à lnternet. –Computadores (os servidores) conectados à uma rede de transmissão de dados.

18 Esta ligação é feita pelas companhias telefônicas, que normalmente são ligadas aos Backbones (consideradas as espinhas dorsais da lnternet). Os Backbones possuem uma infra-estrutura de alta velocidade que interliga várias redes garantindo o fluxo da informação entre os provedores e usuários. Provedores de Acesso

19 Provedores de Informação: Portais No início, o termo utilizado era Home-page, um conjunto de páginas com informações a respeito de organizações. O termo site, representa um conjunto de páginas maior, com o propósito de permitir uma maior interatividade com o usuário. O termo portal é um site extremamente grande, com mais de 500 páginas oferecendo um leque muito grande de produtos e serviços com acessos elevados. São construídos por empresas que querem se dedicar exclusivamente à internet ("pontocom”), diferentemente de um site corporativo de uma empresa tradicional.

20 Portal Horizontal O portal horizontal é aquele que fala um pouco sobre tudo, não chegando a se aprofundar em nenhum tópico. Oferece um sem-fim de serviços e conteúdos, englobando artigos, notícias, entrevistas, etc. São de interesse de várias comunidades, de acordo com os diferentes tópicos sendo explorados. Provedores de Informação: Portais

21 Portais Verticais terão uma comunidade específica do tópico sendo abordada, especializando-se em um tópico específico e trabalhando-o de maneira a gerar receita. Portais Horizontais e Verticais empregam o conceito de comunidade virtual, ou um conjunto de usuários com idéias e perspectivas parecidas. Exemplo de Portal Horizontal: Terra (http://www.terra.com.br/)http://www.terra.com.br/ Exemplo de Portal Vertical: Portal de Viagem (http://www.uol.com.br/portalviagem/site/) - dedicado ao turismo.http://www.uol.com.br/portalviagem/site/ Provedores de Informação: Portais

22

23 Exemplo: usuário: Nome do usuário. É escrito sem espaços e sem Símbolo chamado arroba, que em inglês quer dizer "at", ou seja, "em“. provedor: Nome da empresa ou instituição provedora de acesso à Internet. Pode ser um provedor comercial ou uma empresa que tenha esta estrutura..com: Tipo de organização, 'com' se refere a uma organização de caráter comercial..br: O final.br indica apenas que o domínio foi registrado no Brasil ("br" é a sigla que identifica o Brasil na Internet) e não a localização física do servidor, como muitos pensam. Exemplo: uk (Reino Unido), fr (França), jp (Japão), ca (Canadá), ru (Rússia). servidor POP3 (mensagens recebidas): pop3.uol.com.br servidor SMTP (mensagens enviadas): smtp.uol.com.br

24 Portais e a Pesquisa na Internet

25

26

27 Portais: Pesquisa Acadêmica

28

29

30

31

32

33


Carregar ppt "TIC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO AULA 5 Produção Acadêmica da Pós-Graduação Lato Sensu."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google