A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O SUN é um movimento único assente no princípio de que todos os indivíduos têm direito à alimentação e a uma nutrição adequada.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O SUN é um movimento único assente no princípio de que todos os indivíduos têm direito à alimentação e a uma nutrição adequada."— Transcrição da apresentação:

1 O SUN é um movimento único assente no princípio de que todos os indivíduos têm direito à alimentação e a uma nutrição adequada.

2 Reúne pessoas de governos, da sociedade civil, das Nações Unidas, doadores, empresas e investigadores, num esforço conjunto para melhorar a nutrição.

3 juntos podemos alcançar o que nenhum esforço individual conseguiria, e tornar o mundo num lugar mais saudável e mais forte para todos.

4 Mais de 165 milhões de crianças com menos de 5 anos sofrem de atraso no crescimento como resultado da desnutrição 52 milhões de crianças são demasiado franzinas e exigem tratamento especial. Ao mesmo tempo, 43 milhões de crianças são obesas - algumas como resultado da pobreza, quando as famílias não têm recursos para aceder a uma dieta equilibrada e nutritiva. 2 mil milhões de pessoas são deficientes em matéria de vitaminas e minerais essenciais Porquê a nutrição? Os factos

5 Os adolescentes aprendem com mais facilidade e registam um melhor aproveitamento escolar As raparigas e as mulheres estão bem alimentadas e têm filhos saudáveis As famílias e as comunidades saem da pobreza As comunidades e as nações são produtivas e estáveis O mundo é um lugar mais seguro, mais resiliente e mais forte Os jovens adultos estão mais preparados para conseguir trabalho e auferir melhores salários Porquê a nutrição? Porque quando... As crianças recebem uma nutrição adequada e desenvolvem corpos e mentes sadios

6 Eliminar a desnutrição nas crianças pequenas tem múltiplos benefícios. Pode: Aumentar o produto interno bruto em 11% em África e na Ásia. Melhorar o sucesso escolar em pelo menos um ano. Aumentar os salários em 5% a 50%. Reduzir a pobreza, uma vez que as crianças bem alimentadas são 33% mais suscetíveis de escapar à pobreza em adultas. Capacitar as mulheres a fim de terem 10% mais de probabilidades de dirigirem as suas próprias empresas. Um investimento inteligente

7 " Um dos investimentos mais críticos é fazer chegar nutrientes às pessoas desnutridas de todo o mundo. Os benefícios de tal investimento, em termos de melhorias na saúde, na escolaridade e na produtividade, são enormes," Vernon Smith, economista laureado com o Prémio Nobel Os especialistas estão de acordo O Painel de Especialistas do Consenso de Copenhaga de 2012, composto por economistas de renome mundial, identificou as formas mais inteligentes de atribuir fundos para responder a dez dos maiores desafios do planeta. Concordaram que o combate à desnutrição deve constituir a prioridade principal para os decisores políticos e os filantropos. Concluíram que cada dólar investido na redução da desnutrição resulta num retorno de 30 dólares sobre o investimento em termos de aumento de saúde, da escolaridade e da produtividade.

8 COM ORIGEM Na pobreza Na falta de capacita- ção das mulheres No contexto político e cultural Acesso insuficiente a ALIMENTOS económicos e nutritivos ao longo do ano Falta de bons CUIDADOS para as mães e para os filhos e de apoio para os pais em matéria de boas práticas alimentares infantis Acesso inadequado a serviços de SAÚDE saneamento e água limpa As causas da desnutrição estão interligadas Na degradação ambiental

9 O Movimento SUN reconhece que a desnutrição crónica ou atraso no crescimento tem múltiplas causas. É por essa razão que necessita que as Pessoas e os Programas trabalhem em cooperação para que todos os esforços de desenvolvimento incluam a nutrição e desenvolvam soluções sustentáveis que funcionem.

10 Práticas e comportamentos alimentares: encorajar o aleitamento materno exclusivo até aos 6 meses de idade e o aleitamento continuado com alimentos adequados e nutritivos até aos 2 anos de idade ou mais Enriquecimento dos alimentos: permitir o acesso a nutrientes através da sua incorporação nos alimentos Suplementação com micronutrientes: fornecimento direto de nutrientes adicionais Tratamento da desnutrição aguda: possibilitar que as pessoas com desnutrição moderada e aguda tenham acesso a um tratamento eficaz Agricultura: tornar os alimentos nutritivos mais acessíveis a todos e apoiar a pequena agricultura como fonte de rendimento das mulheres e das famílias Água limpa e saneamento: melhorar o acesso para reduzir as infeções e as doenças Educação e emprego: assegurar que as crianças recebam a alimentação de que necessitam para aprender e auferir salários suficientes em adultas Cuidados de saúde: acesso aos serviços que possibilitem que as mulheres e as crianças sejam saudáveis Apoio à resiliência: criar uma população mais forte e saudável e uma prosperidade sustentável para melhor resistir a emergências e conflitos Estratégias sensíveis à nutrição Ações específicas para a nutrição Estratégias sensíveis à nutrição aumentam o impacto das ações específicas na área da nutrição

11 A todos os níveis de ação, o SUN apoia a igualdade das mulheres No centro de todos os esforços, as mulheres são capacitadas para serem líderes das suas famílias e comunidades, abrindo caminho para um mundo mais forte e saudável.

12 Os países em todo o mundo assumiram o compromisso de tornar a nutrição numa prioridade e os parceiros globais estão a trabalhar em conjunto para apoiar os esforços dos países membros do SUN. Os países estão no centro do fomento da nutrição

13 A abordagem do SUN a partir de 2010 O Movimento para o Fomento da Nutrição depende de os dirigentes nacionais assumirem a apropriação e a responsabilidade de implementar soluções sustentáveis para melhorar a nutrição nos seus países. Através de esforços liderados pelos países, centrados na equidade e na concretização dos direitos, os países membros do SUN ajudam as mulheres, as famílias e as comunidades a criar alicerces mais sólidos para os seus povos e a transformar o futuro do nosso mundo. O SUN permite que os países adotem uma abordagem colaborativa reunindo as pessoas e os recursos necessários para reforçar rapidamente as intervenções inerentes à nutrição, assim como para implementar estratégias transetoriais que sejam sensíveis à nutrição.

14 A abordagem do SUN Os governos dos países lideram os esforços nacionais para fomentar a nutrição Em cada país, é identificado um Ponto Focal do SUN

15 A abordagem do SUN O Ponto Focal reúne as pessoas numa plataforma multiatores Comunidade técnica Nações Unidas Parceiros governamentais Sociedade civil Doadores Empresas

16 A abordagem do SUN A plataforma multiatores trabalha no sentido de alinhar e coordenar a ação em todos os setores. Capacitação das mulheres Saúde Desenvolvimento e redução da pobreza Agricultura Educação Proteção social

17 A abordagem do SUN Com uma abordagem única que funciona em todos os países. Estes esforços estão em curso em todos os países membros do SUN Plataforma multissetorial e multiator Os esforços combinados de todos os países constituem em conjunto o núcleo do Movimento - A Rede dos Países SUN

18 Com apoio e coordenação globais prestados pelo Secretariado do SUN e pelo Grupo de Liderança do SUN Rede Nacional Rede de doadores Rede da sociedade civil Rede de empresas Rede das Nações Unidas As redes globais de atores mobilizam recursos e alinham ações para apoiar os esforços nacionais. A abordagem do SUN

19 No Peru A diminuição do atraso no crescimento foi adotada como um objetivo nacional Foram direcionados programas sociais em grande escala para os mais pobres Foi implementado um sistema de seguro de saúde abrangente Mais fundos do orçamento de Estado atribuídos à nutrição No Nepal Compromisso político e envolvimento dos principais setores (Saúde, Educação, WASH, Agricultura e Autarquias) O orçamento de Estado para a nutrição duplicou Na Etiópia Programa em grande escala para melhorar o acesso às unidades de saúde em zonas remotas e assoladas pela seca Fornecimento de redes de segurança às famílias vulneráveis Alargamento do tratamento da desnutrição aguda grave Como se reduziu o atraso no crescimento?

20 Progressos Criação de plataformas políticas e operacionais com forte liderança nacional e espaços multiatores comuns em que as pessoas se reúnem para alinhar as suas atividades e assumir a responsabilidade conjunta pelo fomento da nutrição. Incorporação das melhores práticas nas políticas nacionais para reforçar as intervenções comprovadas, incluindo a adoção de leis e políticas eficazes Alinhamento de ações em todos os setores em torno de planos nacionais de elevada qualidade e bem orçamentados, com um quadro de referência de resultados definido e responsabilização mútua. Aumento dos recursos e monitorização da implementação para que a ação seja coerente, harmonizada e eficaz e para alcançar o máximo impacto Em cada país, os atores do Movimento SUN reúnem-se em torno de 4 processos fundamentais: o progresso é analisado de seis em seis semanas

21 Progressos – exemplos Criação de plataformas políticas e operacionais 1 1 GANA O compromisso político para combater a fome e a desnutrição foi fortalecido quando a Primeira Dama do Gana apoiou o lançamento do Movimento SUN. QUÉNIA A Ministra da Saúde Pública e Saneamento, Beth Mugo, lançou oficialmente o Plano de Ação para a Nutrição do Quénia ( ) por ocasião do Simpósio Nacional do SUN.

22 Progressos – exemplos Incorporação das melhores práticas nas políticas nacionais 2 2 BURQUINA FASO A alimentação de lactentes e crianças pequenas está a ser abordada pelo roteiro para uma melhor nutrição que alinha os programas nacionais em setores-chave. HAITI Foi lançado o emblemático programa de âmbito nacional para a nutrição com o objetivo de combater a fome e a desnutrição.

23 Progressos – exemplos Alinhamento de ações em todos os setores 3 3 NEPAL O Plano Multissetorial para a Nutrição foi aprovado pelo Conselho de Ministros com um quadro de referência comum de resultados em que todos os ministérios definiram um conjunto de intervenções essenciais específicas à nutrição e sensíveis à nutrição. UGANDA Existe um Plano de Ação para a Nutrição que está a aumentar os esforços multissetoriais a fim de estabelecer uma robusta base nutricional para o desenvolvimento do Uganda. INDONÉSIA Os programas de transferência monetária para proteger as famílias pobres estão a aumentar e a visar o reforço da prestação de serviços nutricionais.

24 Progressos – exemplos Aumento dos recursos e monitorização da implementação 4 4 GUATEMALA Foi lançado o plano nacional Fome Zero com uma rubrica orçamental específica para a desnutrição durante os 1000 dias entre a gravidez e o segundo aniversário de uma criança. MALI Todas as regiões do Mali receberam financiamento para a nutrição em TANZÂNIA O Ministério das Finanças inclui atualmente planeamento e orçamentação para a nutrição ao nível das autoridades nacionais e locais.

25 Acompanhar e relatar o impacto Estabelecer metas para medir o impacto: Os países são incentivados a definir as suas próprias metas para os objetivos nutricionais nas seguintes áreas: acesso universal a alimentos nutritivos e económicos, água potável, saneamento, cuidados de saúde e proteção social adoção acrescida de práticas que contribuam para uma boa nutrição (como o aleitamento materno exclusivo nos primeiros seis meses de vida) crescimento ótimo das crianças, demonstrado através de níveis reduzidos do atraso no crescimento (altura insuficiente para a idade) e da debilitação (peso insuficiente para a altura) melhoria do nível de micronutrientes, especialmente nas mulheres e nas crianças, demonstrada através de níveis reduzidos de deficiência em micronutrientes Relatório de progresso anual do Movimento SUN: Lançado todos os anos em setembro pelo Secretariado do Movimento SUN, o relatório apresenta atualizações sobre o progresso na consecução das metas e dos objetivos estratégicos do Movimento.

26 Apoiar o impacto global Os países e os atores apoiantes estão a trabalhar em conjunto para alcançar as metas globais definidas pela Resolução da Assembleia Mundial da Saúde de 2012: reduzir e manter os níveis de debilitação infantil em menos de 5% Meta 1: Meta 2: Meta 3: Meta 4: Meta 5: Meta 6: reduzir em 40% o número global de crianças com menos de cinco anos com atraso no crescimento reduzir em 50% a anemia em mulheres em idade fértil reduzir em 30% os níveis de baixo peso à nascença estancar o aumento da obesidade infantil aumentar o aleitamento materno exclusivo nos primeiros seis meses de vida até pelo menos 50%

27 aprender e adaptar, através da partilha regular das lições críticas relevantes, aquilo que funciona e aquilo que não funciona, a nível de setores, países e atores. Princípios de empenhamento do SUN Ser transparente a respeito do impacto: todos os atores devem demonstrar com transparência e honestidade o impacto da ação coletiva. através de parcerias multiatores abertas que ampliem o alcance das soluções e intervenções comprovadas Ser inclusivo: atuar de acordo com um compromisso para defender a igualdade e os direitos de todas as mulheres, homens e crianças. Basear-se nos direitos: Estar disposto a negociar: quando surgem conflitos, como é de esperar quando parceiros diversos trabalham juntos, manter a intenção de resolvê-los e de encontrar uma forma de avançar. Ser mutuamente responsável: atuar de modo a que todos os atores se sintam responsáveis e sejam coletivamente responsabilizados pelos compromissos assumidos em conjunto. Ser rentável: estabelecer prioridades mediante análises baseadas em indícios concretos do que terá o impacto maior e mais sustentável ao mais baixo custo. Manter uma comunicação constante:

28 O Movimento SUN evolui O caminho a seguir É desenvolvido o Quadro de Ação do SUN, o qual é aprovado por mais de 100 entidades globais, estabelecendo as bases do Movimento. O SUN ganha ímpeto e afirma o seu compromisso com o reforço da nutrição: 19 países aderem ao Movimento. O Movimento cresce, incluindo 33 países, e é designado um grupo de alto nível de 27 dirigentes internacionais para integrar o Grupo de Liderança do SUN e aprovar a Estratégia do Movimento SUN para Em 2013, o SUN centrar- se-á na mobilização de recursos para os movimentos nacionais, para alcançar progresso e impacto mensuráveis.

29 O movimento SUN está a crescer em números e em força Mais de 100 atores globais prestam apoio a 50 países com a oportunidade de abranger 82,8 milhões de crianças com atraso no crescimento

30 BANGLADECHE INDONÉSIA QUIRGUIZISTÃO RDP DO LAOS MYANMAR NEPAL PAQUISTÃO SRI LANKA TAJIQUISTÃO VIETNAME IÉMEN ÁSIA 50 países: 21 a reduzir aceleradamente a prevalência do atraso no crescimento COSTA RICA EL SALVADOR GUATEMALA HAITI PERU BENIM BURQUINA FASO BURUNDI CAMARÕES CHADE COMORES COSTA DO MARFIM REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO REPÚBLICA DO CONGO ETIÓPIA GÂMBIA NIGÉRIA RUANDA SENEGAL SERRA LEOA SUDÃO DO SUL SUAZILÂNDIA TANZÂNIA TOGO UGANDA ZÂMBIA ZIMBABUÉ ÁFRICA Desde 2000 que 21 países membros do SUN (indicados a VERMELHO) aceleraram a sua taxa média anual de redução da desnutrição crónica (ou atraso no crescimento) em crianças com menos de 5 anos em mais de 2% por ano AMÉRICA LATINA GANA GUINÉ GUINÉ-BISSAU QUÉNIA LIBÉRIA MADAGÁSCAR MALAVI MALI MAURITÂNIA MOÇAMBIQUE NAMÍBIA NÍGER Março de 2014

31 Juntos... Estamos a revelar o que tem estado escondido de todos. Estamos a construir sociedades mais saudáveis e mais fortes. O nosso objetivo é um mundo melhor para todos …especialmente para as nossas crianças Obrigado

32 Diapositivo 4: Porquê a nutrição? Os factos: UNICEF, OMS, Banco Mundial: Estimativas conjuntas sobre a desnutrição: níveis e tendências. Base de dados global sobre o crescimento e a desnutrição infantis Diapositivo 6: Um investimento inteligente: Lawrence Haddad. Crescimento da criança=Crescimento económico sustentável: Por que devemos investir na nutrição? Maio de 2013 Diapositivo 7: Os especialistas estão de acordo: Consenso de Copenhaga: Resolver os desafios mundiais. Maio de 2012 Diapositivo 31: Sucesso dos países membros do SUN na redução do atraso no crescimento: O número de países com taxas anuais médias de redução (AARR) superiores a 2% é calculado com base em dados históricos de 2000 até ao início de Este número encontra-se atualmente em revisão e o novo número será comunicado quando a nova análise dos dados mais recentes disponíveis terminar. O Secretariado do Movimento SUN é apoiado pelo Canadá, França, Alemanha, Irlanda, Países Baixos, Reino Unido e União Europeia, juntamente com a Iniciativa Micronutrientes e a Unilever. Como se reduziu o atraso no crescimento? Referências e notas técnicas Março de 2014


Carregar ppt "O SUN é um movimento único assente no princípio de que todos os indivíduos têm direito à alimentação e a uma nutrição adequada."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google