A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PROJETO DE IMPLANTAÇÃO DO GASMU NAS UNIDADES DE SAÚDE DA DGS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PROJETO DE IMPLANTAÇÃO DO GASMU NAS UNIDADES DE SAÚDE DA DGS."— Transcrição da apresentação:

1 SECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PROJETO DE IMPLANTAÇÃO DO GASMU NAS UNIDADES DE SAÚDE DA DGS Cap Bm QOS/AsS/02 Gleicy do E.Santo Silva

2 GRUPO DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER – GASMU O QUE O Grupo de Atenção á Saúde da Mulher (GASMU) tem por objetivo permitir que as pacientes dos serviços oferecidos pelas Unidades de Saúde da DGS recebam assistência integral a sua saúde de forma diferenciada das práticas tradicionais que são realizadas, geralmente, nos consultórios com abordagem individualizada.

3 GRUPO DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER – GASMU QUEM ESPECIALIDADES ENVOLVIDAS Serviço Social Ginecologia Demais especialidades, conforme as necessidades do Projeto. Quando: O projeto encontra-se em prática na 3ª Policlínica. Onde: A idéia do projeto é incentivar e treinar pessoas para realização do GASMU nas demais Policlínicas.

4 GRUPO DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER – GASMU Por que: Atualmente, a saúde da mulher tem sido um importante tema a ser tratado, pois significativas mudanças que dizem respeito ao gênero feminino fizeram e fazem parte do cenário sócio-cultural e político das últimas quatro décadas principalmente. A despeito disso, os movimentos sociais atuantes na década de oitenta trouxeram grandes contribuições para que tais mudanças se efetivassem, dentre eles, destaca-se o movimento feminista que teve como meta principal a igualdade de direitos entre os sexos. Entretanto, a conquista dos direitos civis e políticos ainda não eliminou totalmente as tradicionais formas de preconceito e discriminação às quais as mulheres são submetidas, isto porque a vida moderna traz muitos conflitos e contradições à medida que favorece a coexistência de novos paradigmas jurídicos aliados a velhas práticas nas relações sociais e que, por isso, necessitam ser resolvidos.

5 GRUPO DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER – GASMU Em outras palavras, se por um lado as conquistas são ainda muito recentes, de outro a humanidade não se apropriou deste novo conteúdo de maneira tão eficaz e saudável. Por essa razão, é comum que muitas mulheres se sintam ainda muito desprotegidas em relação aos seus direitos, desse modo sendo muito freqüentes as dúvidas no que diz respeito às questões de saúde. Em relação à 3ª Policlínica de Niterói, nossa observação clínica revela que grande parte dos usuários da 3ª Policlínica de Niterói é do sexo feminino. Tal observação é, na verdade, uma realidade nos diferentes setores de assistência à saúde, pois a mulher, histórica e culturalmente, foi educada para ser cuidadora e como tal, desenvolveu a capacidade de cuidar-se melhor do que o homem.

6 GRUPO DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER – GASMU Por outro lado, a mulher tem enfrentado novos desgastes ocasionados pela carga de responsabilidades que recai sobre ela como as duplas jornadas de trabalho, educação e assistência aos filhos (é indiscutível que a mulher seja ainda um importante agente agregador e de transformação das relações familiares), relações desiguais de poder no trabalho e no lar; além das seqüelas (enfarto, derrame, doenças pulmonares, stress, etc) ocasionadas pelos chamados hábitos sociais (tabagismo, alcoolismo, vida social e sexual ativa) até então típicos da condição masculina, que acabam por reforçar, ainda mais, o perfil cuidador socialmente atribuído a ela. A consideração dessa nova situação feminina tem sugerido às especialidades de saúde a adoção de novas práticas que possam contribuir para que a atenção à mulher seja dada de forma integral com vistas a tornar seu estilo de vida mais saudável. É no conjunto de novas práticas que situamos o GASMU como uma tentativa de democratizar, discutir, complementar e reforçar alguns dos temas que compõem, hoje, o universo e o cotidiano feminino.

7 GRUPO DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER – GASMU Sabemos que em muitos casos, somente a intervenção psicoterápica será capaz de atender às necessidades apresentadas pelas pacientes. Isso, entretanto, não descarta ou invalida outros níveis de atenção à saúde que também poderão contribuir para a obtenção de uma melhor qualidade de vida. Por isso, a proposta do GASMU baseia-se numa perspectiva informacional na qual a abordagem dos temas pré-definidos será de maneira breve e pontual mediante o subsídio de cartilhas, folders, folhetos, quiz e dinâmicas, portanto, não tem a pretensão de ser um grupo de compromisso fechado.

8 GRUPO DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER – GASMU OBJETIVOS Geral Oferecer assistência à saúde da mulher às pacientes do CBMERJ/SEDEC numa perspectiva informativa, holística e multidisciplinar por meio de ações de prevenção, promoção e recuperação da saúde feminina. Específicos Promover um espaço coletivo onde a mulher possa refletir sobre as questões de sua saúde biopsicossocial; Possibilitar a oportunidade para a troca de experiências e aprendizado mútuo; Democratizar conteúdos dos temas inerentes ao universo feminino; Estimular a mudança de comportamento, visando à obtenção de um estilo de vida mais saudável; Elevar a auto-estima da mulher e sua qualidade de vida.

9 GRUPO DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER – GASMU ESPECIALIDADES ENVOLVIDAS Serviço Social Ginecologia Demais especialidades, conforme as necessidades do Projeto.

10 GRUPO DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER – GASMU META Ampliar o conhecimento do total das pacientes agendadas para Ginecologia a partir das reuniões quinzenais. IDENTIFICAÇÃO DE INDICADOR Nível de absorção do conhecimento mediante a aplicação de Teste de Conhecimento (Quiz).

11 GRUPO DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER – GASMU COMO O Grupo de Atenção à Saúde da Mulher será realizado nos moldes de Sala de Espera com as pacientes que estejam aguardando o atendimento pelo Consultório de Ginecologia. As demais poderão participar caso haja interesse. MOMENTO 1 As pacientes agendadas para o atendimento ginecológico serão convidadas para o Auditório da 3ª Policlínica à medida que se apresentarem à Recepção. MOMENTO 2 O Serviço Social fará a apresentação do tema. MOMENTO 3 Realização de dinâmicas e entrega de Cartilha, Folder ou outro Material Informativo. MOMENTO 4 Resposta às dúvidas. Neste caso, dependendo do tema, o profissional afeito ao assunto e que estiver na Policlínica prestará o devido esclarecimento. Caso este não esteja, a orientação do Serviço Social será o agendamento de consulta para a clínica específica. MOMENTO 5 Entrega de brindes/souveniers que reforcem o compromisso da atenção à saúde da mulher para todas as pacientes.

12 GRUPO DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER – GASMU MOMENTO 6 Aplicação de Teste de Conhecimento (Quiz) pelo Médico Ginecologista de modo a verificar o nível de absorção do tema discutido na Sala de Espera. MOMENTO 7 Avaliação das respostas pelo Serviço Social e Ginecologia para possíveis providências. PERIODICIDADADE/DURAÇÃO Reuniões quinzenais, sempre às quartas-feiras Horário: Entre 08:00 às 10:00 h Local: Auditório da 3ª Policlínica de Niterói Temas: Respeitarão a Programação

13 GRUPO DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER – GASMU RECURSOS Humanos Recepcionista – Orientada para o encaminhamento das participantes. Auxiliar de Enfermagem da Ginecologia- Para comunicar a vez do atendimento à paciente que estiver no Auditório. Equipe de Saúde da 3ª Policlínica – Para o esclarecimento de dúvidas. Financeiros Para realização dos encontros do GASMU, estima-se o valor de R$100,00 (cem reais) por mês para compra dos brindes/souvenir a serem distribuídos ao término de cada reunião e da reprodução em fotocópia do material a ser veiculado.

14 GRUPO DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER – GASMU Institucionais e Materiais Televisão; Vídeo Cassete ou DVD; Aparelho de Data Show; Material especializado como revistas ou jornais; Material de papelaria para oficinas e dinâmicas de grupo: folha A4, lápis, borracha ou canetas; Confecção das cartilhas, folders, folhetos ou cartazes.


Carregar ppt "SECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PROJETO DE IMPLANTAÇÃO DO GASMU NAS UNIDADES DE SAÚDE DA DGS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google