A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% Reginaldo Barco Orientador: Paulo Pureur Neto Co-orientador: Gilberto L. F. Fraga Universidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% Reginaldo Barco Orientador: Paulo Pureur Neto Co-orientador: Gilberto L. F. Fraga Universidade."— Transcrição da apresentação:

1 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% Reginaldo Barco Orientador: Paulo Pureur Neto Co-orientador: Gilberto L. F. Fraga Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Pós-Graduação em Física

2 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% OBJETIVO Estudar as propriedades magnéticas do sistema AuFe 18 at% Estudar as propriedades magnéticas do sistema AuFe 18 at% UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física

3 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% INTRODUÇÃO Impedância, Z (,T,H), é a função resposta de um material condutor submetido a uma corrente alternada, I ( ), tal que: V(,T,H) = Z (,T,H). I ( ) V(,T,H) = Z (,T,H). I ( ) onde V é diferença de potencial entre dois pontos na superfície do material; =2 f é a frequência angular; T é a temperatura e H é o campo magnético aplicado externamente. UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física

4 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% INTRODUÇÃO Impedância é uma quantidade complexa: Z = R - i X Z = R - i X onde R é a resistência e X é a reatância. UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física

5 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% INTRODUÇÃO UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física A partir do caso particular das equações de Maxwell: e das relações fenomenológicas: onde: J é a densidade de corrente; é a condutividade elétrica e é a permeabilidade magnética. J é a densidade de corrente; é a condutividade elétrica e é a permeabilidade magnética.

6 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% INTRODUÇÃO UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física Obtém-se a impedância para um condutor cilíndrico de raio a e comprimento l : Em que: Y 0, Y 1 são funções de Bessel de primeira espécie; Y 0, Y 1 são funções de Bessel de primeira espécie; L. D. Landau, E. M. Lifschitz, Eletrodynamics of Continous Media (1960)

7 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% INTRODUÇÃO UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física O comprimento de penetração do efeito pele (skin effect) é dado por: A impedância de materiais magnéticos é fortemente dependente da permeabilidade magnética do material que por sua vez, pode depender da temperatura, frequência e campo magnético externo (magnetoimpedância)

8 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% INTRODUÇÃO UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física Dependência da impedância em relação a frequência:

9 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% TÉCNICA EXPERIMENTAL As medidas de impedância são realizadas com a técnica de quatro pontos. UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física

10 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% TÉCNICA EXPERIMENTAL Um gerador de funções faz com que a corrente atravesse o material e a resposta (d.d.p.) é lida por um lock-in conectado a um computador, via GPIB, que armazena as informações. UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física

11 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% TÉCNICA EXPERIMENTAL A amostra é colocada no criostato tipo displex. UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física A temperatura pode variar entre 10 e 300K; O campo magnético externo entre 0 e 500Oe; A frequência da corrente de excitação entre 0 e 2MHz.

12 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% SISTEMA RE-ENTRANTE AuFe UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física (B.R. Coles et al., Phyl. Mag, 1978)

13 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% SISTEMA RE-ENTRANTE AuFe UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física

14 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% RESULTADOS UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física

15 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% RESULTADOS UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física

16 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% RESULTADOS UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física

17 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% RESULTADOS UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física

18 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% RESULTADOS UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física

19 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% RESULTADOS UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física

20 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% RESULTADOS UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física

21 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% RESULTADOS UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física

22 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% RESULTADOS UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física

23 Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% BIBLIOGRAFIA Fraga, G. L. F, Borba, L. A., Pureur P., Impedance and initial magnetic permeability of the Heusler compounds Pd2MnSn and Pd2MnSb near the Curie temperature, Physical Review B, 74,, (2006) Fraga, G. L. F, Borba, L. A., Pureur P., Impedance and initial magnetic permeability of the Heusler compounds Pd2MnSn and Pd2MnSb near the Curie temperature, Physical Review B, 74,, (2006) UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física – Pós-Graduação em Física


Carregar ppt "Impedância no Sistema Magnético Re-entrante AuFe 18 at% Reginaldo Barco Orientador: Paulo Pureur Neto Co-orientador: Gilberto L. F. Fraga Universidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google