A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ORÇAMENTOS Como evitar Erros graves no Planejamento Financeiro HOW

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ORÇAMENTOS Como evitar Erros graves no Planejamento Financeiro HOW"— Transcrição da apresentação:

1 ORÇAMENTOS Como evitar Erros graves no Planejamento Financeiro HOW
RESULTADO É TUDO Um serviço da consultoria empresarial KHD Preparatório CET Custo Efetivo Total Planejamento Financeiro Orçamento completo ORÇAMENTOS Como evitar Erros graves no Planejamento Financeiro Alguns depoimentos FERRAMENTAS RELACIONADAS O consultor HOW Publicações Entrevistas KNOW IMPORTED Kay H. Dahlmann A navegação dentro destes slides funciona como dentro de um site. Dependendo do seu monitor a apresentação pode perder a sua formação original.

2 Caso você quer entrar em contato comigo: consultoriakhd@gmail.com
2 CONSULTORIA KHD EDITORA TOOL Preparatório O conteúdo deste material foi elaborado na prática da consultoria empresarial KHD no exterior (em 45 países / Europa, USA e África do Sul) com Empresários e Executivos dos setores comércio, serviços e indústria. A adaptação brasileira aconteceu com clientes nacionais. Tudo que você vai ler e aprender é completamente baseado na prática destes profissionais. A editora gerencial TOOL (em português FERRAMENTA) oferece gratuitamente (por tempo indeterminado) as ferramentas da consultoria. Uma empresa sem Gestão Financeira é como um barco sem leme em alto mar! Caso você quer saber mais sobre o nosso trabalho entre no nosso site: Caso você quer entrar em contato comigo: Orientação dentro do Slide Show: Esquina esquerda acima. Siga os números de slide.

3 A seguir você conhecerá um caso autêntico.
3 Preparatório O orçamento é uma previsão financeira. O planejamento completo inclui o faturamento, gastos fixos e gastos variáveis e o resultado. Quando você quer, por exemplo, montar um novo empreendimento e quer saber a partir de quando poderia ter um lucro o orçamento é a ferramenta certa para prever isso. Uma variação é a simulação que permite criar vários cenários diferentes, progressivos ou conservativos. Baseado nisso será possível elaborar a estratégia certa e segurar o seu investimento. Caso o novo empreendimento necessita um empréstimo os nossos clientes neste setor querem saber quanto eles precisam faturar para poder devolver o empréstimo e pagar os juros. Este serviço revela também quantos juros a empresa verdadeiramente vai pagar. No fim da conta você saberá qual será o seu CET (Custo Efetivo Total) que inclui prazos, parcelas, juros, impostos, taxas etc. A seguir você conhecerá um caso autêntico. Uma empresa sem Gestão Financeira é como um barco sem leme em alto mar!

4 Neste caso o empréstimo é de
4 TOTAL Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev 1 2 3 4 5 6 7 Investimentos planejados 20.000 Próprio capital Emprestimos planejados (por mes) Devolução por mês 833 Crédito residual 19.167 18.333 17.500 16.667 15.833 15.000 14.167 Juros 5.400 400 383 367 350 333 317 300 283 CET 25.400 1.217 1.200 1.183 1.167 1.150 1.133 1.117 Investimentos, Compras etc. planejados Investimento mês 1 Investimento mês 2 Investimento mês 3 Investimento mês 4 Investimento mês 5 Investimento mês 6 Investimento mês 7 Investimento mês 8 Investimento mês 9 Emprestimos planejados (acumulados) Devolução Meses 24 Por mês e emprestimo 833,33 0,00 Prazo até Devolução/Aumento Juros! (meses) 2 meses Devolução do mês 0 Devolução do mês 1 Devolução do mês 2 Devolução do mês 3 Devolução do mês 4 Devolução do mês 5 Devolução do mês 6 Devolução do mês 7 Devolução do mês 8 Devolução do mês 9 Devolução total por mês 20.000,00 19.166,67 18.333,33 17.500,00 16.666,67 15.833,33 15.000,00 14.166,67 Por mês % 2,00% Por mês 400,00 383,33 366,67 350,00 333,33 316,67 300,00 283,33 Total % 27,00% Taxas etc. Neste caso o empréstimo é de R$ O banco ofereceu por 2% mensais durante um prazo de 24 meses. A tabela mostra somente 9 meses por falta de espaço no slide. O banco garantiu que qualquer tipo de taxa está incluído nestes 2% mensais e que o nosso cliente pode esperar 2 meses antes começar devolver o empréstimo. O que interesse em primeiro lugar é o juro total que se torna em 27% com o prazo de 24 meses. O empréstimo de R$ custa o nosso cliente R$ O que interesse em segundo lugar é o CET (Custo Efetivo Total) por mês. CET Custo Efetivo Total

5 Planejamento Financeiro
5 Agora definimos as vendas (faturamento) planejadas, os custos fixos e variáveis para conhecer os movimentos financeiros desligados do empréstimo. Depois vamos juntar o planejamento do empréstimo, ou seja, da devolução do mesmo com os planejados movimentos financeiros. Veja no próximo slide. Capital 11.180 694 588 665 Entrada 100,00 37.000 33.000 Saída 98,64 23,92 36.306 33.106 32.923 Resultado 1 1,36 76,08 -106 77 Plano da entrada Div 1 Div 2 Jun Jul Ago % 1 Vendas 97,57 17.000 2 0,00 3 4 Emprestimo bancário 20.000 2,43 Soma Entrada Adiantamento da Folha de Pagamento Água Aluguel 26.000 3,16 13,41 3,21 1.000 CDL 1.300 0,16 0,67 50 5 DAS 12.740 1,55 6,57 1,57 490 6 Contabilidade 9.360 1,14 4,83 1,15 360 7 Darf 8 Diversos 9 Energia 5.720 0,70 2,95 0,71 220 10 FGTS 2.652 0,32 1,37 0,33 102 11 Folha de pagamento 35.464 4,31 18,29 4,37 1.364 12 GPS 2.860 0,35 1,47 110 13 Manutenção Geral regular 5.200 0,63 2,68 0,64 200 14 Manutenção regular de Computadores 15 Outros 16 Imposto ESTADUAL 17 Participação de Sindicato 936 0,11 0,48 0,12 36 18 Plano Celular 3.900 0,47 2,01 150 19 Pró-Labore 20 21 Provedor Internet 910 35 22 Seguro 23 Telefone (Linha) 1.820 0,22 0,94 70 24 Veículos Impostos 25 Veículos Manutenção regular 26 Veículos Seguros 27 Vigilância 702 0,09 0,36 28 Software 2.600 1,34 100 29 13° salário 2.364 0,29 1,22 30 Férias 2.000 0,24 1,03 0,25 31 Serviços terceirizados 32 CET (do Emprestimo bancário) 25.400 3,09 13,10 3,13 400 1.217 Soma Saida fixa 6.714 7.531 Celular (impulsos) Comissão Cobrança 0,21 Comissão de Vendedores 5% 13.750 1,67 2,23 1,70 850 1.650 Correio Custos Financeiros Devolução de Empréstimo de terceiros Frete de venda (incluso carregador) 58.500 7,12 9,48 7,21 2.250 Fornecedores 64,22 85,57 65,11 24.150 20.150 Frete de compras Investimentos Manutenção Geral irregular 4.150 0,50 0,51 Manutenção irregular de Computadores Material de consumo Material de escritório 390 0,05 0,06 Material de Marketing Patrocínios Propaganda FM Serviço alvo prestado Site Telefone / impulsos Transporte Veículos Manutenção irregular Viagens (Transporte/Hotel/Alimentação) Veículos Gasolina Compra de equipamentos Recisão Gratificação Preparacao do predio 5.000 0,61 0,81 0,62 TOTAL SAIDA Faturamento Planejamento Financeiro Custos fixos Custos variáveis Resultado

6 Faturamento Orçamento completo Custos fixos
6 Capital 11.180 694 588 665 Entrada 100,00 37.000 33.000 Saída 98,64 23,92 36.306 33.106 32.923 Resultado 1 1,36 76,08 -106 77 Plano da entrada Div 1 Div 2 Jun Jul Ago % 1 Vendas 97,57 17.000 2 0,00 3 4 Emprestimo bancário 20.000 2,43 Soma Entrada Adiantamento da Folha de Pagamento Água Aluguel 26.000 3,16 13,41 3,21 1.000 CDL 1.300 0,16 0,67 50 5 DAS 12.740 1,55 6,57 1,57 490 6 Contabilidade 9.360 1,14 4,83 1,15 360 7 Darf 8 Diversos 9 Energia 5.720 0,70 2,95 0,71 220 10 FGTS 2.652 0,32 1,37 0,33 102 11 Folha de pagamento 35.464 4,31 18,29 4,37 1.364 12 GPS 2.860 0,35 1,47 110 13 Manutenção Geral regular 5.200 0,63 2,68 0,64 200 14 Manutenção regular de Computadores 15 Outros 16 Imposto ESTADUAL 17 Participação de Sindicato 936 0,11 0,48 0,12 36 18 Plano Celular 3.900 0,47 2,01 150 19 Pró-Labore 20 21 Provedor Internet 910 35 22 Seguro 23 Telefone (Linha) 1.820 0,22 0,94 70 24 Veículos Impostos 25 Veículos Manutenção regular 26 Veículos Seguros 27 Vigilância 702 0,09 0,36 28 Software 2.600 1,34 100 29 13° salário 2.364 0,29 1,22 30 Férias 2.000 0,24 1,03 0,25 31 Serviços terceirizados 32 CET (do Emprestimo bancário) 25.400 3,09 13,10 3,13 400 1.217 Soma Saida fixa 6.714 7.531 Celular (impulsos) Comissão Cobrança 0,21 Comissão de Vendedores 5% 13.750 1,67 2,23 1,70 850 1.650 Correio Custos Financeiros Devolução de Empréstimo de terceiros Frete de venda (incluso carregador) 58.500 7,12 9,48 7,21 2.250 Fornecedores 64,22 85,57 65,11 24.150 20.150 Frete de compras Investimentos Manutenção Geral irregular 4.150 0,50 0,51 Manutenção irregular de Computadores Material de consumo Material de escritório 390 0,05 0,06 Material de Marketing Patrocínios Propaganda FM Serviço alvo prestado Site Telefone / impulsos Transporte Veículos Manutenção irregular Viagens (Transporte/Hotel/Alimentação) Veículos Gasolina Compra de equipamentos Recisão Gratificação Preparacao do predio 5.000 0,61 0,81 0,62 TOTAL SAIDA Faturamento Orçamento completo Esta tabela é feita para o prazo combinado de 24 meses, mas somente mostra três por falta de espaço no slide. Agora temos no lado da entrada as vendas planejadas por mês e o empréstimo de R$ Conhecemos no lado da saída os custos fixos e variáveis por mês, o CET, fazendo parte do custo fixo e assim o resultado. A simulação permite uma previsão mensal para saber quanto precisa ser vendido para não fechar o mês com prejuízo. Custos fixos Custos variáveis CET Resultado

7 7 Neste caso autêntico o nosso cliente aceitou o empréstimo do banco porque descobriu através do nosso serviço que ele vai ser capaz de poder devolver e fechar o mês sem prejuízo. Orçamento completo

8 “Para quem gosta de organização não tem um sistema melhor!”
8 “Para quem gosta de organização não tem um sistema melhor!” Gilmar Brito da Silva Gerente Geral Bradesco Valença BA “Este trabalho é excelente e superou muito a minha expectativa! ” André Luis Proprietário Lojas Santo André Ituberá BA Táperoá BA Camamú BA Uruçuca BA Alguns depoimentos

9 “Gosto muito deste trabalho!” Eliseu Passos Proprietário
9 “Gosto muito deste trabalho!” Eliseu Passos Proprietário Sunset Comércio de Confecções Valença BA Santo Antônio BA "Um excelente trabalho! ... ... diminuímos os RH em 64% e vendemos mais. Um problema se tornou solução!” Hermes Lacerda Proprietário Casa Lacerda Valença BA Revenda BRASILGÁS Alguns depoimentos

10 “Consegui o que queria e economizei dinheiro!” Mario Mancini
10 “Consegui o que queria e economizei dinheiro!” Mario Mancini Antigo Sócio Pousada Chez Max Morro de São Paulo BA “A estruturação da empresa, o plano de negócio, o orçamento eram os serviços quais fechei com a KHD. O próximo passo vai ser o controle financeiro. Este serviço é completo! Recomendo esta consultoria também por causa da boa relação entre preço e benefício.” Hugh Duncan Wilson Proprietário KIT QUIOSQUE Taquary-Valença BA Alguns depoimentos

11 “O melhor trabalho que já vi!“ Friedrich A.P. Einberger Investidor
11 “O melhor trabalho que já vi!“ Friedrich A.P. Einberger Investidor Investimento Tinharé Morro de São Paulo BA Investimento Boa Vista Investimento Santo Antônio Salvador BA Alguns depoimentos

12 Outsourcing / Terceirização
12 Análises Financeiras Inventário Orçamentos Outsourcing / Terceirização Controle de Custos Qualidade QM I TQM I ISO Alteração de Sistemas Salariais Recuperação de Tempo Perdido Administração de Custos indiretos Facility Management Gestão de Finanças Pessoais Financiamentos Formação de Preços FERRAMENTAS RELACIONADAS

13 Experiência Profissional
13 Experiência Profissional Sou alemão de nascimento, trabalhei como Analista, Consultor, Assessor e Treinador Empresarial; Diretor de Operações; Vice Presidente (VP) Business Development, VP Treinamento Executivo e VP RH numa das 10 maiores consultorias mundiais, fundei a minha própria Consultoria e trabalhei como Professor universitário / Membro da Banca Examinadora (Marketing Internacional e Vendas) na Europa. Hoje vivo no Brasil e além de ser consultor, sou empresário e sócio de outras empresas. Credibilidade 500 Análises, 250 Projetos e 600 Treinamentos realizados em 45 países na Europa, EUA, África e América Latina com 100 Empresas de 16 nações e pessoas de 70 nações em 33 tipos de departamentos dos setores Indústria, Comércio e Serviços. Foco na utilidade de recursos; Redução de Custos; Produtividade, Eficiência e Eficácia nas várias estruturas, processos e sistemas de trabalho; Aumenta de Vendas. Retorno de investimento (projetos) em média 3:1, casos de 10:1. A Consultoria KHD Desde 2001 situada no Brasil, realizando projetos, serviços terceirizados e treinamentos que ajudam meus clientes aumentar a lucratividade deles. Estes trabalhos estão formados como módulos em partes desenvolvidos com os próprios clientes para vários fins. Tudo o que o cliente da KHD recebe é aprovado por empresários, gerentes e funcionários da Região, do Brasil e do Exterior (veja as entrevistas e depoimentos internacionais e nacionais no site: O consultor Minhas experiências profissionais são estruturadas em mais ou menos 300 Módulos & 15 Métodos. Aqueles você pode baixar na Editora TOOL (www.khd.com.br).

14 14 Foi criado, educado e formado na época quando a qualidade total QT, a sua Gestão TQM (Total Quality Management) e o DIN ISO foram inventadas, ‘Zero Erro’ e tudo mais e nunca acreditou totalmente em tudo isso. Acredito no ser humano com suas forças e fraquezas. Sei que nada perfeito existe na verdade. Mas sei também que sem o desejo de chegar mais perto possível do aperfeiçoamento não temos progresso. Sem progresso conseguimos nada melhor. As finanças signifiquem o sangue da sua empresa e garantem a circulação de tudo. Do meu ponto de vista finanças, ou melhor, o controle delas é o primeiro assunto de qualquer empreendimento. O consultor

15 Kay Dahlmann É consultor empresarial e proprietário da D&P,
15 Administração dos Custos Indiretos Descrição (Editora SUMA ECONOMICA) Método, sugestões e idéias para administrar, reduzir ou ter mais retorno com a gestão dos custos indiretos. MÉTODO ALEMÃO. Com este filme, a sua empresa terá os seguintes benefícios: ›› Custos indiretos reduzidos ›› Despesas rapidamente controladas ›› Oportunidades para redução de custos de energia ›› Gerenciamento de custos de propaganda ›› Reduções nos custos de telecomunicações ›› Novos métodos para controlar e reduzir custos de transporte e logística ›› Expressivas reduções nos custos dos serviços de informática Acompanha Manual para revisão e fixação da matéria estudada. Nas Vendas desde 2002 Kay Dahlmann É consultor empresarial e proprietário da D&P, consultoria alemã. Entre os seus principais clientes na Europa e nos EUA estão: Bayer AG, Basf AG, American Express, Motorola, Siemens AG, Shell International, Visa International, Wella AG, entre inúmeras outras grandes empresas. Publicações

16 16 1. OS SETORES DE ATUAÇÃO DOS CUSTOS ›› Os setores indiretos ›› Os setores-margens ›› Os setores que não fazem parte do processo-chave 2. OS TRÊS BLOCOS DOS CUSTOS ›› Fornecimento e mercado ›› Gastos administrativos ›› Custos técnicos 3. FORNECIMENTO E MERCADO ›› Management de custos de viagens ›› Transporte e Logística ›› Custos de expedição ›› Custos de propaganda e representação 4. A ADMINISTRAÇÃO ›› Telecomunicações ›› Material de escritório ›› Sistemas de impressão ›› Acessórios para computadores e serviços ›› Seguros da empresa 5. A TÉCNICA ›› Management de custos de energia ›› Ajuda e combustível ›› Uniforme e roupas de aluguel 6. OS 5 PASSOS PARA COMBATER O GASTO INÚTIL ›› Análise ›› Conceito ›› Apresentação ›› Resultado ›› implantação 7. APLICANDO O PROJETO ›› Vantagens do projeto ›› Como fazer o projeto ›› Documentação, contratos, checklists ›› Respondendo as perguntas mais típicas ›› Referências de sucesso ›› Exemplos práticos 8. ATIVIDADES EM VÁRIOS SETORES ›› Cash-and-Treasury Management ›› Facility Management ›› Sistema de saúde pública ›› Municípios ›› Custos de viagens 9. MODELO: CUSTOS DE VIAGENS ›› Aspectos delicados ›› Causas transparentes e invisíveis ›› Passos para a redução 10. MODELO: FACILITY MANAGEMENT ›› Gastos técnicos ›› Gastos infra-estruturais ›› Gastos administrativos 11. MODELO: MUNICÍPIOS ›› A falta de verba ›› A necessidade de economizar ›› Passos para a redução 12. MODELO: SISTEMA DE SAÚDE PÚBLICA ›› Gastos hospitalares ›› Limpeza, energia, comunicações, lixo ›› Passos para a redução Publicações

17 “Um problema se tornou solução”
17 “Um problema se tornou solução” PBR: Qual foi a motivação da revendedora BRASILGAS de fechar este serviço? HL: O consumidor acha que uma revendedora de gás deve movimentar muito dinheiro. Estes tempos acabaram. Uma parte da concorrência faz dumping porque não sabe vender e ganhar clientes na forma certa. Isso está irritando o mercado. Temos funcionários todos legalizados, mas estes concorrentes não. Hoje em dia, a revenda de gás para quem trabalha honestamente não é mais um bom negócio. Quando a venda de um vendedor não pagou mais os custos dele chamei a KHD e fechei o serviço. PBR: Qual é o impacto deste serviço para sua empresa? HL: Resumindo, ‘resultado é tudo’! Quer dizer, hoje temos um resultado financeiro muito melhor mesmo se vendemos menos. Reorganizamos as vendas e diminuímos os recursos humanos em 64% e vendemos mais. Isso economizou uma grande parte do custo fixo. PBR: O que você recomenda para alguém que quer fechar este serviço pela primeira vez? HL: Este trabalho é perfeitamente elaborado. Quem fecha este serviço pela primeira vez deveria implantá-lo em etapas e corrigir cada elemento financeiro passo a passo. Primeiro o resultado operacional, depois planejamento financeiro e finalmente as contas a receber, contas a pagar, devedores etc. Não existe a possibilidade de fazer tudo de uma vez. È comparável com informática, por exemplo, se você vai informatizar sua empresa pela primeira vez você não faz tudo num passo. Entrevista com Hermes Lacerda do 17/12/08 Ele é proprietário da Revendedora BRASILGAS e Sócio da CASA LACERDA Material de Construção em Valença. Ele tem 53 anos, é casado e tem dois filhos. Ele é cliente da KHD desde 2007. Entrevistas A PERFORMANCE BUSINESS REVIEW (PBR) é uma revista exclusivamente para os clientes da KHD informando sobre vários assuntos econômicos.

18 “Precisei transparência no Grupo”
18 A PERFORMANCE BUSINESS REVIEW (PBR) é uma revista exclusivamente para os clientes da KHD informando sobre vários assuntos econômicos. “Precisei transparência no Grupo” PBR: Qual foi a motivação de fechar este serviço? AL: Na verdade não tive uma motivação específica, já negociei com uma consultoria de Salvador, mas ela estava cara demais. Além disso, não senti a confiança para falar sobre finanças. Quando conheci Kay (consultor da KHD) senti esta confiança. Na realidade estava incomodado com a falta de organização na área financeira que sem ninguém para ajudar persistia. No início chamei de ‘gasto’ o que paguei pelo serviço, hoje chamo isso ‘investimento’ e recibo o retorno. PBR: Qual é o impacto deste serviço para sua empresa? AL: Aproveito o fato de ter um relatório mensal bem detalhado que me permite analisar os custos na companhia do consultor. O serviço oferece muito mais do que estamos utilizando, mas não tive tempo até agora para aproveitar de tudo. Para 2009 vamos elaborar um planejamento financeiro e vamos tratar todas as empresas do grupo separadamente para ter uma gestão transparente. Isso vai nos equipar para controlar, ou seja, gerenciar as nossas finanças. PBR: O que você recomenda para alguém que quer fechar este serviço pela primeira vez? AL: Um novo cliente sempre terá dúvidas por isso, recomendo falar com o consultor para conhecê-lo melhor. Mas uma ajuda poderia ser conversar com outro cliente sobre o bom impacto deste serviço. Eu, por exemplo, estarei sempre disponível por isso. Entrevista com André Luis Ferreira Nunes do 24/11/08 André é proprietário do Grupo Lojas Santo André (Comércio de moveis e eletrodomésticos) com lojas em Ituberá, Taperoá, Camamú e Uruçuca. André tem 46 anos, é casado e tem três filhos. Ele é cliente da KHD desde 2007. Entrevistas

19 CET Custo Efetivo Total
ORÇAMENTOS 19 / 19 CONSULTORIA KHD EDITORA TOOL Preparatório CET Custo Efetivo Total Planejamento Financeiro Orçamento completo SEJA BEM VINDO NO SITE A editora Tool tem um próprio espaço no site da consultoria KHD. Você pode baixar sua ferramenta gratuitamente por tempo indeterminado. Alguns depoimentos FERRAMENTAS RELACIONADAS O consultor Publicações Entrevistas


Carregar ppt "ORÇAMENTOS Como evitar Erros graves no Planejamento Financeiro HOW"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google