A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Nasser Hussein Mahfouz Ultra-som Doppler colorido na avaliação da junção parvo-poplítea Universidade Federal de São Paulo Escola Paulista de Medicina São.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Nasser Hussein Mahfouz Ultra-som Doppler colorido na avaliação da junção parvo-poplítea Universidade Federal de São Paulo Escola Paulista de Medicina São."— Transcrição da apresentação:

1 Nasser Hussein Mahfouz Ultra-som Doppler colorido na avaliação da junção parvo-poplítea Universidade Federal de São Paulo Escola Paulista de Medicina São Paulo 2004 Projeto de pesquisa apresentado à Universidade Federal de São Paulo Escola Paulista de Medicina para obtenção do título de Mestre em Ciências.

2 Razões e Objetivo para a Pesquisa 1.1Contexto Laboratório Vascular Laboratório Vascular 1978 – Evolução do ultra-som Doppler 1978 – Evolução do ultra-som Doppler 1975, Burihan , Burihan 1 Fáscia muscular – 10 a 20 cm acima da linha intermaleolar 62,05% Fáscia muscular – 10 a 20 cm acima da linha intermaleolar 62,05% Terminação em veia profunda principal 27,5% Terminação em veia profunda principal 27,5% 1 1 Burihan E. Estudo anatômico da veia safena parva. A) Seu comportamento com relação à fáscia da perna. B) Relação da veia com os ramos do nervo isquiático, na fossa poplítea. Rev Ass Med 1975; 21 (1): 25-7.

3 Razões e Objetivo para a Pesquisa Koyano e Sakagushi 1 Doppler contínuo Classificação de refluxo Ultra-som Doppler colorido 2 Desembocadura em veia poplítea 60% Refluxo 20% 1 Koyano K, Sakaguchi S. Seletive stripping operation based on Doppler ultrasonic findings for primary varicose veins of the lower extremities. Surgery 1988; 103: Morais Filho D, El Hosni Jr RA, Diniz JAM et al. Uso do dúplex ultra som no planejamento de tratamento cirúrgico de varizes dos membros inferiores. Cir Vasc. Ang 1999; 16:43-9.

4 Razões e Objetivo para a Pesquisa 2004 – Engelhorn – Engelhorn 1 Junção safeno-poplítea 54,6% Junção safeno-poplítea 54,6% Refluxo – 20% Refluxo – 20% Junção safeno-poplítea% Prega poplítea54,6 Até 4 cm acima da prega poplítea12,85 De 4 a 10 cm acima da prega poplítea28,03 Acima de 10 cm da prega poplítea3,32 Comunica-se com a veia safena interna 1,13 Abaixo da prega poplítea0,07 Total100% 1 Engelhorn CA, Engelhorn AL, Cassou MF, Zanoni CC, Gosalan CJ, Ribas E. Classificação anatomofuncional da insuficiência das veias safenas baseadas no eco-Doppler colorido, dirigida para o planejamento da cirurgia de varizes. J Vasc Br 2004;3(1):13-9.

5 Razões e Objetivo para a Pesquisa Diâmetro médio da desembocadura 1 Diâmetro médio da desembocadura 1 4mm 4mm Varizes primárias Varizes primárias 35,5 % da população 35,5 % da população Safena parva 10% estimado pela ultra- sonografia com doppler Safena parva 10% estimado pela ultra- sonografia com doppler 1 1 Gillet JL, Perrin M, Hiltbrand B, Bayon Jm, Gobin JP, Calvignoc JL, Crossète C. Apport de l´écho-doppler pré et postopératoire dans la chirurgie veineuse superficialle de la fosse poplité. J Mal Vasc 1997; 22: Labropoulos N, Touloupakis G, Giannoukas AD, Leon M, Katsamouris A, Nicolaides NA. Recurrent varicose veins: investigation of the pattern and extent of reflux with color flow duplex scanning. Surgery 1996;119:

6 Razões e Objetivo para a Pesquisa Recidiva de varizes 1 Recidiva de varizes 1 Perfurante de coxa – 35% Perfurante de coxa – 35% Sistema safeno – 15% Sistema safeno – 15% Insuficiência da junção safeno femoral e safeno poplíteo – 48% Insuficiência da junção safeno femoral e safeno poplíteo – 48% Ultra-som Doppler colorido Ultra-som Doppler colorido Não-invasivo Não-invasivo Baixo custo Baixo custo Alta sensibilidade Alta sensibilidade Especificidade Especificidade 1 Labropoulos N, Touloupakis G, Giannoukas AD, Leon M, Katsamouris A, Nicolaides NA. Recurrent varicose veins: investigationigation of the pattern and extent of reflux with color flow duplex scanning. Surgery 1996;119:

7 Razões e Objetivo para a Pesquisa 1.2 Hipótese Estima-se que exista uma freqüência de 60% de terminação da veia safena parva ao nível da interlinha do joelho. Estima-se que exista uma freqüência de 60% de terminação da veia safena parva ao nível da interlinha do joelho. 1.3 Objetivo Avaliação da junção parvo-poplítea por meio de ultra-som Doppler colorido. Avaliação da junção parvo-poplítea por meio de ultra-som Doppler colorido.

8 Plano de Trabalho e Métodos 2.1 Tipo de Estudo Estudo transversal 2.2 Local do Estudo Hospital Geral Universitário – Universidade Cuiabá

9 Plano de Trabalho e Métodos 2.3 Amostra Critérios de inclusão Serão incluídos todos os pacientes em pré- operatório para operação de varizes, os quais serão submetidos ao exame de ultra-som Doppler colorido Critérios de exclusão Menores de 18 anos, portadores de arteriopatias dos membros, gestantes, tromboflebites prévias, insuficiência do sistema venoso profundo, submetidos à operação de varizes e portadores de doenças (adquiridas ou congênitas) que alterem anatomia dos membros.

10 Plano de Trabalho e Métodos Amostragem Os participantes serão abordados no ambulatório de cirurgia vascular do Hospital Geral Universitário – Universidade Cuiabá pelos alunos do 5º e 6º ano em iniciação científica. Classificação clínica – CEAP Inclusão dos participantes classificados com CEAP 1 a CEAP Consentimento livre e esclarecido Declaração de Helsinque Resolução 196/96 - C.N.S

11 Plano de Trabalho e Métodos 2.4 Procedimentos Não se aplica. 2.5 Variáveis estudadas Primária: Nível de desembocadura da junção parvo-poplítea Secundárias: Padrão de refluxo da veia safena parva Diâmetro da junção da safena parva

12 Plano de Trabalho e Métodos Acurácia da ultra-sonografia Doppler colorido Acurácia da ultra-sonografia Doppler colorido Equipamento a ser utilizado: Equipamento a ser utilizado: Aparelho GE – Modelo Vivid 3 Aparelho GE – Modelo Vivid 3

13 Plano de Trabalho e Métodos Estudo anatômico e hemodinâmico Estudo anatômico e hemodinâmico Critérios de Sarquis(1996) Critérios de Sarquis(1996) Pacientes examinados em decúbito dorsal e em pé. Pacientes examinados em decúbito dorsal e em pé. Perviedade Perviedade Pérvia Pérvia Subocluída Subocluída Oclusão total Oclusão total Refluxo venoso Refluxo venoso Fluxo reverso Fluxo reverso Refluxo – Critério de Van Bemmelen Refluxo – Critério de Van Bemmelen Refluxo 30 cm/s – Ângulo 60º Refluxo 30 cm/s – Ângulo 60º Duração > 0,5 segundos Duração > 0,5 segundos

14 Plano de Trabalho e Métodos 2.6 Método Estatístico Cálculo do tamanho da amostra Estimado 50 pacientes, totalizando 100 membros inferiores. Estimado 50 pacientes, totalizando 100 membros inferiores. Análise Estatística Teste comparativo Teste comparativo Avaliação dos resultados através do teste do qui quadrado Avaliação dos resultados através do teste do qui quadrado Nível da desembocadura da junção parvo-poplítea Nível da desembocadura da junção parvo-poplítea Erro tipo alfa de 5% -avaliação bicaudal Erro tipo alfa de 5% -avaliação bicaudal Intervalo de confiança de 95% Intervalo de confiança de 95%


Carregar ppt "Nasser Hussein Mahfouz Ultra-som Doppler colorido na avaliação da junção parvo-poplítea Universidade Federal de São Paulo Escola Paulista de Medicina São."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google