A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROCEDIMENTO ORDINÁRIO, PETIÇÃO INICIAL E PEDIDOS Gilmar Vieira Processo Civil II 2 aulas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROCEDIMENTO ORDINÁRIO, PETIÇÃO INICIAL E PEDIDOS Gilmar Vieira Processo Civil II 2 aulas."— Transcrição da apresentação:

1 PROCEDIMENTO ORDINÁRIO, PETIÇÃO INICIAL E PEDIDOS Gilmar Vieira Processo Civil II 2 aulas

2 Procedimento Ordinário Rito Ordinário: É tratado de modo completo e exaustivo, sendo aplicado de modo residual para os demais procedimentos Tanto no sumário quanto no especial, quando suas disposições forem omissas, aplicam-se os atos previstos ao rito ordinário (aplicação subsidiária – Art. 272, p. único, CPC) Previsão legal: art. 282 e seguintes do CPC Divide-se em: Fase postulatória Fase ordinatória Fase instrutória Fase decisória 2

3 Procedimento Ordinário Fase Postulatória: Abrange: o ajuizamento da ação a citação do réu a apresentação das defesas Fase Ordinatória: Abrange: as providências preliminares Revelia, declaração incidental, réplica, extinção do processo o julgamento antecipado da lide o saneamento do processo 3

4 Procedimento Ordinário Fase Instrutória: Abrange: Produção das demais provas, com exceção da documental, que já foi produzida, ou, pelo menos, deveria ter sido. Fase Decisória: Abrange: Prolação da sentença 4

5 Petição Inicial Art. 2 o, CPC: Nenhum juiz prestará a tutela jurisdicional senão quando a parte ou o interessado a requerer, nos casos e forma legais Art. 262, CPC: O processo civil começa por iniciativa da parte, mas se desenvolve por impulso oficial. ATENÇÃO: Raros são os casos em que a jurisdição poderá agir de ofício, por exemplo, o inventário (art. 989, CPC) 5

6 Petição Inicial Previsão legal: Art. 282, CPC Conceito É o ato que dá início ao processo. A petição inicial é a peça por meio da qual se faz a propositura da ação (MVRG) O veículo de manifestação formal da demanda é a petição inicial, que revela ao juiz a lide e contém o pedido de providência jurisdicional, frente ao réu, que o autor julga necessária para compor o litígio (HTJ) 6

7 Petição Inicial Requisitos da petição inicial: Intrínsecos Atenção! A petição inicial tem forma solene! a) Juiz ou Tribunal a que é dirigida É o endereçamento da petição para o juízo competente Devemos nos lembrar que se indica o órgão e não a pessoa do juiz Ex: EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA _____ VARA CÍVEL DA COMARCA DE LORENA – SP 7

8 Petição Inicial Requisitos da petição inicial: b) Nomes e qualificações É a identificação das partes, com o objetivo de individualizá-las Nome e Prenome Estado civil Profissão Domicílio ou Residência Ex: Fulano de tal, nacionalidade, estado civil, profissão, portador do RG sob o nº. ____ e inscrito no CPF/MF sob o nº. ____, residente e domiciliado na Rua: ____, nº. ____, Bairro: ____, Cidade, Estado 8

9 Petição Inicial Requisitos da petição inicial: b) Nomes e qualificações Dicas importantes! É importante saber o estado civil do autor e do réu; Igualmente importante é saber a profissão; RG, CPF no caso de PF e CNPJ no caso de PJ. 9

10 Petição Inicial Requisitos da petição inicial: c) Fatos e fundamentos jurídicos do pedido Formam a causa de pedir remota e próxima Causa remota: Os fatos Causa próxima: Os fundamentos jurídicos do pedido Ex. Em uma ação de despejo, o contrato de aluguel é a causa remota e o não pagamento do aluguel na forma ajustada é a causa próxima. Teoria da substanciação Predominância sobre os fatos sendo relativizada a apresentação dos fundamentos jurídicos 10

11 Petição Inicial Requisitos da petição inicial: d) Pedido e suas especificações Trata-se do objeto da ação, o bem da vida, o que se objetiva Divide-se em mediato e imediato Imediato: O tipo de tutela jurisdicional pleiteado, podendo ser meramente declaratório, o constitutivo e o condenatório Mediato: O bem da vida pretendido pelo autor. A utilidade pretendida pelo autor no plano do direito material Ex: O pagamento da prestação alimentícia; o não pagamento de um tributo; o cumprimento de um contrato de aluguel, etc... 11

12 Petição Inicial Requisitos da petição inicial: e) Valor da causa Toda causa tem um valor certo, ainda que sem conteúdo econômico imediato Os arts. 259 e 260 dão os critérios do valor da causa O art. 261 permite ao réu impugnar o valor f) Provas Provas documentais: juntadas via de regra na inicial; Outras formas: protestadas para serem produzidas em posterior audiência de instrução 12

13 Petição Inicial Requisitos da petição inicial: g) Requerimento de citação Art. 213 Já visto em aulas anteriores! Ex: A citação da REQUERIDA, no endereço indicado, para que querendo e podendo, conteste a presente peça exordial, sob pena de revelia e de confissão quanto à matéria de fato, de acordo com o art. 319 do CPC 13

14 Petição Inicial Requisitos extrínsecos a) Documentos indispensáveis – Art. 283: Ex: Em uma anulação de casamento, deve constar a respectiva certidão de casamento; Ex: Em uma ação ou rescisão de contrato, deve constar o próprio contrato. Juiz deverá ordenar a emenda da inicial; no descumprimento será indeferida. Documentos não indispensáveis podem ser juntados a qualquer momento – Art

15 Petição Inicial Requisitos extrínsecos b) Procuração outorgada ao advogado Art. 36 e 37, CPC Em se tratando de PJ é necessário a apresentação do Estatuto ou Contrato Social Pessoa com poderes para representação Entretanto, prevalece o entendimento de que a lei não exige que se prove desde logo a regularidade da representação da pessoa jurídica, devendo fazê-lo apenas se houver dúvida fundada sobre os poderes de quem firmou a procuração. Nesse sentido, RSTJ, 51/533 15

16 Petição Inicial Requisitos extrínsecos c) Guia de recolhimento das custas iniciais Deve-se juntar a guia de recolhimento das custas iniciais na petição inicial; Se não sanada a tempo, implicará em extinção do processo sem resolução do mérito Ressalvas: Se na petição constar requerimento de gratuidade de justiça Ou se a demanda for daquelas que não se recolhem custas (Ex. Habeas Corpus, Habeas Data, ACP, etc...) 16

17 O pedido 17

18 Pedido Previsão legal: Art. 286 e seguintes do CPC O que é o pedido? É a pretensão deduzida em juízo. É a providência, o pleito, a demanda propriamente dita. Também chamado de núcleo da petição inicial. Tem duas partes: o pedido imediato e o pedido mediato. Pedido imediato é o pedido de providência jurisdicional, é um pedido de decisão. É o pedido para que o juiz decida, julgue (condene, constitua, declare...). Pedido mediato é o bem da vida que se busca alcançar com o processo. É o resultado que se busca obter com o processo (o dinheiro, o bem, a coisa, o fazer, não fazer...). 18

19 Pedido O pedido tem três requisitos: 1) O pedido deve ser concludente. O pedido tem que resultar da causa de pedir, sob pena de inépcia da petição inicial. (Ter lógica!) Os dois próximos requisitos devem ser considerados em conjunto (embora o caput do art. 286 diga ou): 2) Deve ser certo: pedido certo é o pedido expresso. Deve constar expressamente na petição inicial. 3) Deve ser determinado: é aquele delimitado em relação ao quantum e ao que se pede (o que quer e quanto quer). Isto tem uma consequência prática importante, que é a interpretação do pedido. O pedido deve ser interpretado restritivamente (art. 293, CPC). Veremos ao final! 19

20 Pedido Exceções: Pedidos genéricos: Alguns casos a parte não tem condições de determinar o valor de seu direito O valor depende de apuração no curso do processo A parte então formula pedido certo, mas determinável Ex. Ações universais; Ato ou fato ilícito ou indeterminado; Quando depender de um ato a ser praticado pelo réu. 20

21 Pedido Tipos de pedidos: a) Cominatório: Art. 287, CPC Toda obrigação em que o réu tenha o dever de fazer ou não fazer alguma coisa ou entregar algum bem. Cominação de multa pecuniária Ex: Pintor/Quadro 21

22 Pedido Tipos de pedidos: b) Alternativo: Art. 288, CPC Quando pela natureza da ação o réu puder cumprir a obrigação por mais de um modo. O réu se exime da obrigação cumprindo-os de qualquer maneira. A escolha cabe ao réu (Salvo previsão contratual dispondo de modo diverso) Ex: Cavalo/Dentes 22

23 Pedido Tipos de pedidos: c) Sucessivo ou subsidiário: Art. 289, CPC O autor formula mais de um pedido em ordem sucessiva, para que o juiz conheça do posterior, se não puder conhecer do anterior. ATENÇÃO!: Não se confunde com o pedido alternativo. O sucessivo contém um pedido principal e outro subsidiário, em caráter de prejudicialidade.Caso Vossa Excelência não entenda. Ex: Apartamento/Parcelas pagas 23

24 Pedido Tipos de pedidos: d) Prestações periódicas: Art. 290, CPC As obrigações de uma pessoa para com a outra poderão se dar, por vezes, não apenas em uma parcela, mas em várias. Nesse caso, o juiz poderá conceder todas as parcelas, mesmo que se tenha pedido apenas a primeira (relações de trato sucessivo) Ex: Alimentos provisórios 24

25 Pedido Tipos de pedidos: e) Cumulados: Art. 292, CPC Determinadas situações da vida que ensejam a propositura de uma ação podem dar oportunidade ao autor de formular mais de um pedido, porque houve mais de uma consequência jurídica. Sucessivo: outro pedido na falta do principal Cumulado: os dois pedidos conjuntamente Ex: Aluguel com despejo – Dano moral/Material 25

26 Pedido Tipos de pedidos: e) Regras para cumulação : Que os pedidos sejam compatíveis entre si; Mesma relação de direito material Juízo competente para conhecer de todos os pedidos; Ex. Causa cível com causa de família não podem ser cumuladas Adoção do mesmo procedimento. Deverá ser o mesmo procedimento para ambos, ou seja, deve-se cumular ordinário com ordinário, sumário com sumário. Atenção! Será aceito procedimentos distintos se, para todos, se puder adotar o rito ordinário – art. 292, §2° do CPC 26

27 Pedido Interpretação do pedido: Art. 293 Os pedidos são interpretados restritivamente! Compreendem implicitamente: Juros legais, correção monetária, as custas processuais, os honorários de advogado, e as prestações vincendas (na obrigação de trato sucessivo). Súmula 453 STJ – Honorários de sucumbência: Se a decisão transitada em julgado for omissa não poderá ser cobrada em execução ou ação autônoma 27

28 Questões (OAB/MG – ) Assinale a alternativa correta a) A antecipação da tutela, poderá ser total ou parcial, concedida antes ou após a audiência da parte contrária e poderá ser deferida de ofício pelo juiz, quando a finalidade for impedir a ocorrência de um dano irreparável. b) O pedido será alternativo quando puder ser realizado de forma menos onerosa pelo réu. c) O pedido deverá ser certo, determinado e deverá ser interpretado restritivamente. Todavia, mesmo quando não requeridos pela parte autora, o juiz poderá condenar o vencido ao pagamento dos juros legais. d) É permitida, em um único processo, a cumulação de pedidos contra o mesmo réu, desde que sejam compatíveis entre si, seja competente para conhecê-los o mesmo juízo e entre eles haja, necessariamente, conexão. 28

29 Questões (OAB/MG – ) Assinale a alternativa correta a) A antecipação da tutela, poderá ser total ou parcial, concedida antes ou após a audiência da parte contrária e poderá ser deferida de ofício pelo juiz, quando a finalidade for impedir a ocorrência de um dano irreparável. b) O pedido será alternativo quando puder ser realizado de forma menos onerosa pelo réu. c) O pedido deverá ser certo, determinado e deverá ser interpretado restritivamente. Todavia, mesmo quando não requeridos pela parte autora, o juiz poderá condenar o vencido ao pagamento dos juros legais. d) É permitida, em um único processo, a cumulação de pedidos contra o mesmo réu, desde que sejam compatíveis entre si, seja competente para conhecê-los o mesmo juízo e entre eles haja, necessariamente, conexão. 29

30 Questões (Analista Judiciário – TRT 19° Região ) A respeito da petição inicial, é correto afirmar: a) Os pedidos são interpretados restritivamente, não se compreendendo, por isso, no principal, os juros legais, que devem ser expressamente requeridos. b) É lícito formular pedido genérico quando a determinação do valor da condenação depender de ato que deva ser praticado pelo réu. c) Indeferida a petição inicial, caberá recurso de agravo de instrumento, em razão da natureza da decisão. d) Quando a obrigação consistir em prestações periódicas, só serão consideradas incluídas no pedido as que se vencerem no curso do processo se houver declaração expressa do autor a respeito na petição inicial. e) Só é permitida a cumulação, num único processo, contra o mesmo réu, de vários pedidos, se entre eles houver conexão. 30

31 Questões (Analista Judiciário – TRT 19° Região ) A respeito da petição inicial, é correto afirmar: a) Os pedidos são interpretados restritivamente, não se compreendendo, por isso, no principal, os juros legais, que devem ser expressamente requeridos. b) É lícito formular pedido genérico quando a determinação do valor da condenação depender de ato que deva ser praticado pelo réu. c) Indeferida a petição inicial, caberá recurso de agravo de instrumento, em razão da natureza da decisão. d) Quando a obrigação consistir em prestações periódicas, só serão consideradas incluídas no pedido as que se vencerem no curso do processo se houver declaração expressa do autor a respeito na petição inicial. e) Só é permitida a cumulação, num único processo, contra o mesmo réu, de vários pedidos, se entre eles houver conexão. 31

32 FIM!


Carregar ppt "PROCEDIMENTO ORDINÁRIO, PETIÇÃO INICIAL E PEDIDOS Gilmar Vieira Processo Civil II 2 aulas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google