A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Argumento e formatação Mirtzi Lima Ribeiro João Pessoa – Paraíba – Nordeste – Brasil

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Argumento e formatação Mirtzi Lima Ribeiro João Pessoa – Paraíba – Nordeste – Brasil"— Transcrição da apresentação:

1

2 Argumento e formatação Mirtzi Lima Ribeiro João Pessoa – Paraíba – Nordeste – Brasil Cosmogênese Parte II

3 O pacote de informações que imagens, símbolos e arquétipos possuem, não são descritos em palavras, mas, por conterem elementos incrustados no inconsciente coletivo, ativam nosso subconsciente de modo a que despertemos em nível consciente, nos abrindo à educação da mente e da alma.

4 Neles estão contidos sínteses de todos os conceitos, atuando em níveis profundos de cada ser, mesmo inconscientemente. Daí a força dos elementos subliminares que alguns usam de modo escuso para condução e manipulação das massas adormecidas ou não despertas.

5 Em Cosmogênese Parte I foram ressaltados os dois princípios criadores do Universo: O Feminino e o Masculino além da simbologia subjacente a eles.

6 Ao compreendermos a natureza dos pares de opostos que se integram em unidade, observaremos que sua união gera um terceiro aspecto.

7 Interagir conscientemente com as mensagens contidas nos arquétipos dos pares de opostos nos capacitam a entender as simbologias trinas.

8 Arquétipos Observamos que Arquétipos são elementos inseparáveis à vida. Seus símbolos, sinais e representações pictográficas estão dispostos na natureza e na mente coletiva para que o ser humano possa entender, através deles, a vida e sua necessidade contínua de aprimoramento. Esses elementos também funcionam para nos religar ou re- conectar aos princípios universais.

9 Arquétipos A ativação desse elo de ligação, no plano consciente, nos aproxima do sentido de unicidade. Isso nos remete à descoberta da possibilidade de ter acesso aos planos superiores da existência, à ampliação de nossa consciência, à elevação do nosso cone de percepção.

10 Arquétipo – Conceitos Arquétipo é um símbolo de um Estado de Consciência Um símbolo é um concentrado de energia. Atua mesmo que seu significado não seja captado pelo eu consciente. Arquétipo : Núcleo de energia de síntese, criado pela mente universal para atuar como polarizador da manifestação de estruturas e padrões que conduzem a existência à meta última a ela reservada. Glossário Esotérico – Triguerinho – Ed. Pensamento Deepak Chopra – Edição da Revista Meditação – Ano 2001.

11 Arquétipo O grão de vida tem, através do cérebro, íntima correlação com os dez centros intelectivos, denominados A Árvore da Vida [das 10 Sephiroth] pela ciência arcana ou, em outras palavras, o arquétipo cabalístico que resume o saber contido em todos os sinais. Jorge Adoum (Mago Jefa) – A Magia do Verbo ou o Poder das Letras

12 Arquétipo Arquétipo é um modelo ou padrão inerente a toda a criação ou manifestação no plano concreto. Para o psiquiatra, escritor e estudioso do tema, Carl Gustav Jung, arquétipos são imagens psíquicas que pertencem ao inconsciente coletivo.

13 Arquétipos Feminino e Masculino Os arquétipos feminino e masculino, se interpenetram e se correspondem mutuamente, um funcionando como complemento do outro, sendo também um ímã ou um atrativo.

14 Anima e Animus Animicamente, há dois arquétipos relacionados ao gênero, chamados Anima e Animus. O Animus é o arquétipo masculino presente na mulher e o Anima, o arquétipo feminino presente no homem. Marcelo Guerra - Arquétipos Feminino e Masculino

15 Arquétipos Femininos Minerva e Diana O Princípio feminino e a força da Mulher Maria O Princípio sagrado e a força do Amor Sofia O Princípio divino e a força do Espírito

16 Arquétipos Masculinos Segundo Robert Bly, no livro Iron John ou João de Ferro – o homem precisa ter um rico intercâmbio com seus arquétipos internos e enumera 07 deles: O Rei O Amante O Guerreiro O Homem Natural O Prestidigitador (artista ou mágico, ligeiro de movimentos) O Cozinheiro O Homem do Sofrimento

17 Arquétipos Masculinos Os arquétipos masculinos delineados por Robert Bly O Rei Aquele que tem o dom de governar sabiamente e é admirado pelos súditos O Amante Aquele que sabe como encontrar e conquistar a mulher O Guerreiro Aquele que sabe lutar e usa bem os instrumentos para alcançar ideais O Homem Natural Aquele que é senhor de si mesmo. É o homem instintivo ou homem peludo, que está no âmago, que faz o que acha que pode fazer. O Prestidigitador (artista ou mágico, ligeiro de movimentos) Aquele que faz a corrente de energia fluir para direção certa O Cozinheiro Aquele que sabe quando deve passar de uma fase a outra etapa O Homem do Sofrimento Aquele que tem a capacidade de sofrer e se recuperar

18 Tais arquétipos precisam ser identificados conscientemente de modo a que possamos compreender nossa natureza humana, âmago ou essência, interagindo com o centro de nosso ser.

19 Essa compreensão nos trará libertação aos estados não saudáveis, aos eventuais desvios do padrão de comportamento, e, à cura de males emocionais e psicossomáticos. Essa cura nos fará mais aptos à vida e ao crescimento interior (em processo contínuo).

20 É somente quando conhecemos a nós mesmos, e ampliamos a consciência dia a dia, que podemos acessar o conhecimento mais aprofundado acerca da vida, do Universo e de Deus.

21 Estaremos, ainda, nos capacitando a transcender de maneira adequada quaisquer situações ou circunstâncias limitadoras, estados emocionais não saudáveis, solucionar adequada e equilibradamente os problemas, amadurecer e crescer espiritualmente, norteando a vida por princípios e sublimes valores nobres.

22 Vislumbremos alguns conceitos quanto à essência do ensinamento sobre a natureza trina.

23 Trindade Egípcia Os três aspectos do Logos : Três Pessoas da divindade representadas em várias religiões e filosofias Brahma, Vishnu e Shiva Trindade Veda Tríade Babilônica Sin, Xamaxe (Shamash), e Istar (Ishtar) Trindade Palmira: Deus-Lua, Deus-Sol e Senhor dos Céus Trindade Cristã: Deus-Pai, Deus-Filho e Espírito Santo

24 Os três aspectos do Logos : Pai – Filho e Espírito Santo Pai Espírito Santo Filho

25 Os três aspectos do Logos : O Logos Criador Glossário Esotérico – Triguerinho – Ed. Pensamento - 1° Aspecto – Pai: Vontade, propósito e vida - 2° Aspecto – Filho: Amor-sabedoria e consciência - 3° Aspecto – Mãe: Inteligência ativa e forma

26 - 1° Aspecto – Pai: vontade, propósito e vida – campo da energia ono-zone que abrange as energias radiante, brill e prana; - 2° Aspecto – Filho: amor-sabedoria, consciência – campo dos doze raios ( 1° raio: azul, da vontade-poder; 2° raio : dourado, do amor-sabedoria; 3°raio : rosa, da atividade inteligente; 4°raio : Branco, da harmonia; 5°raio : verde, do conhecimento e ciência; 6°raio : rubi-dourado, da devoção e entrega; 7°raio : violeta, da ordem cerimonial; 8°raio : água-marinha, do inter-relacionamento de universos; 9°raio : magenta (púrpura), da onipresença e alegria; 10°raio : dourado- solar, da transfiguração e unidade (viabiliza o Mer.ka.ba); 11°raio : pêssego, da onisciência; 12°raio : opalino, da libertação (consciência crística); - 3° Aspecto – Mãe (ou Espírito Santo): inteligência ativa e forma – campo dos fogos: fogo cósmico – éter da luz; fogo solar ou elétrico – éter do fogo; e, fogo fricativo – éter do som: terra, água, fogo, ar e éter); Os três aspectos do Logos : Pai, Filho e Mãe Glossário Esotérico – Triguerinho – Ed. Pensamento

27 Para que os aspectos do Pai, do Filho e do Espírito Santo (Mãe) possam estar presentes e atuantes em todos os planos de existência – em função de sua potencialidade e energia esplendorosa – essas energias vão assumindo conotações e características peculiares ao adentrar em cada um dos planos.

28 Níveis de Polarização Fracionando as energias e multiplicando extensões menos sutis Logos Criador Aspectos Logoicos Logos Planetário: inúmeras esferas de consciência Avatar Regente Monádico Mônada (7 mônadas e 5 princípios) Sobrealma (12 sobrealmas) Personalidades (144 extensões de alma – materialidade ) Glossário Esotérico – Triguerinho – Ed. Pensamento

29 Na descida da imaterialidade à compactação, nos dividimos ou fragmentamos, de modo a manter a energia no nível compatível com cada plano de compreensão e densidade. Do mesmo modo, as leis naturais também se acomodam e assumem conotações peculiares a cada plano de existência, assumindo características que se harmonizam com cada nível.

30 De modo análogo a energia elétrica começa possante e passa por torres de fracionamento visando chegar na residência das pessoas numa carga adequada (reduz potencial de carga de alta tensão para baixa tensão, pois, do contrário, as casas explodiriam se a carga não sofresse redução de potencial).

31 Compactação e Sutilização enquanto Raça Humana Segundo algumas tradições e escolas de mistério 1.Polariana 2. Hiperbórea 3. Lemuriana 4. Atlante - Aprimoramento do Corpo Emocional 5. Ariana - Aprimoramento do Corpo Mental Concreto 6. Meruviana - Efetivação do Alinhamento dos Corpos da Personalidade* 7. Paradisinana - Estabelecimento da Conexão com o Nível da Alma – nível imaterial * Corpos da Personalidade: Físico, Emocional e Mental Concreto Ensinamento de várias escolas e tradições A numeração abaixo indica a classificação de cada Raça Cada uma contendo em si mais 07 sub-raças totalizando 49 níveis (7x7) O foco era o aprimoramento do Corpo Físico

32 Compactação e Sutilização enquanto Raça Humana Segundo algumas tradições e escolas de mistério Figura: X até Y = compactação da raça Y ponto de mutação – alavancagem Y até Z = sutilização da raça O Fluxo Irresistível da Vida, no qual a Mônada viaja, é demonstrado pelas letras Na Raça Ariana (nº 5), ponto 5a da figura, indica o provável estágio onde a humanidade atual se encontra, no final das sub- raças desta etapa.

33 Enquanto seres, houve a necessidade de densificação, de modo a podermos experimentar uma mudança de plano dimensional. Enquanto universo, seguimos o mesmo fluxo dos planos imateriais até a materialização.

34 As teorias científicas esboçadas pelo ser humano que mais se assemelham à manifestação e ao destino dos universos segundo lecionam alguns místicos são: Big Bang e Big Crunch

35

36

37

38

39

40

41 Fonte: Scientific American, Turner, Michael, Origem do Universo Tradução de: Hubble, em 1924, com um telescópio de 2,5 metros aumentou o nosso Universo numa escala de 100 mil milhões. A lei de Hubble nasceu com as observações do astrônomo e com base nela podemos aferir um Big Bang. o tecido do Universo se expande e arrasta consigo as galáxias, e a luz, criando o efeito redshift Posteriormente a Relatividade Geral refere que o tecido do Universo se expande e arrasta consigo as galáxias, e a luz, criando o efeito redshift. O grau redshift indica a expansão do Universo. Assim, quanto maior o redshift maior a expansão. Atualmente o maior redshift detectado é de 8, de uma época em que o Universo tinha 1/9 do seu tamanho. O Telescópio Espacial Hubble e os Telescópios Keck, de 10 metros, em Mauna Kea, (…) nos levaram a (…) poucos [milhares de milhões] de anos após Big Bang [(ABB)]. E o Telescópio Espacial James Webb e o Alma levar-nos-ão até ao tempo do nascimento das primeiras galáxias.

42 Para os cientistas, ainda estamos em um período de expansão do universo. Em um futuro ainda não definido, voltaríamos ao nada, no fenômeno denominado de Big Crunch.

43 Big Crunch contração no universo O Big Crunch é uma teoria que afirma que ocorrerá no futuro uma contração no universo, devido à atração gravitacional, até entrar em colapso sobre si mesmo. Essa teoria suscita um mistério ainda maior que os conceitos da teoria do Big Bang. Fonte:

44 Representação do Big Crunch

45 Inferências sobre as malhas do universo

46 Quem na concha de sua mão mediu as águas e tomou a medida dos céus a palmos? (...) Ele [Deus] é o que está assentado sobre a redondeza da terra, cujos moradores são como gafanhotos; é ele quem estende os céus como cortina (1) e os desenrola como tenda para neles habitar Isaías 40:12 e 21 – Bíblia (1) Cortina ou gaze fina como dizem algumas traduções

47 O Campo Magnético de Higgs, físico teórico, apresenta a mesma característica da descrição bíblica: gaze fina ou cortina que se estende no cosmos.

48

49 Glossário Esotérico – Triguerinho – Ed. Pensamento, pg 117

50 Maior potencial: a consciência nesta dimensão pode interagir com níveis mais elevados Menor potencial: a consciência nesta dimensão interage apenas com os níveis mais densos

51 As comparações e representações gráficas demonstram que a ciência começa a usar uma linguagem muito próxima ao que rezam ensinamentos cosmológicos, das ordens herméticas e das escolas de mistério desde tempos imemoriais. As teorias científicas em comparação às colocações da Bíblia e do Glossário Esotérico, de Trigueirinho, são muito semelhantes inclusive para as configurações das malhas do universo.

52 Argumento e formatação Mirtzi Lima Ribeiro João Pessoa – Paraíba – Nordeste – Brasil Cosmogênese Final – Parte II Música: Somewhere Out There, de Emile Pandolfi

53 Mirtzi Lima Ribeiro João Pessoa – Paraíba – Nordeste – Brasil Título Honorífico de Cidadã Planetária outorgado pela Faculdade FAPAF/TO em 2010 Membro do Conselho Administrativo do Comitê Mundial de Cidadania Planetária - a partir de 2010 Representante em João Pessoa/Pb do Grupo de Estudos da Academia para a Ciência Futura - ACF Brasil Reiki Master - Método Usui/Osho - Nível III-A Estudiosa da Meditação Filosófica desde 1980 Palestrante e Escritora Transdisciplinar pela Expansão da Consciência e da Ética Viva Auditora de Contas Públicas do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba desde 1987 Assessora Técnica do Presidente do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba/Pb gestão-2007/2008 Conselheira do Conselho Regional de Contabilidade/Pb no Quadriênio 2006/2009 Presidente da Comissão da Mulher Contabilista na Paraíba em 2005 Professora em nível superior de Gestão Governamental Auditora Interna da Qualidade - pela INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial/MG Perfil na RETRANS - Rede Transcultural Holística: Assina os sites: Compõe o Conselho Editorial do site: Recomenda os sites: Antes de imprimir esta mensagem, pense em seu compromisso com o Meio Ambiente. Mirtzi – 30/Maio/2011


Carregar ppt "Argumento e formatação Mirtzi Lima Ribeiro João Pessoa – Paraíba – Nordeste – Brasil"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google