A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

E STRUTURA DE D ADOS A VANÇADA Structs (Estruturas de Dados Heterogêneas) Prof. Mário Dantas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "E STRUTURA DE D ADOS A VANÇADA Structs (Estruturas de Dados Heterogêneas) Prof. Mário Dantas."— Transcrição da apresentação:

1 E STRUTURA DE D ADOS A VANÇADA Structs (Estruturas de Dados Heterogêneas) Prof. Mário Dantas

2 C ONCEITO DE STRUCT Vetores e matrizes Estruturas de dados homogêneas Armazenam vários valores, mas todos de um mesmo tipo (todos int, todos double, todos float, todos char) 2

3 C ONCEITO DE STRUCT Problemas reais Temos coleções de dados que são de tipos diferentes Exemplo: ficha de um cadastro de cliente Nome: string Endereço: string Telefone: string Salário: float Idade: int 3

4 C ONCEITO DE STRUCT Registro (ou struct) Tipo de dado estruturado heterogêneo Coleção de variáveis referenciadas sobre um mesmo nome Permite agrupar dados de diferentes tipos numa mesma estrutura (ao contrário de matrizes que possuem elementos de um mesmo tipo) Cada componente de um registro pode ser de um tipo diferente ( int, char,...) Estes componentes são referenciados por um nome 4

5 C ONCEITO DE STRUCT Os elementos do registro São chamados de campos ou membros da struct É utilizado para armazenar informações de um mesmo objeto Exemplos: carro: cor, marca, ano, placa, chassi pessoa: nome, idade, endereço 5

6 C ONCEITO DE STRUCT Campo ( Field) Conjunto de caracteres com o mesmo significado Exemplo: nome Registro ( Struct ou Record) Conjunto de campos relacionados Exemplo: nome, endereço, telefone, salário e idade de uma pessoa 6

7 S INTAXE NA L INGUAGEM C A palavra reservada struct indica ao compilador que está sendo criada uma estrutura Uma estrutura deve ser declarada após incluir as bibliotecas e antes da main struct { tipo ;... } ; struct, ; 7

8 S INTAXE NA L INGUAGEM C Exemplo: struct data { int dia; int mes; int ano; }; 8

9 S INTAXE NA L INGUAGEM C A palavra-chave struct informa ao compilador que um modelo de estrutura está sendo definido. data é uma etiqueta que dá nome à definição da estrutura. Uma definição de estrutura é um comando, por isso deve terminar em ponto-e-vírgula. 9

10 S INTAXE NA L INGUAGEM C Os nomes declarados entre as chaves são os campos (ou membros) da estrutura. Os campos de uma mesma estrutura devem ter nomes diferentes. Porém, estruturas diferentes podem conter campos com o mesmo nome. 10

11 S INTAXE NA L INGUAGEM C Se o compilador C for compatível com o padrão C ANSI Informação contida em uma struct pode ser atribuída a outra struct do mesmo tipo Não é necessário atribuir os valores de todos os elementos/campos separadamente Por exemplo: = ; Todos os campos de receberão os valores correspondentes dos campos de Para acessar os campos da struct Utiliza-se o nome da variável struct, seguido de ponto, seguido do nome do campo Por exemplo:. ; 11

12 S INTAXE NA L INGUAGEM C Por exemplo um struct endereço que guarda os elementos nome, rua, cidade, estado e cep struct endereco{ char nome[30]; char rua[40]; long int cep; }; Foi feita apenas a declaração da struct, ainda não foi criada nenhuma variável da struct endereço O comando para declarar uma variável com esta struct é: struct endereco info_end; 12

13 S INTAXE NA L INGUAGEM C struct data { int dia; int mes; int ano; };... struct data x; struct data { int dia; int mes; int ano; };... struct data x; Duas maneiras de declarar a variável x do tipo data: struct data { int dia; int mes; int ano; } x; struct data { int dia; int mes; int ano; } x; ou Dois comandos: Define estrutura como novo tipo Define estrutura como novo tipo Declara variável do novo tipo definido Declara variável do novo tipo definido Um comando: Define estrutura e declara variável do novo tipo definido Define estrutura e declara variável do novo tipo definido 13

14 S INTAXE NA L INGUAGEM C Já vimos que para acessar os membros de uma struct deve-se usar nome_variável.nome_membro Portanto, considerando o exemplo anterior Para inicializar o cep da variável info_end que é uma variável da struct endereço se faria: info_end.cep = ; Para obter o nome da pessoa e colocar na string nome da struct se poderia utilizar: gets(info_end.nome); Para imprimir o endereço seria: printf(%s, info_end.rua); 14

15 S INTAXE NA L INGUAGEM C A definição do formato de uma estrutura pode ser feita dentro da função principal ( main ) ou fora dela. Usualmente, declara-se fora da função principal, de modo que outras funções também possam enxergar a estrutura definida. 15

16 S INTAXE NA L INGUAGEM C Exemplo 1: struct aluno { char nome[40]; float P1; float P2; float T; int faltas; };//como definição de estrutura é comando, precisa "; main() { struct aluno joao, maria; joao.P1 = 9.5; joao.P2 = 8.5; joao.T = 9.0; joao.faltas = 4; maria = joao; } 16

17 S INTAXE NA L INGUAGEM C Exemplo 2 #include struct endereco { char rua[40]; int num; int complemento; char cep[10]; }; main() { struct endereco e1; // declaração de variáveis do tipo struct endereco e2; // "endereco" compilador aloca mem. // inicialização dos campos de e1... strcpy(e1.rua, "Avenida Ipiranga"); e1.num = 1234; e1.complemento = 101; strcpy(e1.cep, " "); 17

18 S INTAXE NA L INGUAGEM C // inicialização dos campos de e2... strcpy(e2.rua, "Rua Lima e Silva"); e2.num = 1987; e2.complemento = 308; strcpy(e2.cidade, "Porto Alegre"); strcpy(e2.estado, "RS"); strcpy(e2.cep, " "); // exibe os dados printf("\n%s %d/%d", e1.rua, e1.num, e1.complemento); printf("\n%s, %s/%s", e1.cep, e1.cidade, e1.estado); printf("\n\n%s %d/%d", e2.rua, e2.num, e2.complemento); printf("\n%s, %s/%s", e2.cep, e2.cidade, e2.estado); } 18

19 S INTAXE NA L INGUAGEM C Novos tipos de dados podem ser definidos utilizando-se a palavra-chave typedef. typedef struct nome_da_estrutura { campo_1; campo_2;... campo_n; } nome_do_tipo; 19

20 S INTAXE NA L INGUAGEM C Exemplo: typedef struct data { int dia; int mes; int ano; } tipoData; 20

21 S INTAXE NA L INGUAGEM C O uso mais comum de typedef é com estruturas de dados, pois evita que a palavra-chave struct tenha de ser colocada toda vez que uma estrutura é declarada. struct data dia_de_hoje; tipoData dia_de_hoje; 21

22 E STRUTURAS ANINHADAS Um campo de uma estrutura pode ser uma outra estrutura. Quando isso ocorre, temos uma estrutura aninhada. O padrão ANSI C especifica que as estruturas podem ser aninhadas até 15 níveis, mas a maioria dos compiladores permite mais. 22

23 E STRUTURAS ANINHADAS - E XEMPLO typedef struct data { int dia; int mes; int ano; } tipoData; typedef struct aluno { int matricula; string nome; tipoData dataNascimento; } tipoAluno; 23

24 P ONTEIROS PARA ESTRUTURAS Como outros tipos de dados, ponteiros para estruturas são declarados colocando-se o operador * na frente do nome da variável estrutura: struct data *ap_ontem; tipoData *ap_amanha; 24

25 P ONTEIROS PARA ESTRUTURAS Para acessar uma estrutura com ponteiros pode- se usar duas sintaxes: Operador ponto: Operador seta: *. -> 25

26 V ETOR DE S TRUCT O uso mais comum de struct é em vetores Para declarar um vetor de struct Define-se a struct Declara-se o vetor do tipo struct criado Exemplo: struct aluno Turma380[28]; struct endereco vetorEndAmigos[100]; 26

27 V ETOR DE S TRUCT Para manipular os dados do vetor, devem ser fornecidos o índice e o campo Exemplo strcpy(Turma380[0].nome, Fulano); Turma380[0].P1 = 9.5; Turma380[0].P2 = 8.5; Turma380[0].T = 9.0; Turma380[0].faltas = 4; strcpy(vetorEndAmigos[0].rua, Carlos Gomes); strcpy(vetorEndAmigos[1].rua, Goethe); 27

28 V ETOR DE S TRUCT Exemplo: struct endereco{ char nome[30]; char rua[40]; char cidade[20]; char estado[3]; long int cep; }; main() { struct endereco info_end[5]; int i; for(i = 0; i < 5; i++){ printf("Informe o nome: \n"); gets(info_end[i].nome); } // Imprime todos os nomes do vetor for(i = 0; i < 5; i++) printf("%s\n", info_end[i].nome); fflush(stdin); getchar(); } 28

29 T RABALHO 1. Criar uma estrutura chamada DadosAluno, que armazena a média e idade de um aluno. Na função main: criar uma variável que é uma estrutura DadosAluno; ler a média e a idade de um aluno e armazenar na variável criada; exibir na tela a média e a idade do aluno. 2. Considerando o problema anterior, criar uma variável que é um vetor da estrutura DadosAluno. O programa deve obter a média e a idade de 10 alunos. Depois, estes dados devem ser exibidos. 29

30 T RABALHO 1. Fazer um programa que cria uma estrutura livro, que contém os elementos título, ano de edição, número de páginas e preço. Criar uma variável desta estrutura que é um vetor de 5 elementos. Ler os valores para a estrutura e imprimir a média do número de páginas do livros. 2. Foi realizada uma pesquisa entre 500 habitantes de uma certa região. De cada habitante foram coletados os dados: idade, sexo, salário e número de filhos. Crie a estrutura de dados adequada para armazenar estas informações e faça uma função que armazene as informações digitadas pelo usuário na estrutura de dados criada. Faça também uma função que calcula a média do salário dos habitantes. 30


Carregar ppt "E STRUTURA DE D ADOS A VANÇADA Structs (Estruturas de Dados Heterogêneas) Prof. Mário Dantas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google