A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 - A SECT – Secretaria de Ciência e Tecnologia – foi criada em 16/12/1976. 2 – Em 26/11/2003, através da Lei n.º 14.797, a SECT recebeu nova denominação,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 - A SECT – Secretaria de Ciência e Tecnologia – foi criada em 16/12/1976. 2 – Em 26/11/2003, através da Lei n.º 14.797, a SECT recebeu nova denominação,"— Transcrição da apresentação:

1 1 - A SECT – Secretaria de Ciência e Tecnologia – foi criada em 16/12/1976.
2 – Em 26/11/2003, através da Lei n.º , a SECT recebeu nova denominação, passando a se chamar SECTES - Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Hoje, a Secretaria tem como finalidade as ações setoriais do Governo de Minas relativas ao desenvolvimento, fomento da pesquisa, e à geração e aplicação de conhecimentos científicos e tecnológicos, bem como exercer o controle das Entidades de Ensino Superior.

2 Alberto Duque Portugal
Incentivos à Inovação Alberto Duque Portugal Sede da ArcelorMittal 2

3 NOVOS PARADIGMAS Sociedade da Informação Economia Digital Economia do
Conhecimento Economia Digital

4 INOVAÇÃO SABER O DESAFIO DA VELOCIDADE QUERER PODER
“Inovação é a manifestação social e econômica da esperança” SABER QUERER PODER CORRER O DESAFIO DA VELOCIDADE

5 Sobrevivendo na Economia Globalizada
“Todos os dias de manhã, na África, o antílope desperta. Ele sabe que terá que correr mais rápido que o mais rápido dos leões, para não ser morto. Todos os dias, pela manhã, desperta o leão. Ele sabe que terá que correr mais rápido que o antílope mais lento, para não morrer de fome. Não interessa que bicho você é, se leão ou antílope. Quando amanhece, é melhor começar a correr”. Provérbio Africano Extraído de “O Mundo é Plano”, de Tomas Friedman

6 MODELO DE INCLUSÃO ESCALA VELOCIDADE CUSTO

7 Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado

8 Missão Promover a Ciência, a Tecnologia, a Inovação e o Ensino Superior para o desenvolvimento sustentável e a melhoria da qualidade de vida em Minas Gerais. Missão é a razão de existir da SECTES. É o diferencial em relação as outras Secretarias e Instituições, enuncia o seu negócio: Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Evidencia o foco: “Desenvolvimento sustentável e melhoria da qualidade de vida em Minas Gerais”.

9 Visão Ser referência nacional na formulação e implementação de políticas públicas que assegurem o Desenvolvimento Científico e Tecnológico, a Inovação e o Ensino Superior. Visão é o grande sonho de futuro, a extraordinária conquista – “ser vista e reconhecida pela sociedade como exemplo, expoente na formulação e implantação de políticas públicas que assegurem o Desenvolvimento Científico e Tecnológico, a Inovação e o Ensino Superior.

10 Mapa Estratégico de C, T & I

11 Mapa estratégico do Ensino Superior

12 Sistema Mineiro de Inovação - SIMI
Desenvolvimento Regional e Setorial: - APLs Pólos de Excelência Pólos de Inovação Rede de Formação Profissional: CVTs e Telecentros Instituições de Ensino FÓRUM – PORTAL Web 2.0 COMITÊ DE EMPRESÁRIOS PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO SIMI – Sistema Mineiro de Inovação Missão: integrar e coordenar o Ambiente de Inovação do Estado. Objetivo: Articular entidades e ações, visando estimular a transformação de conhecimento em inovação,promovendo o desenvolvimento socioeconômico de Minas Gerais. Instrumentos: Fórum Mineiro de Inovação: presidido pelo Governador. Objetivo: elaborar e decidir sobre as Estratégias de Promoção de Inovação em Minas Gerais. Comitê de Empresários para Inovação: promover a difusão e propagação da inovação nos setores socioeconômicos de MG. Programa de Comunicação: promover a inovação por meio da divulgação de novos conhecimentos e seus benefícios socioeconômicos para os mineiros. Portal Web 2.0 – promover ambiente de integração de ações virtuais e presenciais dos Agentes de Inovação em Minas. Disponibiliza ferramentas para oportunidades de colaboração e interatividade dos atores de inovação do Estado. O SIMI está sendo operado por 03 (três) projetos estruturadores: 1 – Rede de Inovação Tecnológica – RIT - Visa ampliar a capacidade de inovação tecnológica nas empresas mineiras, com atuação em: AMBIENTE DE INOVAÇÃO - ambiente favorável por meio das seguintes ações. INOVAÇÃO NA EMPRESA – ações de suporte e articulação entre Empresas e Instituições de Ciência e Tecnologia. INOVAÇÃO NA SOCIEDADE – visa disseminar e ampliar a cultura do empreendedorismo e da inovação pelos mineiros. 2 – Desenvolvimento Regional e Setorial - Visa ampliar a competitividade dos segmentos econômicos de elevado conteúdo tecnológico. Arranjos Produtivos Locais –são concentrações geográficas de empresas de um segmento ou instaladas em um mesmo Complexo Industrial: Biocombustíveis, Biotecnologia, Eletroeletônica e Software. Pólos de Excelência: consolidar a liderança de Minas Gerais no desenvolvimento sustentável de setores estratégicos, nos quais o Estado possua tradição, massa crítica e/ou vantagens competitivas. Integrar as competências institucionais para induzir o processo de desenvolvimento sustentável de cada setor. Pólos de Inovação: visa acelerar o processo de desenvolvimento de regiões economicamente deprimidas. Governo e Parceiros, através de um Arcabouço Institucional, vão agir como catalisadores de oportunidades. 3 – Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado (RFPOM) - Visa a inclusão social e digital, através de Telecentros e CVTs (Centros Vocacionais Tecnológicos). Contribuindo para que os mineiros estejam preparados e valendo-se das oportunidades do mercado de trabalho. Rede de Inovação Tecnológica - RIT Ambiente de Inovação: Parques Tecnológicos Incubadoras de Empresas Atração de Centros de P&D Parque Industrial Tecnológico Lei da Inovação (FIIT) Inovação na Sociedade: Cultura Empreendedora: NAEs – Núcleo de Apoio ao empreendedor, Projeto Jovens Empreendedores, Curso de Empreendedorismo TEIA: Tecnologia, Empreendedorismo e Inovação Aplicados C5: Centros de Competência em comunidades de Cooperação e Conhecimento Inovação na Empresa: - PII NIT TIB - Plataforma SIMI - Centro Minas Design Editais Induzidos: * PAPPE * Mestres e Doutores na empresa

13 Programa Pólos de Excelência
GENÉTICA BOVINA ABCZ ASBIA EMBRAPA FASU FETAEMG SEBRAE UFLA UFTM GESTÃO AMBIENTAL FLORESTAS UFV UFLA UFVJM SIF FAEMG SEBRAE MAS INTERSIND RECURSOS HÍDRICOS ANA IGAM UFMG UFV UFU UFOP CEMIG HIDROEX COPASA EMBRAPA Polos de Excelência: visam à consolidação do Estado no desenvolvimento de setores estratégicos, nos quais Mias Gerais tenha tradição, massa crítica e/ou vantagens competitivas. O objetivo é integrar as competências institucionais para induzir o processo de desenvolvimento sustentável de cada setor. Já foram implantados os de Café, Leite, Florestas, Mineração e Metalurgia, Recursos Hídricos e Genética Bovina. Na sequência, encontra-se em fase de implantação os Polos de Excelência em Gestão Ambiental e de Eletroeletrônica e Telecomunicações. ELETRO-ELETRÔNICOS E TELECOMUNICAÇÕES LEITE CAFÉ CEFET EMBRAPA EMATER EPAMIG FAEMG SEBRAE UFJF UFLA UFV MINERAL METALÚRGICO INATEL ETE FAI SINDVEL UFOP UFMG UFSJ PUC CETEC FIEMG EPAMIG FAEMG EAFM PRÓ-CAFÉ SEBRAE UFLA ABIC CIC CNC EMBRAPA EMATER

14 Programa Pólos de Excelência e APLs
Biocombustíveis BIOTECNOLOGIA GENÉTICA BOVINA UNIFEI UFMG UFU UFMG FUNED BIOMINAS ABCZ ASBIA EMBRAPA FASU FETAEMG SEBRAE UFLA UFTM GESTÃO AMBIENTAL SOFTWARE CENAPAD FUNSOFT UFMG FLORESTAS UFV UFLA UFVJM SIF FAEMG SEBRAE MAS INTERSIND RECURSOS HÍDRICOS ANA IGAM UFMG UFV UFU UFOP CEMIG HIDROEX COPASA EMBRAPA GEMAS E JÓIAS CETEC UFVJM APLs são concentrações geográficas de empresas de um segmento ou instaladas em um mesmo complexo industrial. Eles funcionam como redes de indústrias que trabalham de forma cooperada, com tecnologia de produção flexíveis. A SECTES trabalha diretamente com quatro APLs Eletroeletrônica, Software, Biotecnologia e Biocombustíveis. Objetivam ampliar e melhorar a capacidade competitiva de segmentos econômicos de elevado conteúdo tecnológico, de forma sustentável, e promovendo o desenvolvimento regional. ELETROELETRÔNICOS E TELECOMUNICAÇÕES LEITE CAFÉ CEFET EMBRAPA EMATER EPAMIG FAEMG SEBRAE UFJF UFLA UFV MINERAL METALÚRGICO INATEL ETE FAI SINDVEL UFOP UFMG UFSJ PUC CETEC FIEMG EPAMIG FAEMG EAFM PRÓ-CAFÉ SEBRAE UFLA ABIC CIC CNC EMBRAPA EMATER

15 Programa Pólos de Inovação
Janaúba Salinas Almenara Montes Claros Araçuaí Pirapora Teófilo Otoni Diamantina Corinto Polos de Inovação visam acelerar o processo de desenvolvimento de regiões economicamente deprimidas. Nesses polos, o Governo do Estado e os parceiros vão agir como catalisadores de oportunidades. Em cada região selecionada, será criado um arcabouço institucional para dar suporte à inovação, por meio da pesquisa, do desenvolvimento e da capacitação de recursos humanos, condições essenciais para dar sustentabilidade aos investimentos. Os Polos de Inovação estão em Montes Claros, Salinas, Araçuaí e Teófilo Otoni.

16 Mapa de Incubadoras de Empresas, Parques Tecnológicos
e Núcleos de Inovação Tecnológica Montes Claros Incubadora NIT Incubadoras de Empresas Parques Tecnológicos Núcleos de Inovação Tecnológica - NITs Itabira Incubadora Uberaba Incubadora Parque Tecnológico Belo Horizonte Incubadora NIT Parque Tecn. Uberlândia Incubadora NIT Ouro Preto NIT Viçosa Incubadora NIT Parque Tecnológico Parque Tecnológico - visa promover a cultura da inovação e a competitividade através de um ambiente que estimule e gerencie o fluxo de conhecimentos e tecnologia entre as universidades, Cetros de PRD, empresas e seus mercados, facilitando a criação e consolidação de empresa de base tecnológica, além de prover outros valores agregados como uma infraestrutura de qualidade. Construídos sempre em parcerias com instituições de pesquisa e ensino locais. Os seguintes projetos estão com seu desenvolvimento avançado H – TEC PTV PARCTEC em estudo Lavras, Uberaba e Juiz de Fora. Núcleo de Inovação Tecnológica – NIT – com o objetivo de disseminar a cultura da propriedade intelectual no ambiente das universidades, cetros de pesquisas e empresas de Minas Gerais, com base a lei de Inovações e fomento, já se encontram em funcionamento 4 NITs. com projeção para 10 no final de 2009, e 22 em São, portanto, núcleos de apoio ao pesquisador e de gestão da inovação, proteção da atividade intelectual e comercialização de resultados das pesquisas. Incubadoras de Empresas – tendo como meta consolidar a incubação de empresas no Estado, o esforço tem sido pela criação de um ambiente propício ao desenvolvimento de empresas de alta tecnologia, já que Minas Gerais alcançou grade destaque por vencer os seis últimos prêmios nacionais da ANPROTEC. São João Del Rei Incubadora NIT Alfenas NIT Inconfidentes Incubadora Juiz de Fora Incubadora NIT Parque Tecnológico Santa Rita do Sapucaí Incubadora Lavras Incubadora NIT Parque Tecnológico Itajubá Incubadora NIT Parque Tecno. Brasópolis Incubadora

17 Mapa de CVTs e Telecentros
361 Municípios beneficiados 270 mil Cidadãos certificados Em parceria com o Governo Federal, o Governo de Minas Gerais implantou mais de 80 Cetros Vocacionais Tecnológicos – CVTs, e mais de 450 telecentros para a inclusão social e digital. O Objetivo é contribuir para que os cidadãos mineiros estejam preparados para as oportunidades do mercado do trabalho. Telecentro CVT CVT e Telecentro


Carregar ppt "1 - A SECT – Secretaria de Ciência e Tecnologia – foi criada em 16/12/1976. 2 – Em 26/11/2003, através da Lei n.º 14.797, a SECT recebeu nova denominação,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google