A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Desenvolvimento 1. Aos olhos de Deus, o que somos considerados? LA, 367 Quer o reconheçamos quer não, somos.................., supridos por Deus com............

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Desenvolvimento 1. Aos olhos de Deus, o que somos considerados? LA, 367 Quer o reconheçamos quer não, somos.................., supridos por Deus com............"— Transcrição da apresentação:

1

2

3 Desenvolvimento 1. Aos olhos de Deus, o que somos considerados? LA, 367 Quer o reconheçamos quer não, somos , supridos por Deus com e e colocados no mundo para realizar uma indicada por Ele. mordomos talentos recursosobra

4 2. Que atitude deveríamos ter para cumprir a obra que Deus espera de nos? LA, Se nosso povo tão-somente entregasse à causa de Deus o que lhes tem sido entregue em , aquela porção que gastam em satisfação , em , acumulariam um no Céu, e estariam fazendo exatamente a obra que Deus deles requer. 3. Como mordomos fieis, o que devemos levar em consideração ao usar o dinheiro de Deus? LA, 367 e 368 dinheiro de Deus? LA, 367 e 368 Mas como o homem rico da parábola, eles vivem suntuosamente. O dinheiro que Deus lhes entregou em , a fim de ser usado para de Seu , eles o gastam extravagantemente. Não se detêm para considerar sua diante de Deus. Não consideram que haverá um dia de não muito distante, quando terão que dar conta de sua dinheiro depósito egoísta idolatria tesouro confiançaglórianome responsabilidade ajuste mordomia

5 4. Se usado de maneira imprópria, o dinheiro pode trazer malifícios. Como devemos, então, usar o dinheiro que Deus nos dá? LA,368 Devemos sempre que no juízo havemos de enfrentar o registro da maneira como usamos o dinheiro de Deus. Grande parte é usada na satisfação própria, no próprio interesse, e que não produz nenhum real, mas positivo dano. Se nos compenetramos de que Deus é o de todo o bem, que o dinheiro Lhe , então exerceremos no gastá-lo, de conformidade com Sua Santa O mundo, seus costumes, suas modas, não serão nossa Não teremos o desejo de conformar-nos com suas práticas; não permitiremos que nossa própria nos controle. 5. Como o Senhor considera cada uma de nossas ofertas? LA, 368 Foi-me mostrado que o anjo relator faz um fiel de toda a oferta feita a Deus, e posta no tesouro, bem como dos finais dos meios assim doados. Os olhos do Senhor tomam de toda moedinha consagrada a Sua causa, e da boa vontade ou relutância do doador. O por que se dá também é registrado. lembrar bem doador pertence sabedoria vontade norma inclinação registro resultados conhecimento motivo

6 6. Quando devemos separar a parcela de nossos rendimentos que a Deus pertence? LA, 369 pertence? LA, 369 As reivindicações de Deus têm a Não fazemos Sua vontade quando Lhe consagramos aquilo que de nossas reais ou supostas necessidades de gastarmos uma só parcela de nossos rendimentos, devemos e a Deus a parte que de nós requer. 7. O que devo fazer para receber a benção de Deus sobre tudo o que tenho? LA, 369 tenho? LA, 369 Se somos em nossos negócios materiais, é porque Deus nos Uma parte de nossa renda deve ser aos pobres e uma parte à causa de Deus. Se dermos a Deus o que Ele pede, o restante será e em proveito Porém, se um homem rouba a Deus retendo a parte que Ele requer, a recai sobre tudo que possui. primazia restaAntes separar oferecer prósperos abençoa consagrada grande santificado abençoado nosso maldição

7 8. Que atitude devemos ter diante do sofrimento do nosso próximo? LA,370. Pobreza e sofrimento em famílias virão ao nosso , e criaturas aflitas e sofredoras terão de ser Pouco sabemos do sofrimento humano que existe em toda parte em torno de nós; mas quando temos a devemos estar para oferecer imediata aos que estão sob severa opressão. 9. Que benefício temos quando nos tornamos doadores? LA, 370 O dar que é fruto da abnegação é um auxílio ao doador. Promove uma que nos capacita a mais amplamente a obra dAquele que andou fazendo o bem, aliviando o sofrimento, suprindo às necessidades dos que nada possuíam. conhecimento socorridas oportunidade prontos assistência maravilhoso educação compreender

8 Conclusão A constante prática do plano de Deus em sistemática beneficência enfraquece a avareza e estimula a liberalidade. LA, 371 Atividade do Dia Com a família reunida conversem: lembrem do quanto Deus já abençoou este lar pela fidelidade do pai, mãe e até mesmo dos filhos para com Deus. Façam planos de continuarem sendo fieis. Orem juntos.


Carregar ppt "Desenvolvimento 1. Aos olhos de Deus, o que somos considerados? LA, 367 Quer o reconheçamos quer não, somos.................., supridos por Deus com............"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google