A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1- A capitania de São Vicente e o surgimento das bandeiras. No século XVII, a Capitania de São Paulo era uma das capitanias mais pobre da colônia. Com.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1- A capitania de São Vicente e o surgimento das bandeiras. No século XVII, a Capitania de São Paulo era uma das capitanias mais pobre da colônia. Com."— Transcrição da apresentação:

1 1- A capitania de São Vicente e o surgimento das bandeiras. No século XVII, a Capitania de São Paulo era uma das capitanias mais pobre da colônia. Com a decadência da economia açucareira, os habitantes do planalto de Piratininga resolveram buscar a sua sobrevivência nas bandeiras. Primórdios da Colonização de Mato Grosso Tipos de bandeiras: Apresamento ou caça ao índio: aprisiona no sertão índios para a escravidão. Prospecção ou mineração: bandeiras que vinham a procura de metais preciosos. Sertanismo de Contrato: bandeiras alugadas, especializadas na captura de índios e negros foragidos do cativeiro. As bandeiras eram expedições particulares que partiam em direção ao interior da colônia e com isso adentraram em território espanhol.

2 Domingos Jorge Velho e Seu Lugar-tenente Antonio Fernandes, de Benedito Calixto ( ). que nasceu em São Paulo e decorou muitos teatros e igrejas. O BRASIL COLONIAL

3 Em 1718, chega a Mato Grosso, a bandeira de Antonio Pires de Campos. Essas bandeira veio buscar índios para a escravidão. Índia Apiaká. Hercule Florence (1827). Acervo da Academia de Ciências de São Petersburgo, Rússia. Índio cabixi. Hercule Florence (1827). Acervo da Academia de Ciências de São Petersburgo, Rússia. Indígenas das missões espanholas de Chiquitos, em Casalvasco. Aimé-Adrien Taunay (1827). Acervo da Academia de Ciências de São Petersburgo, Rússia.

4 1719: A bandeira de Pascoal Moreira Cabral chegou nas barrancas do rio Coxipó descobrindo ouro na região. Com essas descoberta surgiu um importante núcleo populacional; o Arraial da Forquilha. O Arraial da Forquilha. Moacyr Freitas (2000). Acervo da Fundação Cultural de Mato Grosso. O arraial da Forquilha localizava- se na confluência de dois ribeirões, que, ao juntar-se, davam continuidade ao rio Coxipó. Daí a origem do nome. Supõe-se que o fundador do arraial tenha sido o bandeirante Antônio de Almeida Lara, que, em 1720, estava explorando o rio Coxipó. Forquilha teve vida efêmera. Manteve-se como principal arraial das minas cuiabanas por apenas um ano e meio, até a descoberta das Lavras do Sutil, quando entrou em plena decadência. Fonte: Silva & Freitas (2000).

5 1722: Miguel Sutil descobre ouro no Córrego Da Prainha, na região da Colina do Rosário e por isso a região foi denominada de Lavras do Sutil. A descoberta destas minas trouxe aventureiros de varias regiões e do Arraial da Forquilha dando origem a Atual cidade de Cuiabá. 1731: Os irmão Paes de Barros encontraram ouro na região do Guaporé e devido a dificuldade encontrada para penetra-la chamaram-na de Mato Grosso.

6 Em 1719, depois do combate com os índios e a fundação do Arraial da Forquilha, a população elegeu Pascoal Moreira Cabral como guarda-mor do arraial.Entretanto, o governo português não aceitou a eleição. 2- Administração das Minas de Cuiabá. 1727: Cuiabá é elevada a categoria de Vila Real do Senhor Bom Jesus de Cuiabá. Ale disso, para cuidar da administração das minas foi criado a Intendência das Minas.O governo de Rodrigo César foi marcado por uma pesada carga de impostos, dentre eles, o mais importante foi o quinto (20%). 1726: Rodrigo César de Menezes, governador da Capitania de São Paulo interessado em fiscalizar as minas e combater o contrabando resolveu mudar para Cuiabá, porém sabia que antes era preciso combater o poder local. Poder Local: Irmãos Leme e Pascoal Moreira Cabral. 1724: Foi nomeado como guarda-mor da região o paulista Fernão dias Falcão.

7 Espaço urbano da Vila Real do Senhor Bom Jesus de Cuiabá: Câmara Municipal, Pelourinho, a cadeia, a Igreja do Senhor Bom Jesus de Cuiabá (Igreja da Matriz) As Câmaras eram o local do exercício do poder colonial, dentre outras funções, cabia a elas: fiscalizar a transmissão das heranças; aplicar a lei e efetuar prisões; administrar o espaço urbano e a área rural; cobrar impostos; assim como manter crianças abandonadas em residência de mulheres, denominadas criadeiras, que para isso recebiam um pecúlio trimestral. Fonte: VENANCIO, Renato Pinto. Estrutura do Senado da Câmara ( ). Termo de Mariana: história e documentação. Ouro Preto: EDUFOP, 1998, pp

8 A Catedral e a praça da República. Acervo do Arquivo Público do Estado de Mato Grosso, em Cuiabá. A arquitetura republicana

9 3- Abastecimento das Minas: 1) Monções: expedições fluviais que abasteciam as minas de Cuiabá. Principais rotas: : rio Tietê, Campo das Vacarias, rio Cuiabá. Problema da rota: espanhóis. 1724: rio Tietê- rio Cuiabá. Problema: índios caiapós, paiaguás e guaicurus.

10

11 2) Agricultura de subsistência: Rio Abaixo e Serra Acima. Produção de Cana-de-Açucar: Engenhos 3) Pecuária: monções terrestres Vila Maria de Cáceres: Fazenda Jacobina. 3) Pecuária: monções terrestres Vila Maria de Cáceres: Fazenda Jacobina.


Carregar ppt "1- A capitania de São Vicente e o surgimento das bandeiras. No século XVII, a Capitania de São Paulo era uma das capitanias mais pobre da colônia. Com."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google