A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Os Espíritos e Sua Morada LE Primeira Parte: cap.2 LE Segunda Parte: cap. 1 e 6.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Os Espíritos e Sua Morada LE Primeira Parte: cap.2 LE Segunda Parte: cap. 1 e 6."— Transcrição da apresentação:

1 Os Espíritos e Sua Morada LE Primeira Parte: cap.2 LE Segunda Parte: cap. 1 e 6.

2 O Espírito LE 23 – Que é o espírito? O Princípio inteligente do Universo. a) Qual a natureza íntima do espírito? Não é fácil analisar o espírito com a vossa linguagem. Para vós, ele nada é, por não ser palpável. Para nós, entretanto, é alguma coisa. Ficai sabendo: coisa nenhuma é o nada e o nada não existe. O espírito tem como atributo essencial a inteligência, e é distinto e independente da matéria. Para intelectualizar a matéria, no entanto, é necessário unir espírito e matéria. LE: 23, 24, 25

3 LE 76 - Que definição se pode dar dos Espíritos? Pode dizer-se que os Espíritos são os seres inteligentes da criação. Povoam o Universo, fora do mundo material. Os Espíritos, assim como tudo no universo, foram criados, e continuam a ser, por Deus. Todos são criados simples e ignorantes, tendo tanta aptidão para o bem quanta para o mal. Nem um é privilegiado por Deus. LE: 76, 78, 80, 81, 115, 121.

4 Princípio Inteligente O Princípio Inteligente sofre uma transformação e se torna Espírito. Entra então no período da humanização, começando a ter consciência do seu futuro. Durante algumas gerações, pode ele [Espírito] conservar vestígios mais ou menos pronunciados do estado primitivo, porquanto nada se opera na natureza por brusca transição. Há sempre anéis que ligam as extremidades da cadeia dos seres e dos acontecimentos. O Espírito não chega a receber a iluminação divina que lhe dá o livre-arbítrio e a consciência, sem haver passado pela série divinamente fatal dos seres inferiores, entre os quais se elabora lentamente a obra da sua individualização. LE: 597a, 599~604a. A Gênese: Capítulo VI, 19.

5 Os Espíritos LE 92: Têm os Espíritos o dom da ubiqüidade? Por outras palavras: um Espírito pode dividir-se, ou existir em muitos pontos ao mesmo tempo? Não pode haver divisão de um mesmo Espírito; mas, cada um é um centro que irradia para diversos lados. Isso é que faz parecer estar um Espírito em muitos lugares ao mesmo tempo. Vês o Sol? É um somente. No entanto, irradia em todos os sentidos e leva muito longe os seus raios. Contudo, não se divide. LE 88: Os Espíritos têm forma determinada, limitada e constante? Para vós, não; para nós, sim. O Espírito é, se quiserdes, uma chama, um clarão, ou uma centelha etérea. LE: 88, 88a, 91, 92, 92a.

6 Perispírito Envolvendo o gérmen de um fruto, há o perisperma; do mesmo modo, uma substância que, por comparação, se pode chamar perispírito, serve de envoltório ao Espírito propriamente dito. Substância semimaterial que serve de primeiro envoltório ao Espírito e liga a alma ao corpo. Tal, num fruto, o gérmen, o perisperma e a casca. Este envoltório está diretamente relacionado com a evolução do planeta onde o Espírito está. Assim, quando Espíritos que habitam mundos superiores ao nosso vêm ao nosso planeta, precisam de revestir-se de um perispírito de acordo com a nossa matéria. LE: 93~95, 135a.

7 Alma e Espírito São a mesma coisa. Diferenciam-se apenas para questões de estudo: Alma Espírito encarnado. Espírito Espírito desencarnado. LE: 134, 134a, 135b.

8 Ordens de Espíritos São ilimitadas em número, porque entre elas não há linhas de demarcação traçadas como barreiras, de sorte que as divisões podem ser multiplicadas ou restringidas livremente. Todavia, considerando-se os caracteres gerais dos Espíritos, elas podem reduzir-se a três principais. LE: 92~113, 135a.

9 3ª Ordem Espíritos Imperfeitos Predominância da matéria sobre o espírito. Propensão para o mal. Ignorância, orgulho, egoísmo e todas as paixões que lhes são conseqüentes 2ª Ordem Bons Espíritos Predominância do Espírito sobre a matéria; desejo do bem. 1ª Ordem Espíritos Puros Nenhuma influência da matéria. Superioridade intelectual e moral absoluta, com relação aos Espíritos das outras ordens.

10 Primeira classe - Os Espíritos que a compõem percorreram todos os graus da escala e se despojaram de todas as impurezas da matéria. Tendo alcançado a soma de perfeição de que é suscetível a criatura, não têm mais que sofrer provas, nem expiações. Não estando mais sujeitos à reencarnação em corpos perecíveis, realizam a vida eterna no seio de Deus. LE: 113.

11 Mundo dos Espíritos Os espíritos desencarnados povoam o universo fora do mundo material, ou seja, o mundo espiritual (ou das inteligências incorpóreas), que preexiste e sobrevive a tudo, e que constitui o mundo invisível para nós, que estamos momentaneamente encarnados. Os espíritos desencarnados estudam, trabalham e desenvolvem diversas atividades no mundo espiritual. Estão sempre ao nosso lado, nos observam e agem entre nós de diversas maneiras, pois os Espíritos são uma das forças da natureza e os instrumentos dos quais Deus se serve para a realização de Seus desígnios. LE:


Carregar ppt "Os Espíritos e Sua Morada LE Primeira Parte: cap.2 LE Segunda Parte: cap. 1 e 6."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google