A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

M ONITORIA DE B IOQUÍMICA E L ABORATÓRIO C LÍNICO T RANSFERRINA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "M ONITORIA DE B IOQUÍMICA E L ABORATÓRIO C LÍNICO T RANSFERRINA."— Transcrição da apresentação:

1 M ONITORIA DE B IOQUÍMICA E L ABORATÓRIO C LÍNICO T RANSFERRINA

2 T RANSFERRINA A transferrina, uma glicoproteína formada no fígado que transporta ferro circulante, obtido através da dieta ou da decomposição de hemácias pelas células retículo endoteliais.

3 T RANSFERRINA Além da função de transporte, a transferrina minimiza os níveis de ferro livre no plasma, a perda urinária de ferro, e previne os potenciais efeitos tóxicos de níveis elevados de ferro livre circulante. Ferro: - medula óssea uso na síntese da hemoglobina - fígado, baço, medula óssea estoque

4 Níveis Alterados A síntese de transferrina possui proporção inversa às quantidades de ferro no sangue. Níveis séricos deprimidos podem indicar: - produção inadequada de transferrina devido a danos hepáticos - excessiva perda de proteína em razão de uma síndrome nefrótica (doença renal que provoca perda de proteínas na urina) - desnutrição

5 Níveis séricos elevados de transferrina encontrados: - deficiência grave de ferro - gravidez - uso de contraceptivo oral

6 V ALORES DE REFERÊNCIA Variam entre 202,0 a 336,0 mg/dL;

7 C APACIDADE DE LIGAÇÃO DO FERRO À TRANSFERRINA A capacidade de ligação de ferro total (TIBC) mede a quantidade de transferrina que apareceria no plasma, se toda ela estivesse saturada de ferro A porcentagem da saturação é obtida dividindo-se o resultado de ferro sérico pelo TIBC, o que revela a quantidade real de transferrina saturada Normal: 20 a 50% de transferrina saturada

8 O BJETIVOS Estimar o armazenamento de ferro total. Auxiliar no diagnóstico de hemocromatose Auxiliar na distinção de anemia por deficiência de ferro ou de anemia devido à doença crônica Auxiliar a avaliar estado nutricional

9 Avaliação das anemias: - Anemia ferropriva, o nível de transferrina está elevado, mas seu percentual de saturação é baixo - Anemia das doenças crônicas, a transferrina apresenta-se normal, e o percentual de saturação está aumentado.

10 R EFERÊNCIAS B IBLIOGRÁFICAS ade_de_liga%C3%A7%C3%A3o_de.htm ade_de_liga%C3%A7%C3%A3o_de.htm CAPACIDADE_LIGACAO_FERRO.pdf CAPACIDADE_LIGACAO_FERRO.pdf /ency/article/ htm /ency/article/ htm nding/analytes/tibc/glance.html nding/analytes/tibc/glance.html

11 Obrigado!


Carregar ppt "M ONITORIA DE B IOQUÍMICA E L ABORATÓRIO C LÍNICO T RANSFERRINA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google