A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CORRIDA DE RUA, UMA AÇÃO DE PROMOÇÃO DE SAÚDE DOS EMPREGADOS Autores: Wilson Neiva Milan Caldas Bruno Fernandes Gomes Data: 18/03/2011.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CORRIDA DE RUA, UMA AÇÃO DE PROMOÇÃO DE SAÚDE DOS EMPREGADOS Autores: Wilson Neiva Milan Caldas Bruno Fernandes Gomes Data: 18/03/2011."— Transcrição da apresentação:

1 CORRIDA DE RUA, UMA AÇÃO DE PROMOÇÃO DE SAÚDE DOS EMPREGADOS Autores: Wilson Neiva Milan Caldas Bruno Fernandes Gomes Data: 18/03/2011

2 AÇÃOEFEITO Globalização Trouxe transformações e desafios para todos. As empresas mudaram, as pessoas mudaram, os conceitos mudaram. Nada do que foi será! Mudar é Necessário, Urgente e Saudável. Significado do Trabalho O trabalho apresenta-se como Propiciador de Qualidade de Vida e como Agravante de Qualidade de Vida (antagonismos nas dialéticas existentes). O trabalho deve ser visto, sempre, de forma positiva, como elemento inerente ao ser humano, pois através dele a vida é construída. Empresa Não podemos nos esquecer que a empresa é uma instituição social. Reconhecimento histórico e universal de que a Atividade Física é um dos meios mais eficazes para a condução das pessoas a uma melhor Qualidade de Vida e, pelos seus valores, é um direito fundamental de todos. (UNESCO, 1978 e FIEP, 2000, art. 1º). Atividade Física no Programa de Qualidade de Vida CORRIDA DE RUA, UMA AÇÃO DE PROMOÇÃO DE SAÚDE DOS EMPREGADOS

3 DOENÇAS E ACIDENTES DE TRABALHO CUSTAM ATÉ R$ 40 BILHÕES, ESTIMA DIRETOR DA PREVIDÊNCIA Paula Laboissière - Repórteres da Agência Brasil Fonte: Radiobrás – Agência Brasil 25 de Novembro de Última modificação em 27 de Novembro de 2007 Brasília - O Ministério da Previdência Social gasta atualmente quase R$ 9,8 bilhões ao ano em aposentadorias especiais e custos com acidentes de trabalho. Adicionados os custos indiretos, esse valor pode chegar a R$ 40 bilhões ao ano para o país, segundo o diretor do Departamento de Política de Saúde e Segurança Operacional do ministério, Remígio Todeschini. Não podemos debitar essa conta ao trabalhador. Quando acontece o acidente ou a doença, quem está pagando a conta hoje no Brasil é a Previdência Social. No fundo, são todos os cidadãos, disse Todeschini. "É preciso alertar os empresários para que estimulem a prevenção: quem oferece ambiente propício a mais doenças, mais acidentes, mais mortes, deve pagar essa conta", defende. Fonte: Radiobrás – Agência Brasil (*) Conselho Nacional de Previdência Social – CNPS mediante Resolução MPS/CNPS Nº 1.308, de 27 de maio de 2009, publicada no Diário Oficial da União – DOU Nº 106, Seção 1, do dia 5 de junho de 2009 CORRIDA DE RUA, UMA AÇÃO DE PROMOÇÃO DE SAÚDE DOS EMPREGADOS

4 Deaths attributed to 19 leading factors, by country income level, 2004 > 3 Million Deaths

5 CORRIDA DE RUA, UMA AÇÃO DE PROMOÇÃO DE SAÚDE DOS EMPREGADOS Maior fabricante mundial de componentes eletrônicos com 300 mil funcionários.

6 CORRIDA DE RUA, UMA AÇÃO DE PROMOÇÃO DE SAÚDE DOS EMPREGADOS

7 Em dez anos, a inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) ficou em 105,5%, enquanto que os reajustes autorizados pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) para planos de saúde antigos variou de 154,80% a 200,32%. No mesmo período, os reajustes autorizados pela agência para os contratos novos de planos de saúde acumula alta de 136,65%. Dados do IDEC (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor).

8 CORRIDA DE RUA, UMA AÇÃO DE PROMOÇÃO DE SAÚDE DOS EMPREGADOS Fator de aumento dos Planos de Saúde aplicados sobre o preço dos alimentos e produtos de higiene e limpeza – 1988 / 2007 (USA). 1 dúzia de ovos = $ 80,20 1 Kg de maça = $ 12,23 1 Kg de açúcar = $ 13,70 1 rolo de papel de higiênico = $ 24,20 1 dúzia de laranjas = $ 107,90 1 Kg de manteiga = $ 102,07 Fonte: INSTITUTO AMERICANO DE MEDICINA PREVENTIVA, Contribuição Prof. Ogata ABQV

9 CORRIDA DE RUA, UMA AÇÃO DE PROMOÇÃO DE SAÚDE DOS EMPREGADOS

10

11

12

13 Componentes Corporais – 2007MasculinoFeminino Média % de Gordura dos empregados participantes da Ação Corrida de Rua 14,5%20,2% 2007 COLESTEROL Participantes Masculino Participantes Feminino < 200 mg/dl52 %54 % 200 a 220mg/dl42 %43 % 221 a 250mg/dl4 %2 % > 251 mg/dl2 %1 % Protocolo de Pollock & Wilmore, Fonte - Instituto Nacional de Saúde – EUA – Síndrome Metabólica

14 CORRIDA DE RUA, UMA AÇÃO DE PROMOÇÃO DE SAÚDE DOS EMPREGADOS 2007 TRIGLICÉRIDES Participantes Masculino Participantes Feminino < 165 mg/dl 84 %92 % > 165 mg/dl 16 %8 % Fonte - Instituto Nacional de Saúde – EUA – Síndrome Metabólica Volume de Oxigênio MasculinoFeminino Participante da Ação 43 ml O2/Kg/min37 ml O2/Kg/min Não participante 28 ml O2/Kg/min25 ml O2/Kg/min Fonte - ACMS, 1980, Cooper, 1982 e Yazbek & Battistella, 1984.

15 EC Até 2 PROVAS EC + 3 PROVAS KZSCJC Total% EMP CONT TERC FRG PARTICIPANTES DA AÇÃO CORRIDA DE RUA CORRIDA DE RUA, UMA AÇÃO DE PROMOÇÃO DE SAÚDE DOS EMPREGADOS

16 Equipe da Eletrobrás Furnas na prova Circuito das Estações no Aterro do Flamengo – Rio Março de 2011.

17 CORRIDA DE RUA, UMA AÇÃO DE PROMOÇÃO DE SAÚDE DOS EMPREGADOS

18

19

20 CONCEITO Cuidar de si, para que possa cuidar de todos os processos da vida. Leonardo Boff – Sociólogo e escritor. Ética Humana, 2003

21 CORRIDA DE RUA, UMA AÇÃO DE PROMOÇÃO DE SAÚDE DOS EMPREGADOS Obrigado pela atenção de todos vocês. Trabalhando na Eletrobrás Furnas com a Educação Física para a Saúde e Qualidade de Vida das pessoas.

22 CORRIDA DE RUA, UMA AÇÃO DE PROMOÇÃO DE SAÚDE DOS EMPREGADOS


Carregar ppt "CORRIDA DE RUA, UMA AÇÃO DE PROMOÇÃO DE SAÚDE DOS EMPREGADOS Autores: Wilson Neiva Milan Caldas Bruno Fernandes Gomes Data: 18/03/2011."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google