A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

 Cavitação em dissipador de energia e canais em rampas  Engenheiro Plínio Tomaz.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: " Cavitação em dissipador de energia e canais em rampas  Engenheiro Plínio Tomaz."— Transcrição da apresentação:

1  Cavitação em dissipador de energia e canais em rampas  Engenheiro Plínio Tomaz

2  Cavitação em bombas centrífugas  Cavitação em reduções  Cavitação em dentes  Cavitação em túneis  Etc

3

4

5  Caso de estrutura côncava  σ c = ( y.cos θ + y.V 2 /gRc + p b – p v ) / (V 2 /2g)   Caso de estrutura convexa   σ c = ( y.cos θ - y.V 2 /gRc + p b – p v ) / (V 2 /2g)

6 Côncavo Convexo

7 Estrutura ou tipo de irregularidade σ Referência Entrada de tunel1,5Tullis, 1981 Expansão súbita em tunel1,0* a 0,19Russe, 1967 e Rouse, 1966 Pilar de Impacto Com forma piramidal1,4 a 2,3Galperin, 1977 Com forma triangular (USBR Tipo III) 0,33Khatsuria, 2000 Bloco em forma de T( Bhavani bacia de dissipação) 0,68Kuttiammu, 1951 Superficie de vertedouros0,20Falvey, 1982 Comportas fixas e removiveis0,20 a 0,30Wagner, 1967 e Ball, 1976 Concreto aspero com 20mm de depressão máxima 0,60Ball, 1976 Declividade no fluxo da água0,20Ball, 1976 Arndt, 1977 Falvey, 1982 Declividade ao longo do escoamento0,20 Diferença de nivel acima do fluxo da água não excedendo 6mm 1,6 a Diferença de nivel abaixo do fluxo da agua não excedendo 6mm 1,0 Dente final na bacia de dissipação1,05 a 1,75 Jato de água em dissipador0,15 a 0,70

8 Sem danos Haverá danos

9

10  σ c = ( y.cos θ + y.V 2 /gRc + p b – p v ) / (V 2 /2g)  Como temos um plano Rc= infinito e portanto, yV 2 /gRc=0  σ c = ( y.cos θ + p b – p v ) / (V 2 /2g)  σ c = ( y.cos θ + 9,5– 0,235 ) / (9,1 2 /2x9,81)  θ=0 cos θ=1  σ c = ( y + 9,5 – 0,235 ) / (9,1 2 /2x9,81)  σ c = ( y + 9,265 ) /4,22  y= 4,9mca-2,00= 2,9mca  σ c = ( 2,9 + 9,265 ) /4,22= 2,9 >2,3 OK   Consultando a Tabela (91.3) o valor de σ=2,3 e como obtemos o valor 2,9 que é maior que 2,3 e supondo 100 horas de operação, entrando na Figura (91.7) verificamos que não haverá danos na estrutura.

11  Fonte:  Site:  Em complementos do livro Cálculos hidrológicos e hidráulicos para obras municipais  Engenheiro Plinio Tomaz 


Carregar ppt " Cavitação em dissipador de energia e canais em rampas  Engenheiro Plínio Tomaz."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google