A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Poesia de: Lupércio Mundim. Ipameri, terra querida, entre teus rios fui acolhido, embora aqui não tenha nascido, a te amar passei a vida.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Poesia de: Lupércio Mundim. Ipameri, terra querida, entre teus rios fui acolhido, embora aqui não tenha nascido, a te amar passei a vida."— Transcrição da apresentação:

1 Poesia de: Lupércio Mundim

2 Ipameri, terra querida, entre teus rios fui acolhido, embora aqui não tenha nascido, a te amar passei a vida.

3 Em tuas ruas de terra fui feliz desde menino, fui coroinha, toquei o sino, de mamonas fiz a guerra.

4 Em frente ao Correio encontra-se meu paraíso, faço tudo o que for preciso para lá chegar de qualquer meio.

5 Foi mágica minha infância, de tanto carinho cercado, menino queria ter ficado para não sentir sua vacância.

6 Vieram os anos dourados, foi animada minha juventude, contra a ditadura tomei atitude pois queriam os jovens calados.

7 Então meus filhos nasceram e a Ipameri logo foram levados, para que ficassem apaixonados pela cidade que conheceram.

8 A velhice chegou de mansinho, mas meu amor só fez aumentar, aproxima-se a hora de voltar, de sentir no coração teu carinho.

9 Vou afastar-me de minha lida, deixar seu encanto me cativar, quero minhas amizades reativar, pois em Ipameri vou amar a vida!

10 Textos, fotos e criação de: Lupércio Mundim Música: Wave Executada por: Luciano Quiñones Foto: Recebimento do título de Cidadão Ipamerino


Carregar ppt "Poesia de: Lupércio Mundim. Ipameri, terra querida, entre teus rios fui acolhido, embora aqui não tenha nascido, a te amar passei a vida."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google