A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ATUAÇÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL NO ÂMBITO HOSPITALAR E NA COORDENAÇÃO DE BRINQUEDOTECA: RELATO DE EXPERIENCIA NO HOSPITAL DE REFERENCIA EM DOENÇAS INFECTO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ATUAÇÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL NO ÂMBITO HOSPITALAR E NA COORDENAÇÃO DE BRINQUEDOTECA: RELATO DE EXPERIENCIA NO HOSPITAL DE REFERENCIA EM DOENÇAS INFECTO."— Transcrição da apresentação:

1 ATUAÇÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL NO ÂMBITO HOSPITALAR E NA COORDENAÇÃO DE BRINQUEDOTECA: RELATO DE EXPERIENCIA NO HOSPITAL DE REFERENCIA EM DOENÇAS INFECTO CONTAGIOSAS EM NATAL RN Roberta Nunes; Bosco Barbosa

2 ATUAÇÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL NO ÂMBITO HOSPITALAR E NA COORDENAÇÃO DE BRINQUEDOTECA: RELATO DE EXPERIENCIA NO HOSPITAL DE REFERENCIA EM DOENÇAS INFECTO CONTAGIOSAS EM NATAL RN Introdução: A enfermaria de pediatria do Hospital Giselda Trigueiro reaberta após oito anos de reformas, com a capacidade de acolher 24 crianças e seus acompanhantes possui em suas dependências uma brinquedoteca, sob a coordenação de uma terapeuta ocupacional cujas atribuições demandam a supervisão de brinquedistas e da dinâmica de funcionamento seguindo normas e rotinas específicas do setor com ações norteadas pela política nacional de humanização. Objetivo: Relatar a experiência exitosa da atuação da terapia ocupacional na esfera hospitalar e na coordenação da brinquedoteca socializando as ações em uma unidade hospitalar de referencia em doenças infecto contagiosas. Metodologia: A terapia ocupacional, como profissional membro da equipe multidisciplinar do processo de cogestão vigente na unidade atua nos diversos setores da enfermaria. Através da parceria com a CCIH foi criado protocolos, como normas e rotinas do setor, seleção de brinquedos adequados para o manuseio das crianças, como atribuições dos brinquedistas durante as atividades. As crianças que ao serem admitidas na enfermaria e que necessitam de isolamento, o profissional de Terapia Ocupacional após solicitação do parecer médico avalia o contexto e as necessidades, pois a criança neste período além de muitas vezes não entender seu processo de adoecimento, e o porquê do seu período de isolamento ainda é privada de conviver com outras crianças e sofre restrição de visitas junto aos familiares, necessitando ser acolhida frente a essa demanda que isola e restringe as atividades da criança, onde o profissional irá intervir buscando incluir atividades adaptadas ao seu momento específico preparando-a para sair desta fase de modo a evitar comprometimentos e prevenir sequelas mediante ao quadro e sua patologia. Assim todos os materiais e brinquedos utilizados são previamente separados para a criança de acordo com sua faixa etária para que a mesma os utilize durante esse período. A família é também orientada quanto ao uso desses materiais e aquisição dos mesmos com autorização prévia do profissional. Sendo entregue após sua saída do isolamento na brinquedoteca lacrados em um saco entregues no ato da aquisição para futura desinfecção junto à brinquedistas. Resultado: Uma equipe multidisciplinar cuja missão é levar o brincar em todas as instancias durante sua estadia hospitalar, utilizando o brincar como instrumento terapêutico. Conclusão e Discussão: A atuação do terapeuta ocupacional e a brinquedoteca vem se configurando um espaço rico de possibilidades onde a criança e seu acompanhante experimentam experiências muito significativas durante sua estadia hospitalar sendo este espaço coadjuvante no processo de tratamento e reabilitação da criança.

3 yyyyy Datas festivas Brincando de MédicoAdaptando o Brincar Programa de Atividades Equipe Multidisciplinar Brincar no Isolamento


Carregar ppt "ATUAÇÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL NO ÂMBITO HOSPITALAR E NA COORDENAÇÃO DE BRINQUEDOTECA: RELATO DE EXPERIENCIA NO HOSPITAL DE REFERENCIA EM DOENÇAS INFECTO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google