A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Observatório Nacional de Clima e Saúde Projeto www.climasaude.icict.fiocruz.br VIGIDESASTRES - 3° Seminário Nacional sobre Saúde em Desastres, 5, 6 e 7.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Observatório Nacional de Clima e Saúde Projeto www.climasaude.icict.fiocruz.br VIGIDESASTRES - 3° Seminário Nacional sobre Saúde em Desastres, 5, 6 e 7."— Transcrição da apresentação:

1 Observatório Nacional de Clima e Saúde Projeto VIGIDESASTRES - 3° Seminário Nacional sobre Saúde em Desastres, 5, 6 e 7 de outubro de 2011, Brasília/DF. Christovam Barcellos, Fiocruz Antonio Miguel Vieira Monteiro, INPE

2 Clima e Sa ú de nas Visões do Gestor e da M í dia: Qual a nossa parcela de Responsabilidade ? Slide: Xris Barcellos

3 Clima e Sa ú de no Debate Cient í fico: Qual a nossa parcela de Responsabilidade ?

4

5 mudanças climáticas Na saúde, as mudanças climáticas podem potencializar... Mortes por impacto direto (causas externas) de ondas de calor, ventos, inundações e secas; [??] [Como e Onde e com que Intensidade] Furacão Catarina, RS e SC, 2004

6 mudanças climáticas Na saúde, as mudanças climáticas podem potencializar... A expansão das áreas de transmissão de doenças relacionadas a vetores; [??] Área de transmissão de dengue no Brasil [Em que Condições]

7 Mapas Clima e Saúde: O lugar como determinante. Um passado com Mapas Distribuir, localizar e associar. Malária em Nápoles, Vento e Mangue Lancisi, 1711 Localização Associou a ocorrência da malária mas não identificou o processo de produção da doença. (Localização) Slides de Luisa Iñiguez Rojas. Centro de Estudios de Salud y Bienestar Humanos. Universidad de La Habana. Cuba

8 mudanças climáticas Na saúde, as mudanças climáticas podem potencializar... Aumento dos riscos de incidência de doenças de veiculação hídrica; [??] [Como e Onde e com que Intensidade] Manancial de água de Angra dos Reis, 2007

9 mudanças climáticas Na saúde, as mudanças climáticas podem potencializar... Potencialização do efeito da poluição atmosférica sobre a saúde. [??] [Em que Condições] ; Queimadas na Amazônia e doenças respiratórias

10 Uma conversa em uma cidade do país... (22/02/2011) PREFEITO: As pessoas da comunidade ajudariam a prefeitura “ não fazendo casas ondem não devem ” MORADORA DE ÁREA DE RISCO: “ Mas a gente est á aqui porque não tem condição de ter uma moradia digna.” PREFEITO: “ Minha filha, então morra, morra ! ” Fonte:Transcrição de Matéria Jornalítica GloboNews postada em YouTube: Fonte: Blog A Identidade Bentes:,Publicado em 22/2/2011:

11 Muitas incertezas Poucos estudos Algumas expectativas Algumas regiões vão ficar mais secas Outras mais úmidas Vai aumentar a variabilidade É preciso monitorar e informar

12 No mesmo ano (2005), o Acre viveu sua maior cheia e a maior seca.

13 Christovam Barcellos, Antonio Miguel Vieira Monteiro, Carlos Corvalán, Helen C. Gurgel, Marilia Sá Carvalho, Paulo Artaxo, Sandra Hacon, Virginia Ragoni; Mudanças climáticas e ambientais e seus efeitos na saúde: cenários e incertezas para o Brasil. OPAS –Organização Pan-Americana da Saúde/MS-Ministério da Saúde, Série: Saúde Ambiental, n. 1, Brasília, 2008, 40p. [http://www.saude.gov.br/bvs] Republicado em Epidemiologia e Serviços de Saúde, Brasília, 2009, 18(3):

14 Mudanzas Teóricas. En la búsqueda de factores etiológicos, no se trata de más de ir detrás de la causa, sino de la trama de causas, de los contextos y de perfeccionar la interpretación de las localizaciones RELACIONES, ASOCIACIONES CAMADAS, ESTADÍSTICAS. Luisa Iñiguez Rojas. Centro de Estudios de Salud y Bienestar Humanos. Universidad de La Habana. Cuba

15 Mudanzas tecnológicas. Velocidad, manejo de grandes volúmenes de datos, capacidad de análisis, mapas... Luisa Iñiguez Rojas. Centro de Estudios de Salud y Bienestar Humanos. Universidad de La Habana. Cuba

16 TODOS MENTIMOS COM MAPAS Mas…

17 Mudança Política. Acesso a Dados e Informações e seu Compartilhamento Possibilidade de Criar seus próprios mapas! Projeto

18 Precisamos... - Reunir, Disponibilizar e Analisar dados sobre clima, ambiente e saúde; - Manter um sistema de informações para alertas, estudos e debates; - Ouvir o cidadão e suas preocupações; - Estimular pesquisas e promover o retorno dos resultados para a população; Projeto

19 Observatório Nacional de Clima e Saúde Projeto

20 SIA Sistemas de Informações Ambientais SIS Sistemas de Informações de Saúde SIC Sistemas de Informações Climatológicas SISE Sistemas de Informações Sócio-econômicas Migração, População, Vulnerabilidade Dados brutos (precipitação, temperatura) Previsões Notificações, Internações, Mortalidade. Séries históricas Imagens. Queimadas, Uso e cobertura do solo Dados Projeto Modelos de previsão e de risco Teorias Experiências AnáliseComunicação Gestores Alerta Cidadãos Informação permanente Especialistas Dados, ferramentas O Observatorium se constrói em etapas Evidências Eventos Fotografias Depoimentos

21 Projeto Observatorium: Fase 1 Habeas Data !!! Habeas Data !!! Projeto Observatorium: Fase 2 Habeas Knowledge !!! Habeas Knowledge !!!

22 "Retorne a incidência de dengue, precipitação acumulada e queimadas para esta região em fevereiro de 2008". “Retorne os eventos de desmatamento que ocorreram entre fevereiro de 2008 e maio de 2008 dentro de uma área retangular escolhida” Incidência de Maláriaprecipitação acumuladadesmatamentoBoca do Acre outubro de 2008 e janeiro de 2009 “Retorne a Incidência de Malária, a precipitação acumulada e o desmatamento para Boca do Acre entre outubro de 2008 e janeiro de 2009” Desejo: Recuperar dados para Questões como estas

23 Premissas Projeto [1]-Acesso único as Bases Distribuídas Acesso aos Dados Espaciais e não a Desenhos. [2]-Base Viva: Posssibilidade de Interação direta com o Observatorium. [3]-O Produtor do Dado deve ser impactado minimamente nos seus processos. [4]-Além de um Portal tradicional [1]-Acesso único as Bases Distribuídas Acesso aos Dados Espaciais e não a Desenhos. [2]-Base Viva: Posssibilidade de Interação direta com o Observatorium. [3]-O Produtor do Dado deve ser impactado minimamente nos seus processos. [4]-Além de um Portal tradicional

24 Solu ç ões no Mundo Hoje Projeto Dois Modelos Dois Modelos

25 Modelo [1]: Alta Gastronomia Chef Adria Ferran, El Bulli Cardápio Único, Consistência

26 Os Dados no Modelo [ Alta Gastronomia ] Saúde INPE Fiocruz MS Ambientais Tempo&Clima Indicadores de Saúde Indicadores de Saúde - socioeconomia

27 Modelo [2]: Fast Food Vários Chefs Anônimos Replicação, Disponibilidade

28 Modelo [2]: Tecnologias Projeto Custo x Consistência x Durabilidade x Disponibilidade x Desempenho Voltado para: grandes bases de dados (PB de dados com alta taxa de crescimento) distribuídos entre milhares de nós espalhados em diferentes data centers (formando clusters) e com necessidade de acesso instantâneoPBdata centersclusters

29 Ambientais Tempo&Clima Saúde Indicadores de Saúde Saúde Fiocruz Indicadores de Saúde - socioeconomia Dado é mantido em guarda daCorporação. Dado é mantido em guarda da Corporação. O Dado é reprocessado para operar neste ambiente não relacional Os Dados no Modelo [ Fast Food]

30 Projeto Decisão (viável) de TI neste Momento Acesso  Modelo de Acesso por Serviços [+] Inovação  Consulta Distribuída

31 Definição do problema

32 Incidência de malária, precipitação acumulada e desmatamento para uma dada região em uma determinada data Projeto O Observatorium se constrói... Com nova tecnologia

33 Incidência de malária, precipitação acumulada e desmatamento para uma dada região em uma determinada data

34 Sistemas com acesso a fonte de dado proprietária serviços Observatório – acesso a várias fontes de dados distribuídas independentes através de serviços

35 Serviço Estratégia: Acesso Distribuído as Fontes de Dados

36 Para Além do Acesso…

37 Fontes de dados

38

39 Uso Direto Sobre Base da ANA e DATASUS: Sem Recuperação de Dados

40 Consultas sobre Bases Geograficamente Distribuídas: Com Visualização e Recuperação de Dados

41

42 Manaus: Doenças relacionadas ao saneamento Semi-árido: Seca e Doenças relacionadas ao saneamento Cuiabá, Porto Velho e Rio Branco: Doenças respiratórias e queimadas Rio de Janeiro: Doenças transmitidas por vetores Santa Maria: Eventos extremos e causas externas O Observatorium se constrói... descentralizado Sítios sentinela

43 Estabelecimentos de saúde (CNES) Incidência de doenças (SINAN, SIM e SIH) Base cartográfica O Observatorium se constrói... Sobrepondo camadas interoperáveis Projeto

44 Encontro de produtores e usuários de dados Dias 19 e 20 de maio de 2009, Brasília.. Representantes do IBGE, do Datasus, da Agência Nacional das Águas (Ana), dos ministérios da Saúde (MS), do Meio Ambiente (MMA) e da Ciência & Tecnologia (MCT), além da Saúde (SVS e Fiocruz). Objetivos: Lançamento do projeto, organização de fontes de dados e discussão de mecanismos de gestão. O Observatorium se constrói... Com participação Projeto

45 Queimadas e doenças respiratórias Porto Velho, 8 e 9 de setembro de Objetivo: Discutir a qualidade dos dados disponíveis no Brasil a respeito de tais agravos, bem como, identificar melhores indicadores a serem disponibilizados pelo Observatorium. 1ª Oficina de seleção de indicadores de agravos a saúde de doenças respiratórias e cardiovasculares para compor o Observatorio O Observatorium se constrói... Com resgate do conhecimento existente Projeto

46 O rio e as doenças relacionadas à água em Manaus Manaus, Junho de Objetivo: Descrever as vulnerabilidades à saúde devido às mudanças ambientais e climáticas; e identificar os possíveis riscos à saúde atuais e futuros, bem como as medidas de adaptação e intervenções necessárias, com a finalidade de reduzir vulnerabilidade das populações. Oficina vulnerabilidade e as previsões dos efeitos das mudanças climáticas na saúde pública no município de Manaus O Observatorium se constrói... Com resgate do conhecimento existente Projeto

47 Doenças Transmitidas por Vetores Dias 29 e 30/11, no Rio de Janeiro, Objetivo: selecionar os indicadores ambientais, climáticos, sociais e de saúde que possam ser usados para o monitoramento das doenças transmitidas por vetores (dengue, febre amarela, leishmaniose e malária) em função das mudanças climáticas e ambientais. Oficina de seleção de Indicadores de Exposição e para Doenças Transmitidas por Vetores para compor o Observatorium O Observatorium se constrói... Com resgate do conhecimento existente Projeto

48 Queimadas e transporte de poeiras a longa distância O Observatorium se constrói... Modelos de previsão Projeto

49 O Observatorium se constrói... Tecnologia de Informação livre e aberta Projeto

50 Geotecnologias Estratégicas aRT

51 O Observatorium se constrói... Tecnologia de Informação livre e aberta... Projeto Com convergência.. aRT

52 Representantes da Sociedade Civil COEP – Rede Nacional de Mobilização Social FBMC - Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas FBOMS - Fórum Brasileiro de ONG’s e Movimentos Sociais para o Desenvolvimento Sustentável e o Meio Ambiente Saúde e Alegria - PSA O Observatorium se constrói... Participação Projeto

53 Observatório Nacional de Clima e Saúde Projeto

54 Laboratório TerraME-Galileu INPE, São José dos Campos 645 m 2 de Área Construída

55


Carregar ppt "Observatório Nacional de Clima e Saúde Projeto www.climasaude.icict.fiocruz.br VIGIDESASTRES - 3° Seminário Nacional sobre Saúde em Desastres, 5, 6 e 7."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google