A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Trabalho realizado por: Ana Luisa Custódio, n.º1 Ana Rita Martins; n.º 2 David Trindade, n.º8 José Rosário, n.º13 2011/2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Trabalho realizado por: Ana Luisa Custódio, n.º1 Ana Rita Martins; n.º 2 David Trindade, n.º8 José Rosário, n.º13 2011/2012."— Transcrição da apresentação:

1 Trabalho realizado por: Ana Luisa Custódio, n.º1 Ana Rita Martins; n.º 2 David Trindade, n.º8 José Rosário, n.º /2012

2 Detetar a presença de metais pesados na água das salinas.

3 A escala do pH permite-nos comparar os graus de acidez e de basicidade de uma solução, com a temperatura a 25ºc a escala varia de Os sais são substancias sólidas à temperatura ambiente. Temos sais solúveis (sais que se dissolvem facilmente na água) e sais insolúveis (que se dissolvem mal na água).

4 Ao misturarmos dois sais solúveis ocorre uma reação química da qual resulta um sal insolúvel e ocorre uma reação de precipitação. O sal insolúvel chama-se precipitado Medimos o pH para ver se a água era ácida ou básica, fomos ver a turbidez da água para ver se estava limpa a olho nu. As tabelas de solubilidade permitem prever qual o sólido que se formará numa reação de precipitação

5 Material: - Régua 50 cm. - Balão Erlenmeyer com rolha. - Gobelé. - Termómetro. - Papel indicador de Ph. - Maquina fotográfica ou de filmar. - Tubos de ensaio. - Suporte de tubos de ensaio. - Conta gotas. Reagentes: -Solução de iodeto de potássio. -Solução de carbonato de sódio. -Solução de tiocianato de amónio. -Solução de cloreto de hidrogénio. -Solução de ferrocianato de potássio.

6 Parte I Passo 1: Tirar uma amostra da água com gobelé. Passo 2: Medir a temperatura da água com um termómetro. Passo 3: Medir a profundidade da água, a olho nu e com régua. Passo 4: Medir o pH da água Passo 5: Fotografar a área em torno das salinas para ver se tinha lixo.

7 Parte II Passo 1 : Juntar cerca de 5ml de água recolhida e adicionar 5 gotas das seguintes soluções: iodeto de potassio para detetar a presençade chumbo; Carbonatom de sódio para detetar a presença de cálcio; Tiocianato de amónio para detetar a presença de frorro; Cloreto de hidrogénio para detetar a presença de alumínio; Ferrocianato de potácio para detetar zinco;

8 Parte I- A água das salinas tinha como temperatura 20ºC a sua profundidade é de 13cm e o pH é de 6 Parte II- A água das salinas com a presença de carbonato de sódio formou um sólido branco e com ferracionato de potássio formou um sólido amarelado.

9 Concluímos que na água das salinas Bias do Sul temos a presença de cálcio e zinco. A formação de um sólido implica a presença do metal pesado que está a ser testado, neste caso formaram-se sólidos com a presença do carbonato de sódio – cálcio e com a presença de ferrocianato de potássio - zinco. O pH da água das salinas está normal. Também concluímos que não havia assim tanta poluição na água.

10 Quando fomos às salinas tivemos alguma dificuldade em medir a temperatura da água com o termómetro. Na aula quando fomos ver se havia metais pesados na água das salinas não conseguimos organizar-nos.


Carregar ppt "Trabalho realizado por: Ana Luisa Custódio, n.º1 Ana Rita Martins; n.º 2 David Trindade, n.º8 José Rosário, n.º13 2011/2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google