A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Semicondutores e as suas Aplicações. Semicondutores Um material é semicondutor se, a determinada temperatura, é possível, reversivelmente, variar a sua.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Semicondutores e as suas Aplicações. Semicondutores Um material é semicondutor se, a determinada temperatura, é possível, reversivelmente, variar a sua."— Transcrição da apresentação:

1 Semicondutores e as suas Aplicações

2 Semicondutores Um material é semicondutor se, a determinada temperatura, é possível, reversivelmente, variar a sua condutividade através de várias gamas de magnitude, através do uso de meios eléctricos ou químicos Podem ser do tipo N ou P, o qual indica se têm altas (N) ou baixas (P) concentrações de electrões Semicondutores

3 Aplicações dos semicondutores Os semicondutores podem ser encontrados em: - Interior dos microprocessadores - Transístores - Todos os equipamentos que usam ondas de rádio Semicondutores

4 Memória RAM RAM é um tipo de memória de acesso aleatório (Random Access Memory) É aplicada em computadores pessoais, PDA’s e em quase todo o tipo de equipamento que lide com grandes quantidades de informação ao mesmo tempo Semicondutores

5 Utiliza semicondutores de óxidos e metais É um tipo de memória volátil É de rápido acesso Semicondutores

6

7 Memória ROM É uma memória não volátil Os dados gravados não podem ser alterados, ou requerem uma operação especial para poderem ser alterados. Ao contrário das memórias RAM, os dados não se perdem ao desligar a fonte de energia Semicondutores

8 ROM EPROM EEPROMFLASH Semicondutores

9 Chips ROM Ao contrário da memória RAM (que usa transístores), a ROM utiliza um diodo para criar as ligações dentro do chip O diodo (um semicondutor) controla, entre outros, a direcção de corrente eléctrica. Têm a vantagem de, depois da sua programação completa, serem bastante baratos (apenas alguns cêntimos), usam muito pouca energia, são bastante seguros e, nos casos de componentes electrónicos mais pequenos, contêm toda a programação necessária Semicondutores

10 Chips PROM (Programmable ROM) Foi criada devido ao elevado custo de criar uma pequena quantidade de chips ROM de origem São bastante baratos e podem ser programados com uma ferramenta especial chamada de “programador” Só podem ser programadas uma vez e são mais frágeis que as ROM’s A sua forma de gravação de dados é através da queima das ligações existentes entre as duas camadas Semicondutores

11

12 Chips EPROM Bastante semelhante à PROM mas é apagável Para a apagar é preciso um emissor especial de luz UV, a uma determinada frequência Não se podem apagar dados selectivamente, apaga-se tudo de uma vez só Semicondutores

13 Chips EEPROM Bastante semelhante à EPROM, mas ao apagar, o chip não necessita de ser totalmente apagado Para mudar os conteúdos do chip, não é preciso equipamento adicional Em vez de usar luz UV, utiliza campos eléctricos para gravar os dados Os dados são mudados em grupos de 1 byte, o que torna o chip lento Semicondutores

14 Chips FLASH Tecnologia que surge como resposta à lentidão dos chips EEPROM Os dados são escritos em blocos de 512 bytes Ocupa muito pouco espaço Usa tecnologia muito compacta, o que faz com que seja bastante resistente É muito pequena e fácil de transportar Semicondutores

15 Cartões de Memória FLASH SmartMedia (SM) CompactFlash (CF) MemoryStick (MS) SecureDigital (SD) Pen Drives Semicondutores

16 Cartões SmartMedia (SM) Mais pequenos que uma caixa de fósforos e mais finos que um cartão de crédito Não possuem um controlador (este tem que ser integrado no aparelho de destino), é apenas memória compactada entre duas camadas de plástico. Normalmente, a sua capacidade máxima é 64 Mb ou 128 Mb Já caíram em desuso devido a certas incompatibilidades e fraca resistência Semicondutores

17

18 Cartões CompactFlash (CF) Possuem chips de memória e um controlador dedicado Quase não há problemas de incompatibilidade Nos cartões com capacidade superior a 2 Gb é utilizado o sistema de ficheiros FAT32 Há dois tipos de CF: Tipo I (3.3 mm de espessura) e Tipo II (5 mm) As câmaras de Tipo II conseguem usar também o Tipo I mas não ao contrário Os cartões CF estão disponíveis desde 8 Mb até 8 Gb Semicondutores

19 CF Tipo II e Tipo I, comparativamente Cartões CF com capacidades desde 256 Mb até 4 Gb Semicondutores

20 Cartões MemoryStick (MS) Na sua versão original estavam disponíveis numa gama desde os 4 Mb ate aos 128 Mb (1999), bastante lentos comparativamente aos dias de hoje Os MS-Pro têm Capacidades até aos 2 Gb e velocidades de transferência até 15 Mbps Foi também criado o MS Duo – um cartão MS com metade do tamanho normal para poder ser utilizado em aparelhos com menos espaço, é necessário um adaptador para utilizar este tipo de cartões nos aparelhos mais antigos Semicondutores

21 Memory Stick – 128 Mb Memory Stick PRO – 1 Gb Memory Stick PRO High Speed – 2 Gb Semicondutores

22 MS Duo - AdaptadorMS Duo – 16 Mb MS PRO Duo – 1 Gb Semicondutores

23 Cartões Secure Digital (SD) Originalmente desenhados para servir de suporte a música digital, e assim prevenir a pirataria Suporte de excelência devido ao seu pequeno tamanho e pouco consumo de energia As suas capacidades variam entre os 16 Mb e os 4 Gb Embora seja bastante mais rápido que os MMC, os seus cartões de alta velocidade têm taxas de transferência aproximadas aos 2 Mb/s Semicondutores

24

25 Pen Drives Utiliza memória Flash Dependendo da aparelho, é possível transportar ficheiros até 2 Gb Utiliza tecnologia Plug & Play com USB Semicondutores

26

27 Trabalho elaborado por Tiago Gala Aplicações Informáticas B | I.P.S.B. | 2005/2006


Carregar ppt "Semicondutores e as suas Aplicações. Semicondutores Um material é semicondutor se, a determinada temperatura, é possível, reversivelmente, variar a sua."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google