A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TIC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO AULA 2 Produção Acadêmica da Pós-Graduação Lato Sensu.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TIC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO AULA 2 Produção Acadêmica da Pós-Graduação Lato Sensu."— Transcrição da apresentação:

1 TIC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO AULA 2 Produção Acadêmica da Pós-Graduação Lato Sensu

2 Aula (CH)ConteúdoLeitura Indicada 2ª aula 3hs Unidade – Conceitos: Dados, Informação e conhecimento 3.2 – Gestão do Conhecimento 3.3 – Capitais do Conhecimento Capital Ambiental Capital Estrutural Capital Humano Capital Relacionamento 3.4 – Indicadores de excelência – Best place to work Definir os grupos do trabalho. Distribuir os temas para os grupos. Divulgar o critério de avaliação da disciplina. CAVALCANTI, Marcos; GOMES, Elizabeth; PEREIRA, André. Gestão de Empresas na Sociedade do Conhecimento. In: _________. Gestão de Empresas na Sociedade do Conhecimento. Um Roteiro para Ação. Rio de Janeiro: Campus, 2001, p NONAKA, I e TAKEUCHI, H. Criação do Conhecimento na Empresa.. Rio de Janeiro, Campus, 1997 STEWART, T.A. Capital Intelectual : a vantagem competitiva das empresas. Rio de Janeiro, Campus, SVEIBY, K.E. A Nova Riqueza das Organizações : Gerenciando a Avaliando Patrimônios de Conhecimento. Rio de Janeiro, Campus, STAREC, C. (org). Gestão Estratégica da Informação e Inteligência Competitiva. Rio de Janeiro, Saraiva, 2005 Plano de Aula

3 Sociedade do Conhecimento: Os Capitais do Conhecimento 1. Dado, informação e conhecimento 2. Capitais do Conhecimento Capital Ambiental Capital Intelectual Capital de Relacionamento Capital Estrutural 3. Indicadores de Excelência

4 Dado x Informação X Conhecimento

5 Dado (There Is) No Greater Love.mp3 Samba brasileiro.mp3 Cássia Eller Geração Coca-Cola (Vivo).mp3 Dado é um símbolo (letra ou número). Por exemplo: palavras, nomes, números, horas, fotos, figuras, sons. São apresentados de forma primária; Dados podem ser descritos, armazenados e manipulados por computadores.

6 Quando os dados (fatos) estão organizados, arranjados e relacionados de uma maneira significativa, eles se tornam informação. A definição de diferentes relações resulta em diferentes informações. Regras e Relações podem ser estabelecidas para organizar os dados em informação útil e valiosa Informação

7 Informação é o conjunto de fatos organizados de tal forma que adquire valor adicional além do valor do fato em si mesmo. A transformação de dados em informação é um processo, ou seja, um conjunto de tarefas logicamente relacionadas, executadas para a realização de um resultado definido.

8 O processo de definição de relações entre dados requer conhecimento. Conhecimento é o corpo ou são as regras, diretrizes e procedimentos usados para selecionar, organizar e manipular dados para torná-los úteis para uma tarefa específica. A informação pode ser considerada como um dado mais útil, significante, através da aplicação do conhecimento. texto Produção

9 É a capacidade que o homem tem de transformar os dados e as informações em algo útil e valorizado pela sociedade. O conhecimento é usado pelas pessoas quando elas tomam uma decisão ou executam uma ação. O conhecimento é algo pessoal, vivenciado por alguém. Não pode ser armazenado nem processado por computadores. Só pelas pessoas. Assim, é absolutamente errado falar de um "portal do conhecimento" em um computador. Em computadores só temos base de dados ou de informações. Se a informação está, como já dissemos, associada à semântica (ou ao significado), o conhecimento está associado à prática, à ação. Conhecimento

10 Conhecimento Explícito Documentado em livros, manuais ou portais. T ransmitido em linguagem formal e sistemática,através de correio eletrônico ou por via impressa. Exemplo: Uma receita que está em um livro de culinária. Conhecimento Implícito Ainda não foi documentado,mas pode vir a ser. Transmitido de forma mais ou menos sistemática. Exemplo: O caminho entre o local de trabalho e moradia. Conhecimento Tácito Não se tem consciência. É pessoal, adquirido através da prática, da experiência, dos erros e dos sucessos. Difícil de ser formulado e transmitido de maneira formal. Exemplo: A maneira da minha avó fazia quindim. Mas, o que é conhecimento?

11 Espiral e Conteúdo do Conhecimento Nonaka e Takeuchi Conhecimento TÁCITO em conhecimento EXPLÍCITO Conhecimento TÁCITO Conhecimento EXPLÍCITO T->T SOCIALIZAÇÃO Conhecimento Compartilhado T->E EXTERNALIZAÇÃO Conhecimento Intelectual T<-E INTERNALIZAÇÃO Conhecimento Operacional E<-E COMBINAÇÃO Conhecimento Sistêmico

12 O que está acontecendo Organizações de Aprendizagem: O conhecimento não pode ficar ao sabor do acaso. Nem das oportunidades. O aprendizado deve ser feito nas atividades do dia-a-dia para associar o que se aprende ao que se faz. O aprendizado deve ser organizado e contínuo, envolvendo todos os membros da organização e não apenas alguns deles. As organizações estão se transformando em centros de aprendizagem. A aprendizagem organizacional ocorre: Quando a organização alcança o que pretende. Seu plano de ação torna-se real. Quando a defasagem entre o ideal e o real é identificada e corrigida. Organizações de Aprendizagem: O conhecimento não pode ficar ao sabor do acaso. Nem das oportunidades. O aprendizado deve ser feito nas atividades do dia-a-dia para associar o que se aprende ao que se faz. O aprendizado deve ser organizado e contínuo, envolvendo todos os membros da organização e não apenas alguns deles. As organizações estão se transformando em centros de aprendizagem. A aprendizagem organizacional ocorre: Quando a organização alcança o que pretende. Seu plano de ação torna-se real. Quando a defasagem entre o ideal e o real é identificada e corrigida. As cinco disciplinas: (Senge) 1.Domínio pessoal. 2.Modelos mentais. 3.Visão compartilhada. 4.Aprendizagem de equipes. 5.Pensamento sistêmico. As cinco disciplinas: (Senge) 1.Domínio pessoal. 2.Modelos mentais. 3.Visão compartilhada. 4.Aprendizagem de equipes. 5.Pensamento sistêmico.

13

14 Organizações de Aprendizagem Senge

15 Capitais do conhecimento

16 Capitais do Conhecimento O modelo de gestão denominado Capitais do Conhecimento é fruto de reflexão teórica e de observação prática sobre a questão. Teoricamente, é baseado nos conceitos expostos por SVEIBY, EDVINSSON e STEWART;

17 Modelos de Gestão: Semelhanças Sveiby (1997)Edvinsson (1998)Stewart (1997) Estrutura Interna (Modelos Administrativos), Capital OrganizacionalCapital estrutural; Estrutura Externa (Cultura Organizacional); Capital de Clientes; Competência (capacidade individual);, Capital HumanoCapital Humano;

18 Estrutura do Modelo O Modelo dos Capitais do Conhecimento apresenta quatro capitais que devem ser devidamente monitorados e gerenciados para uma efetiva gestão do conhecimento de uma organização. São eles: – o Capital Ambiental, – o Capital Estrutural, – o Capital Humano e – o Capital de Relacionamento Este Modelo pressupõe um Planejamento Estratégico em que todos os componentes da empresa estejam engajados e compartilhem dos mesmos valores

19 Estrutura do Modelo

20 Capital Ambiental Ambiente onde a organização está inserida. – Características sócio-econômicas da região (nível de escolaridade, distribuição de renda, taxa de natalidade, etc.); – Aspectos legais, políticos e valores éticos e culturais; (grau de participação do governo, estabilidade política); – Aspectos financeiros (Taxa de juros e os mecanismos adequados de financiamento e pelos aspectos tecnológicos). Circunscreve os demais Capitais do Conhecimento!

21 Gestão do Capital Ambiental Inteligência Competitiva Fases: Identificar Necessidades de Informação; Coletar e Tratar a Informação; Analisar a Informação; Utilizar a Informação; Avaliar a informação; Variáveis/Atores: Sociais e Culturais; Tecnológicas; Políticas; Econômicas;

22 Capital Estrutural Conjunto de sistemas administrativos, conceitos, modelos, rotinas, marcas, patentes e sistemas de informática, que permitem que organização funcione de maneira efetiva e eficaz. Cultura Organizacional: A maneira como uma determinada organização faz funcionar o seu negócio. Características É o ÚNICO que pertence à organização. É o Capital mais fácil de mensurar.

23 Indústria de Franquias Compra-se a marca, os produtos, os processos, os equipamentos; Quem compra a franquia compra a Cultura Organizacional da empresa, sob pena de perder a franquia. Capital Estrutural

24 Capital Humano Refere-se tanto à Capacidade, Habilidade e Experiência quanto ao Conhecimento Formal que as pessoas detêm e que agregam valor a uma organização. É um ATIVO INTANGÍVEL! Não pertence ao patrimônio das organizações. O capital humano é um ativo intangível que pertence ao próprio indivíduo, mas que pode ser utilizado pela empresa para criar valor.

25 Gestão do Capital Humano: Competências Essenciais Conjunto de habilidades e tecnologias que permite à organização oferecer seus serviços; Os talentos das organizações devem estar em sintonia com suas Competências Essenciais; Deve ser feito um Mapa das Competências existentes na organização; As empresas aproveitam os talentos naquilo que eles têm de melhor para atender a determinadas demandas ! Ao definir sua Competência Essencial, a Empresa revela o caminho que os funcionários deverão seguir se quiserem prosperar em seu interior;

26 Questão Como podemos identificar o conhecimento que temos?

27 Mapa do Conhecimento Sei que SeiSei que não Sei Não Sei que SeiNão Sei que não Sei Achei que sabia Que tal fazer um Mapa dos seus Conhecimentos/Competências?

28 Como manter as Competências na Empresa? Ambiente Organizacional- agradável/estimulante; Exemplo: Gestão Participativa. Remuneração; Exemplo: Participação nos Lucros. Responsabilidade Social. Gestão do Capital Humano: Competências Essenciais

29 Capital de Relacionamento Rede de Relacionamentos de uma organização e seus colaboradores com seus Clientes, Fornecedores e Parceiros. Pode ser Individual ou Institucional; Estratégia de relacionamento; Três Tipos de Cliente: Trazem retorno Financeiro; Trazem retorno de Imagem; Profissionalizam a Empresa.

30 Indicadores de Excelência

31 Critérios empregados no cálculo da pontuação que determina as empresas campeãs em cada setor ou em cada região Peso 10 - Crescimento das vendas Peso 15 - Investimento (no imobilizado) Peso 15 - Liderança de mercado Peso 20 - Liquidez corrente Peso 25 - Rentabilidade do patrimônio (eficiência da empresa, o controle de custos e o aproveitamento das oportunidades que surgem no mundo dos negócios) Peso 15 - Riqueza criada por empregado Bônus - Uma das dez empresas-modelo e os três destaques regionais da última edição do Guia EXAME de Boa Cidadania Corporativa; outros 50 pontos são atribuídos a cada uma das dez primeiras listadas no último Guia EXAME -- As 150 Melhores Empresas para Você Trabalhar; e 25 pontos são somados para cada uma das demais destacadas. As Melhores e Maiores – Exame 2007

32 As MelhoresOs SetoresAs Maiores SchincariolAlimentos, bebidas e fumoCBB/Ambev VCP ExportadoraAtacado e Comércio ExteriorPetrobras Distribuidora MasterAutomotivoVolkswagen DpaschoalComércio VarejistaPão de Açúcar GrendeneConfecção e TêxtilVicunha Semp ToshibaEletroeletrônicoNokia NaturaFarmacêutico, higiene, cosméticoUnilever Aracruz CelulosePapel e CeluloseKlabin Gol linhas aéreasServiços de TrasporteVarig RedecardServiços diversosCredicard SerproTecnologia e computaçãoIBM TelegoiasTelecomunicaçõesTelemar As Melhores e Maiores – Exame 2007

33 Consultoria de Gestão que ouve funcionários desde 1980; um instrumento que permite medir o nível de confiança, orgulho e camaradagem dentro da empresa. As respostas dos funcionários a este instrumento equivalem à maior parte da média da empresa na Pesquisa das Melhores. Tem aprofundado seu conhecimento sobre o que faz um excelente lugar para se trabalhar. Tem reconhecido as melhores empresas para trabalhar no Brasil, Estados Unidos e pelo mundo. Tem ajudado inúmeras empresas a transformar seu ambiente de trabalho. Great Place to Work

34 Critérios adotados Credibilidade – diálogo e envolvimento nas decisões. Para obter credibilidade, as palavras precisam ser seguidas pelas ações. Respeito - espírito de colaboração entre os diferente segmentos da empresa de trabalho em um ambiente seguro e saudável. Respeito significa que vida e trabalho podem ser conciliáveis e não apenas um slogan. Imparcialidade - programas de benefícios e participação nos resultados. Todo mundo recebe uma igualitária oportunidade de reconhecimento, sem qualquer discriminação. Orgulho e Camaradagem - Orgulho de trabalhar naquela empresa e manter com os colegas uma relação de camaradagem.

35 Resultado Brasil 1.Serasa - Serviços Financeiros & Seguros empregados 2.Promon - Tecnologia de Informação empregados 3.Chemtech - Tecnologia de Informação empregados 4.FedEx - Transporte - Transporte de Encomendas – 493 empregados 5.Zanzini - Manufatura & Produção - Mobiliário empregados 6.Belgo – Metais básicos e derivados do metal empregados 7.Magazine Luiza - Venda a varejo – 8165 empregados 8.Todeschini - Manufatura & Produção - Mobiliário – 440 empregados 9.Microsoft - Tecnologia de Informação - Software 400 empregados 10. Boehringer Ingelheim - Biotecnologia & Farmacêuticos – 1071 empregados

36 Unidade 4 - O Mundo em Rede. Redes de Inovação, de Conhecimento e Aprendizado. Unidade 5 - O novo diferencial competitivo no mundo das organizações. - Cinco Forças de Porter e Cadeia de Valor. Próxima Aula


Carregar ppt "TIC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO AULA 2 Produção Acadêmica da Pós-Graduação Lato Sensu."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google