A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CÉSAR AMORIM PACHECO NEVES ESTUDO ANATÔMICO DA FREQÜÊNCIA DAS PERFURANTES QUE DRENAM PARA VEIA FEMORAL SUPERFICIAL São Paulo 2004 Projeto de pesquisar.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CÉSAR AMORIM PACHECO NEVES ESTUDO ANATÔMICO DA FREQÜÊNCIA DAS PERFURANTES QUE DRENAM PARA VEIA FEMORAL SUPERFICIAL São Paulo 2004 Projeto de pesquisar."— Transcrição da apresentação:

1 CÉSAR AMORIM PACHECO NEVES ESTUDO ANATÔMICO DA FREQÜÊNCIA DAS PERFURANTES QUE DRENAM PARA VEIA FEMORAL SUPERFICIAL São Paulo 2004 Projeto de pesquisar apresentado a Universidade Federal de São Paulo/ Escola Paulista de Medicina para a obtenção do título de mestre em ciências.

2 2 1. RAZÕES E OBJETIVOS PARA PESQUISA: 1.1. CONTEXTO:  Von Loder- 1803* * Bjordal, RI, circulation patterns in incompetent perforating veins in the calf and in the saphenous system in primary varicose veins. Acta. Chir. Scand. 1972; 138: SVS SVP PERFURANTE

3 3 1. RAZÕES E OBJETIVOS PARA PESQUISA: 1.1. CONTEXTO: INSUFICIÊNCIA DE VEIA PERFURANTE Lawday-Mussot, S, La veine perforante du canal de Hunter, son incidence dans la pathologie variqueuse et son traitment. Phlébologie 1991; 44: 697.

4 4 1. RAZÕES E OBJETIVOS PARA PESQUISA: 1.1. CONTEXTO:

5 5 1. RAZÕES E OBJETIVOS PARA PESQUISA: 1.2. HIPÓTESE:  Uma freqüência de 15 (quinze) veias perfurantes que drenam para veia femoral superficial OBJETIVO:  Determinar a freqüência das veias perfurantes que drenam para veia femoral superficial.

6 6 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS:  Aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Fundação Universitária de Ciência da Saúde de Alagoas- Governador Lamanha Filho – UNCISAL em 29/09/2004, protocolo 268.  Aprovado pela coordenação de Ensino, Pesquisa e Ética do Instituto Médico Legal Nina Rodrigues em 29/06/2004.  Resolução do Conselho Nacional de Saúde 196/96.

7 7 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: 2.1. TIPO DE ESTUDO:  Estudo anatômico descritivo prospectivo em cadáveres humanos adultos não formalizados.

8 8 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: 2.2. LOCAL:  Instituto Médico Legal Nina Rodrigues em Salvador-Bahia.

9 9 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: 2.3. AMOSTRA: CRITÉRIOS DE INCLUSÃO:  Cadáveres de indivíduos maiores de 18 anos, não formalizados, vítimas de morte natural, admitidos no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues em Salvador-BA para exame tanatológico.

10 10 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: 2.3. AMOSTRA: CRITÉRIOS DE EXCLUSÃO:  Cadáveres com tempo de morte maior que um período de 24h.  Trauma ou doença expansiva em membros inferiores.  Deformidades congênitas ou adquiridas em membros inferiores.  Pacientes que já foram submetidos a cirurgia em membros inferiores, região da coxa.

11 11 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: 2.3. AMOSTRA: AMOSTRAGEM:  Será realizada pelo pesquisador de acordo com sua conveniência de horário.

12 12 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: 2.3. AMOSTRA: CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO:  Será solicitado pelo pesquisador, ao responsável pelo cadáver humano, a ser incluído na pesquisa.

13 13 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: 2.4. VARIÁVEIS: VARIÁVEL PRIMÁRIA:  Determinar o número das veias perfurantes.

14 14 INCISÕES ABORDAGEM 1/3 SUPERIOR 1/3 MÉDIO 1/3 INFERIOR

15 15 ABORDAGEM

16 16 PERFURANTES

17 17 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: 2.4. VARIÁVEIS: VARIÁVEIS SECUNDÁRIAS:  Distância em centímetros (cm) da localização das veias perfurantes na veia femoral superficial, através de uma linha imaginária da borda superior da patela.

18 18 LINHA IMAGINÁRIA DA BORDA SUPERIOR DA PATELA DISTÂNCIA EM CENTÍMETROS

19 19 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: 2.4. VARIÁVEIS: VARIÁVEIS SECUNDÁRIAS:  Localização das veias perfurantes na veia femoral superficial através de um corte imaginário transversal na veia femoral superficial.

20 20 PERFURANTES

21 21 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: 2.4. VARIÁVEIS: DADOS COMPLEMENTARES:  Relação com idade e sexo.

22 22 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: 2.5. MÉTODO ESTATÍSTICO: CÁLCULO DO TAMANHO DA AMOSTRA:  Será de uma amostra arbitrária de 30 (trinta) cadáveres, totalizando 60 (sessenta) membros inferiores.

23 23 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: 2.5. MÉTODO ESTATÍSTICO: ANÁLISE ESTATÍSTICA:  Número de perfurantes (NP): H0: NP  15 H1: NP  15

24 24 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: 2.5. MÉTODO ESTATÍSTICO: ANÁLISE ESTATÍSTICA:  Será usado o Teste de t Student.  O valor de alfa foi definido em 5% com avaliação bicaudal, e o intervalo de confiança de 95%.


Carregar ppt "CÉSAR AMORIM PACHECO NEVES ESTUDO ANATÔMICO DA FREQÜÊNCIA DAS PERFURANTES QUE DRENAM PARA VEIA FEMORAL SUPERFICIAL São Paulo 2004 Projeto de pesquisar."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google