A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Utilização de Objetos de Aprendizagem com o tema Genética Repositório: Portal do professor do MEC.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Utilização de Objetos de Aprendizagem com o tema Genética Repositório: Portal do professor do MEC."— Transcrição da apresentação:

1 Utilização de Objetos de Aprendizagem com o tema Genética Repositório: Portal do professor do MEC

2 Caro Professor, Os objetos de aprendizagem, “OA”s “são recursos digitais dinâmicos, interativos e reutilizáveis em diferentes ambientes de aprendizagem elaborados a partir de uma base tecnológica.” Este trabalho tem por objetivos, auxiliá-lo na seleção destes objetos a partir de uma análise de especialista no ensino de Biologia e facilitar seu uso através de um tutorial que simplifique e torne mais amigável sua interface. Bom proveito! Conhecer mais sobre os Objetos de Aprendizagem Ir para Tutorial

3 Teoria cognitiva da aprendizagem multimídia - TCAM Publicada por Mayer (2001), baseia-se em três pressupostos: Duplo canal Limite de processamento da memória Processamento ativo

4 Princípios de avaliação da TCAM a) Princípio de Representação Múltipla –Princípio de Representação Múltipla b) Princípio de Proximidade EspacialPrincípio de Proximidade Espacial c) Princípio da Proximidade TemporalPrincípio da Proximidade Temporal d) Princípio da Coerência –Princípio da Coerência e) Princípio da Redundância –Princípio da Redundância f) Princípio da Sinalização -Princípio da Sinalização g) Princípio da Segmentação –Princípio da Segmentação

5 Os objetos selecionados O caso do rebanho de Jacó. O caso do rebanho de Jacó As ervilhas ajudariam Jacó? Segregação Independente. Vendo o mundo com outros olhos. Qual é a palavra?Aplicações da engenharia genética Qual é a palavra?Aplicações da engenharia genética

6 Tutorial A seguir serão demonstrados os passos necessários para acesso e execução de alguns OAs sobre genética armazenados no Portal do Professor.

7 Na barra de endereços do seu navegador, digitar o endereço eletrônico do MEC: Outra forma seria digitar diretamente o endereço do portal do professor:

8 Selecionar o Banner “ Portal do Ministério da Educação”

9 No menu “Professores/Diretores”, clicar no item “Portal do Professor”

10 Aparecerá a página de apresentação do Portal do Professor, para ter acesso aos objetos de aprendizagem você deverá clicar no link “Acesse aqui”.

11 Aparecerá uma página contendo todos os tipos de OA disponíveis, selecione “Conteúdos multimídia”

12 Será exibida um tela contendo todos os conteúdos multimídia atualmente disponíveis. Clique em “Recursos Educacionais”

13 Será disponibilizado um formulário com alguns campos a serem preenchidos, digite as seguintes informações:

14 Após preencher as informações, clique no botão “Buscar”:

15 Será apresentado o resultado da busca contendo os objetos de aprendizagem selecionados.

16 Basta clicar sobre o recurso desejado para ter acesso a sua ficha técnica.

17 Na ficha técnica serão encontradas diversas informações sobre o recurso, como Objetivos, Descrição, Observação, Equipe técnica e outras.

18 Você terá três opções: Visualizar o recurso, Fazer o download, ou imprimir a ficha técnica.

19 Clicando em “Visualizar o recurso”, você poderá utilizá-lo online, diretamente do site do MEC.

20 Ao clicar em “Download do recurso”, será aberta uma janela semelhante à apresentada abaixo (conforme o seu navegador.) Basta clicar em “OK” que o download começará automaticamente.

21 Caso seu computador não possua algum programa necessário ao perfeito funcionamento do recurso, você poderá fazer o download clicando no link abaixo:

22 Serão disponibilizados vários programas que possibilitarão a execução do recurso.

23 FIM Obrigado pela utilização!

24 Duplo canal O ser humano possui dois canais de processamento de informação separados (visual e verbal). As ilustrações, vídeos, animações e textos são processadas no canal visual, por outro lado, quando a informação é narrada será processada no canal auditivo. Voltar

25 A memória tem capacidade limitada de processamento: Refere-se ao fato de que existe uma capacidade limitada de processamento de informação em cada um desses canais. Voltar

26 Processamento ativo A aprendizagem requer um processamento cognitivo essencial em ambos os canais (MAYER 2001), ou seja, a aprendizagem inclui prestar atenção, organizar a nova informação e integrá-la no conhecimento já existente. Voltar

27 Princípio de Representação Múltipla Baseia-se no fato que os alunos aprendem melhor quando se utiliza em conjunto palavras e imagens e não somente palavras, pois existe um canal duplo de entrada de informações (PAIVIO 1986). Voltar

28 Princípio de Proximidade Espacial “alunos aprendem melhor quando as palavras e imagens correspondentes são apresentadas próximas ao invés de longe uma da outra, na página ou na tela” (MAYER 2001). Voltar

29 Princípio da Proximidade Temporal ressalta a importância de que as palavras e imagens sejam apresentadas ao mesmo tempo em vez de uma após a outra, isto facilita a aprendizagem porque favorece o armazenamento das informações na memória operacional e as conexões mentais (MAYER 2001); Voltar

30 Princípio da Coerência Este princípio baseia-se na exclusão de todo e qualquer material desnecessário. Material supérfluo tende a distrair o aluno do foco do aprendizado, por isso, quanto mais simples e objetiva for a exposição de determinado tema, maior a facilidade em processar as informações por parte dos alunos; Voltar

31 Princípio da Redundância Quando se utiliza duas informações que se utilizam do mesmo canal, haverá uma competição que dificultará o processo de aprendizagem então, este princípio defende que ao utilizarmos animação e narração, a aprendizagem é mais efetiva do que ao utilizar animação, narração e texto; Voltar

32 Princípio da Sinalização Baseia-se na existência de pistas indicando no texto àquilo que deve ser observado, analisado ou resolvido, desta forma a aprendizagem torna-se mais eficaz. Ao encaminhar a atenção do aluno, este é levado a focalizar os objetivos da aula, o que facilita a seleção e organização na memória operacional. Sem sinalizações a busca por informações poderá exceder os limites da memória operacional. Voltar

33 Princípio da Segmentação – Quando dividimos o conteúdo em partes, facilitamos o trabalho da memória operacional, com isso a carga cognitiva de uma mensagem instrucional, de forma especial aquelas de carga cognitiva intrínseca maior, pode ser manobrada dividindo-se a mensagem em passos ou segmentos de aprendizagem, ao invés de uma unidade ininterrupta.carga cognitiva intrínseca Voltar

34 O caso do rebanho de Jacó Esta simulação se utiliza de uma história bíblica para, de uma forma lúdica apresentar um caso de monoibridismo. É muito importante que o professor execute o aplicativo antes de apresentá-lo à turma, pois, logo de início não fica bem claro o objetivo proposto, que é de encontrar o casal que, quando acasalado, gere maior número de descendentes malhados.

35 O caso do rebanho de Jacó Quando chegar a esta parte da animação o aluno deverá escolher aleatoriamente dois animais (sendo um macho e uma fêmea) e simular um acasalamento clicando no botão “Fazer o cruzamento”. Não há outra forma de se chegar ao resultado senão realizando todos os cruzamentos possíveis (3 machos X 3 fêmeas = 9 cruzamentos). Assim que tiver certeza do resultado, o aluno deverá clicar em “Já sei qual é o melhor”.

36 O caso do rebanho de Jacó Ao acertar o acasalamento aparecerá a seguinte tela parabenizando o aluno pela resposta. O personagem Jacó lança uma pergunta sobre o que as cabras teriam de diferente pois pareciam muito “iguais”. É neste momento que surge a oportunidade para o professor discutir com os alunos os termos “Genótipo e fenótipo”, “homozigose e heterozigose” e ainda recessividade e dominância que alguns alelos têm sobre outros. No caso mostrado o caráter “pelagem preta” é dominante sobre “pelagem malhada”, portanto, quando se realiza o cruzamento entre dois indivíduos heterozigotos, a prole é formada por 25% de indivíduos homozigotos recessivos. Voltar para o tutorial

37 Será que as ervilhas ajudariam Jacó? Esta apresentação retorna ao personagem Jacó e seu dilema com as cabras. Para que se tenha uma coerência na apresentação, é importante que o aluno já tenha utilizado a animação “O caso do rebanho de Jacó”.

38 Será que as ervilhas ajudariam Jacó? Logo no início surge um caixa de texto com as instruções para execução da atividade, em nossa experiência prática, percebemos que os alunos, no afã de resolver logo o problema, acabam fechando esta caixa sem ler ou entender corretamente as instruções, pois a caixa atrapalha a visualização do recurso. Na execução desta atividade, é importante que os alunos já conheçam as definições de genótipo e fenótipo, e de dominância e recessividade.

39 Será que as ervilhas ajudariam Jacó? Logo depois, seleciona-se um casal e clica em “executar cruzamento”. De início todos os fenótipos poderão ser determinados. Aparecerão várias cabras representando o percentual de indivíduos pretos e malhados.

40 Será que as ervilhas ajudariam Jacó? Assim que tiver certeza de todos os genótipos, basta clicar no botão “registrar hipótese. Aparecerá uma mensagem informando se a sua hipótese é válida ou não. Voltar para o tutorial

41 Vendo o mundo com outros olhos Este aplicativo objetiva esclarecer sobre o Daltonismo, doença hereditária ligada ao sexo, recessiva, que atinge diversas pessoas mundo afora

42 Vendo o mundo com outros olhos Após apresentar uma reportagem sobre o daltonismo, o aplicativo oferece uma tabela demonstrando os genótipos dos indivíduos quanto ao daltonismo e seus fenótipos.

43 Vendo o mundo com outros olhos De posse deste dados genotípicos, cabe aos alunos determinarem os alelos presentes em cada um dos indivíduos exemplificados no heredograma. Para verificar a hipótese basta clicar em “Checar genótipo”.

44 Vendo o mundo com outros olhos Novos heredogramas com maior nível de complexidade são propostos, porém o raciocínio para a resolução continua o mesmo. A novidade é que desta vez pede-se para calcular a probabilidade de nascimento de um filho (menino) daltônico. Voltar para o tutorial

45 Segregação Independente Este aplicativo apresenta problemas de incompatibilidade com alguns computadores que só conseguem executá-lo off-line (desconectado da internet). Apesar de termos pesquisado o motivo deste problema, ainda não conseguimos saná-lo. Apresentaremos, então, uma forma de utilizá-lo off-line.

46 Segregação Independente Clique em “OK” que automaticamente iniciará o download do arquivo. Quando clicar sobre “visualizar recurso”, aparecerá a seguinte caixa de diálogo:

47 Segregação Independente Após o download do arquivo vá até a pasta onde se encontram os arquivos baixados e selecione segregacao_independente.swf. Ao dar dois cliques para tentar executar o aplicativo, aparecerá a seguinte caixa de diálogo: Marque a opção “Selecionar o programa em uma lista” e clique em “OK”.

48 Segregação Independente Aparecerá uma tela semelhante à mostrada abaixo, onde você deverá selecionar a opção “Firefox” em “Programas recomendados”, logo após, clique em “Ok”

49 Segregação Independente Aparecerá então o aplicativo.

50 Segregação Independente Este aplicativo trabalha com casos de diibridismo, levando-se em conta a segunda Lei de Mendel, por isso o título “Segregação independente”. No início, após a leitura das informações na barra inferior, o aluno poderá ficar perdido pois enquanto não clicar na lupa para visualizar o formato das asas e a cor dos olhos, o botão de navegação para frente não será habilitado.

51 Segregação Independente A próxima imagem mostra um casal de moscas e na barra inferior existe a orientação para que se clique no macho para visualizar o resultado do acasalamento.

52 Segregação Independente É muito importante seguir as orientações escritas no canto inferior esquerdo, em caixas amarelas para que a animação se processe de forma adequada.

53 Segregação Independente Nesta etapa solicita-se que o aluno arraste os óvulos e os espermatozóides até a área de fecundação para demonstrar a proporção genotípica da prole em um cruzamento teste.

54 Segregação Independente Após a execução de todas as combinações, a proporção encontrada será de 1:1:1:1, sendo metade dos indivíduos parentais e metade recombinantes. Voltar para o tutorial

55 Qual é a palavra? Aplicações da Engenharia genética O objetivo principal deste objeto de aprendizagem é de fixar alguns termos ligados à genética. Trata-se de uma variante do joguinho “forca”, onde cada letra errada faz com que o personagem fique parcialmente submerso em água, podendo se afogar.

56 Qual é a palavra? Aplicações da Engenharia genética Você poderá no Menu “opções”, selecionar um nível de dificuldade para o aplicativo, porém o que muda é somente o número de chances, as perguntas continuam as mesmas. A opção padrão de dificuldade é “Médio”.

57 Qual é a palavra? Aplicações da Engenharia genética Observamos que geralmente os alunos chegam afoitos para responder as questões e não percebem os recursos disponíveis. Para responder a pergunta apresentada deve-se utilizar o teclado virtual disponibilizado, clicando-se na letra que se quer marcar. Atenção: o aplicativo diferencia letras acentuadas das não acentuadas.

58 Qual é a palavra? Aplicações da Engenharia genética A final, após responder as dez perguntas, aparecerá uma tela com as respostas, com sua pontuação e com a possibilidade de refazer a atividade. Voltar para o tutorial

59 Carga cognitiva intrínseca Resulta do nível de complexidade inerente aos materiais instrucionais. O termo foi usado pela primeira vez por Chandler e Sweller. Para eles, toda a instrução tem uma dificuldade inerente associada à mesma (por exemplo, o cálculo de 2 + 2, versus resolver uma equação diferencial). Esta dificuldade inerente não pode ser alterada pelo instrutor. No entanto muitos esquemas podem ser divididos em "sub-esquemas" individuais e ensinados isoladamente, para serem posteriormente retomados e descritos combinadamente como um todo. Voltar


Carregar ppt "Utilização de Objetos de Aprendizagem com o tema Genética Repositório: Portal do professor do MEC."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google