A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Agnolo Bronzino era um pintor florentino maneirista (originalmente Agnolo di Cosimo), aluno e filho adoptivo de Pontormo, que incluiu o seu retrato.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Agnolo Bronzino era um pintor florentino maneirista (originalmente Agnolo di Cosimo), aluno e filho adoptivo de Pontormo, que incluiu o seu retrato."— Transcrição da apresentação:

1

2

3

4 Agnolo Bronzino era um pintor florentino maneirista (originalmente Agnolo di Cosimo), aluno e filho adoptivo de Pontormo, que incluiu o seu retrato como uma criança no quadro Joseph in Egypt ( National Gallery, Londres). A origem do seu apelido é incerta, mas proveio, possivelmente, do tom moreno de sua pele. Bronzino era profundamente ligado a Pontormo e o seu estilo fortemente calcado no do seu mestre. Contudo, Bronzino carecia de intensidade emocional, que era uma característica do trabalho de Pontormo. Agnolo Bronzino era um pintor florentino maneirista (originalmente Agnolo di Cosimo), aluno e filho adoptivo de Pontormo, que incluiu o seu retrato como uma criança no quadro Joseph in Egypt ( National Gallery, Londres). A origem do seu apelido é incerta, mas proveio, possivelmente, do tom moreno de sua pele. Bronzino era profundamente ligado a Pontormo e o seu estilo fortemente calcado no do seu mestre. Contudo, Bronzino carecia de intensidade emocional, que era uma característica do trabalho de Pontormo A Sagrada Família, Kunsthistorisches Museum, Viena

5 Bronzino foi pintor da corte do Duque Cosimo I de Medici durante a maior parte da sua vida artística e o seu trabalho influenciou o curso da pintura de retratos durante um século. Frio, culto e sem emoção analítica, os seus retratos transmitem um sentido de realidade quase insolente. Bronzino também era poeta e a maior parte dos seus retratos pessoais são talvez os de outras figuras literárias (Laura Battiferri, Palazzo Vecchio, Florença, c. 1560). Foi menos bem sucedido como pintor de arte sacra; a sua falta de autêntico sentimento, levando a uma atitude elegante, mas vazia, como em The Martyrdom of S. Lorenzo (S.Lorenzo, Florença, 1569), no qual quase todas as figuras, extraordinariamente contorcidas, se remontam às origens de Raphael ou Michelangelo, a quem Bronzino idolatrava. É o tipo de trabalho que trouxe depreciação ao Maneirismo. Bronzino foi pintor da corte do Duque Cosimo I de Medici durante a maior parte da sua vida artística e o seu trabalho influenciou o curso da pintura de retratos durante um século. Frio, culto e sem emoção analítica, os seus retratos transmitem um sentido de realidade quase insolente. Bronzino também era poeta e a maior parte dos seus retratos pessoais são talvez os de outras figuras literárias (Laura Battiferri, Palazzo Vecchio, Florença, c. 1560). Foi menos bem sucedido como pintor de arte sacra; a sua falta de autêntico sentimento, levando a uma atitude elegante, mas vazia, como em The Martyrdom of S. Lorenzo (S.Lorenzo, Florença, 1569), no qual quase todas as figuras, extraordinariamente contorcidas, se remontam às origens de Raphael ou Michelangelo, a quem Bronzino idolatrava. É o tipo de trabalho que trouxe depreciação ao Maneirismo. c Bia, a Filha Ilegítima de Cosimo I de'Medici, Galleria degli Uffizi, Florença

6 Vénus, Cupido e o Tempo (Alegoria da Luxúria), National Gallery, Londres Eleonora de Toledo com o filho Giovanni de'Medici, Galleria degli Uffizi, Florença

7 A habilidade de Bronzino com nus foi melhor explorada no celebrado Venus, Cupid, Folly, and Time ( National Gallery, Londres), que transmite fortes sentimentos ou erotismo, sob o pretexto de uma alegoria moralizadora. Os seus outros trabalhos de expressão incluem o desenho de uma série de tapeçarias no The Story of Joseph para o Palazzo Vecchio. Bronzino foi uma figura muito respeitada tomando parte expressiva nas actividades da Accademia Del Disegno, da qual foi membro fundador em Entre os seus alunos incluia-se Alessandro Allori, que - reflectindo curiosamente a sua própria carreira inicial - era também seu filho adoptivo. A habilidade de Bronzino com nus foi melhor explorada no celebrado Venus, Cupid, Folly, and Time ( National Gallery, Londres), que transmite fortes sentimentos ou erotismo, sob o pretexto de uma alegoria moralizadora. Os seus outros trabalhos de expressão incluem o desenho de uma série de tapeçarias no The Story of Joseph para o Palazzo Vecchio. Bronzino foi uma figura muito respeitada tomando parte expressiva nas actividades da Accademia Del Disegno, da qual foi membro fundador em Entre os seus alunos incluia-se Alessandro Allori, que - reflectindo curiosamente a sua própria carreira inicial - era também seu filho adoptivo Retrato de Andrea Doria como Neptuno, Pinacoteca de Brera, Milão

8 A Sagrada Família, Pushkin Museum, Moscou Contrate-me como pastora, Musée du Louvre, Paris

9 Alegoria da Felicidade, Galleria degli Uffizi, Florença A Descida da Cruz, Galleria dell'Accademia, Florença

10 Martírio de São Lourenço, fresco - S. Lorenzo, Florença

11 Fundo musical: Música renascentista - Greensleeves Floyd Cramer Pesquisa e produção: Mario Capelluto e Ida Aranha Formatação : Anabela de Araújo

12


Carregar ppt "Agnolo Bronzino era um pintor florentino maneirista (originalmente Agnolo di Cosimo), aluno e filho adoptivo de Pontormo, que incluiu o seu retrato."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google