A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Henrique Abrunhosa Márcio Teixeira Gabriel Duarte.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Henrique Abrunhosa Márcio Teixeira Gabriel Duarte."— Transcrição da apresentação:

1 Henrique Abrunhosa Márcio Teixeira Gabriel Duarte

2 Definição DICIONÁRIO SILVEIRA BUENO Deficiência: Falta, Incapacidade, Imperfeição. Adaptado: Acomodado, ajustado, adequado.

3 Histórico DO DEFICIENTE Idade Média: Monstros, Bruxos...Exclusos da sociedade e até queimados na fogueira; Séc XIX: Renascimento – grandes avanços em reabilitação física – visão do humano e naturalismo – Luis de Camões, Galileu Galilei, Kepler, Beethoven, Aleijadinho

4 Histórico DEFICIENTE NO BRASIL Deficiência oriunda de guerras... Poucas ou nenhuma observações de problemas congênitos;

5 Histórico ESPORTE ADAPTADO Surge no início do séc. XX; Meados de 20 início de atividades de atletismo e natação; Marco: II GM; Inglaterra: Gutmann – Hospital e Stoke Mandeville;

6 Histórico ESPORTE ADAPTADO EUA: pela PVA – Basquete de cadeiras, natação e atletismo; 1960 ocorre a 1ª Paraolimpíada;

7 Histórico ESPORTE ADAPTADO - BRASIL 1958 – Rio e São Paulo fundam o 1os clubes; Administrado por 6 instituições: ABDC, ANDE, ABRADECAR, ABDA, ABDEM, CBDS*;

8 Histórico PARAOLIMPÍADAS Em 48, Ludwig Gutmann – aproveita os XIV Jogos Olímpicos de Verão para criar os Jogos Desportivos de Stoke Mandeville; 14 homens e 2 mulheres das FA Britânicas; Modalidades: Arco e Flecha; Em 52 chega a 130 participantes e decidem fazer a competição anual;

9 Histórico PARAOLIMPÍADAS Em 58 se propõe a realização do evento logo após as Olimpíadas em Roma de 1960; Sela aí o nome Paraolímpíadas com participação de 23 países e 240 atletas; Em 72 o Brasil tem sua 1ª participação; Não participa Surdos, DM severos, e portadores de Deficiências Múltiplas;

10 Histórico PARAOLIMPÍADAS Nem todo o Deficiente participa!!! No Brasil 10% dos Deficientes praticam algum Esporte Adaptado

11 Atletismo Adaptado CEGOS Mais de 70 países filiados a IBSA; Além das Paraolimpíadas, tem as maratonas, marchas atléticas, Jogos Mundiais, Campeonatos Mundiais para Jovens e os não OFICIAIS; Atletismo: naturalidade dos movimentos; Exceção de Salto com vara, Lançamento de Martelo e corridas com barreiras e obstáculos;

12 Atletismo Adaptado CEGOS CLASSIFICAÇÃO DefiniçãoAdaptação B1: De nenhuma percepção luminosa em ambos os olhos até a percepção de luz, mas incapacidade de reconhecer o formato de uma mão a qualquer distância ou direção. Óculos escuros ou semelhantes, aprovados pelo oficial técnico responsável; Nenhuma alteração na pista (cones, demarcações...); Uso de guia permitido; Sinais Sonoros...SILÊNCIO...!!!

13 Atletismo Adaptado CEGOS CLASSIFICAÇÃO DefiniçãoAdaptação B2: Da capacidade em reconhecer a forma de uma mão até a acuidade visual de 2/60 e/ou campo visual inferior a 5 graus. modificação visual na instalação existente (por exemplo, com cal, cones, bandeiras, etc.); Sinais acústicos e guia.

14 Atletismo Adaptado CEGOS CLASSIFICAÇÃO DefiniçãoAdaptação B3: Da acuidade visual de 2/60 a acuidade visual de 6/60 e/ou campo visual de mais de 5 graus e menos de 20 graus;Todas as classificações devem considerar ambos os olhos, com melhor correção (isto é, todos os atletas que usarem lente de contato ou lentes corretivas deverão usá-las para classificação, mesmo que pretendam ou não usá-las para competir).. NADA

15 O Professor??? FUNÇÃO Escolas, Escolas para PNEs; Formação...ACADÊMICA x EXPERIÊNCIA

16


Carregar ppt "Henrique Abrunhosa Márcio Teixeira Gabriel Duarte."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google