A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INTEGRAÇÃO SULAMERICANA

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INTEGRAÇÃO SULAMERICANA"— Transcrição da apresentação:

1 INTEGRAÇÃO SULAMERICANA
FÓRUM EMPRESARIAL DA INTEGRAÇÃO SULAMERICANA A importância da infraestrutura logística da América do Sul Sindicato Nacional da Indústria da Construção Pesada Novembro de 2009

2 APRESENTAÇÃO A construção pesada responde por significativa parcela do PIB e é dos mais importantes segmentos empresariais brasileiros, fomentador de tecnologia, exportador de serviços, gerador de milhões de empregos e parceiro em todas as iniciativas do Governo.

3 APRESENTAÇÃO O SINICON é a mais antiga organização que representa, em caráter nacional, as empresas da atividade econômica da construção pesada no Brasil. Fundado em 1959, o SINICON possui cerca de 450 empresas filiadas, das quais 154 são associadas mantenedoras, todas de capital nacional. O desempenho do SINICON tem garantido às empresas associadas um suporte permanente na abordagem dos assuntos estratégicos do setor. Como órgão atuante, o SINICON promove uma série de ações que buscam seu fortalecimento junto ao Governo e à iniciativa privada.

4 O POTENCIAL DO BRASIL É o núcleo econômico, geográfico e histórico de um MEGAESTADO em formação na América do Sul Os investimentos em Infraestrutura não geram produtos, geram produtividade O PIB do Brasil representa 57% do PIB da América do SUL e 13,3% do PIB total dos países em desenvolvimento, incluindo a China. (dados 2005)

5 ENGENHARIA NO BRASIL A dimensão continental do Brasil ofereceu condições de desenvolvimento para as construtoras, que a partir da década de 70 se tornaram exportadoras de serviços de engenharia e construção assim como nos anos 90 ingressaram nas concessões de serviço público, passando a atuar no Brasil e internacionalmente como construtor e investidor em concessões de transporte, saneamento e energia.

6 PRESENÇA DA ENGENHARIA BRASILEIRA NO MUNDO
1970 – 1980 1980 – 1990 1990 – 2000 Inglaterra Portugal EUA Alemania 2000 – 2007 China Argélia Iraque Bahamas Líbia Mauritânia México Emiratos Árabes Rep. Dominicana Costa Rica Venezuela Dijbouti Panamá Colômbia Congo Tanzânia Equador Angola Peru Bolívia Paraguai Mozanbique Chile Sud Africa Uruguai Argentina

7 O POTENCIAL SUL AMERICANO
O Comércio Internacional, hoje, é feito entre grandes BLOCOS: Nafta, União Européia, Bloco Asiático e União Africana. Apesar da dimensão e representatividade do Brasil, uma Comunidade SUL AMERICANA teria um potencial comercial muito maior.

8 O POTENCIAL SUL AMERICANO
Mercado = 350 milhões de pessoas PIBs somados = US$ 1,5 trilhões Riqueza e desenvolvimento para toda região = vantagem econômica para todos

9 CRESCIMENTO DA AMÉRICA DO SUL
Produto Int. Bruto 6,0 10,0 PIB per capita 3,4 7,5 Emprego efetivo 2,5 3,6 Produtividade média 6,2 Inversão bruta 7,4 Inversão/PIB 23,8 34,0

10 AMÉRICA DO SUL DENSIDADE DEMOGRÁFICA (1985)

11 AMÉRICA DO SUL DENSIDADE DEMOGRÁFICA (2020)

12 DESAFIOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO CONTINENTE SUL AMERICANO
Criar uma ligação econômica permanente entre os diversos setores da economia, que produza uma adequada alocação do excedente econômico entre os centros urbanos e a área rural Proporcionar emprego produtivo para o grande número de desempregados já existentes e atender, anualmente, a grande massa de jovens que ingressa no mercado de trabalho

13 MERCOSUL - COMUNIDADE ANDINA
HISTÓRICO DE INTEGRAÇÃO MERCOSUL - COMUNIDADE ANDINA IIRSA – Plano territorial de integração física centrado nos setores de transporte, energia e telecomunicações Pretende criar canais multimodais de fluxo. UNASUL – une os dois blocos e integra o IIRSA, visando contemplar todo o território

14 HISTÓRICO DE INTEGRAÇÃO (IIRSA)

15 AÇÕES EM INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES
O Brasil crescerá a medida que a América do Sul cresça como Bloco Comercial (MEGAESTADO) e isso dependerá de uma integração que começa pela infraestrutura: no transporte (rodoviário, aéreo, fluvial e marítimo) na construção de portos, redes ferroviárias, rodovias na interconexão eficiente dessas redes com armazéns e instalações de carga e descarga em geral Metrô Santiago - Chile

16 PROJETOS DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES
Construir uma moderna rede de rodovias; Tornar navegáveis e integradas as redes fluviais mais importantes; Melhorar o transporte aéreo; Construir amplas redes ferroviárias retificadas, de via dupla, que logo seriam eletrificadas; Construir portos para navios de grande calado; Ter um amplo programa de reaparelhamento da marinha mercante.

17 RODOVIAS TRONCAIS

18 FERROVIAS EXISTENTES E PROJETOS

19 ESPAÇOS DE TRÁFEGO E CONEXÕES ESTRATÉGICAS
7 6 1 5 2 LITORAL ATLÂNTICO PLANALTO BRASILEIRO BACIA DO PRATA CORDILHEIRA LITORAL PACÍFICO BACIA AMAZÔNICA ORENOCO / CARIBE 4 3 conexões estratégicas

20 CONCLUSÃO Há um relativo consenso no mercado brasileiro sobre o papel estratégico da construção da infraestrutura sul-americana na consolidação do processo de integração do continente Esta meta une os países sul-americanos AUMENTO DO INTERCAMBIO COMERCIAL ENTRE OS PAÍSES FORMAÇÃO DE UM CENÁRIO PROPÍCIO A PARCERIAS ENTRE AS EMPRESAS SUL-AMERICANAS BENEFÍCIOS FORTALECIMENTO ECONÔMICO NAS RELAÇÕES BILATERAIS COM DEMAIS BLOCOS

21 CONCLUSÃO O BRASIL SÓ PODERÁ SE TORNAR UMA NAÇÃO DESENVOLVIDA, PRÓSPERA, JUSTA E DEMOCRÁTICA EM UMA AMÉRICA DO SUL QUE TAMBÉM O SEJA. O PROJETO NACIONAL BRASILEIRO E SUA ESTRATÉGIA TEM QUE CONTRIBUIR DE FORMA DECISIVA PARA O DESENVOLVIMENTO DA AMÉRICA DO SUL A IMPLEMENTAÇÃO DESTE PROJETO É URGENTE

22


Carregar ppt "INTEGRAÇÃO SULAMERICANA"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google