A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Vice-consul comercial Embaixada da República da Polônia

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Vice-consul comercial Embaixada da República da Polônia"— Transcrição da apresentação:

1 Vice-consul comercial Embaixada da República da Polônia
Departamento de Promoção Comercial e Investimentos da Embaixada da República da Polônia A Economia da Polônia Wojtek BACZYNSKI Vice-consul comercial Embaixada da República da Polônia Recife, Julho 2010

2 Polônia – A porta de entrada para a União Européia
Departamento de Promoção Comercial e Investimentos da Embaixada da República da Polônia Polônia – A porta de entrada para a União Européia

3 Conteúdo Fatos básicos sobre a Polônia
Experiências polonesas em atrair investidores estrangeiros e transformação econômica Produtos fortes da Polônia Vocês sabiam que… Cooperação entre a Polônia e o Brasil

4 Fatos – ciência e cultura
Os Poloneses que mudaram a história do mundo Lech Wałęsa João Paulo II Grandes artistas poloneses Cientistas poloneses Maria Skłodowska- Curie Andrzej Wajda Roman Polański Agnieszka Holland Mikołaj Kopernik

5 Fatos básicos – Polônia 2009
Area: km² - 9 lugar na Europa e 6 na UE População: 38,19 milhões - 8 lugar na Europa e 6 na UE Moeda: Zloty (US$ 1 » PLN 3, EUR 1 » PLN 4,07) PIB total: US$ 686,2 bilhões (comparável com a Suiça, Suécia, Belgica) PIB crescimento: 1,7% ( previsão para 2010 – 2,6%), 4,8% (2008) Desemprego: 8,9% (2004 – 20,5 %) PIB per capita: US$ (PPP) Exportações: US$ 134,7 bilhões Importações: US$ 141,7 bilhões Taxa de juros 3,50% Faz parte: WTO, OECD, NATO, UE, Espaço Schengen

6 a ter um crescimento positivo do PIB
Departamento de Promoção Comercial e Investimentos da Embaixada da República da Polônia Economist Inteligence Unit a Polônia previu que a Polônia vai ser o único país da Europa em 2009 a ter um crescimento positivo do PIB Segundo o relatório da EIU o PIB da Polônia teria crescido em ,7 % o que a coloca no primeiro lugar da Europa e sexto melhor resultado no mundo, logo depois da China (6%) , India (5%) e Egito (3,9%). Afinal, em 2009 a economia polonesa cresceu 1,7% . A Polônia é menos sensível a esta crise que por ex. tais países da região como Rep. Tcheca, Hungria ou Eslováquia cujas economias dependem em 80% das exportações. Na Polônia com grande mercado interno este fator representa somente 40%.

7 Crescimento econômico estável e rápido
(PIB em bilhões de USD) Schengen A Polônia entra na UE Entrada na OTAN OECD OMC O começo da transformação Fonte: Fundo Monetário Internacional, World Economic Outlook Database, Outubro de 2007

8 Desempenho econômico O crescimento do PIB em 2007 – 6,6%, durante – 6% (2º melhor entre os países da OECD). Em 2009 – 1,7% (o mais alto na UE) A demanda doméstica – o fator principal por trás do crescimento A taxa média de desemprego caiu em 2007 para 13,8% e baixou para 8,5% em setembro de Hoje – 8,9% Crescimento do PIB Inflação e taxas de juros Contida a pressão inflacionária Metas inflacionárias diretas desde 1999; desde 2004 meta permanente de inflação 2,5% +/-1% depois de aceleração da inflação em 2007, devido à alta demanda doméstica e à pressão encima dos salários em 2008, em 4,6% (Junho) Fonte: FDI Confidence Index Report, AT Kearney 2006, Ernst&Young Report 2006

9 Localização estratégica na Europa
No raio de 2000 km 550 milhões de pessoas No raio de 1000 km 250 milhões de pessoas localizada no coração da Europa continental faz parte do mercado único de 450 milhões de pessoas é o trampolim para o Leste a população de 250 milhões no raio de 1000 km uma base de custo competitivo

10 Modernisação da rede rodoviária e ferroviária na Polônia
Rodovias até 2006 2014 – 2020 Novas construções Depois de 2020 Ferrovias existentes Em construção 2007 – 2013 2014 – 2020 Concessões ou PPP 2007 – projetos adicionais Source: GDDKiA, MI

11 Transporte aéreo na Polônia
Passageiros atendidos nos aeroportos em milhões Aeroportos regionais em constante crescimento Três novos aeroportos internacionais serão em breve construidos nas proximidades da capital Varsovia Source: Civil Aviation Office

12 Os lugares mais atraentes para investimentos futuros na opinião de 834 gerentes de 43 países
5 18 % 26 48 38 21 USA/Canadá 2006 07 08 68 55 33 Europa Ocidental 52 39 42 Europa Central e do Leste 12 Rússia 30 Índia 41 47 China 14 16* América Latina** * Localizações globais levadas em consideração para projetos de relocação ** O Brasil é escolhido por quase metade dos respondentes Fonte: Ernst&Young, 2008

13 Os lugares europeus mais atraentes para investimentos futuros
Polônia 18% 18% Alemanha 16% 16% Rússia 12% 12% França 11% 11% Romênia 10% 10% Hungria 9% 9% Reino Unido 9% 9% Espanha 8% 8% Bulgária 8% 8% Itália 7% 7% República Tcheca 7% 7% Fonte: Ernst&Young, 2008

14 A Polônia oferece 20 M de jovens com o espírito empreendedor e multilíngües
87% dos estudantes universitários falam um idioma estrangeiro 50% da população tem menos de 35 anos, e 35% tem menos de 25 aproximadamente 2 milhões de estudantes universitários mais de recebem diploma a cada ano a rede nacional de 448 universidades e politécnicas Porcentagem dos poloneses que falam idiomas estrangeiros por grupos de idade (em %) POZNAŃ WROCŁAW WARSAW KRAKÓW ŁÓDŹ SZCZECIN GDANSK KATOWICE BYDGOSZCZ-TORUŃ Principais centros acadêmicos Fonte: EIU, Eurostat

15 Os estudantes poloneses confirmam a qualidade do sistema educacional
2007 Microsoft Imagine Cup Os programadores poloneses ganharam três primeiros lugares num total de nove categorias. A distinção para a aplicação com o maior potencial de negócios. 2007 Europe Merrill Lynch Investment Challenge Um grupo de quatro pessoas da Escola Superior de Economia de Varsóvia (SGH) foi o vencedor do prestigioso Europe Merrill Lynch Investment Challenge 2007, superando as 200 equipes da Europa inteira. 2007 Society of Automotive Engineers Em 2007, na competição SAE (Fort Worth – Texas) a equipe de tecnologia da Universidade de Varsóvia gahou o 2o lugar internacional e o 1o lugar na Europa. ACM é a competição de programação mais velha, a maior e a de maior prestígio no mundo Em 2007 uma equipe da Universidade de Varsóvia ganhou o 1o lugar entre as 1582 universidades de 71 países. Fonte: ACM 2007www.microsoft.com 2007, PAP – Polish Press Agency 2007, SAE, Gazeta Wyborcza 2007

16 Os melhores 5 países na classificação da FedEE País Clasificação
A classificação dos países da Federação Européia dos Empregadores [The Federation of European Employers (FedEE)] em 2007 Os melhores 5 países na classificação da FedEE País Clasificação 1. Polônia +6 2. Dinamarca +2 3. Eslovênia 4. Suiça 5. Reino Unido Fonte : Federação dos Empregadores Europeus

17 Salário bruto médio na Polônia – QI 2009
mazowieckie 1,946 podlaskie 1,287 lubelskie 1,255 podkarpackie 1,199 malopolskie 1,380 ślaskie 1,532 opolskie 1,349 dolnoslaskie 1,450 lubuskie 1,248 swietokrzyskie 1,269 lodzkie 1,276 wielkopolskie 1,359 warminsko- -mazurskie 1,224 pomorskie 1,506 kujawsko- -pomorskie 1,261 zachodnio- 1,351 Salário mínimo: 536 USD Salário médio: USD Acima de USD 1,401 – 1,801 USD 1,301 – 1,400 USD 1,190 – 1,300 USD Fonte: Agência Central de Estatística 2009

18 O fluxo do investimento estrangeiro direto em 2000-2008 (bilhões de USD)
Fluxo de investimento estrangeiro direto para Polônia em 2009 – 10,58 bilhões de USD Fonte: Banco Central da Polônia

19 O fluxo do investimento estrangeiro direto em 2000-2008 (bilhões de USD)
Investidores holandeses constituem o maior investidor estrangeiro na Polônia O FDI na Polônia no fim do 2006 – de acordo com o país de origem dos investidores Fonte: UNCTAD, BC da Polônia

20 A entrada, por setores, do FDI na Polônia
Fonte: BC da Polônia

21 Centros de serviços e produção
Automotivo Metalurgia Máquinas Eletrônicos

22 Centros de serviços e produção
Aviação BPO Business Process Outsourcing – a terceirização de processos de negócios Pesquisa e desenvolvimento

23 Abrindo uma empresa – princípios básicos
Tratamento igual para as empresas domésticas e para as fundadas pelos investidores estrangeiros Plena repatriação de lucros, dividendos e do capital investido Não há restrições referentes a entrada do capital estrangeiro em quaisquer atividades de negócios O direito de comprar bens imobiliários e outros ativos

24 É fácil abrir um negócio na Polônia
Baixo número de trâmites - 10

25 Alíquota do imposto de renda de pessoa jurídica (CIT) 19%
Alíquotas de impostos Alíquota do imposto de renda de pessoa jurídica (CIT) 19% Alíquota do imposto de renda de pessoa física (PIT) - 18% e 32% Imposto de Valor Agregado (IVA) – alíquota básica: 22% - alíquotas reduzidas: 7%, 3%, 0% Contribuição da Previdência Social paga pelo empregador - entre 17,48% e 20,41%

26 Zonas Econômicas Especiais
Uma zona econômica especial (SEZ) é uma área designada na qual as atividades de produção ou distribuição podem ser conduzidas nos termos preferenciais O objetivo das SEZ é dar suporte ao desenvolvimento regional Atualmente, existem 14 SEZ na Polônia, cada uma composta de várias subzonas A área total de todas as SEZ – hectares As SEZ vão funcionar até e até depois As permissões para conduzir as atividades nas SEZ são emitidas pelas autoridades de cada SEZ Existe a possibilidade de incluir na SEZ uma área escolhida pelo investidor Vantagens que resultam de uma permissão para conduzir atividades numa SEZ Elegibilidade para obter a isenção de impostos – uma forma da ajuda regional Lote de terreno preparado para um projeto de investimento, disponível por um preço competitivo Assistência gratuita nos trâmites relacionados com o projeto de investimento

27 Os recentes projetos de sucesso
BPO, Índia valor: 1,8 milhão de Euros empregos: 350 Gdańsk Têxteis, Índia valor: 45 milhões de Euros empregos: 553 Świecie P & D, Coréia valor: 7 milhões de Euros empregos: 250 Warsaw Zielona Góra Łódź Eletrônicos, China valor: 4 milhões de Euros empregos: 1276 Legnica Papel, Reino Unido valor: 280 milhões de Euros empregos: 140 Wrocław Eletrônicos, USA valor: 220 milhões de Euros empregos: 2000 Automotivo, Japão/Alemanha valor: 150 milhões de Euros empregos: 700 Balt Yacht

28 Localização e custo-efetividade
Porque a Polônia? Resumo Localização e custo-efetividade Grande potencial em recursos humanos Reconhecimento global Fundos da UE (110 bilhões de Euros para o período de ) – um salto na infra-estrutura Balt Yacht

29 Exemplos de alguns produtos fortes
PZL Świdnik Exemplos de alguns produtos fortes Balt Yacht

30 GRANDES EMPRESAS QUE ACREDITARAM NA POLÔNIA NA AREA AUTOMOTIVA

31 “vale de aviação” polonês
A longa tradição da aviação polonesa é visível na atividade de 55 fabricantes de aviões e peças para as principais marcas mundiais. Fábricas polonesas produzem: aviões para esportes leves, passageiros, agricultura e treinamento, helicópteros, planadores, partes para aviões e acessórios. PZL Świdnik PZL Świdnik Margański & Mysłowski Zakłady Lotnicze Sp. Z o. o. PZL Mielec

32 Polônia – um dos maiores fabricantes de iates na região
Os construtores poloneses de barcos especializaram-se em iates de pequeno e médio porte. Existem 845 empresas na Polônia que constroem e fazem serviços para barcos e navios. Elas são conhecidas por laminados de alta qualidade, cuidadoso acabamento e uma construção moderna. Os chamados “Cinco Grandes” estaleiros poloneses de iates: Balt Yacht, Delphia Yachts, Galeon, Ostroda Yacht e Slepsk, exportam cerca de 100% da sua produção. Jeanneau by Ostróda Yacht Balt Yacht Balt Yacht

33 SPAs na Polônia Hotel SPA Dr Irena Eris Krynica Zdrój Luxo perto da natureza Grande variedade de tratamentos de beleza facial e corporal, massagens, tratamento com água, etc. Tudo em bonito ambiente natural Hotel Pyramid – Spa & Wellness Hotel Villa Verde Resort & Spa

34 Polônia – o maior produtor de alimentação orgânica da Europa

35 Cooperação entre a Polônia e o Brasil

36 (ao lado da Alemanha, Grã-Bretanha, Portugal e Rússia).
cooperação entre a Polônia e o Brasil Entre os 33 mercados no mundo, a Polônia é indicada pelo Brasil como um dos cinco maiores mercados europeus (ao lado da Alemanha, Grã-Bretanha, Portugal e Rússia). Esta estratégia é confirmada pela abertura de um centro de negocios da APEX BRASIL: na Europa – em Varsóvia.

37 Exportação - Importação
Fertilizantes, peças de TV e LCD, motores diesel para veículos, eletrodos de carvão, soda caustica, ácido sulfúrico, carvão, caldeiras para ind. de alumínio, soro de leite em pó, leite em pó, enxofre, trilhos Aviões, fumo „Virginia”, autopeças, minérios de ferro, café, café solúvel, rolhas motocompressores, magnésia, vidros de segurança, dentrifícios, melões 2006 2007 2008 2009 exportação polonesa para o Brasil em US$ milhões dados SECEX (1 trimestre 2010 – ) Importação polonesa do Brasil em US$ milhões

38 Convidamos vocês para visitar os nossos sites
Departamento de Promoção Comercial e Investimentos da Embaixada da República da Polônia Convidamos vocês para visitar os nossos sites

39 Muito obrigado pela atenção
Departamento de Promoção Comercial e Investimentos da Embaixada da República da Polônia Muito obrigado pela atenção


Carregar ppt "Vice-consul comercial Embaixada da República da Polônia"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google